História A Guide to Love, Loss and Desperation - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Garota conhece o Mundo (Girl Meets World)
Personagens Maya Hart, Riley Matthews
Tags Garota Conhece O Mundo, Girl Meets World, Maya Hart, Rilaya, Riley Matthews, Rowan Blanchard, Sabrina Carpenter
Exibições 91
Palavras 2.798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi! :)

Capítulo 2 - Up All Night


2. Up All Night

I wanna stay up all night
And jump around until we see the sun
I wanna stay up all night
And find a girl and tell her she's the one

O final de ano da escola Abigail Adams High School sempre era o evento social mais esperado entre os alunos, principalmente os do ultimo ano do ensino médio. Todo ano, entre o natal e o ano novo, os alunos organizavam uma grande festa de despedida, o que para os formandos era uma oportunidade de aproveitar a última festa antes de se separarem pra valer.

Quando a colação de grau passou, e o natal se aproximou, os preparativos estavam a mil por hora. Todos esperavam uma grande comemoração, pois naquele ano o encarregado do último ano era ninguém mais ninguém menos do que Farkle Minkus. Farkle era o herdeiro da Minkus Corporation, a maior investidora de tecnologia dos Estados Unidos. Contudo, Farkle não era um daqueles garotos ricos metidos que faziam questão de ter todos aos seus pés, muito pelo ao contrário. Ele queria que tudo saísse perfeito, não para todos notarem o quão incrível ele era ou algo parecido, mas sim para ter certeza de que seus amigos que estavam se formando tivessem a melhor despedida de todas, pois eles mereciam isso.

No dia da festa, Farkle corria de um lado para o outro, garantindo que tudo estivesse em seu devido lugar. O salão era propiedade da empresa de seu pai e ele abrigava uma grande quantidade de pessoas. Ele parou no bar para resolver o que faltava quando se assustou com a aproximação repentina de uma figura que ele conhecia muito bem. Ela se agarrou a ele e quase o derrubou por conta de sua alegria.

  - Nem acredito que hoje eu vou passar das 22 horas! - Riley gritou para o amigo.

Farkle riu e se soltou da amiga.

  - Pra quem passou 4 anos reclamando que as festas começavam as 22h você tá bem animada.

  - Claro. É a nossa última festa do ensino médio! Somos formandos. Quem sabe quando vamos nos ver todos outra vez. - Ela sorriu triste. - Eu quero aproveitar esse dia com os meus amigos. - Ela pegou na mão de Farkle e apertou.

  - Não se preocupe, Riley. Essa noite vai ser ótima. E você nunca vai precisar se preocupar com separações quando se tratar de nós dois. E não esqueça de Isadora, Zay e Lucas. Nós não vamos a lugar nenhum.

Riley sorriu e abraçou o amigo.

  - Bom, só passei aqui porque estava curiosa pra saber como tudo estava. - Ela disse e passou os olhos pelo o lugar.

  - O que achou?

  - Que se ser cientista não der certo você pode começar a organizar festas.

O garoto riu e observou a amiga pegar o celular que estava tocando de seu bolso.

  - É o meu pai. Acho que ele quer garantir que as regras sejam passadas pela quinta vez antes da festa. - Riley fez uma careta. - Eu já vou indo, Farkle. Vejo você mais tarde. - Riley beijou a bochecha do garoto, que se despediu e viu a menina caminhar para fora do lugar.

Mal sabia Farkle que aquela noite ia sim ser ótima. Principalmente para Riley.

...

- Okay, Riley, mais uma vez. - Cory bateu palmas e fez a filha sentar no sofá.

- Pelo amor de Deus, Cory, com essa já vai ser a oitava vez! Daqui a pouco ela já vai ser capaz de recitar tudo o que você disse- Topanga falou.

  - Então o meu objetivo já está completo! - Cory respondeu. Ele virou para encarar Riley, que tratou de colocar a cara mais fofa que ela conseguia fazer. O homem suspirou. - Por favor, cuidado. - Ele disse calmamente.

Riley se levantou do sofá e deu um abraço em seu pai.

  - Eu vou ter. Prometo. - Ela soltou ele e abraçou sua mãe.

  - Você está linda, filha.

Riley usava um vestido vermelho que caia um pouco antes de seus joelhos. A empolgação estampada em seu rosto.

