História A grande família vocaloid - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Undertale, Vocaloid
Personagens Akita Neru, Alphys, Asriel Dreemurr, Chara, Error Sans, Flowey, Frisk, Gakupo Kamui, Grillby, Gumi Megpoid, Haku, Haku Yowane, Ink Sans, Kaiko, Kaito, Kasane Teto, Len Kagamine, Luka Megurine, MAIKA, Meiko, Mettaton, Miku Hatsune, Mikuo Hatsune, Muffet, Napstablook, Oliver, Papyrus, Personagens Originais, Rin Kagamine, Rock Lee, Sans, Toriel, Undyne, W. D. Gaster
Visualizações 20
Palavras 1.014
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem, minha primeira fanfic com os vocaloids!

Capítulo 1 - O começo de tudo


Fanfic / Fanfiction A grande família vocaloid - Capítulo 1 - O começo de tudo

?????? On 

Estou terminando de finalizar minha maior invenção, uma robô/pessoa (pode chamar de Android se quiser, e imagem da Android no começo do cap) de inteligência artificial, ela pode fazer qualquer coisa, até fazer companhia para um científico solitário como eu, mas tem uma coisa que ela não pode fazer, sentir emoções, ela não possui o programa de "coração" se ela o possuísse, bem, vamos disser que ela não iria mais abrir seus olhos. Mas, voltando ao meu trabalho, vamos ver se eu ligar estes dois cabos....

Assim que conecto os cabos, uma explosão acontece, sou arremessado para o outro lado do laboratório, Bato minha cabeça na parede e acabo desmaiando.

...........

Começo a sentir alguém me cutucando, acabo abrindo os olhos, quando olho para quem me cutuca, meus olhos se enchem de lágrimas, é a minha andróide me cutucando.

Android:Criador? O senhor está se sentindo bem? Está chorando...

Eu:C-Claro que estou! Ainda mais agora que estou vendo minha andróide andando, falando e me cutucando! Isso é um milagre! Você é um milagre!

Eu me levanto e a abraço, e ela fica apenas me olhando.

Eu:Bem, vamos te dar um nome, que tal......Maika?

Maika:Está bem, irei me chamar Maika, mas como devo chama-lo?

Eu:Pode me chamar de Marcs, bem, vou arrumar essa bagunça, você poderia organizar os arquivos do computador para mim?

Maika:Certo, irei fazer isto agora mesmo, criador Marcs. Vejo ela indo até o computador central e organizando os meus arquivos, enquanto isso pego as coisas de limpeza e começo a limpar o laboratório.

Eu:Aliás Maika, não abra a pasta escrita "coração", ok?

Maika:Ok....

Eu:E mais uma coisa Maika, poderia cantar?

Maika:Ok.  Maika canta de um jeito bastante belo, meigo e perfeito, me fazendo cantar também.

Já se passaram vários e vários anos desde que criei a Maika, mas, sinto que este é o meu fim, antes de ir a luz, preciso falar uma coisa para Maika.

Eu:Maika, poderia vir aqui por favor? 

Maika: Sim criador Marcs? Precisa de algo?

Eu:Tenho apenas um favor, não pare de cantar por nada....... O-O-Ok.......?

Eu deito minha cabeça na mesa e fecho meus olhos, este é o meu fim, adeus Maika...

Marcs Off

Maika On

Eu:Criador?

Deve estar dormindo, melhor eu deixa-lo dormir, ele teve um dia meio longo.

Já se passaram vários e vários dias e ele continua ali, com a cabeça deitada na mesa, com os olhos fechados, será que ele faleceu? Eu deveria sentir algo pela morte dele? O que devo fazer agora?

Vejo o computador mostrando o arquivo que o criador Marcs sempre dizia para não abrir, mas, meu desejo é descobrir o que ele esteve fazendo pelo longo de sua vida, abro aquele arquivo e vejo fotos onde estava ele, uma mulher e uma criança, ela parece muito comigo, continuo vendo as fotos, uma delas me fez sentir uma dor no peito e lágrimas escorrerem pelo meu rosto, a foto aparecia a mulher e a criança dentro de caixões, olho para o criador, a dor aumenta mais e mais, e as lágrimas também, vou correndo até ele e o abraço forte.

