História A guardiã - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bleach, Os Heróis do Olimpo, Supernatural
Personagens Artemis, Castiel, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Hades, Leo Valdez, Lúcifer, Meg Masters, Nico di Angelo, Rangiku Matsumoto, Sam Winchester, Toushirou Hitsugaya
Tags Filha De Ártemis
Visualizações 12
Palavras 2.485
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


espero que gostem leiam as notas no final e a capa do capitulo é a lucy ou pelo menos é bem parecida !

Capítulo 9 - Tiozão do sangue


Fanfic / Fanfiction A guardiã - Capítulo 9 - Tiozão do sangue

eu respiro fundo, e sinto o cheiro dele era como grama molhada pela manhã, era um cheiro gostoso que lembrava casa, carinho e conforto, o que eu nao sei bem o por que mais me tocou de uma forma diferente, na verdade esquentou a minha nuca, que é o primeiro sinal do meu corpo quando ele ta começando a ficar exitado, que estranho, bom deixo isso e lado e abro os olho para saber quem é o cara que esta me fazendo "sentir coisas"

eu ate abro mais me arrependo pois bate uma dor de cabeça horrível, e eu os fecho rapidamente, tento me sentar mais a uma mao me segura no lugar 
_ relaxa eu estou bem!-e tento outra vez mas desta vez eu consigo, e abro os olhos no processo o que é obviamente um erro pois fico tonta no mesmo instante e eles meio que tentam me deitar novamente, e eu deixei? nao é logico que nao ! 
_ olha eu ja disse que estou bem ! - falo ja "recuperada da tontura" para adivinhem! Sam Winchester e nicolas diangelo que a julgar pela posição em que eu estava, eu tinha as pernas em cima do di angelo e a cabeça apoiada no colo do winhester ( ps sely: ai meus deuses!, o que foi aquilo? santo chuck! SAM WINCHESTER ESTAVA ME DANDO CAFUNÉ? E EU TAVA GOSTANDO? E MALICIANDO UM CAFUNÉ ? decididamente eu tenho demência ) me sento e calma tentando disfarçar a maluquice que eu tava imaginando fazer com aquele homem, eu falo,
_ o que foi que aconteceu?
_ voce desmaiou - fala Sam ao meu lado
_ isso eu sei né genio! quero saber o que aconteceu para estarmos indo para algum lugar que eu nao faço a menor ideia, mas a julgar pela velocidade em que o dean esta dirigindo, posso apostar que temos que chegar logo
_ de onde voce conhece o crowley?- pergunta dean e ao que parece ele nao ta muito contente nao
_ pera ai o que? crowley? tipo o cara que voces falaram que se intitula o rei do inferno?
_ é esse mesmo!- fala nico desta vez- ele apareceu depois que voce desmaiou dizendo que precisava falar com você e que era para a gente levar você para o palacio dele,
_ é isso mesmo, entao sele você vai me dizer o que o rei do infer...
_ é isso! -interrompo dean no meio do "sermão" dele-  era dele que ela estava falando!olha quando voces chegaram eu estava apagada lembram? pois é eu nao estava realmente apagada
_ como assim sele ? o que voce quer dizer com isso?- diz sam
_eu nao estava apagada de verdade, eu tava em transe ! a garota que temos que salvar estava a terra alem dos deuses! agora ela esta nas maos do crowley! precisamos ir para la agora !
_ e se for uma armadilha? - fala sam ao meu lado
_ nao importa a unica coisa que interessa é que ela ta em perigo e eu nao vou abandona-la! Dean, pisa fundo ! e nao diminua!- ele nao questionou e acelerou, eu estava nervosa e preocupada, se esse tal de crowley esta mesmo com a garota eu tenho que chegar logo e salva-la, nos nao demoramos muito para chegar a velocidade em que iamos era de se esperar que nao demorasse! e apesar de nao ter demorado nos estávamos relativamente longe ja que demorou cerca de três horas para chegarmos a frente de um hospital abandonado, bem foi o que eu achei que fosse, descemos do carro todos os cinco e Dean deu armas a todos ate para mim, e me deu um recado um tanto pertubador e reconfortante ao memso tempo 
_ nao se preocupe! mesmo se for uma armadilha ninguem vai se machucar, eu prometo,- sussurra ele para mim
_ sinceramente nao é esse o meu medo !