A campainha tocou e Riley se soltou de sua mãe. Ela havia combinado com Isadora, Zay e Lucas deles irem juntos para a festa.

  - Bem, acho que eu já vou indo. - Ela sorriu para os seus pais e eles a acompanharam até a porta. Os dois cumprimentaram os garotos e Riley despediu-se novamente.

  - Acho que precisamos repassar as regras mais uma vez...

  -  Boa noite, meu amor. Divirtasse. - Topanga interrompeu Cory e o puxou para dentro do apartamento, fechando a porta logo em seguida.

Os quatro então partiram para a tão esperada última festa do ensino médio.

...

As luzes do salão piscavam conforme a música tocava. "Don't Let Me Down" do The Chainsmokers estourava nos altos falantes. Os corpos dos alunos do ensino médio se misturavam na pista de dança. Muitos dos alunos da turma de formandos tinham copos de bebidas nas mãos. Outros apenas conversavam em mesas mais afastadas.

Riley, Zay, Lucas e outros colegas da sala deles dividiam uma mesa que ficava perto do bar. Bebidas em cima da mesa e conversas a base de gritos por causa do som. Eles não estavam totalmente alcoolizados, mas alguns já começavam a enxergar borrões diante dos seus olhos.

  - Ei, gostando da festa? - Farkle chegou abraçado de Isadora na mesa dos amigos. Em resposta, eles apenas gritaram em aprovação.

  - Eu não sei vocês... - Zay falou meio embaralhado. - ...Mas eu vou dançar.

Todos gruniram em concordância e se levantaram de seus lugares, menos Riley. Lucas, que viu que a amiga não se mexera, tocou no ombro dela e disse:

  - Você não vem? - Ele sorriu.

  - Não, daqui a pouco eu vou. Vão na frente.

Lucas ficou meio frustrado mas aceitou a resposta da amiga, e então seguiu atrás de seus amigos e um Zay muito louco que gritava a caminho da pista.

Riley então se levantou e caminhou até o bar, cumprimentando alguns conhecidos no caminho. Chegando lá ela pediu um copo de vodca a garçonete e se sentou na bancada. Ela aproveitava sua bebida quando viu pelo canto do olho uma loira pedindo algo ao barman. Ela parou o que estava fazendo na hora e virou a cabeça discretamente para observa-lá. Ela não estava muito longe, então Riley pode ver algumas coisas, como seus convidativos lábios rosas e seus brilhantes olhos azuis. Riley estava hipnotizada pela beleza da garota. Ela tinha a total certeza de que nunca havia visto uma garota tão bonita assim antes.

Antes que ela pudesse desviar os olhos e sair do mundo da lua, a garota olhou em sua direção, o que fez Riley dar um pulinho do banco onde ela estava sentada. A garota sorriu e manteve os seus olhos em Riley, e a morena, sabendo que não tinha mais como disfarçar, retribuiu o sorriso. Elas manteram os olhos uma na outra por alguns segundos, até Riley sentir um par de mãos agarrar o seu ombro, o que a fez quebrar a troca de olhares.

  - Riley! Vai dançar! Vai ficar sentada ai a noite inteira? - Zay gritou por cima da música que tocava. As palavras se atropelavam uma na outra.

Riley riu do amigo e gritou que já estava indo. Ele apenas deu de ombros e saiu para o outro lado, provavelmente procurando o banheiro. Ela viu o amigo se afastar e voltou sua atenção ao outro lado do bar, onde infelizmente, não viu mais a garota loira sentada. Riley olhou rápido pelas pessoas que passavam procurado a garota mas não havia sinal dela em lugar nenhum. Chateada por ter perdido ela de vista, Riley apenas bebeu o resto do conteúdo em seu copo e se levantou para ir de encontro aos seus amigos na pista de dança.

Ela viu Farkle, Isadora, Lucas e outros dos seus colegas todos juntos perto da enorme caixa de som no canto do salão. Ela não pensou duas vezes antes de abordar Farkle para perguntar sobre a tal menina, pois ela sabia que a garota não estudava na Abigail Adams, se não já teria a visto antes, e se tinha alguém que poderia saber esse alguém era Farkle, pois ele organizou a festa.

Ela se aproximou e puxou o braço do amigo, o arrastando para longe do grupo que dançava.

