História A Guarda do leão SOMBRIA - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Rei Leão
Exibições 24
Palavras 747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Romance e Novela, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu sei que demorou, mas está aqui.

Capítulo 16 - O verdadeiro Líder.


(Alguns dias depois do último Capitulo)

                   (Fuli P.O.V. ON)

-Vamos, só mais um pouco...

Eu dizia, tentando incentivar a mim mesma.

Eu estava correndo, me guiando por meio da minha audição, contato com o chão, faro, mas não contava com a visão, que agora havia falhado comigo.

Os meus sentidos estavam, tentando me guiar para fora daquele lugar que cheirava a desesperança, dor e morte, alguns dos meus sentidos, como  faro e audição me indicavam que não faltava muito para chegar ao meu lar, as Terras do Reino.

Mas, então, eu sinto um impacto rígido com o chão, que significava mais uma vez...  a Derrota.

-Você não cansa disso?

Eu ouvia minha adversária Hiena proferir aquelas palavras, mais uma vez causando raiva de mim mesma por não ter conseguido vence-la nessa corrida onde minha liberdade estava em jogo.  

-Zira, ela esta nos dando muito trabalho, ela foge o tempo todo... Não sei se conseguiremos conte-la por muito tempo.

Eu ouvia uma Leoa dizer aquelas palavras como se fossem um sinal de esperança brotando no meu peito, se conseguisse fugir, eu poderia avisar as Terras do Reino para que pudessem se preparar pelo que estava por vir.

-Falarei com o Kion, vou convence-lo de que essa Guepardo não nos é útil em nada, e então ela terá seu destino.

Ouvi Zira dizer suas palavras frias, que agora me causavam uma sensação terrível de intimidação.

 

                        (Kion P.O.V. ON)

Lá estava eu, a caminho da caverna particular da Zira por uma invocação.

Chego lá, e ela estava me aguardando, observando minha face de modo sombrio e sério, engulo a seco por medo do que vem a seguir.

-Ah, Zira... Algum problema?

Pergunto com a sensação de que a resposta fosse a coisa mais obvia do Mundo.

-Bom...

Ela inicia sua frase.

-Só tem um pequeno, mínimo, minúsculo, probleminha, Kion...

Ela diz se aproximando de min.

-E qual seria?

Eu pergunto nervoso.

-A Guepardo é o meu problema.

Ela grita.

-A Fuli? Por que?

Eu pergunto recuando.

-Muito simples, ela está contra min, e por isso, causa muito trabalho para minhas... Aliadas.

Ela diz de forma fria.

-Então, o que você sugere que eu faça?

Eu pergunto preocupado com a resposta.

-Não você...

-O que?

-Eu vou pessoalmente cuidar desse... Probleminha.  

-Oque você vai fazer, Zira?

Ela faz uma sinalização:

Ela liberta uma garra para fora, e com a mesma garra ela finge que esta cortando o pulso do pescoço.

Eu fico aterrorizado só com o pensamento, eu não podia aceitar, eu mal poderia imaginar viver em um Mundo sem a Fuli.

Eu fico paralisado por alguns segundos tocado pelo pensamento que até agora me aterroriza.

-Então...Se me der licença...

Diz Zira saindo do local, antes de eu impedi-la de dar mais um passo, me colocando a frente dela.

-Não... você não vai fazer nada com ela.

Eu grito, por uma ação involuntária do meu consciente que só conseguia pensar em uma coisa:

“Fuli”

-E por que não? Ela só tem sido uma pedra no meu caminho.

Nós estávamos nos encarando nos olhos, um desafiando o outro, sem medo...

-Já disse que não vai fazer nada de ruim com a Fuli.

-Qual é o seu problema?

Ela diz.

Muitos dizem que os olhos são a janela da alma, eu particularmente não acreditava, até que...

 -Eu vejo...

-Oque?

-E vejo nos seus olhos...Você a ama.

-Não, eu não...     

-Sim, você a ama...

Ela me interrompe.

-O Amor é apenas uma fraqueza, que te corrói por dentro, e eu me livrarei dessa sua fraqueza, agora.

 Ela tinha ido embora, mas eu não havia percebido, no momento eu estava em estado de choque, eu não conseguia me mover, minha mente estava em conflito com Scar.

“Zira está certa, se desfaça dessa fraqueza, e você será livre.”

Scar dizia tentando me convencer.

“Não, Fuli é minha melhor amiga, ou pelo menos era.”

Eu dizia tentando convencer a mim mesmo de que Fuli era alguém importante para mim.

“E você está certo Kion, a Vida é feita de coisas e pessoas importantes, por que na Alegria ou na dor nossa força é o Amor.

Uma terceira voz ecoava em minha mente.

“Mufasa.”

Scar dizia em um tom de desprezo.

“Kion, Fuli sempre esteve ali quando você precisou, e ela precisa de você agora, a vida dela depende disso.”

“Você tem razão vovô Mufasa...”

“Oque? Não pode dar ouvidos a ele, ele...”

Eu já estava ignorando Scar, por que hoje o verdadeiro Líder havia ganhado minha confiança


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...