História A garota que você nunca esquecerá - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Babygirl, Burrito Assado, Daddy, Lolita
Exibições 12
Palavras 715
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - ~2~


Me visto normalmente, uma blusa meio decotada nos lados preta, um simples short preto e meu crepper

Desço as escadas e espero na sala com o Léo

-vai aonde?-ele não tira os olhos do vídeo game

-ao bar

-mas você não tem idade...

-quem liga?

-eu ligo,sou seu irmão!-ele me encara mas volta a olhar pra tela

-me dexa vai!-me levanto ao ouvir a buzina

Abro a porta e saio de casa, vejo um carro preto e entro no mesmo

-seus pais nunca te ensinaram a nunca entrar num carro com estranhos?-vejo pelo retrovisor do carro

-sim, eles também me ensinaram a nunca falar com idiotas!-eu digo me ajeitando no banco de trás

-ja chega nervosinha, ta de tpm é fedelha?-ele diz avançando com o carro

-não é da sua conta vara pau!-eu digo

-tudo bem...boca de bueiro...-ele da uma risada

-vara pau aleijado!-eu digo e dou um tapa nele

-ja viu por acaso?-ele diz e para em frente à uma casa amarela

-ja vi sim, e é menor que o meu mindinho!-dou uma risada

-oi oi!-Nicole entra no carona

-oi guria!-ele muda de expressão

-oi Tulio!-ela da um beijo na bochecha dele

-agora vou ficar de vela, que legal!-pego meu celular

-que vela oque!-Nicole diz

-depois dessa fiquei até com nível alto de açúcar!-eu digo

-cala a boca, só fala merda!-ele para o carro e eu quase Caio pra frente

-Tulio!-nicole da uma gargalhada

-que foi?-ele ri

"Vai a algum lugar hoje, pequena lolita?"
"Sim, vou a um bar aqui perto, daddy"
"Nem me convida?"
"Nunca te vi, nem sei se você é da mesma cidade que eu..."
"Isso não é problema, pequena lolita"

-chegamos!-tulio diz freando o carro

-agora podem se pegar longe de mim!-eu digo saíndo do carro

-mas nós somos apenas amigos!-Nicole diz

-to falando que ela só fala merda!-Tulio diz dando um peteleco na minha cabeça

Tento dar um tapa na cara dele, mas ele é alto demais e segura meus braços

-pir-ra-lha!-ele soletra

Dou o dedo do meio pra ele e entro no maldito bar

"Quer fazer uma aposta?"

Penso bem

"Aceito,daddy"
"Que tal você tomar uma garrafa cheia de vodka...e eu te faço uma surpresa, pequena lolita?"
"Mas eu não bebo..."
"Vai beber agora!"
"E qual vai ser minha recompensa?"
"Você verá,pequena lolita!"

O bar tinha um aspecto meio hippie, decoração reutilizáveis, luzes amarelas, muitas plantas e muitos móveis de madeira, tinha também um cover, mas eu não sabia oque ele estava cantando....talvez Brick by Brick

Peço uma vodka forte, e tento tomar um gole, que desce queimando minha garganta

-gostou da Balalaika?-o barmen aparece

Um loiro, olhos verdes intensos...musculoso...tinha um sorriso meio misterioso, e seus olhos não desgrudavam dos meus e isso me deixava intrigada

-gostei... é forte...-tomei mais um gole e desceu novamente queimando

-você veio sozinha?-ele pergunta limpando o balcão

-não, vim com duas pessoas...E era pra eu estar em um grupo mas não sei aonde estão...-eu dou uma risada sem graça

-normal, muitas pessoas se perdem por aqui...-ele sorri-...vai beber essa garrafa toda?

-sim...aceitei um desafio!-digo

-então boa sorte!-ele se vira, e some

-conversando com estranhos?

Eu reconheço essa voz

-Rafael?

-lindo e glamouroso como sempre!-ele sorri

-sempre né!-eu dou um riso

-continua por aqui?-ele se senta do meu lado

-sim, troquei de escola, mas continuo a mesma pessoa...

-mesmos gostos?-ele sorri

-o de sempre...-dou uma piscada

-ja arranjou outro?-ele encara meus braços

-ainda não...-me apoio no meu pulso-...mas acho que estou conhecendo um...

-que pena, mas eu ja achei outra!-ele diz e se levanta

-ja vai?

-você me conhece, prefiro chegar no horário!-ele da uma piscadela e some entre as pessoas

-ja acabou?-o barman surge novamente

-não to nem na metade...-olho pra garrafa ainda cheia

-eu te ajudo!-ele pega a garrafa e coloca em vários copinho pequenos -metade sua, metade minha, e ninguém irá descobrir!

-tudo bem...espero que ele não descubra mesmo...

Bebo a minha parte, e ele bebe a dele, dou um sorriso meio torto e coloco o dinheiro na bancada

-não, isso foi por minha conta...-ele diz e me devolve o dinheiro

-valeu...

Vou até os sofás vermelhos e me sento em um qualquer, lego meu celular é vejo uma mensagem

"Você trapaceou, pequena lolita"
"Como você?...."
"Eu sempre descubro"
"Então não vou ganhar minha surpresa?"
"Metade dela...apenas me espere..."
"Okay,daddy!"



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...