História A garota exemplar (repostada ) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, Naruto
Personagens Erza Scarlet
Tags Comedia, Drama, Erza, Gruvia, Incesto De Cunhados, Jellal, Jerza, Nalu, Naruhina, Romance, Sasusaku
Exibições 36
Palavras 2.580
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Somos Apenas Cunhados


-NÃO vou mais brincar!! 


 Falou Jellall irritado pois tinha perdido as últimas 20 rodadas para sua querida cunhadinha, ja Erza parecia bem animada.

 -Ja desisto Jellal?  Provocou a garota.

 -Depois dessa se eu fosse o Jellal não mais falava nem em guerra nas estrelas. 

 Comentou Gray rindo. Esse adora ver o circo pegar fogo.

 -Mas o Jellal é um sem orgulho...nem se importar em perder pra uma garota rs. 

 Comentou Natsu e os dois ficaram rindo alto e escandalosamente, o que deixou Jellal super irritado. 

 {.....} 

 No dia seguinte.... 

 -Mãe cadê a Ul?  Perguntou Erza. -dormiu na casa do namorado.

 Respondeu a mãe dela.

 -ah... 

 A mãe de Erza foi ate a cozinha pegar alguma coisa.

 -namorado ate quando heim?! Perguntou-se  a ruiva com um sorriso perverso.

 {.....}

 Na escola...

 Quando Erza chegou Lucy, Juvia e Levy ja estavam conversando no refeitório. 

Levy falava sobre o tal encontro com Gargeel.  

-e então Levy como foi?  Perguntou Lucy toda interessada.

 -vocês querem saber mesmo?! Foi uma droga! Garjeel é um bruto, não quero nunca mais ver aquele insensível na minha frente!

 -nossa...o que ele fez de tão grave assim?  Erza se pronunciou pelo primeira vez no assunto. 

 -Acredita que ele me levou na casa dele, e quando chegou lá, ele me fez de empregada...

 -empregada?  Juvia riu sem querer. -primeiro ele se fez de fofo e pediu pra mim ajudar ele a arrumar o quarto, só que ele não arrumou nada, eu fiz tudo sozinho! E depois pediu pra mim arrumar a cozinha (os pais dele viajaram).

 -mas...

 -mas nada. O pervertido ainda queria que eu colocasse uma daquelas fantasias de emprega vadia acredita?  -nunca pensei que o Garjeel fosse tão pevertido assim...

 Comentou Lucy enquanto comia seu salgadinho.

 -e quando eu me neguei a isso ele falou "ah então pode ir embora!" Acredita nisso?  

 Levy começou a chorar, e as amigas claro ficaram consolando-à. 

 {.....} 

 Erza e Juvia faziam a atividade juntas no laboratório de ciências.  

-acabamos!

  Disse Erza orgulhosa. 

 -A Juvia vai falar com o Gray-sama... 

 Disse Juvia pegando as suas coisas.

 -Okay...mas volte antes da bruxa rabugenta voltar. (A professora ta gente kkkk) 

 -Juvia sabe. Disse e saiu. 

 {.....}

 Gray andava tranquilamente pelos corredores da FTHS. Estava em seu horário livre. Quando sentiu seu braço ser puxado para dentro de uma sala. Era cana.

 -Cana? O que você quer?  Perguntou com tom de tédio. 

 -É assim que você me trata Gray? Depois de tudo. 

 -a gente ja conversou e... 

 -você quem sabe Gray...se quer uma criança pra brincar de casinha tudo bem, mas você sabe que a única que te satisfaz sou eu.. 

 -Cana....

 -Gray! 

 Gritou ela frustrada. 

 -você gosta de mim, isso é visível. Disse ela passando a mão pelo corpo do garoto. -mas, eu amo ela... 

 Disse Gray referindo-se à Juvia. -ela não é pra você, vocês sao completamente diferentes amor...você sabe, não adianta negar, você nunca vai se acostumar com essa vidinha chata de não trair, porque você pode até ter fortes sentimentos por ela, mas sou eu quem te dou diversão.

