História A Guardiã - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miranda Cosgrove, Nina Dobrev, One Direction, Supernatural, Victoria Justice, Zayn Malik
Personagens Bobby Singer, Castiel, Crowley, Dean Winchester, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Miranda Cosgrove, Niall Horan, Nina Dobrev, Sam Winchester, Victória Justice, Zayn Malik
Tags Castiel, Dean, Dean Winchester, Drama, Harry, Harry Styles, Liam, Liam Payne, Louis, Louis Tomlinson, Morte, Niall, Niall Horan, Nina Dobrev, One Direction, Romance, Sam Winchester, Sammy, Sexo, Supernatura, Victoria Justice, Zayn, Zayn Malik
Visualizações 25
Palavras 2.185
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Vas Happening


Fanfic / Fanfiction A Guardiã - Capítulo 8 - Vas Happening

 O caminho até a casa dos Tomlinson's fora silencioso, Victoria seguia os amigos de cabeça baixa, apenas imaginando o que poderia estar se passando pela cabeça dos mesmos, dizem que o silencio mata bem mais e ela realmente pode provar isso, então quando eles passaram pela porta da casa e Louis começou a bombardea-la com perguntas ela quase suspirou aliviada.

-Dona Victoria o que foi aquilo? Por que raios você estava lá? E principalmente sozinha? Como sabia o que fazer com aquela coisa? - Louis ficara vermelho, o ar faltou por um tempo e assim que ele terminou de falar ele puxou todo o ar que conseguiu.

-Calma Lou - A morena levantou a mão na tentativa de acalmá-lo - Vamos dormir amanha é sábado, então eu vou mandar um SMS para o Niall para ele vir aqui que eu explico tudo - Victoria não tinha cabeça para conversar com nínguem naquele dia, muito menos para dar respostas de perguntas que nem ela mesma conseguiria responder com toda certeza. Ela viu Louis assentir e sem esperar mais ela subiu as escadas e assim que se jogou na sua cama mandou uma mensagem para o loiro.

"Nini venha em casa amanhã, okay?

As 1 P;M, explicarei tudo

Xoxo Vic"

Assim que a garota apertou o botão "enviar", sentiu o aparelho em sua mão vibrar e uma pequena notificação no topo da tela avisando que havia recebido uma nova mensagem, desta vez vinda de Harry.

"Ei anjo, você está bem?

XOXO Harry"

A menina não conseguiu evitar o sorriso que praticamente rasgou seu rosto, mas também não pode evitar a preocupação. Quer ?dizer, será que aquele loiro fofo chamado Niall havia aberto aquela linda boca e contado tudo para Harry?

"Hey Hazzy, estou bem sim...

Por que não estaria?"

Ela não precisou nem sair da conversa, a resposta chegou no segundo seguinte.

"Nada não, é que eu tive um sonho ruim, mas se você está bem okay

Durma bem ^^"

Respondendo a mensagem do garoto com um "Você também" Victoria se entregou ao cansaço daquele dia e sem nem ao menos perceber já se encontrava dormindo, imersa profundamente em seus sonhos.

*Se acha que tudo acabou, você se enganou, se acha que seus amigos não precisam saber, vou-lhe mostrar o que vai acontecer casa eles não souberem do que tem que se proteger*

E  novamente eu estava lá, mas agora eu pudia ver perfeitamente, que o bebe ou no caso eu, já tinha virado uma linda mulher, estava com um lindo vestido , branco e na parte de cima tinha alguns brilhantes, meu cabelo estava preso com uma tiara de flores, fiquei me olhando no espelho ate o momento em que uma outra pessoa entrou na pequena cabana de madeira em que eu me encontrava

-Lena? - me virei junto com minha outra eu, era aquela mesma cena que via na escola, aquela mulher com aquele maravilhoso vestido vermelho, e agora eu podia ver claramente que aquela mulher era Angelina

-Oi Vick - respondi sorrindo, pelo que me parece seu nome não era Angelina, apesar de serem a mesma pessoa.

-Vamos?

-Nossa - suspirei - Até parece que vou me casar - e então as duas começaram a rir, umas gargalhadas gostosas de ouvir

-Eu sei, mas é seu ultimo dia e seu ultimo aniversário aqui - a mulher que se parecia com Angelina murmurou depois que cessaram as risadas.

-Verdade - alisei meu vestido uma ultima vez - vamos - sorri para a garota que me estendeu o braço  e logo me levou para fora da cabena, onde eu podia enxergar todos os vizinhos, festejando, dançando assim como eu começava a fazer, o homem com que eu dançava parecia ser meu pai, logo a mulher do sonho anterior veio nos acompanhar junto com Vick, ou pelo que pude perceber ali, minha irmã, fiquei ali até o momento em que uma mão tocou levemente meu ombro.

