História A Grande Profecia - Parte 2 - The Secrets - Capítulo 146


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas dos Kane, H2O, Meninas Sereias, Magnus Chase e os Deuses de Asgard, Once Upon a Time, Os Heróis do Olimpo, Percy Jackson & os Olimpianos, Winx Club
Personagens Afrodite, Amós Kane, Annabeth Chase, Apollo, Bloom, Capitão Killian "Gancho" Jones, Carter Kane, Cleo Sertori, Darcy, Emma Gilbert, Eros (Cupid), Hades, Henry Mills, Icy, Jason Grace, Nico di Angelo, Percy Jackson, Personagens Originais, Peter Pan, Piper Mclean, Quíron, Regina Mills (Rainha Malvada), Rikki Chadwick, Sadie Kane, Silena Beauregard, Stormy, Thalia Grace, Valtor, Wendy Darling, Zeus
Tags Anúbis, Aventura, Bruno Norgaard, Chase, Colegial, Comedia, Demigod, Drama, Dramédia, Férias, Kane, Luta, Macri Mattos, Magia, Margaard, Mistério, Neinths, Novela, Percy Jackson, Romance, Segredos, Semideuses, Wes, Wesbela
Visualizações 3
Palavras 1.994
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Fantasia, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, olá!
Demorei o dia todo para postar, mas consegui e não esqueçam de ler as notas finais linduchos!
Obrigada por tudo sempre e vamos que vamos nessa reta final de AGP
Wes para abrilhantar, boa leitura!

Capítulo 146 - Eu não fiz isso!


Fanfic / Fanfiction A Grande Profecia - Parte 2 - The Secrets - Capítulo 146 - Eu não fiz isso!

- Cadê o Nando?! – Isabela soou firme assim que ele e Rodrigo se teletransportaram.

- Toronto, vamos lá. – Melody disse decidida arrumando sua bolsa sobre o ombro.

- O que aconteceu? – Anúbis perguntou ao notar a cara de Hórus e de todos. – Cadê a Macri?

- Ela disse que foi tudo falso. – Brandon ainda tentava entender.

- Cadê o Rodrigo e o Wesllen? – Gaby perguntou notando a ausência deles.

- Eles sumiram. – PH contou.

- Mas ela ta no quarto? – Johnny perguntou.

- Não. – Hórus começou a contar. – Ela falou que isso tudo que já aconteceu com a vida dela era falso.

- E que eu fazia parte de uma academia de Loki. – Brandon fitou Melody que se encolheu um pouco, não querendo tocar no assunto.

- Você sabe disso? – Daniel estranhou o modo dela.

- Sei. – Ela soou baixo ganhando a atenção deles. - Meu pai tinha uma academia onde treinava seus guerreiros, e existia uma rixa entre a academia de Alfadur e do meu pai que dura éons. Mas Odin proibiu tudo há 8 anos atrás. Todas as duas foram fechadas e quem fazia parte não deveria se lembrar de nada.

- Então essa academia de assassinos existiu? – Isabela soava surpresa.

- Sim, mas foi fechada. Ninguém deveria se lembrar disso. – Melody interviu.

- 8 Anos atrás a Macri tinha 10 anos, foi quando tudo começou da Profecia. – Anúbis soava pensativo.

- Quando Ran tentou afogar ela com a ajuda da minha irmã, mas o que isso tem a ver com essa academia? – PH se perguntava.

- Foi quando eu virei sereia por culpa de Gaia e Apofis. – Luna se relembrava.

- Sabrina me contou uma coisa semana passada. – Melanie começou a contar. – Eu e Henrique fomos para o Mundo Negativo quando tínhamos 5 anos, não foi logo quando nascemos.

- Dá o tempo certinho. – Henrique fitou Melanie.

- Da o tempo certinho também para quando nossa mãe teve a outra filha com Alfadur que ele sumiu com ela. – Elisa comentou.

- Mas gente, nós não sabíamos quem era Alfadur e nem Loki! – Brandon interviu.

- E nem encaixa o meu problema e da Macri sobre as mensagens e Lizzie. – Johnny comentou.

- Eles tinham 7 anos. – Igor completou.

- E nem o problema com a Manuella e os primos. – Pennélope soou pensativa. – A gente tinha 6 anos. Foi quando atiraram na Macri.

- O que? – Anúbis soou atônico.

- Eu não lembro certinho o que aconteceu, só sei que alguém tentou matar a Macri. – Contou.

- E porque eu não sei disso? – Ele soou firme.

- Faragonda apagou a memória de todos. – Explicou. – Não todos, mas da maioria que viu.

- Melody eu posso ter sido um guerreiro do seu pai? – Brandon perguntou a Norgaard.

- Eu não sei Brandon. – Ela soou baixo, não querendo aprofundar o assunto. – Eu não tenho contato com ninguém da Lommelykt. – Falou sobre a Academia do pai.

- Lommelykt? – Chad perguntou estranhando o fato de já ter ouvido isso antes.

- Era o nome da Academia de papai. – Contou.