A essas alturas Cana ja estava muito próxima de Gray, a centímetros da sua boca, e ele nada fez, apenas deixou ser beijado.

 -eu sabia...

-Beijando o pescoço dele.-você...não me esqueceu.

 ---... 


 Gray parecia inerte a tudo. Cana sorria vitoriosamente, afinal conseguiu o que queria, ela viu Juvia na porta da sala vendo tudo. A azulada saiu de lá chorando, não voltou para o laboratório nem foi na sala, pegou suas coisas e saiu. 

 No intervalo Erza sentiu falta da amiga, e logo percebeu que tinha algo de muito estranho, a começar pelo olhar distante de Gray, que quase não tocou na comida, parecia pensativo. E também os constantes sorrisos de Cana, que hoje fez questão de senta ao lado dele (Gray), Erza também não deixou passar despercebido a troca de olhares entre Cana e Jellal.

 A ruiva anotou mentalmente, descobrir o que eles estam tramando. Depois da escola, Lucy foi ate a casa de Juvia, a azulada contou tudo o que viu e ouviu, a raiva que Lucy sentia por Gray so aumentou, como ela previa, ele iria aprontar. Vendo o estado da amiga lucy descidiu convidar todas (Erza, Levy e Juvia) para uma festa de pijama de última hora.

 Todas ja estavam na casa de Lucy... 

 -A Juvia quer morrer... 

 Juvia não parou de chorar um só momento.

 -aii Juvia, não chora, aquele safado do Gray não mereçe suas lagrimas, nem umazinha...

 Dizia Lucy nervosa. 

 -nós viemos aqui para animar a Juvia então vamos conversar.... 

 Disse Levy pegando no cabelo da amiga. 

 -hum....vamos falar sobre... Pensava Lucy. 

 -primeiro amor...Lucy quem foi seu primeiro amor?  Perguntou Levy. 

 -foi o Loke, mas isso foi a muito tempo atrás....Erza e você?  

 -Erza a gente não sabe quase nada sobre você...

 Comentou Levy.

 -eu? .... 

 Naquele momento Erza lembrou de algo. 

 Flashback on.

 1 ano e meio atrás... 

 -meu primeiro amor foi o Neji....

 Disse Ten Ten toda feliz. 

 -ai que brega seu primeiro amor ter sido seu namorado...E voce Erza? 

 Perguntou Ino. 

 -...

 -sim você, a gente ta aqui contando toda nossa vida pra você...e pra falar a verdade não sabemos quase nada sobre você... 

 Disse Ten Ten. 


 -Se você se sentir incomodada não precisa falar... 

 Garantiu Hinata toda fofa como sempre. 

 -não tudo bem...Meu primeiro amor foi um garotinho da minha antiga escola, mas infelizmente ele ja morreu. Falou Erza triste. 

 -nossa...que triste. Disse Sakura.

 -ta tudo bem...

 -Desculpa.... 

Disse Ino sem jeito por ter feito Erza tocar naquele assunto. 

 -ja falei gente ta tudo bem...-ela sorriu forçado.-Hinata você é a próxima!   

-E-Eu?

  Perguntou visívelmente corada.

 -apesar que todo mundo ja sabe ne... 

 Falou Temari rindo.

 -eu não sei...

 Flashback off's. -


-agora a Juvia ta curiosa sobre Primero amor da Erza!

  -meu Primeiro amor...ele...ele morreu. 

-falou ela quase sem mostrar tristeza ou coisa do tipo. 

 As outras três abriram a boca em um "O" enorme. 


 -meu Deus...Erza... 

 Disse Lucy com a mão na boca. 

 -como você sobreviveu?  Questionou Levy. -

-vivendo um dia de cada vez... sem ter pressa para nada... 

 Falou a ruiva se esforçando para não chorar.

 -A Juvia sente muito. 

 -ja passou gente, eu ja superei isso.-ou não, completou mentalmente com um sorriso forçado, Lucy percebeu, mas achou melhor mudar de assunto. O resto da noite passou tranquila. 