Me lembro das últimas palavras dele "Não pare de cantar por nada.........O-O-Ok.......?"

Começo a cantar o mais alto possível, enquanto repito as palavras:

"Obrigado por me dar amor, obrigado por ter me dado atenção, obrigado por me dar vida, queria lhe retribuir tudo, mas, sua hora já passou, e sinto que a minha está chegando...."

Começo a sentir que eu iria explodir, e me sento no chão e começo a chorar enquanto faço um sorriso no rosto, até que não consigo aguentar e o sorriso desaparece e tampo meu rosto com minhas mãos, continuo a chorar, enquanto penso:

Este é o meu fim? Irei ficar abandonada sozinha para sempre? Acho que este é realmente meu fim.....

Vejo uma luz forte rodear o laboratório, isto é....... A luz de outras andróides?!

Vejo uma andróide uma diferente da outra, uma baixa, outra grande, elas vêem até mim, e me ajudam a levantar. (Foto delas na descrição)

Andróides: Ei, você está bem? O que aconteceu? Conte-nos!

Eu:M-Meu criador..... Ele está morto.....

As andróides fazem caras de tristeza e de susto.

Andróides: Desculpe pela perda, nós entendemos, nós também perdemos nossos criadores, aliás, qual seu nome?

Eu:Maika, e o de vocês?

Andróides: Bem, somos luka, Gumi, Rin, Len, Miku e Neru, e eu me chamo Meiko, prazer em te conhecer.

Eu:Igualmente.

Neru:Ei! Meiko! Ela acesou o programa de coração!

Todos olham assustados para mim, parecendo que estou sendo perseguida.

Meiko:M-Mas como isso é possível?! Todos sabem que aqueles que acedam esse programa não conseguem sobreviver por muito tempo, ela deve ter algum código que deve faze-la resistir a esta programa, já que nenhum andróide sobreviveu.

Eu:Eu tenho chances de morrer então?!

Meiko:Possivelmente não, já que você sobreviveu a mais tempo do que todos, então é possível que você não morra tão fácil.

Eu:Ok..

Miku:Mas pense pelo laso positivo! Você não vai explodir, nem morrer, então.... Acho melhor levarmos ela para nossa casa, já que aqui parece que não vai demorar para cair pedaços de teto por ali e aqui.

Meiko:Verdade, venha Maika, iremos te levar para sua nova casa!

Eu:Está bem.

Rin:Vamos logo então! Você vai adorar a casa! Ela é grande, bonita e tem vista a uma praia!

Eu:Parece bem bonita mesmo, já que você está descrevendo ela tão bem.

Antes de eu ir junto com eles abraço meu criador e depois dito bem baixo: "Adeus criador, descanse em paz, e como você desejou, nunca vou parar de cantar por nada."

Eu, Neru, Kaito, Rin, Len, Luka, Gumi, Miku e Meiko fomos para uma camionete gigantesca, sentei atrás, junto com Luka, Kaito, Gumi, Rin e Len.

Eu:Hm... Ei Luka!

Luka:Sim?

Eu:Todos vocês foram criados pelo mesmo criador?

Luka:Bem, nem todos, por exemplo, a Meiko, o Kaito, Len e Rin foram feitos pelo mesmo criador, já eu, Gumi, Miku e Neru fomos feitos por criadores diferentes.

Eu:Hm... Legal.

Kaito:Bem, estamos chegando em casa, espero que goste, estamos tentando abrigar os andróides abandonados que encontramos, mas, acho que você é a última, quando chegarmos em casa, você irá conhecer alguns outros andróides.

Eu:Ok, espero me adaptar bem a sua casa e sua vida cotidiana.

Rin:Mais é claro que vai! 

Len:Você vai se adaptar bem rápido, não se preocupe.

Eu:Obrigada por tudo.

Len, Rin, Kaito, Luka e Gumi:Não tem de que!













E e isso, o passado de Maika, a personagem principal da história, continua no próximo capítulo!


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...