  - Riley, fico lisonjeado em dançar com você mas eu tenho namorada. - O garoto brincou.

  - Shiu. Uma pergunta. Você tem certeza de que todos que vieram frequentam nossa escola?

Farkle franziu o cenho.

  - Porque? Você viu alguém desconhecido? Vou chamar a segurança... - Farkle ia se retirar mas Riley o puxou de volta.

  -  Não! Quer dizer, sim. Mas ela não parecia perigosa. Quer dizer, eu acho que não porque...

  - Riley! Você viu ou não?

Riley suspirou.

  - É uma garota. Loira, tem olhos azuis... Ela está vestindo uma camisa flannel vermelha e...

  - Aaah... - Farkle interrompeu Riley. - E a prima da Sarah! Como é mesmo o nome dela? May, Martha, Mary...

  - Prima? - Riley perguntou agarrando a camisa de Farkle.

  - Sim. Sarah me apresentou a ela quando elas chegaram. Porque você tá tão interessada? - Farkle perguntou com um sorriso malicioso.

  - Você já sabe demais, Minkus. - Riley soltou a camisa dele e foi para o lado oposto da pista de dança. Ela decidiu que iria no banheiro e depois grudaria em Sarah, quem sabe assim veria a loira de novo.

A fila do banheiro estava enorme. Riley levou quase 20 minutos para sair de lá. Ela secava suas mãos distraidamente no vestido quando sentiu seu corpo colidir com o de outra pessoa no caminho de volta.

  - Me desculpa... - Riley já ia despejar um milhão de pedidos de desculpa em cima da pessoa, mas quando olhou pra cima, viu que era a garota.

A menina, que também havia ficado sem reação, sorriu para Riley. Se sorrisos fossem capaz de matar, Riley tinha certeza de que já poderiam encomendar o seu caixão.

  - Não tem problema. - Ela disse e fez menção de quem iria sair, mas Riley gritou um tanto quanto desesperada.

  - Espera! Você é prima da Sarah, não é?

A garota voltou sua atenção a Riley e franziu a testa.

  - Como você sabe disso?

Ótimo, Riley. Quero ver sair dessa agora.

  - Ahn... Um amigo me disse que ela ia trazer uma prima e... Vocês na verdade são muito parecidas.

A garota desfez a expressão de desconfiança e riu.

  - É verdade. As vezes dizem que somos irmãs.

Riley riu e esfregou as mãos, já suadas de nervoso, no vestido. Ela estava em pânico. De repente, sentiu a mão da garota tocar no seu braço. Ela podia jurar que sentiu seu corpo inteiro reagir ao toque.

  - Acho que estamos atrapalhando a passagem. Quer sentar?

Riley sorriu e soltou o ar que nem sabia que estava segurando.

  - Claro.

A garota então pegou a mão de Riley e a guiou por entre as pessoas. Riley apenas seguiu seu passos, concentrada no calor que a mão dela fazia na sua.

  - Ah. - A garota virou repentinamente para encarar Riley. - Meu nome é Maya, a propósito.

...

Riley e Maya conversavam animadamente a quase 2 horas. Elas pareciam amigas de longa data, e apesar de serem bastantes diferentes, de algum jeito pareciam absurdamente iguais. Já era 1 hora da manhã e todos já haviam ingerido álcool o suficiente para o resto da noite. Riley não havia mais visto nenhum de seus amigos, exceto por Farkle e Isadora, que estavam muito ocupados se beijando ao passarem por ela para nota-la. Riley e Maya também já estavam começando a sentir a bebida em seus corpos, tanto que agora riam descontroladamente de coisas bobas que uma falava para a outra.

  - E pensar que eu quase recusei o convite de Sarah... - Maya disse afastando o seu copo para o lado.

  - Como assim? - Riley perguntou.

  - Ah, eu não estava muito afim de vim. Acho que iria me arrepender para o resto da vida... - Ela disse e sorriu para Riley.

  - Você está flertando comigo, Srta. Hart? -  Riley riu.

  Maya ficou ems silencio por alguns segundos.

  - Talvez.

Antes que pudesse processar as palavras de Maya, Riley foi interrompida pela mesma, que fez um barulho de excitação quando ouviu "Work From Home" ecoar pelo salão.

  - Eu adoro essa música! - Ela gritou e se levantou mais do que depressa, puxando Riley consigo.