 No dia seguinte na casa de Jellal... 

-ligação do meu irmão? 

 Falou incrédulo ao ver o nome do irmão na tela do celular.

 "Itachi"  

-o que ele quer?  Perguntou-se e ligou para o irmão. 

 Depois de tentar varias vezes falar com o irmão e sem sucesso, Jellal resolveu desistir. 

 Desceu para o café e encontrou apenas a empregada

. -cadê minha família? 

 -seus pais ja saíram e srta Levy dormiu na casa de uma amiga.

 -hum...

 {.....} 

 Quando chegou na escola Jellal viu que ainda era muito cedo e amaldiçoou-se por ter acordado tão cedo, quando poderia ainda está curtindo sua maravilhosa cama.

 Ficou pensando coisas sem anexos até avistar aquela cabeleira ruiva vindo em sua direção

. Era ela... Erza. A pirralha que estava tirando seu sono. 

 Onde ja se viu Jellal chamar o nome da sua cunhadinha enquanto transa com sua namorada?  Pois é isso aconteceu, sorte que Ul não é lá um poço de inteligência e cai em qualquer desculpa que seu amado dá. Pelo menos é isso que ele tenta acreditar. Erza se aproximava e Jellal analisava cada centímetro do seu corpo descaradamente.

 Aquela saia do uniforme que deixava amostra aquelas pernas e que pernas... Aquela blusinha colada e bem apertada, causava uma excitação absurda no azulado. 

Seus longos cabelos ruivos molhados e soltos. 

E para finalizar seu lindo rosto angelical, aquela menina parecia um anjo. Jellal estava perdido em pensamentos, enquanto Erza ja o chamava pela terceira vez.

 -JELLAAAAL!!! -an? Oi? Que?

  "Que descarado estava olhando para o meu decote."

 Pensou a ruiva.

 -ta chegando o aniversário da Ul!

  -sim...E o quê que tem?  

 Ele ainda parecia perdido no decote da garota

-E-e o quê que tem é que você é o namorado dela, o que você vai fazer? -sobre?  Perguntou confuso. 

 -AHHHH SEU BASTARDO PARA DE OLHAR PRO MEU DECOTE E PRESTA ATENÇÃO!! 

 Gritou ela chamando atenção de todos que estavam ali, Natsu que acabará de chegar, ate tirou o fone na esperança de presenciar mas um barraco.

 Mas Jellal que não gosta de barraco nem nada, puxou Erza para o estacionamento.

 -o que você ta fazendo? 

 Perguntou enquanto se debatia com ele para sair de suas "garras". --


-o que eu ja deveria ter feito a muito tempo! Falou isso e puxou Erza para um beijo, que para sua surpresa foi correspondido com muito fervor. Jellal prendeu a garota na parede e começou a descer beijos pelo pescoço dela ate chegar onde ele queria, o decote... Foi quando Erza voltou a si, e o afastou.

 -Jellal...isso é errado.

 Falou ela respirando com dificuldade.

 -você não gosta do proibido?  Perguntou ele irônico.

 -não quando eu sei que eu sou a única pessoa que vou sair perdendo em tudo isso.

 -quem disse isso?

  -você é o namorado da minha irmã, e não vai terminar com ela, simplesmente isso. 

 falou a última parte bem baixo, quase em um sussurro. Jelllal queria poder gritar que não, que ele deixaria Ul, que ele ja não sentia mais nem tesão pela namorada, que era em Erza que pensava quando beijava a Ul, ele queria dizer que deixaria Ul, que ficaria com Erza, mas não disse e porque?  Porquê ele sabia que não deixaria sua namorada por uma simples aventura, no caso sua irmã. 

 Como não obteve reposta, Somos apenas cunhados!!

Na sala de aula:

-o trabalho é em dupla! 

Anunciou o professor.

-dupla de três? 

Perguntou Natsu e todos riram.

Lissanna entrou na sala e lançou um olhar mortal para Jellal, é parece que ela ainda não esqueceu o ocorrido no shopping.