bom as armas nao adiantaram muito afinal parecia que eles estavam nos esperando, desarmaram os meninos e quando chegou a minha vez, o demonio levou as mãos em minha direção, com o intuito de me revistar,
_ se você tocar em mim eu mesma vou arrancar as suas maos e seus olhos,você entendeu?- ele recuou e nos direcionaram para uma sala grande com um trono no final e nele estava sentado um homem baixo a julgar pelas pequenas pernas, parecia ter 37 a 40 anos e usava um terno negro com um sobretudo tambem negro, devo admitir ele tinha estilo 
_ ora o que foi que o coelho da pascoa trouxe para mim! os winchester, dois garotos e quem eu mais queria ver!
_ pera é voce o rei?- falo sem acreditar em quem estava na minha frente!
_ sim, afinal ja faz algum tempo nao é garota!
_ realmente !
_ pera ai ! vocês sao amigos? de onde vocês se conhecem? - pergunta Dean 
_ eu tinha cerca de 10 anos quando conheci ele,mas eu o conhecia por outro nome!
_ ah é e qual era?- fala Sam e os outros dois me observam espantados
_ fergus na verdade ! eu dei sangue a ele 
_ é ela me chamou de tiozao do sangue, na epoca, eu estava necessitado 
_ é e eu me lembro, você estava desesperado teria matado aquele cara na minha frente,
_ da pra contar a historia toda?- pede toshiro que desde que eu acordei nao havia soltado nenhuma palavra se quer 
_ claro ...- ah mas que merda tontura de novo, me desequilibro e quase caio no chão se fergus nao tivesse sido rapido
_ a quanto tempo você nao come ?
_ devo dizer que a basicamente a dois dias ! ja que sempre que eu tento comer algo acontece uma tragedia e eu nao como, afinal correr para sobreviver é mais importante! - ele me olha com cara de preocupado que surpreende nao so a mim mas a todos na sala ele olha para um dos caras que nos escoltaram para aquele lugar e diz
_ voce traga alguma coisa para ela comer rapido 
_ fergus e a minha amiga que esta presa com voce?- o encaro  e ele entende o recado 
_ e voce - fala para o outro- traga a garota eu quero ela aqui agora  mas antes me traga uma cadeira 
_ nao precisa vai buscar a garota, eu ja consigo me suportar em pé sozinha obrigado - ele estranhamente obedece e vai sem questionar e eu me ajusto para ficar em pé sozinha e essa cena se desenrola bem na frente de todos que ficam de boca aberta- então eu conheci fergus quando tinha cerca de 10 anos, era noite eu nao tinha sono, diferente das outras crianças que correm pra cama dos ais quando tem um pesadelo ou simplesmente nao conseguiam dormir eu ia dar uma volta a luz do luar, e em uma noite em que eu nao tinha sono eu sai para dar uma volta no bairro onde eu morava que por sinal é bem diferente dos bairros daqui dos EUA eu cresci no brasil em um estado bem pequeno praticamente menosprezado pela sociedade brasileira, em fim eu sai pra dar uma volta e no meio do caminho eu ouvi um barulho e fui verificar, ele vinha de uma rua sem saida e que nao tinha quase nenhuma iluminação mais dava de enxergar , eu entrei na rua e ele estava sobre um homem desmaiado e com uma faca no pescoço dele quase pra sangrar ele ate a morte, entao eu disse pra ele nao matar o cara, e ele perguntou quem eu era falei que nao interessava a ele, mas que ele nao matasse aquele cara, perguntei o que ele havia feito para ele e o que foi que voce respondeu?
_ ele nasceu! foi o que eu falei - responde fergus - ela era tao pequena, bom ela continua pequena , entao eu sai de cima do cara e fui ate onde ela estava..
_ e eu disse, isso não é motivo para voce matar ele não acha? dai e ele respondeu 
_ ele tem algo que eu preciso- fala fergus com o mesmo tom que ele usou naquela noite 
_ e o que é eu falei, dai ele disse que ele tinha o sangue puro, e eu ri...