- Você conhece essa palavra da onde Chad? – Miranda soou firme fitando o irmão.

- Eu conheci uma garota que estudava nessa Lommelykt. – Soou pensativo. – Mas eu nem sabia que era uma escola para assassinos. E a Guilhermina não tinha cara de assassina.

- Igual a Macri que parece ser um anjo de pessoa? – Sky retrucou.

- Mas isso tem milênios. – Chad deu de ombros.

- Guilhermina Sovicht. – Andrew se recordava da loira de olhos verdes. – Ela foi num baile com você, né? – Fitou o irmão.

Miranda abriu a boca e colocou o dedo dentro dela fazendo uma cara de nojo.

- Odiava aquela burguesinha. – Comentou.

- Foi e Miranda você odeia todas as minhas namoradas. – Chad soltou uma risada abafada.

- Eu ainda não me acostumei que vocês têm mais idade. – Isabela comentou.

- Eu não odeio a Macri e nem a Baker. – Miranda retrucou. – Quer dizer, eu to odiando a Mattos por nos botar nessa confusão, mas ela não terá meu ódio eterno. – Explicou.

- Duas que você não odiou. – Chad comentou.

- Eu pensei que o Andrew tinha algo com a Macri e não o Chad. – Penne soou confusa.

- Marlon é meu filho e nós vamos acha-lo. – Chad contou.

- É, eu já tive algo com a Mattos. Mas ela é muito imatura. – Andrew comentou. – E a Miranda não odiou a Vanessa, aquela bruxa de Nova Orleans. Ela já estava cumprindo o Supplicium. – Relembrou.

- Eu odeio ela, porque o Chad matou o meu namorado naquela época. E eu não estava ainda cumprindo o Supplicium. Foi depois que aquela vadia da Anna nos manipulou e aí eu tive de cumprir o Supplicium. Não foi fácil aguentar 18 anos com o Chadwick na minha cola. – Miranda comentou.

- Isso é normal? Matar o namorado da irmã? – Bloom perguntou um pouco assustada.

- Ele era um vampiro que só estava usando ela. Eu tive de matar ele, mas foi culpa dos filhos de Isis e Caos. – Chad explicou.

- Que são meios irmãos do Guilherme. – Andrew ficou pensativo.

- Miranda liga para o Nicolas agora! – Isabela pediu.

- Eu não, ele foi um idiota e quase falou para o Thomas que eu traí ele com o professor. – Resmungou.

- Mas você traiu! – PH exclamou.

- Olha quem fala. – Retrucou.

- Deixem de besteira e liga para os filhos de Isis e Caos. Precisamos ter uma conversinha com eles. – Isabela soava pensativa.

- Eles devem saber o que está acontecendo exatamente. – Andrew argumentou fazendo com que a irmã ligasse para o filho de Caos.

 

Bruno estava no castelo de Niflheim, no seu quarto. Já tinha deixado Liv dormindo tranquilamente no berço e ele tentava se distrair assistindo TV. Até que Violet e Rhuan apareceram assustando ele.

- Você deixou nossa filha nas mãos de ninjas?! – Violet gritou com o Norgaard.

Ele se levantou da cama lançando um olhar reprovador a Rhuan que já estava pedindo desculpas mentalmente a ele.

- Eu salvei ela. – Bruno soou firme.

- Não Norgaard! Você deixou nossa filha em perigo! – Violet retrucou pegando a filha do berço. – E eu ainda to puta com você. – Soou firme fitando o Rhuan. – Os dois deveriam me contar o que estava acontecendo!

- Vio eu só estava

- Quer saber! – Ela interrompeu Rhuan. – Eu vou embora com Liv e não quero mais ver os dois!

- Você não vai sair daqui com minha filha! – Bruno segurou firme o braço dela.

- Vou sair e você está proibido de ver ela! – Ela se soltou dele rapidamente e fitou os dois. – Adeus. – Assim se teletransportou com a bebezinha.

Bruno fez explodir a lâmpada com tanta raiva que ele tinha ficado.

- Desculpa Norgaard, eu tentei enrolar ela. Mas

Bruno fitou Rhuan.

- Você não tem culpa, quem é a culpada de tudo é a Macri. – Soou firme com um olhar intenso assustando o amigo. – Ela vai me pagar caro por tudo que me fez passar. E agora para piorar, estou proibido de ver minha própria filha! Macri vai pedir para nunca ter me conhecido. – Soava um pouco maligno.

- Cara. – Rhuan colocou a mão sobre o ombro dele. – Eu pensei que vocês estavam de bem.

Bruno deu um passo para trás se soltando do amigo.

- Eu nunca mais vou ficar de bem com ela! – Soou irritado. – Eu quero que ela suma para sempre de minha vida! E se for preciso, eu mesmo farei esse serviço. – Soou mais controlado.

- Norgaard você está ouvindo o que está falando? – Rhuan soou um pouco firme e Bruno o fitou. – Há quatro dias atrás você estava apaixonado pela Mattos e como agora você quer matar ela? Você não é assim!