Gray não tinha falado com Juvia, mas sabia que tinha algo errado, afinal ela não correu para agarra-lo quando o viu.

-hey Gray! 

Chamou-o Natsu.

-hm? 

Disse Gray sem muita vontade.

-preciso da sua ajuda...

-minha ajuda? Pra que? 

-Luce...

Gray ficou com vários '???' Na cara e Natsu explicou.

-cara tu é burro. Eu quero sair com a Lucy!!

Gritou ele fazendo a sala inteira ouvir e uma certa loira corar.

-Se quer sair com ela porque não diz isso diretamente pra ela? o.O

Disse Erza. O óbvio. Essa aí não aguenta não se meter.

-É...hihihi (sorriu sem graça) Luce....

-É Lucy!!

Disse a loira revirando os olhos e esquecendo da vergonha.

-okay Luce...

-tudo bem Natsu, ela quer!!

Gritou Levy de sua mesa.

-acabou o showzinho? 

perguntou o professor fazendo uma cara não muito amigável.

-sim.

falou Natsu sorridente.

            {.....}

Depois da aula:

-Erza! 

Chamou Ul.

-pode ir...vou na sorveteria com as minhas amigas.

-avisou pra mamãe? 

-sim...

-então tudo bem.

-Falou isso e saiu.

Lucy e Levy se aproximaram.

-eu tenho um encontro!!

Disse a loira.

-você precisa ir bem bonita!!

Completou Levy.

-cade a Juvia? 

Perguntou Erza ao não ver a azulada por ali.

-conversando com o Gray.

Disse Levy.

-sério, se a Juvia não terminar com aquele menino eu espanco ela ate a morte.

Disse Lucy. Ela fazia questão de deixar clara sua total oposição à aquele namoro ou seja lá o que eles tem.

-nossa que agressiva rs.

Disse Levy.

-sou mesmo.

                {....}

-A Juvia entende...Ela sabe que é melhor assim...

Dizia Juvia para Gray.

-não é Juvia!! Eu gosto de você.

-mas não consegue ficar so com a Juvia...trai ela, mente...Juvia te ama Gray-Sama, mas amor nenhum resiste a todas essas coisas....Adeus Gray-Sama.

Juvia levantou e foi embora, deixando um Gray pertubado.

Jellal viu o amigo e foi ate la.

-o que aconteceu? 

Perguntou o azulado.

-você não entende...

-você fala como se eu fosse um monstro insensível.

Falou Jellal fingindo esta magoado.

-acho que eu gostava dela de verdade...

Confessou Gray enquanto olhava para o chão.

Jellal coçou a cabeça.

-Juvia?

-é.

-não sei o que falar agora...."vai ficar tudo bem"? Pode ser isso? 

-sim, vai.

Gray sorriu tentando acreditar que aquilo era verdade.

              {.....}

-Anda logo Levy eu quero sorvete de morango!!

Berrou a ruiva que estava do outro lado da rua esperando o sinal abrir.

Quando de repente um moreno se aproximou dela.

-Sai? É você Sai? 

Perguntou Erza ao moço branco.

-an? AHHH ERZA!!!

Ele saiu correndo desesperadamente.

-o que voce isso? 

Perguntou Lucy incrédula chegando perto da amiga.

-meu ex colega lá da KHS.

Levy finalmente chegou.

-Erza o que você fez naquela escola? 

Perguntou Levy desconfiada.

-nada de mais, eu acho.

A última parte falou só pra si.

              {.....}

Na casa de Jellal:

O azulado se encontrava dormindo no sofá quando a irmã chegou acompanhada de uma certa ruiva.

-Não liga Erza... Jellal dorme em qualquer lugar, vamos subir? 

-sim, vamos.

Elas foram fazer o tal trabalho em dubla.

Minutos depois Jellal acordou com seu celular tocando.

-que foi agora Itachi...

Abriu a mensagem.

"Yae irmãozinho tolo voltei, precisamos conversar.

Ass: Itachi Fodão."

