História A garota e o Lobo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 20
Palavras 794
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


demorou, mais chegou 😙 bjs de luz

Capítulo 5 - Fique longe de mim


Fanfic / Fanfiction A garota e o Lobo - Capítulo 5 - Fique longe de mim

Os pequenos raios de sol atravessava as pequenas aberturas que existia sobre os cantos da medalha do lobo, a pequena medalha de um lobo sobre a lua a ruiva, a luz se desfez e sumiu por completo dando lugar ao vento frio e sua chuva,me levantei de minha cama e feichei a janela já estava quase na hora de ir a escola coloquei a medalha sobre a corrente e a coloquei sobre o pescoço o derrubando sobre entre meu busto, sai de meu quarto e segui para sala,  andei até a porta e abri e a chuva cai cm força sem parar.

"filha já vai para escola? "-Rey falou a se aproximar

"se pai, mais essa chuva"-sussurei

"pegue um capuz, eu a le levo"-falou com um pequeno sorriso.

Corri para o quarto, é abri o guarda-roupa e cômodas e nada, nem se quer um capuz, é ai que me lembro do capuz vermelho do sótão que estava abaixo do travesseiro, coloquei sobre a cabeça e fiz um laço sobre o pescoço, desci as escadas quando me deparo com o meu pai, a me olhar fixamente como se nunca tivesse me visto.

"onde achou isso"-falou meio supresso

"e-e no sótão.. "

"filha.. -se virou e seguiu para fora de casa-vamos"

Sai meio assustada pelo jeito de meu pai, é seguimos a pé entre a estrada molhada até chega ao pequeno Colégio que era bastante perto da floresta.

"chegamos, obrigada por me trazer pai"-falei a sorrir

"de nada minha filha.. "meu pai falava a olhar fixamente para frente e virei-me para observa b em o que seria.

"Cristian..."-resmunguei enquanto via ele entra.

"esse miserável estuda aqui"-falou meu  pai com fúria

"ele é professor pai"-o responde-"agora tenho que ir.

"vá, é cuidado minha filha"-ele me deu um pequeno beijo sobre minha testa e partiu para casa.

Entreguei numa pequena quando só agarrada pelo braço, é arrastada para uma  pequena sala.

"lua"-falou Cristian a tranca a porta

"está loco, abra essa porta seu idiota"-gritei

"cale-se"-resmungou

"não me calo, abra agora"

Ele se aproximou de mim e me calou por completo por um abraço forte que me segurou por alguns segundos e me soltou, pegando uma de minhas mãos e olhando nos fundos de meus olhos.

"só queria um abraço seu, é agora adeus, não me aproximo mais Dr você minha pequena lua.

"c-como"

Ele abriu a porta e saiu em pequenos passos.

"adorei o capuz"-e saiu

Fiquei por alguns segundos naquela sala sem se quer entender o fato de tudo isso, após eu me acalmar a segui a sala, é não era ele o professor que estava presente, mais sim outro. Me sentri como de costume em meu lugar e escorrei minha cabeça sobre a janela de vidro e pude observa o Cristian a sair da escola e ir em direção a floresta, ele estava a ir e dele só me lembrava daqueles olhos castanhos, aquele braços fortes, é sua voz, não estava a acredita que ele estava a me fazer falta.

"senhorita lua"-falou o professor a me chama a atenção"

"s-sim professor"

"quem escreveu a história romeu  e Julieta? "

Joguei as mãos sobre a mesa com força e me levantei e andei até sua frente.

"você é um péssimo professor de artes"-e sai daquele lugar a correr, desci escadas, passei em corredores e sai daquela escola e entrei na mata a procura de cristian, gritava seu nome sem parar até quase ficar roca, os pingos de chuva começaram a cair sobre minha cabeça, ergo o capuz e coloco sobre a cabeça.
Após uma caminhada grande e cansativa, encontro a casa de cristian, me aproximo e tento abrir e está fechado, me viro e um encontro de olhos acontece:Cristian e eu.

"o que está fazendo aqui? "-falou raivoso enquanto a chuva caia sobre seu cabelo e descia sobre o rosto.

"v-vim até você, estou sentindo sua falta"-gritei

"não.. não me diga isso, vá embora, fique longe de mim. "-sussurrou

"a única coisa e saudade, não se preocupe."-falei devagar a me afasta dele.

"va embora lua, va e não me procure mais."

Voltei e me aproximei colocando a mãos sobre seu rosto, é um sorriso surge em seus lábios, um falso sorriso.

"por favor.. "-falou ele a retira de sua face minhas mãos.

"não "-o empurrei para trás com um pouco de raiva, ele correu a minha frente me retirando do chão e me colocando sobre suas costas.

"me largue, me coloque no chão"-gritava

"vou levar para sua casa"

Andamos até chegar a minha casa, ele simplismente me jogou sobre o chão molhado e coberto de lama, me levantei furiosa a bate-lo e a tenta o atingir com algo, é ele segura sobre minhas mãos e nossos rosto se encontram preste a um pequeno e insignificante beijo.

"LUA.....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...