História A garota dos olhos vermelhos - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Jack & Jack, Jacob Whitesides, Magcon, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Jack and Jack, Jacob Whitesides, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Amor, Drama, Mentiras, Perigo, Romance
Exibições 79
Palavras 1.745
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi pessoal resolvi postar hj pq não tive tempo e percebi que tinha q atualizar, e só lembrando q amanha tenho 3 provas e um trabalho. me desejem sorte por favor <3

Capítulo 26 - Você tem que matá-la


Fanfic / Fanfiction A garota dos olhos vermelhos - Capítulo 26 - Você tem que matá-la

Pov. Shawn

-—seu pai ? —disse meio pasmo pois ainda não caiu a ficha pra mim —conta outra —disse

— acha mesmo que depois de tudo o que eu fiz eu não tive um propósito ? —disse ele sorrindo, isso me dava medo

— e qual seria? —disse olhando ele dando voltas ao meu redor

—simples, Megan! Ela é tudo o que eu preciso pra deixar o papai feliz

— mas por que? Por que você está fazendo isso? Por que precisam dela? —

— as pessoas se enganam ao acharem que ela é a maior fonte de poder já existente —disse ele sorrindo e ainda dando voltas

—e não é? —disse parado

— claro que não —ele parou —depois que Megan nasceu, um anjo a protegeu e adivinha..... era eu.

—que? Você  pirou foi? —disse confuso

—acho que você não sabe muita coisa sobre ela. A mãe dela teve que pagar um alto preço pro anjo que a salvou. No caso, eu! mas não necessariamente ela que pagou, na verdade esse alguém foi o pai dela, Robert!

—eu não estou entendendo nada —disse ainda mais confuso

— eu explico direito. Quando Elena foi deixar Megan em Manhattan, ela abriu um portal que a trazia de volta pra ilha de Fireland, quando ela voltou ela não conseguiu resistir e acabou morrendo. O que as pessoas não sabem na realidade, é que Robert estaria vivo, disseram que ele foi morto pelo exercito de magnos na guerra, mas não foi, na verdade Átiro o levou de volta, ele teve relações com uma mundana e teve que ser levado de volta. Átiro ficou sabendo que ele teve uma filha, e que ela nasceu. Então não poderia deixar uma força sobrenatural mundana ser mais forte que as demais.

— e o que ele fez? —disse

— ele criou você —ele disse apontando pro meu rosto

—eu? —apontei pra mim mesmo

—sim, você não sabe ainda, mas tem um ser dentro de você que precisava ser libertado e apenas se libertaria com o seu cruzamento e o de Megan. Agora me responda uma coisa, vocês e Megan.... transaram? —fiquei calado —é acho que isso responde

—mas o que eu e ela temos haver?

—simples, Átiro não ia permitir que existisse uma criatura humana tão forte quanto ele, então ele fez você. Você é filho de Átiro, e ela é filha de Robert. Seus destinos sempre estiveram cruzados, desde o momento que vocês nasceram. Vocês são condenados a morrerem juntos

— para de inventar mentiras

—acha mesmo que estou inventando?  A cicatriz que ela tem na perna é por sua causa

—que?

—quando você nasceu, você nasceu pra sempre saber onde ela está, toda vez que ela queima é pra lembrar á você dos momentos vulneráveis dela. Ela é sensível e isso acontece com ela o tempo todo. Os olhos dela? Simples, seus olhos naturais são azuis e os dela de verdade são vermelhos, isso por que ela é um símbolo do mal e você o do bem, tipo água e fogo, você nasceu pra derrotá-la. Quando vocês tiverem mais uma relação sua maldição será ativada e você é obrigado a matá-la mesmo que não queira —ele sorriu —e aí meu amigo, eu posso levá-La pro papai e posso ficar com ela todinha pra mim —ele cochichou no meu ouvido

—mas isso não é possível, você  só está flertando —disse obsceno

— não eu não! Quando Átiro enviou  Robert para o inferno  por se envolver com uma mundana e te criou, ele já sabia o que aconteceria com Megan assim que nascesse, isso por que ele tinha um oráculo, Megan seria a maga mais respeitada por todos e até mesmo mais respeitada que ele. Ele como se sentiu ameaçado, te criou com todos os poderes necessários para matá-la. Só que como você estava demorando muito, eu tive que vir dar uma forcinha, fingindo ameaçar o namoro de vocês pra vocês ficarem juntos e aí sua maldição se ativar e matar ela.

—por que você esta e dizendo tudo isso? —disse estranhando —por que você  esta me dizendo se quando eu sair daqui vou poder acabar com essa façanha?

—e quem foi que disse que você  vai sair daqui? E quem foi que disse que eu não vou apagar sua memória? Olha vou te dizer hein, tudo o que você viveu foi uma mentira, nada foi real, não se sabe bem ao certo o que vai acontecer com ela e com vocês a partir do momento que eu te deixar ir.

—já chega dessa sua palhaçada —disse tentando usar meus poderes, mas pelo visto ele não tinha nenhum pra mim roubar

— ôuu pelo visto alguém aqui não está conseguindo usar os poderes —disse ele me olhando —ou você já esqueceu que o meu poder é de te enfraquecer!? Você não percebeu que quanto mais fica perto de mim, mais você fica fraco?

—você é o demônio —disse caindo no chão de joelhos e sentindo minha visão escurecer

—você nem imagina o quanto

 Apaguei

...