- Eu vou arrancar ela dos meus pensamentos e de tudo, eu não quero mais saber dela Rhuan! Tudo é culpa dela! – Exclamou. – E a primeira coisa que eu vou fazer é tirar ela do meu apartamento. – Ele se teletransportou em seguida e Rhuan foi atrás preocupado.

 

- Então nós éramos seguidores de Set e estudávamos na escola do nosso pai? – Rodrigo perguntava a Macri.

Eles estavam no apartamento dela e do Norgaard de Nova York. Wes e Rodrigo estavam sentados no sofá enquanto ela andava de um lado para o outro tentando entender o que realmente aconteceu.

- Sim, eu fingia ser seguidora de Anúbis, Wes fingia ser seguidor de Hórus e você de Tot. – Ela contou.

- Mas eu ainda não entendi como nos conhecemos antes da Profecia. – Wes soou pensativo.

- A Profecia nunca existiu.

- Como assim nunca existiu Macri? – Rodrigo soou firme.

Ela suspirou e fitou os dois.

- Papai inventou tudo, mas eu ainda não entendi esses meus outros problemas. – Ela soou pensativa.

- Não chama esse cara assim! – Rodrigo a repreendeu. – Ele nunca ligou para gente e fez você se casar com o filho dele!

- Ele queria o seu poder! – Wes completou e isso tudo fez a cabeça da Macri doer novamente.

Ela se sentou ao lado do irmão no sofá e fechou os olhos se sentindo fraca.

- Macri? – Rodrigo soou preocupado e ela abriu os olhos sem o mal-estar.

- Eu to bem. – Ela se levantou do sofá e viu Bruno e Rhuan fitando eles.

- Mas é claro que você tinha que ta aqui! – Norgaard soou firme.

- Não começa Norgaard, nós só estamos tentando entender isso tudo. – Wes se levantou do sofá e soou firme a ele.

- Do que vocês estão falando? – Rhuan perguntou.

O celular da Macri tocou, ela pegou do Duat e atendeu a Milena.

- O que quer Amodio? – Soou firme enquanto os três contavam tudo ao Rhuan.

- Macrizinha você se lembrou de tudo? – Ela perguntou.

Milena se encontrava deitada numa cama de uma cabine de um navio.

- Porque todo mundo me pergunta isso? – Macri retrucou.

- Responde sim ou não! – A loira soou firme.

- E-Eu – Macri arregalou os olhos ao ver todos paralisados na sala exceto Bruno que também estranhava. – Depois te ligo. – Desligou e fitou ele. – Foi você?

Ele riu.

- Não se faça de santa, coisa que você não é! – Retrucou firme deixando a Mattos surpresa.

- Ta, eu não sou santa. Mas eu não fiz isso! – Ela gritou irritada ao tentar guardar o celular no Duat, mas seus poderes estavam bloqueados.

- Eu também não fiz isso! – Bruno gritou mais irritado na cara dela notando que estava sem poderes.

Macri e Bruno sumiram como num piscar de olhos deixando Wesllen, Rhuan e Rodrigo, que voltavam ao normal, sem entender.

- Cadê eles? – Wes perguntou.

- Eles estavam aqui ainda agora! – Rhuan comentou.

- Mas porque a gente não percebeu? – Rodrigo soava pensativo.

- Alguém levou eles, isso é fato. – Wesllen afirmou.

- E se foi a Macri? Ela tentou matar a Liv e o Bruno. – Rhuan disse.

- E se foi o Bruno? – Rodrigo retrucou. – Ele pode tentar acabar com a vida da minha irmãzinha.

- Essas discussões não vão nos levar a algum lugar! – Wes se meteu entre eles. – O que temos que fazer é descobrir onde eles estão. – Soou mais controlado.

- A única pessoa que tem as varinhas mestras é a Macri. – Rodrigo comentou mais controlado.

- Acho melhor voltarmos para o Vigésimo Primeiro Nomo. – Wes sugeriu.

Rhuan suspirou.

- E se foi Alfadur ou o filho dele, Guilherme? – Soou pensativo. – Os dois tem motivos de sobra para acabar com Margaard.

- Não sei. – Rodrigo disse cabisbaixo.

E isso deu uma ideia para o Wesllen que fitou o filho de Alfadur.

- E se a gente ficasse do lado de Alfadur para entender melhor o que está acontecendo?

- E se ele nos colocar nessa máquina? – Rodrigo retrucou. – Melhor não.

- Mas se ele está com a Mattos e o Norgaard, vocês poderão salvar eles. – Rhuan comentou.

- Ta. – Rodrigo assentiu. – Mas como vamos até ele?

- Vamos até o navio, falamos que estamos lembrando de algumas coisas. – Wes começou a bolar o plano.


Notas Finais


Se você está curioso para saber mais sobre alguns personagens e quer saber o que vai rolar no próximo capítulo é só clicar aqui -> http://macrifanfics.blogspot.com.br/2017/08/sneak-peek-nao-e-real-grande-profecia.html
Nos vemos na sexta!
Espero que tenham gostado linduchos do meu core <3
Beijoss*
Macri


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...