As duas caminharam até a pista de dança e chegando lá, Maya começou a mover seu corpo no ritmo da música. Ela percebeu que Riley estava se mexendo discretamente, e perguntou alto:

  - Qual o problema?

Riley sentiu suas bochechas corarem.

  - Eu não sei dançar.

Dito isso, Maya colocou suas mãos na cintura de Riley e começou a movimentar seu próprio corpo no mesmo ritmo do dela. Quando Riley percebeu o que estava acontecendo ela simplesmente decidiu deixar tudo pra lá. Elas estava nos braços da garota mais linda da festa, porque não aporveitar? Sendo assim, ela começou a pegar o ritmo de Maya, que a olhava com um misto de admiração e desejo. As duas se movimentavam bem próximas uma da outra. Seus corpos estavam perigosamente próximos. As pessoas ao redor ficavam de boca aberta a cada movimento que elas faziam. Riley entrelaçou os braços ao redor do pescoço de Maya e a puxou para mais perto. Elas já estavam dividindo o mínimo de espaço possível. Riley observou Maya se aproximar e de repente tudo parecia ter parado ao redor das duas.

Maya finalmente colou seus lábios aos de Riley. Ambas não se importavam mais se estavam rodeadas de todo o corpo estudantil do ensino médio. Maya deslizou a mão pelos cabelos castanhos de Riley e pediu passagem para aprofundar o beijo, que foi concedida pela mesma. Elas se beijavam com intensidade, querendo ao máximo dominar uma a outra. As mãos de Riley rodeavam a cintura de Maya e seu peito subia e descia com rapidez. Elas pararam devagar quando o ar se fez necessário, ambas ofegantes e com o coração acelerado. Ninguém ao redor parecia se importar, estavam bêbados demais pra isso. Elas se olharam por um tempo até se darem conta de que a música havia acabado. Elas sorriram uma para a outra e Maya alcançou a mão de Riley, a levando para fora da multidão.

...

O relógio já marcava 3h da manhã. Riley e Maya já haviam se beijado tantas vezes naquela noite que perderam a conta. Elas estavam sentadas em uma das mesas, trocando beijos e carinhos, quando foram surpreendidas por Sarah, que mexia distraída no celular.

  - Maya, o papai já está ai na frente e... - Ela levantou a cabeça e arregalou os olhos ao ver o que a prima estava fazendo. Ela limpou a garganta o mais alto que conseguia. - Você vai querer levar o rosto da Riley com a gente ou...

As garotas se soltaram e sorriram envergonhadas.

  - Pode me dar um minuto? - Maya disse para Sarah, que assentiu e se afastou.

Maya fitou Riley. Ela conseguia enxergar tudo que sempre esteve procurando naqueles olhos castanhos. Se deu conta disso no exato momento que viu a garota.

  - Sabe, eu não acredito em destino... Mas quando Sarah me convidou para vim eu disse que ia a um show de uma banda que eu gosto. Na Quinta o pneu do carro amigo que iria me levar furou. Iamos de metrô até eu descobrir na Sexta que o ingresso que venderam para gente era falso. - Maya fez uma careta. - E se tudo isso não tivesse acontecido eu não estaria aqui com você no Sábado. - A loira sorriu e Riley retribuiu. - Eu realmente espero que você não ache que essa noite termina aqui, Riley Matthews.

Riley riu e se aproximou para beijar Maya.

- Vou considerar isso como um não. - Maya disse.

Elas se beijaram mais algumas vezes e se despediram depois de Sarah aparecer querendo arrastar Maya pra fora, resmungando algo como "Sabia que existe uma coisa chamada celular?" e "Pelo amor de Deus, vocês obviamente irão se ver de novo!"

E ela estava mais do que certa. Depois daquele dia, Riley e Maya só eram vistas uma na companhia da outra. Aquela definitivamente havia sido a melhor festa de final de ano de todas.


Notas Finais


Então... Eu não tenho tanta certeza do que eu estou fazendo (Ou se eu estou fazendo certo) mas eu espero que vocês estejam gostando!

Quem assiste Teen Wolf pode associar a cena das duas dançando com o 1 episódio da 4 temporada, onde a Malia e a Kira quase se pegam naquela boate ahushaushajsja.

One Direction - Up All Night
https://youtu.be/aNwGa9HX3NQ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...