História A Garota e o Lobo Mau (Imagine Chanyeol) - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, Tao, V, Xiumin
Tags Chanyeol, Chapeuzinho Vermelho, Interativa, Lobo Mau, Romance, Skinwalker, Sobrenatural
Visualizações 541
Palavras 1.705
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 27 - Ciúmes bobo


Fanfic / Fanfiction A Garota e o Lobo Mau (Imagine Chanyeol) - Capítulo 27 - Ciúmes bobo


Fomos embora da lojinha e Chanyeol me levou a um Parque. Não entendi o porquê, mas fazer o que né?

Ele me colocou na grama e se sentou do meu lado sorrindo.

- Porque me trouxe aqui? - pergunto.

- Hoje estou decidido a fazer você sorrir pelo dia todo! - disse me abraçando.

- P-por que?

- O idiota do seu ex te fez chorar.... Então eu vou te fazer sorrir! - disse e roubou um selinho meu.

- E-ei! - dei um tapa em seu ombro - Não te dei essa liberdade!

- Liberdade não é dada, mas sim conquistada! - disse e me abraçou novamente. - E eu já disse que vou te conquistar pequena!

- Você até agora só me deixou sem graça.... - disse baixo.

- Era isso ou fazer você passar vergonha! - disse rindo.

- É mais fácil eu fazer você passar vergonha... - digo baixo.

- Até parece que não me conhece! Você está falando com Park Chanyeol! Seu Oppa!

- E você com Jeon S/n! Você não tem moral pra falar aqui! - falei cruzando os braços.

- Até pra ver quem faz o outro passar vergonha a gente discute...

- Você que começa! Eu só termino! - disse dando de ombros.

Antes que ele respondesse, um garotinho vem até mim aparentemente chateado.

- Noona! Por favor me ajuda! - ele fez bico.

- Que foi pequeno? - o olhei.

- Meu gatinho subiu na árvore e não quer mais descer! - ele disse com os olhos brilhando.

Ahhh não, ele vai chorar!

- Onde está seu gatinho? - perguntei.

- Na árvore grande! - ele apontou em uma direção.

- Está muito longe... Seu gato vai descer por conta própria garoto! - Chanyeol disse olhando o mesmo.

- Mas eu vou embora daqui a pouco! - disse chateado.

- Tudo bem pequeno! Eu pego seu gatinho! - disse e o garoto sorriu me abraçando

- Obrigado Noona! Esse tio não tem coração! - o garotinho disse e eu ri.

- Tem razão pequeno! O Tio não tem coração! - disse sorrindo e Chanyeol me olhou indignado.

- Escuta aqui, eu não sou tio! Sou seu Hyung! - disse pro garoto.

- O hyung cuida do mais novo! Você é só o tio mesmo! - o garoto diz. - Noona! Meu gatinho! - disse fazendo aegyo.

- Vamos lá pegá-lo! - digo e o garoto pegou minha mão e me puxou até a árvore.

- Olha ele ali em cima! - disse apontando para um gato de pelos siameses.

- Espera aqui que a Noona vai pegar ok? - disse e ele acentiu.

A árvore não era difícil de subir. Comecei a escalar a mesma e subi até o galho onde o gato se encontrava. A árvore era enorme, então dava para subir tranquilo. Ao chegar no local que o gato se encontrava, tive que subir no galho, já que o gato estava na ponta. Me estico e pego o gatinho.

- Peguei você! - começo a fazer carinho no gato siamês. - Seu dono está preocupado contigo gatinho!

Os olhos azuis do gato eram muito hipnotizantes. Fiquei alguns segundos concentrada nos olhos do mesmo. Mas sai do transe ao ouvir a voz do garotinho.

- Noona! Você conseguiu? - o menino gritou do chão.

- Sim! Já vou descer! - respondi e ele sorriu.

Me estiquei e comecei a descer da árvore com o gato no colo. Em poucos segundos, cheguei no chão e entreguei o gatinho para o garoto que agora, sorria largo.

- Valeu Noona! - ele me abraça. - Você parece ser mais legal que aquele tio que estava com você. - dei risada por ele chamar Chanyeol de tio.

- Eu ouvi! - Chanyeol diz.

- Tio chato! - o menino diz olhando feio pra Chanyeol.

Garotinho, já gostei de você!

- Noona, como você namora aquele tio chato? - perguntou.

- Eu n-não namoro ele! - disse rindo nervosa.

- Não? - diz me olhando curioso.

- Ainda não! - Chanyeol responde.

- Que bom Noona! Você é muito bonita pra ele! - disse sorrindo.

Eu definitivamente amei esse garotinho.

- Obrigada! - disse sorrindo. - Como se chama?

- Kwon! - disse sorrindo.

- Me chamo S/n! - ele aperta minha mão.

- Que nome bonito Noona! - fala fofo.

- Esse menino tá de graça com minha pequena! - ouvi Chanyeol resmungar.

- Noona, já que você não namora o tio, eu posso namorar você? - diz inocente.

Eita! Deu ruim! Não gosto mais de você não! Meu Deus, como se da fora em uma criança?! Ferrou! 

- Não pode pequeno! - disse sorrindo fraco.

- Por que? - fez bico.

- Eu sou muito mais velha que você, é errado! - falei um pouco nervosa.

- Quantos anos a Noona tem?

- 17!

- Ah, eu só tenho 8... - diz baixo.

- Viu? Sou velha demais pra você! - disse rindo.

- Que pena Noona... E o tio? Quantos anos ele tem?

- O tio tem nome! - Chanyeol falou olhando feio pra criança.

- Não preciso saber do seu nome tio! Só o da S/n Noona que me interessa!

Nossa! Tomou patada de uma criança.... Trouxa!