as portas se abrem e ela vem escoltada pelos demonios , quando me vê ela ignora todos na sala e me abraça, e eu a conforto , ela nao parece ter mais de 13 anos, com os cabelo vermelhos todos repicados como se tivessem sidos cortados com uma faca cega
_ calma, ta tudo bem ninguem aqui vai fazer mal a você eu garanto,- falo olhando para fergus, que me assegura com um aceno de cabeça, em seguida as portas se abrem novamente e um demonio entra e fala algo rapidamente no ouvido de fergus uma delas ele sorri de canto mais logo depois seu sorriso some 
_ você tem certesa?
_ sim meu senhor - e dito isso fergus o dispensa com um simples aceno de maos 
_ se você quiser comer, sele voce ja pode e vocês tambem rapazes eu vou leva-los a sala em que esta a comida, -dizendo isso ele sai pela porta e todo me olham como se eu fosse a lider, 
_ o que voces estao esperando? vamos logo! - falo puxando a garota em meus braços comigo e vou na mesma direção que fergus seguiu, ele nos levou ate outra sala parecida com o que seria uma sala de jogos mas tinha uma mesa pequena redonda cheia de comida eu me sentei 
_ bom agora vou ter que deixar você s tenho um assunto urgente para resolver,- e dizendo isso ele sai pela porta me deixando a "sos" com os meninos e a garota, estamos praticamente sendo vigiados, eu sem cerimonia começo a colocar uma especie de mingau em uma tijela de sopa que havia bem na minha frente
_ voce vai comer isso ai?- pergunta toshiro 
_ e por que você acha que nao devo comer isso?- pergunto ainda enchendo a tigelinha na minha frente 
_ pela forma que esses dois - diz ele  apontando para os winchester- reagiram quando ele apareceu depois que você desmaiou la no estacionamento
_ eu tambem nao acho uma boa ideia você comer algo oferecido pelo crowley por mais amigavel que ele possa ter sido com você! - fala Sam e nico concorda com a cabeça
_ nosso rei foi bem claro com relação ao o que ele faria com quem tantasse algo com qualquer uma das duas garotas!
_ viu só! é seguro! e você eu ainda nao sei exatamente o seu nome !
_ é lucy na verdade- fala ela baixo na verdade sussurrando 
_ nossa que legal! você sabe o que ele que dizer?- ela apenas olha para mim e nega com um balançar de cabeça e dou um sorriso simpatico para tentar acalma-la e digo - a luminosa ou a iluminada, é meio que uma variação de lúcia, na sua origem quer dizer luz! você é luz! - ela sorri para mim e relaxa entao eu paço a tigela de mingau que eu havia enchido para ela 
_ coma! - ela olha para o prato e para mim, ta na cara que ela ta com medo , da ate pra saber do que ela ta com medo sem nem ela dizer, entao pra provar que nao estava envenenada, eu encho uma colher e coloco na boca e engulo e volto a sorrir, devo admitir tava muito bom ! quase que eu tomo a tigela de volta! depois de cerca de cinco segundo me olhando ela meio que se convenceu de que nao tinha veneno no mingau e resolveu comer e eu nao fiquei a traz pequei logo um dos sanduíches que haviam na mesa e abocanhei sem nem pensar duas vezes e sem respirar entre uma mordida e outra, a medida que a minha fome foi sendo saciada eu começei a ficar intrigada afinal  ja fazia um certo tempo que fergus havia saido...
_ entao sely você nao vai terminar de nos contar a história de como conheceu crowley? - pergunta nico 
_ vou sim claro, e eu estava em qual parte mesmo?
_ você estava perguntando o que o cara tinha que ele queria- responde Sam 
_ ah claro! e ele falou que o cara tinha o sangue puro! e entao eu pedi para ele deixar o cara em paz ! ué se era de sangue que ele precisava eu daria sangue a ele, todo o sangue que ele precisasse, mas so se ele deixasse o cara ir, ele aceitou e eu fui em casa com ele para buscar algumas roupas pois eu tive que passar uma semana com ele para ele ter o tanto de sangue necessário,
_ e você foi?- pergunta Dean incrédulo
_ fui, afinal eu tenho honra se eu falei que daria sangue a ele eu daria, entao eu fui mas deixei um bilhete para minha mae nao ficar preocupada, e fui e nem fiquei tanto tempo, apenas três dias, desde entao ele vem me ver pelo menos uma vez por ano, e nós passamos a noite inteira conversando! 
_ e você nem suspeitou que ele era  perigoso? 
_ talvez mais ele meio que virou um amigo e eu passei a chama-lo de tiozão desde aquela noite ate dois anos atras quando ele me disse que se chamava fergus, - me levanto e lucy se assusta
_ onde você vai? - pergunta ela 
_ vou ver onde fergus está e ja volto- digo com a minha voz mais tranquila 
_ eu nao quero ficar sozinha de novo!
_ nao vai ficar sozinha, os rapazes vao cuidar de você, todos eles,
_ eu acho melhor alguem ir com você- fala hitsugaya 
_ nao! eu sei me cuidar ! vocês vao ficar aqui, cuidando da lucy! eu ja volto -e saio pela porta para o corredor, ao sair um dos demonios de crowley me bloqueou
_ olha eu acho bom você nao fazer isso! - ele simplesmente saiu do caminho e eu segui em frente, e olha eu achei que veria mais demônios mas nao estava tudo deserto, da pra acreditar!? em fim eu estava em um corredor e no final dele haviam dois caminhos um estava claro e outro nem tanto, ao me virar para entrar no caminho mais claro sinto um embrulho no estomago como se nao devesse, e galera isso é o meu instinto, dizendo que eu nao devo ir pelo corredor mais iluminado, serio? que merda de instinto é esse que me diz pra ir pelo corredor escuro e assustador que fariam as meninas do meu antigo colegio chorar feito bebês , quer saber eu vou, os lugares mais assustadores sao sempre os que guardam as coisas mais interessantes...


Notas Finais


e ai galera? entao eu vou ficar um tempo sem postar mais quando eu postar vai ser um bem grandao e possivelmente eu vou aumentar esse entao quando sair um capitulo novo verifiquem esse de novo que é pra ter certeza de que vocês nao perderam nada ok?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...