-Vic? - era ele... Era o Harry, ali com aqueles olhos verdes me olhando intensamente, ali como meu irmão.

-Milord - fizemos uma reverencia e demos risada.

-Pode me acompanhar milady? - ele estendeu a mão e se curvou ainda sorrindo.

-Claro - e sendo acompanhada por ele, segui até um pequeno riacho que havia ali perto. O lugar era tão lindo iluminado pela luz da lua, com apenas ele e eu.

-Olha - ele começou quebrando o silencio - eu queria te dizer uma coisa antes de você ir embora.

-Eu também queria te dizer uma coisa - me virei para ele

-Eu 1°- ele disse e nos rimos- Sei, que você sabe que não somos de fato irmãos, mas fomos criados como tal, então quero que saiba que só não te disse isso antes porque pensei que era errado e ate me confundi- suspirou- vou te contar uma historia, quando eu tinha 5 anos, em uma noite muito especial, ela era especial porque era meu aniversario,estava tudo correndo bem ate que ouvimos um choro, minha mãe foi ver oque era e quando voltou trazia com ela uma bebe, admito que no começo não gostei muito dela

-Ei- disse batendo em seu ombro

-Serio, pensei que esse bebe iria roubar tudo de mim, porque né ela ja chegou ate roubando e fazendo aniversario no mesmo dia que o meu-mais risadas- mas com o tempo aquele bebe foi crescendo e eu estava sempre ao seu lado , quando ele disse sua primeira palavra que foi meu nome, quando deu seus primeiros passos e vi ela se tornar uma linda mulher, foi ai que eu comecei a ficar confuso, eu sabia que tinha um grande afeto por ela, mas era diferente e só soube disse quando eu a vi nos braços de outro- uma lagrima escorreu daquele rosto, o tornando mais perfeito ainda

-Dani

-Então eu só quero dizer a essa bebe, essa menina, que mesmo achando que o destino pregou uma grande e horrivel peça em mim, me fazendo amar alguem que parecia ser inalcançável, e me dando coragem so agora, agora que ela se vai, agora que nao vou mais ve-la eu preciso dizer- ele parou

-Diga- eu me aproximei

-Mesmo que voce esteja indo agora para quilometros, milhas longe de mim saiba que eu irei atras de voce, porque preciso de voce,e eu te amo- ele se aproximou de mim e quando ja estava sentindo o seu halito em meu rosto, ele caiu em cima dela ou em cima de mim e vi uma flecha atravessada em seu peito, escutei gritos dos aldeões, mas eu queria apenas saber dele

-Dani, Dani, Daniel, por favor amor acorda- eu disse deitando ele, eu apenas assistia com lagrimas nos olhos, ele não acordava, eu ja tinha deitado ele, e então alguem me golpeou e apenas sei que antes de apagar eu disse em um sussuro - Também sempre te amei"

E então em subito a garota acordou junto com o barulho do seu despertador.

-Gênio, a próxima lembra de desligar o despertador - fora Katherine a primeira a se manifestar.

-Okay, Okay Kath - Vic revirou os olhos enquanto se sentava na cama lentamente.

-Sonho louco né? - pela primeira vez na vida a voz de Katherine estava calma e seria.

-Muito - fora tudo o que Victoria conseguiu murmurar, a verdade é que ela ainda estava processando tudo aquilo que aconteceu.

-E você vai contar pro Lou, ou pra alguém? - Victoria quase riu com a pergunta, quer dizer Kath a conhecia melhor que isso.

-O que você acha - ela sorriu.

-Eu acho que não - por mais que Victoria nunca tenha visto, obviamente, a garota, ela podia imaginar a mesma dando ombros perfeitamente, como se estivesse na sua frente.

-Bom, já tem sua resposta - finalmente saiu da cama e a primeira coisa que fez fora correr para o banheiro tomar um banho, talvez seja loucura mas ela sentia o cheiro da fada impreguinado nela. Assim que já tinha lavado seus cabelos 2 vezes e seu corpo 3 ela saiu enrolada em um ropão e por fim vestiu um vestido de alcinha na cor preta e seu chinelo de dedo, desceu as escadas ainda secando seus cabelos na toalha - Bom dia Lou - ela disse assim que entrou na cozinha e encontrou o mesmo preparando o café.

-Bom dia Vic - ele sorriu, mesmo que minimamente.