- Que Muleque ousado! - Chanyeol diz indignado.

- O tio tem 19! - disse rindo.

- Ele é mais velho que você Noona! Não pode namorar ele!

- Ela pode sim garoto, eu sou só dois anos mais velho que ela! Você ainda é muito novo pra saber disso! - Chanyeol falou seco.

- Com 8 anos ele é mais maduro que você Chanyeol! - disse zoando com a cara dele.

- Caramba S/A! Dá pra ajudar? - disse me olhando indignado.

Antes que pudesse responder, a mãe do Kwon o chama para ir embora. Ele me abraça e agradece novamente pelo gatinho. Vi o pequeno se distanciar e Chanyeol me olhar estressado.

- Não gostei daquele garoto! - diz cruzando os braços.

- O menino tá certo, você é um tio muito chato! - digo o irritando.

- Até você? - me olha bravo. - Vou te dar uma lição S/n! Aí você vai ver quem é o Tio chato! - disse se levantando.

Comecei a correr e Chanyeol que vinha atrás de mim. Corri em volta do parque mas parecia que esse poste não cansava!

Me deixa poste elétrico!

No final acabou que ele me pegou. Chanyeol caiu em cima de mim e começou a fazer cócegas. Eu estava ficando sem ar já de tanto rir, mas ele ainda fazia.

- P-para! - disse sem fôlego

- Isso é pelo Tio! - disse sorrindo.

- Eu v-vou... Morrer! - disse rindo.

- Quem é o tio agora? Hm?

- Para C-Chan!

- Me diz que não sou seu tio!

- V-você não.... É! - falei com dificuldade.

- O que sou então?

- Um besta! - falei e ele me olhou como se estivesse ofendido.

- Isso é jeito de tratar seu Oppa?

- Não é meu Oppa! - falo me livrando de seus braços.

- Sou sim! Você disse na loja!

- Só daquela vez! Não acostuma! - disse - O garotinho não pediu para eu chamá-lo de Oppa! - e ele fechou a cara.

- Não gostei do jeito que aquele menino falava com você! Ele te pediu em namoro de forma infantil! - disse com cara de bravo.

- Pelo menos ele pediu! E você que só se intitula?! - falei cruzando os braços.

- Está brava comigo agora? - disse me olhando.

- Talvez... - me levanto do chão.

- Princesa! Minha meta era te fazer sorrir, e não te deixar brava! - falou me abraçando por trás.

- Então você falhou! - falei e ele me olhou curioso.

- E se eu te pagar um sorvete? - disse sorrindo de lado.

- Escute bem Chanyeol, se você acha que vou deixar de ficar brava com você por um sorvete, você está completamente certo! - digo e ele sorriu.

- Vem! - ele me puxa pra uma barraquinha de sorvete.

Peguei do meu sabor preferido. Chanyeol pagou o sorvete e pegou um pra ele.

Nos sentamos de novo na grama e ficamos comendo. Mas Park Chanyeol não é Park Chanyeol sem me irritar.

- Deixa eu provar! - ele pega uma colher do meu sorvete.

- Quem deixou?! - digo irritada.

- Eu que paguei! - se defende.

- Mas eu que tô comendo querido! - falei e roubei uma colher do dele. - Até que é bonzinho! - falei lambendo a colher.

- Quem deixou? - repete a pergunta.

- Quem começou? - digo e ele aceita a derrota. - Tá pensado o que? Pega minha comida e acha que sai ileso?

- Talvez....

- Iludido....

Após terminarmos de comer, Chanyeol me levou pra casa. Fomos o caminho todo brincando e discutindo (por coisas bobas tipo o ciúmes dele com uma criança de 8 anos). Ao chegar em casa, o safado roubou um selinho meu e foi embora todo animado.

Pois é Chanyeol, conseguiu cumprir sua meta.

Como a boa trouxa que sou, sorri minimamente enquanto fechava a porta. Minha vó não estava em casa, já que ela estava viajando. Estava tudo silencioso. Fui até a cozinha preparar algo pra comer.

Não faz nem 15 minutos que eu comi, mas já quero comer de novo!

Fiz um bolo de chocolate e comi alegre. Guardei meus novos bichinhos de pelúcia que nomeei de Bolinho (o panda), Chantilly (o unicórnio) e Granulado (a coruja) em cima da cama mesmo.

Só penso em comida mesmo....

Foi então que percebi que a casa tava silenciosa de mais.

Cadê meu cachorro?

Levantei a raba da cama e sai a procura do meu amado cãozinho mas eu não o encontrava. Ele não estava em casa. Estava entediada então fui ouvir música.

Peguei meu celular. Coloquei meus fones e comecei a ouvir a música Still. Ao ouvir meu bias do 24K cantando eu quase fiz um cover ali. Mas vai que minha vó chega e vê eu dando a louca. Não sei se ela iria rir ou chorar. 

Ouvi um barulho estridente. Parecia algo caindo e quebrando. Vinha do meu quarto e eu entrei em desespero.

Meu Deus! E se for um ladrão??!

Se roubarem um dos meus animais de cristal eu estaria morta. Aquelas peças são raríssimas e existem apenas uma cópia e a original (As minhas são as originais)!

Sai correndo, peguei uma uma frigideira na cozinha e subi as escadas (mancando mais foi).

Melhor arma anti-ladrão!

Abri a porta receosa. Assim que vi o que estava quebrado olhei pra quem havia feito tal ato.

- Eu não acredito....! - disse olhando aquela criatura em pé... - V-você?



.......................Continua...........................


Notas Finais


Sorry a demora! N sei se posto amanhã mas vou tentar!

Desculpem qualquer erro e espero que tenham gostado!

Até o próximo ~~~❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...