História A Gravidade do Problema - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Dean Winchester, Sam Winchester
Tags Baby Destiel, Castiel, Comedia, Dean Winchester, Destiel, Fluffy, Mpreg, Romance, Sam Winchester, Sintomas, Supernatural
Exibições 341
Palavras 1.428
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Magia, Romance e Novela, Sci-Fi, Slash, Sobrenatural, Yaoi
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hey hunters 0/

Okay. Eu demorei de novo, I know --'

Mas se serve de consolo vocês vão gostar desse capítulo ^-^
Não vou dar muito spoiler, mas segurem o coração hoje!!!
huehuehueh >(^-^)<

Espero que gostem, sweets *u*
Boa leitura ~<3

Capítulo 23 - 21 semanas


Destiel X

— 21 semanas—

Destiel X

— Você não confia em mim? – a voz de Gabriel soou irritada.

— Eu não confiaria em você nem para saber o sexo dos bebês. – Sammy retrucou no mesmo tom.

Parados em meio ao cômodo Dean e Cas observavam pelo que parecia ser a milésima vez a briga do não-casal, ambos se esquecendo momentaneamente de qualquer outra coisa que estivessem fazendo para acompanhar o novo episódio da novela mexicana que Dean carinhosamente apelidou de "As Paixões de um Alce".

Sequer reparando na presença do casal os assistindo a discussão continuou.

— Pois eu aposto que eu adivinho o sexo sem usar meus poderes. – o loiro devolveu desafiador.

Os olhos verdes de Sammy pareceram faiscar com o desafio, seu queixo estalando enquanto um sorriso sardônico tomava suas feições.

— Aposta fechada. – devolveu em um tom cortante – E se eu ganhar, você vai sair do Bunker e voltar apenas para fazer o parto do meu irmão. Nada mais.

— Você quem manda Candy. Mas... Se eu ganhar...

E então deixou a frase no ar junto de um sorriso puramente malicioso, fazendo o estômago do moreno revirar em expectativa e apreensão antes de enfim incitar o loiro a falar.

— Fala logo Gabriel.

— Se eu ganhar... Eu quero um beijo.

Os olhos de todos na sala se esbugalharam no mesmo momento, Dean e Cas olhando chocados para Sam a espera de sua resposta e o mesmo encarando Gabriel como se ele fosse o Diabo atrás da sua alma.

— O que?! – o caçador exclamou por fim.

— Um beijo. – Gabe continuou muito calmamente – Mas não essas porcarias de romance brega, eu quero um beijo de língua com direito a mão na bunda e mordida de lábios. Sacou?

Catatônico seria uma boa forma de descrever Sammy naquele momento, seu cérebro apagando como se desligado da tomada para então dar o reboot com falhas nos programas.

— Você ficou maluco?! É mais do que lógico que não!

Como que apenas esperando a deixa, o casal mais atrás resolveu esse momento para se mostrar, fazendo um Dean animado/chocado adentrar o cômodo para então se jogar no sofá da sala, logo sendo seguido por Cas.

— Vai desfazer a aposta Sammy? – Dean incitou maldosamente – Pensei que não mudasse de ideia.

— Você ouviu a proposta?! – Sam perguntou indignado.

— Não me diga que vai amarelar só por causa disso? A não ser, é claro, que você tá com medo que o Gabe vença.

Aturdido, Sammy fuzilou o irmão com os olhos, tentando desesperadamente tomar uma decisão que não o fizesse parecer um covarde ao mesmo tempo em que não o fizesse ter que beijar Gabriel caso o mesmo ganhasse.

Encarando a tudo com uma expressão confusa, o anjo desistiu de tentar entender o que diabos seu namorado estava tentando fazer, se resignando a perguntar como o bom e confuso Castiel de sempre.

— Dean, o que está fazendo? – perguntou baixinho.

— Sendo o cupido do casalzinho enrustido ali. – Dean respondeu com um sorriso de lado.

Voltando sua atenção para o irmão e o arcanjo, o loiro continuou com seu plano.

— Não sabia que tinha tão pouca confiança no seu taco. – alfinetou mais uma vez.

E pareceu ser o bastante para atirar Sammy da borda e fazê-lo tomar uma decisão.

— Tudo bem.

Gabriel arqueou as sobrancelhas, rindo maroto.

— Maravilha. Quem começa?

Sammy arregalou os olhos.

— M-mas... Agora?

— Por que não? – Dean se intrometeu, esfregando as palmas das mãos entusiasmado – Vamos lá, façam suas apostas; Sammy?

O moreno entreabriu a boca perdido.

— Uh, eu—hm é, menino e... Menino? – respondeu duvidoso.

— Gabe?

— Menino e menina. – o arcanjo respondeu facilmente.

— Então agora é só esperar os bebês nascerem. – Sam encerrou aliviado.

A alegria do caçula dos Winchesters durou pouco, no entanto, acabando no exato momento em que Castiel abriu sua enorme matraca de anjo sem noção.

— Na verdade, acredito que com cinco meses os bebês já podem ter um sexo definido.

E foi a vez do loiro arregalar os olhos estupefato, olhando em um misto de frustração e irritação para o namorado.

— Você já sabe o sexo dos nossos filhos e não pensou em me contar?!

— Não Dean. – Cas respondeu com um sorriso suave – Eu não faria isso sem você; eu ia perguntar a Gabriel se minhas conclusões têm fundamento antes de comunicar a você.

O caçador sorriu aliviado cogitando se jogar sobre Cas para um beijo agradecido, mas foi interrompido por um eufórico Gabriel.

— Você tem toda a razão do mundo Cassie. Já dá 'pra saber o sexo dos bebês.