Acordei em uma espécie de casa/cabana, não sei onde estava por que nunca tinha visto esse lugar antes. Minha vista estava rodando, não sabia o que estava acontecendo, só sei que estava fraco e tonto.

—finalmente acordou! —disse ele dando tapas na minha cara

— o que você fez comigo?

—nada, você só ficou tempo de mais perto de mim, é isso que acontece, você teve sorte, se tivesse ficado mais teria sido bem pior. Mas eu não havia terminado então...

—mas você não pode me matar lembra? Eu sou destinado a matar a Megan, se você me matasse como isso seria possível ? —disse dando um riso cínico

— hum, pelo visto você ainda está pensando. —disse ele me encarando

—Você nunca vai conseguir o que quer —disse

— tem certeza? Acho que você nem reparou nas pessoas que estão do meu lado —nessa hora eu vi Felipe, o cara que brigou comigo e com Megan; temos uma shade.

— não,não. Felipe? Você? —disse

—eu sempre fui um pretesto, era só pra ver se  ela tinha força suficiente pra derrotar a Carol

—Carol? —achei estranho o nome

—ela é o plano b caso você dê “erro” —ele riu de canto

—isso ai Felipe vamos indo por que já está de noite

—claro, mas o que acontece com ele? —disse Felipe

—de noite eu apago a memória dele —disse eles saindo

Pov. Jacob

Eu andava feito louco atrás do Cameron,mas nada dele. Resolvi voltar até onde eu e Shawn havia combinado que em duas horas nos encontraríamos. Então eu fui pra lá

Shawn? Shawn? —falei baixo, pensei na possibilidade  dele estar escondido em alguma moita por aí, pois estava escuro e não dava pra enxergar nada

—ora ora —disse alguém vindo na minha direção —se não é o idiota do Jacob —disse uma voz familiar

—quem é você ? —disse olhando ao redor e nada de encontrar a pessoa com quem eu falava

— ah! Pensei nessa grande possibilidade de você não lembrar de mim

— dá pra aparecer logo ?

—claro irmão —disse Felipe aparecendo

—como? Ué, irmão. Somos irmãos não lembra? —disse ele tentando agarrar no meu pescoço e eu dou um tapa na mao dele a afastando de mim—claro, você era muito novinho até o papai trocar a minha mãe por aquela idiota da sua

—cale a boca antes de falar da minha mãe —disse o ameaçando e fechei meus pulsos de raiva

— vai me bater maninho ? —disse ele me provocando e apertando o meu rosto

—tira as suas patas de cima de mim —disse

— não, por que você é a única coisa que me impediu de ter uma família.. se sua não tivesse aparecido na porta de casa grávida naquela noite, tudo seria diferente, isso tudo é culpa sua... —ele não falou mais nenhuma palavra por que eu criei uma bola de fogo na mão e atingi seu rosto o jogando pra longe

—a culpa é do idiota do seu pai —disse indo pra onde ele, disposto a dar uma surra nele

—nosso, ou se esqueceu que também tem sangue dele em suas veias? Armines não é meu pai

— é sim maninho, ele é a fonte de poder que precisamos pra poder sermos imortais. Mais fortes que qualquer humano já conseguiu. Isso claro se derrotarmos a Megan —disse me aproximando dele

— que história é essa?

—quando ela nasceu mandou nosso pai pra longe da gente, ele foi caçá-la por que ele era caçador lembra? E ela era a caça,  ele a encontrou porem ela tinha uma energia que a protegia dos caçadores que se aproximando matando todos eles. Ela destruiu nossa família. Vamos nos vingar irmão. Pelo papai

— não eu não vou a lugar nenhum com você

—então me mata Jacob! Vai! Faça isso, prove que você não sente nada por mim por que segundo você, não somos irmãos. Depois que Átiro mandou Robert pro inferno e nosso pai a caça, nada foi o mesmo.

— a culpa não foi de Megan foi de Átiro —disse defendendo Megan

— não foi não. Megan matou o papai. NOSSO pai, ela destruiu a nossa família. Então se você não quer mesmo me matar me ajude a matá—La por que ela merece

— ninguém vai tocar um dedo naquela garota —disse criando uma bola de fogo  na mao e disposto a jogar em Jacob —nem mesmo você.

— então vai, me mata —disse ele me desafiando

— Adeus irmão —no momento que eu ia jogar a bola de fogo alguma coisa acaba com a minha magia, e eu fico tentando criar outra bola e mais outra e mais outra, mas foi sem sucesso. —mas o que?.... —nesse momento fui atingido por alguem, parece que estava sendo jogado por uma força mistica

—belo discurso Jacob —era o Cameron com uma pedrinha na mao —ia mesmo matar o seu irmão? Átiro não ia gostar nada —disse ele indo  me ver  no chão —seu pai foi um herói que aquela megera da Megan matou quando era criança. Magnos tentou proteger seu pai, mas Megan era forte de mais

—acha mesmo que eu ligo pro meu pai? Ele era um idiota que só decidiu me ter mas não me criar. Se fosse assim, preferiria nem ter um pai como ele

—é mesmo? pois acho melhor você nem existir mesmo —disse ele  segurando meu pescoço com uma super força que ele tinha e tentando me sufocar —bons sonhos Jacob —ele sorriu enquanto me sufocava

—CAMERONNNNNNNN —uma voz feminina gritou na floresta escura —PARA! O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO? —era Megan 


Notas Finais


Espero ver vocês em breve, amo tds vcs e até logo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...