-O que tem para o café? - com toda aquela correria eles havia esquecido de comer, e Victoria só foi perceber isso quando ouviu a barriga roncar desesperada.

-Torrada queimada, com ovos pretinhos porque eu não sou racista e café gelado porque foi o Harry que fez a um tempo atrás - Enquanto dizia cada coisa ele apontava para as mesmas que estava devidamente arrumadas em cima da pequena ilha da casa.

-Ovos pretos, é só um novo jeito de falar queimados? - a garota não se segurou e começou a gargalhar sem parar - Muito obrigada - ela murmurou assim que cessou o ataque de risos - mas eu acho que vou ficar com a boa e velha maçã.

-Não pode - Louis fez careta enquanto cruzava os braços.

-Por que? - a garota caminhava até a pequena cesta de frutas que se encontrava vazia.

-Estragou - ele deu ombros enquanto via a menina semicerrar os olhos em sua direção.

-Legal, então o que vamos comer? - ela perguntou por fim, porque infelizmente para o Louis ela era uma boa amiga, mas não ao ponto de ingerir aquele café da manhã.

-Sei La vamos ao Starbucks - ele sorriu só de lembrar do café do lugar, a garota sem ter muita opção apenas concordou com o amigo - Vou me trocar - ele avisou já na escada.

-Ok - ela sorriu, sabia que ela já não tinha escutado nada, então foi até a pia pegar pelo menor um copo de água, e fora quando aquela mesma dor em suas costas voltou e no mesmo instante a garota começou a a suar e ficar quente, como se estivesse com 50 graus de febre, sua visão estava embaçada mas mesmo assim ela estendeu a mão para abrir a torneira, e assim que a costa da sua mão tocou o papel toalha o mesmo pegou fogo assustando a garota que voltou a si na mesma hora, e em um passe de mágica suas dores haviam sumido e suas mãos já tinham tratado de jogar o papel toalha dentro da pia.

-Vamos? - Louis apareceu na sala sorrindo.

-Vamos - ela começou a caminhar até o mesmo, olhando vez ou outra para o lugar onde tudo aquilo tinha acontecido.

-Tá tudo bem? - o mais velho perguntou assim que viu a menina meio distriada.

-Sim - ela balançou a cabeça e sorriu.

Eles não ficaram mais que 1 hora no StarBucks, e logo voltaram para casa, e não fora preciso muito tempo para que logo os dois estivessem acompanhados do loiro, que entrou e sentou no sofá ainda olhando para todos os lados, meio desconfiado de tudo e de todos que fizessem um movimento brusco.

-Então - ele suspirou - vamos direto ao assunto e me conte tudo - como sempre, o loiro era direto.

-Ok sente-se -  ela pediu olhando para Louis, que assim que sentou ao lado do loiro ouviu a garota começar a falar, tudo detalhadamente, emitindo algumas partes como, seus sonhos, coisas que envolviam as lembranças que nem ela sabia direito e com toda certeza ela passou longe de falar sobre a pequena possibilidade dela ser uma fada. 

-E você está bem? - Niall e Louis ainda estavam de boca aberta, mas Louis conseguiu perguntar.

-Eu estou, mas Louis eu acho que devemos contar isso para o Harry e para a Angelina - por mais que fosse apenas um sonho, ela ainda levava esses pequenos avisos em consideração.

-O QUE? NÃO NEM PENSAR - ele gritou.

-Por que não? - ela olhou levemente para cima a fim de encarar os olhos azuis.

-Por que você quer contar ? - ele desviou o assunto.

-Eu só acho que é melhor para eles - ela deu ombros, não precisava dar mais explicações até porque nem ela mesma saberia explicar.

-Victoira eu vou com o Niall para colocar proteção na casa dele, fique aqui e não saia - fora tudo o que Louis disse, direto e firme demonstrando que ele não iria mais tocar naquele assunto.

-Ok - ela se deu por vencida.

Já haviam se passado 1 Hora que eles tinham ido, e naquele meio tempo a dor voltou mais intensa do nunca, era como se o corpo dela voltasse a queimar, sua temperatura subia de uma hora para outra, suas roupas estavam úmidas como se fossem água, desesperada ela cotmeçou a gritar sendo seguida por Katherine, começou a se contorcer jogada no chão, sentindo o inicio de  um vento muito forte, um tremor e quando finalmente tudo para ela simplesmente se levanta, sem controle do seu corpo começa a caminhar até o penhasco da noite passada, sem mais conciencia de nada tudo o que ela quer fazer é se jogar daquele lugar....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...