-Coisa boa não é...

Quando Jellal olhou para o lado e viu Erza na escada, parada lhe fitando.

-o que você ta fazendo aqui? 

Perguntou temendo o que estava por fim, ele tinha medo daquela garota.

-Eu... é...

-ela ta comigo! Jellal fale direito com minhas visitas....

Disse Levy apareceu do nada.

-hm.

Ele levantou e foi para seu quarto sem da a mínima para as duas garotas ali.

Erza ficou um tanto triste.

-não liga pra ele não Jellal é um bipolar.

-ta tudo bem.

         {.....}

-preciso ir agora... Minha irmã faz aniversário próxima semana, esse é o primeiro aniversário dela que passamos juntas, quero fazer uma surpresa pra ela.

Dizia Erza a Levy.

-você ja falou com o meu irmão sobre isso? 

Erza lembrou do acontecido do estacionamento e corou.

-É...n-não!

-ah...Então depois você fala.

-sim.

Ela saiu do quarto, encontrando Jellal sentado no chão do corredor olhando para o nada.

A ruiva ficou parada o olhando, quando finalmente ela decidiu ir embora ele a chamou.

-Erza!!

-sim?

-porque você faz isso? 

Ele levantou e foi andando até ela e a encurralou na parede.

-isso o que? 

Perguntou ela sentindo o ar faltar.

-você sabe muito bem, não posso ficar com você...

Confessou ela frustrado.

-não? 

Perguntou ela usando ironia.

-Eu.sou.Namorado.Da.Sua.Irmã!!

Falou ele pausadamente.

-Eu.Sei.Muito.Bem.Disso.

Usou o mesmo tom.

-Você quer provar para Ul que eu sou um trastre sem vergonha que ta querendo pegar a irmã dela não é? 

-não preciso provar nada para ninguém. Minha irmã sabe muito bem quem você é, ou esqueceu que a sua namoradinha perfeita fecha os olhos para todas suas aventuras...heim Jellal.

-ciúmes? 

Sorriu convencido.

-pena! 

Disse ela nervosa.

-pena? 

-minha irmã merece coisa melhor.

Falou isso e soltou-se dele, mas Jellal a puxou lhe beijou.

Erza se debateu um pouco mas, depois se rendeu ao beijo.

        {.....}

Em casa Erza olhava seu antigo diário.

que ganhou de Konan.

-agora é minha vez...

Disse para si mesma quando Ul entrou no quarto.

-irmã!!

Falou Ul pulou em cima da cama.

-que foi? 

-quero dormir aqui hoje! 

Falou abraando a irmã.

Erza começou a chorar.

-o que foi? 

Perguntou Ul preocupada e sem entender nada.

-me desculpa...

Dizia Erza entre soluços.

-te desculpar por que? 

-por ter que estragar a sua vida.

Ul ficou sem entender nada, apenas abraçou a irmã.

-você nunca estragaria minha vida... você é minha irmãzinha Erza, a pessoinha que eu mais amo nesse mundo.

-você também....É a pessoa que eu mais amo no mundo, por favor mesmo quando você me odiar não esqueca disso.

As duais se abraçaram.

Erza e Ul são irmãs adotivas, as duas foram adotadas pela familia Scarlet, conviveram pouco na infância, pois Erza foi para um Colégio interno no interior e Ul ficou com os pais, mas sempre fizeram questão de manter contato.

     

No dia seguinte:

Erza saiu cedo de casa, foi encontrar Jellal.

-o que você quer? 

Perguntou o garoto ainda com cara de sono.

-você vai me ajudar com a festa da Uthea! 

Ordenou a garota.

-isso é uma ordem? 

-é! 

-e porque eu? Não poderia sem o Gray ou o Natsu? 

Questionou Jellal.

-o namorado é você...

Disse como se fosse óbvio, era.

-namorado de quem? 

Falou ele aproximando-se dela.

-Jellal! -se afastou dele.

-esqueça o que aconteceu, você namora minha irmã, você é meu cunhado, apenas cunhados!

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...