Cas e Dean sorriram entusiasmados um para o outro, a mão do moreno se levantando e seguindo em direção a barrida do loiro, pronto para finalmente checar os bebês e realizar a grande descoberta quando Sammy os interrompeu em um grito aflito.

— Espere! Nós não podemos fazer isso!

— E por que não sasquatch? – Gabriel perguntou irritado.

— P-porque—Uh, porque devia ser um momento especial para Dean e Cas.

Com um dar de ombros desinteressado Dean não demorou a adicionar indiferente.

— Nah. Quem se importa com isso?

— Eu não me importo. – Cas apoiou o namorado.

Sem alternativas, Sammy viu desesperado a mão de Castiel se aproximar de seu irmão, seu sangue gelando nas veias enquanto assistia Dean levantar a camiseta o bastante para que Cas pousasse sua mão delicadamente sobre a pele desnuda, sua expressão um misto de expectativa e concentração.

A sala pesava com a tensão no ar; Dean quase saltando sobre o sofá de ansiedade enquanto Sam se contorcia de agonia, seus olhos desviando nervosamente do olhar malicioso que Gabriel lhe lançava nos segundos de espera.

Levou um minuto para que a resposta viesse.

Levantando a cabeça com um sorriso no rosto, Cas olhou diretamente nos olhos esverdeados do namorado, ambos ignorando totalmente a presença dos demais enquanto o anjo agarrava a mão de seu irmão, guiando-a até o lado esquerdo da barriga estufada e enfim deixando as palavras caírem de seus lábios.

— É um menino.

Dean sorriu largamente, lágrimas começando a se juntar no canto dos olhos ao acariciar seu bebê – seu menino.

Igualmente emocionado o anjo segurou a outra mão do loiro, levando-a ao lado direito.

A tensão pareceu triplicar nesse momento, o caçula dos Winchesters quase enfartando enquanto esperava pacientemente.

— E uma menina. – Cas falou por fim.

As lágrimas escorreram por fim pelo rosto de Dean, seus olhos brilhando de felicidade ao acariciar o outro lado de sua barriga – de sua menina.

Seu garotinho e sua garotinha.

A despeito de sua falta de interesse, tudo o que ele mais queria no momento era abraçar Castiel e não soltá-lo nunca mais, prendendo-os nessa bolha acolhedora de felicidade que o impulsionou para frente, envolvendo o moreno em um abraço e chorando em seus ombros.

— Nossas crianças Cas; – sussurrou com a voz embargada – nosso menininho e menininha.

O moreno o apertou entre os braços, igualmente emocionado.

— Nossa família. – completou sorridente.

Enquanto assistia a cena absolutamente adorável dos papais Sammy se esqueceu momentaneamente da aposta estúpida que fizera, seus olhos ficando úmidos também e um sorriso surgindo em seu rosto ao perceber que seria tio de uma sobrinha e um sobrinho; os quais ele amaria com todas as suas forças também.

Mesmo Gabriel tinha um sorriso suave nos lábios, toda a tensão desaparecendo ao que ele tirava o celular do bolso e com agilidade registrava a cena em uma fotografia.

Levou bons minutos abraçados até que Dean e Cas se afastassem, ainda que o loiro continuasse praticamente sobre o colo de Cas, os olhos de ambos buscando os irmãos com sorriso idênticos de felicidade.

— É um casal, eu mal consigo acreditar! – o loiro exclamou.

— Isso é incrível. – Sammy comentou sinceramente – Meus parabéns aos papais!

— Realmente incrível. – Gabriel concordou.

Foi o que bastou para que todos os olhos se voltassem para o arcanjo e a tensão voltasse a recair sobre o cômodo, pesando sobre o caçula dos Winchesters como um elefante em seus ombros.

— Mas então... Menino e menina Sammy. – foi Dean quem alfinetou primeiro.

Como que esperando a deixa o sorriso malicioso de Gabriel rastejou de volta para seus lábios, uma expressão faminta instalando em seu rosto e, em um estalar de dedos o som de "Besame Mucho" começava a soar de lugar nenhum.

Sam arregalou seus olhos apavorado, sua boca caindo aberta e seu corpo instintivamente se colocando em uma posição defensiva.

— Parece que eu ganhei Sammy-boy. – Gabriel comentou sensualmente – Exijo meu prêmio agora.

O moreno empalideceu.

— E-eu... Eu...

— Vai de uma vez! – Dean gritou sem paciência.

Sam olhou atônito para o irmão. Então para Castiel. E por fim para Gabriel.

... E correu o mais rápido que podia da sala.

...


Notas Finais


Yeah, nop.
Até porque eu duvido Sammy ter a cara de pau de agarra o Gabe na frente do Dean pra ser zoado por ele depois, ainda mais não tendo perdoado o Gabezinho --'
Droga de Sammy recatado, tsc tsc tsc.

Mas enfim: MENINO E MENINA!!!
Imagina que fofo quando esses pequetuchos nascerem?!
To até vendo esses papais babões morrendo infartados huehueh ^-^

Por fim: NÃO ME MATEM
O Sabriel vai rolar, palavra de hunter, e vai ser foda, fechado? *-------*

Até a próxima então, meus lindos ~<3
Beijackles e Padakisses, honeys! S2

P.S. Gentey, não garanto postar amanhã. Meu aniversário tá chegando e não é uma data que eu goste, então eu meio que to numa bad de tio Lú e não consigo escrever tanto quanto eu gostaria.
Mas de toda forma, vocês sabem que eu nunca passo mais de um dois dias sem postar, então espero sinceramente que não abondem a fic se eu demorar um dia ou dois de vez em quando :)
P.S. 2 - AMO VOCÊS THE MONIOS ~<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...