História A Garota Roubada - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 12
Palavras 470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


yooo
Por favor... favoritos e comentários me motivammm ;-;

Capítulo 5 - Capitulo 5


Recordando o capitulo anterior...

-Como podes ser útil? -ele perguntou com um sorriso  travesso.
Isabella não podia voltar atrás.
A garota apenas levantou os braços para que ele lhe tirasse as cordas. Assim ele fez.
Após lhe serem retiradas as cordas, o rapaz a encostou bruscamente contra a parede fria.
Isabella tinha recebido a sua sentença, e não era possível ela fugir de cumprir a sua pena.

Inicio do capitulo *-*

O garoto beijava Isabella ferozmente,a garota estava com medo. O que ....o que lhe iria acontecer depois? Não, por maior que fosse a dificultade, a garota não ia simplesmente deixar que o garoto transasse com ela por "fome".
Foco!Pensa Isabella! Não entra em stress, vai dar tudo certo!Agora tens que tirar esse cara gigante e delicia do teu caminho -pensou a garota que mesmo achando nogento correspondia aos beijos de puro desejo do garoto.
O garoto descia os beijos até ao pescoço da garota. Quando ele ia rasgar sua t.shirt branca velha e amarrotada a garota não agoentou mais e deu uma joelhada nas partes baixas do garoto. Ele a soltou logo e de seguida abaixando-se e gemendo de dor. Para evitar que ele a agarrasse depois, Isabella empurrou-o e deu-lhe pontapés na barriga e nos órgãos genitais.
O garoto não se deu por vencido e agarrou a perna descoberta da garota fazendo-a ficar alerta. Isabella tentava soltar a sua perna mas sem sucesso. A sua vontade de sair daquele lugar era bem maior então sem dó ou piedade ela deu um pontapé em cheio na cara dele fazendo-o bater com a cabeça no chão fazendo um estrondo. Isabella só corria dali, fugia daquele quarto horrivel. Quando chegou cá fora a sua respiração estava destabilizada. Ela não conhecia nada, o mais provavel era perder-se mas era melhor se perder do que ficar naquela casa imunda.
Correu para longe mas nesse momento foi quando ela se deu conta que podia ter matado o garoto. Um remorso subiu na sua mente. Cada passo que dava mais o remorso , o peso da culpa entrava em choque com a vontade de sair daquele lugar.
Apesar de tudo, o garoto não lhe tinha feito nada de mal, ele apenas correspondeu à sedução louca dela.
Deu mais 2passos e não suportou mais, correu de novo em direção daquela casa.
Entrou e correu para quarto e quando lá entrou não viu nada além de gotas de sangue. Ele teria acordado?
Isabella sentiu uma respiração bastante pesada atrás dela, e virou-se para trás.
O olho dele estava roxo e um fio de sangue saia do seu nariz. Isabella era louca mas daí a agredir alguém. Sem forças ao ver o desastre que tinha causado, Isabella caiu de joelhos aos pés dele.
-Desculpe. -ela saluçou entre as lágrimas. -Pode me matar. Tem razões para isso.
----&---


Notas Finais


E agora? O que acham?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...