História A garota que rolava - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens Personagens Originais
Tags Angst, Drama, Mistério, Morte, Rolling Girl, Songfic, Suícidio, Tragedia, Twt
Exibições 21
Palavras 386
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Estupro, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


~

Capítulo 3 - Ainda não -pt 2.


Fanfic / Fanfiction A garota que rolava - Capítulo 3 - Ainda não -pt 2.

Mancando a menina chega em casa. Ela não quer que a mãe a veja assim, então entra pelos fundos. De nada adianta. Sua mãe a vê subindo as escadas. Com uma garrafa de cerveja na mão, a mãe se aproxima. “Por que está toda machucada?  A garota engole em seco. O olhar da mãe era o mesmo olhar daquelas pessoas que lhe machucaram mais cedo. Algo não estava certo. “E-Eu cai. ’’ A voz sai trêmula. “Mentirosa! ’’ A mãe grita. “Todos vocês são mentirosos. Seu pai, você, todos! Todos vocês mentem! Todos! ’’ A garota fica imóvel. Nunca na vida vira sua mãe assim. Os olhos antes ternos agora brilham como se estivesse prestes a explodir. A garota está com medo. Muito medo.

‘’Sim. Sim. A culpa é sua! Sua! Se não fosse por você eu estaria bem longe do seu pai! Maldito dia que resolvi te adotar! ’’ Sim. Agora tudo faz sentido. Então, ela era realmente culpada.  “Desculpe, mãe. ’’ Com a voz fraca, essa é a resposta da garota. Não. Não eram essas as palavras. Os olhos vermelhos de raiva da mãe se aproximam. Sim, a garota já sabe. Um tapa. “Não me chame de mãe. ’’ A mulher então joga um envelope com dinheiro no chão e caminha até a porta. Sim. Essa será a última vez que a garota a verá.

Isso foi demais.

A garota rolou.

Subiu para seu quarto e rolou.

Chorando ela rolava.

E não parava de rolar.

Dia após dia.

A garota rolava.

Suficiente.

Eu apareci.

É demasiado diferente estar frente a frente com ela. Porém, será curto, espero. “Quem? ’’ A garota pergunta. Não é necessária a resposta. Por um momento suas lágrimas cessam. Coloco minhas mãos entorno de seu pescoço. Aperto. Rapidamente, ela as retira. "Ainda não.''. “Por que? Já és um fracasso. ’’ Pergunto. Ela pensa. De cabeça baixa responde. “Eu consigo. Apesar do histórico do meu pai ou da minha mãe, ainda tenho chances, certo? ’’ Ela sorri. Um sorriso dolorido. Pega o envelope do chão. Como se ele lhe desse forças, diz “Ainda me resta um ano. Nunca se sabe o que pode acontecer. ’’

Um ano.

“Então, mais uma vez, hoje eu vou rolar. ’’ Ela aperta meu pescoço. Em vão. A partir de hoje, eu a acompanho aonde for.


Notas Finais


~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...