História A Herdeira entre os dois reinos - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Príncipe James, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Roland, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Vovó (Granny), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags David Nolan, Evil Charming, Família, Magia, Once Upon A Time, Príncipe Encantado, Rainha Má, Regina Mills, Romance
Exibições 72
Palavras 2.328
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Luta, Magia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Volteii adivinha quem saiu do bloquei?Eu mesma
1 lugar- havia feito a tempos a trás o capitulo, e o que aconteceu? simplestemente apagou.
2- tentei refazer mas ficou uma merda e logo após entrei na fase que os autores tem o bloqueio.
e agora estou aqui na esperança de que vocês ainda estejam comigo, peço paciencia como sempre u.u. De verdade muito obrigada por todos se não fosse por vocês não teria tido forças para escrever❣❤
Obs: Não esperem muito afinal acabei de sair do bloqueio. Por favor opinem, preciso:3
Espero que gostem❣..
terminarei nas notas finais...demorei de mais então bora ir logo ao que interessa que é ler👇🏻

Boa leitura!

Capítulo 27 - Designado


Fanfic / Fanfiction A Herdeira entre os dois reinos - Capítulo 27 - Designado

Já estava anoitecendo, o imenso azulado e escuro do céu já se fazia presente assim como a lua que parecia cada vez mais bela, sua luminosidade estava bem presente ao contorno de toda a floresta assim como as estrela, realmente aquela era uma noite esbelta digna de ser apreciada, se não estivesse passando por terríveis momentos David com certeza adoraria desfruta de uma noite como essa. Estavam horas e horas procurando pelo castelo de Rumplestiltskin, onde seria o lugar mais provável que Regina estaria. Todos já se encontravam cansados para não dizer exaustos.

-Acho que devemos parar por hoje(Disse David visivelmente cansado)

-Vou avisar para o resto do pessoal(Comunicou Robin assentindo com a cabeça e subindo pelo matagal)

-Você está bem?(Indagou Emma o fitando, parecia analisa-lo como se você sua presa)

-Estou, só espero que Regina esteja bem e que Mia encontre logo o autor(Confidenciou sentando-se em uma das razoáveis pedras que havia por toda a extensão onde ambos se encontravam)

-Tem algo ao qual eu não entendi, Mia fora atrás do autor como haviam combinado mas agora que Regina teoricamente fugira porque Mia não veio com agente atrás dela?(Perguntou a loira em uma expressão confusa)

-Mia só está fazendo o combinado(Confidenciou cabisbaixo)

-Como?(Indagou confusa)

-Mia já suspeitava que Regina fugiria..

O mesmo continua

-A única solução para acabar com tudo isso é o autor , Mia fora atrás do mesmo pois ele sim pode nós ajudar, e eu estou aqui pois é o certo preciso está ao lado de Regina a espera de  Mia (informou o mesmo transparecendo culpa)

Mas do que o mesmo poderia se culpa havia não mandamos eu nossos corações e sim ele mesmo que decide quem deve entrar. David poderia se culpa? Ele realmente tivera culpa? Culpa de amar alguém que não era para ser amada, pelo menos não por ele, culpa por sua filha e atualmente mulher estarem sofrendo com esse destino ao qual foram imposto para ambos

-Ouviu isso?(Indagou  Emma  levantando-se ligeiramente afim de ouvi-lo novamente)

-Robin!(Gritou David a espera de que fosse o mesmo)

-Não precisa de espetáculo!(Disse a voz já conhecida por ambos, mas sem mostrasse)- E aí  cunhadinho

-Zelena(Disse David aliviado, recebendo um suspiro de concordância pela filha)

-Espera quem? A bruxa má do oeste? Ah sou eu mesma(Disse em deboche) –Agora vamos logo até Regina(Disse se aproximando de ambos com superioridade)

 

. . .

 

 

 

-Chegamos(Comunicou Cora com sua voz firme)

Ambos assentira que adentraram a casa com cautela a espera de qualquer coisa que pode-se os ferir, por sorte nada veio continuaram as busca até Henry achara uma grande porta no centro da enorme e espaçosa biblioteca , com certeza não era qualquer porta .

-Não abre(informou Henry fazendo certa força para abrir a mesma)

Cora revirou os olhos e Mia sorriu pela inocência do mesmo

-Obvio que não se abre uma porta como essa assim(ríspida é a palavra certa para informa o tom de Cora)

-Henry! Se me der licença posso abri-la( Disse Mia próximo do mesmo que a fitou e assentiu com a cabeça)

Mia usou de sua magia para abrir a porta mas de nada adiantou quando ia tentar mais um vez fora interrompida por Cora

-Acho que já tentou de mais, deixe comigo querida(Disse a senhora de cabelos ruivos)

A mesma tentara mas nada da porta se abrir ou dar algum sinal positivo pelo contrario só vez que as cortinas que envolvia as enormes janelas se fechasse juntamente com a porta fazendo assim ambos prisioneiros naqueles amontoado de livros que os rodeava

-Conseguiu nós prender(Disse Henry quebrando o silencio que havia se iniciado com os olhares repressivos de Mia para Cora)

-Ora seu muleq...(Antes que pode-se terminar a fala uma Mia irritada a interrompe)

-Devemos nós preocupar em achar uma saída ou abrir essa maldita porta logo, você disse que queria ajudar em tão ajude!(Esbravejou a loira impaciente)

Cora se assustou com o comportamento de sua neta não esperava ver Mia nesse estado, mas também estava com raiva da petulância da jovem em falar com sigo dessa maneira, parecia está ouvindo a própria Regina. Bom era de se espera afinal são mãe e filha, dividem o ciclo da maternidade.

Cora respirou fundo engolido seu orgulho e começou a andar entre as grandes prateleiras de livros afim de achar algo que pudesse ser de grande ajuda, Henry vez o mesmo só restando Mia ali parada de frente a porta, inspirou e expirou fundo pedindo ajuda daquele que lhe contara a verdade, se aproximou da porta pousando uma de suas mãos na maçaneta maciça da mesma, assim que seus dedos firmou sobre a madeira flash invadiram seus passamentos

-Não se assuste, preciso que me escute antes que ele venha (Disse o homem tentando tranquiliza-la, evitando qualquer reação de Mia)

 -O que você quer? (Disse Mia assustada)

-Preciso que me escute menina Mia, preciso que você acredite em mim sou o aprendiz e preciso falar com você antes de partir, sobrevive todos essas anos por você preciso cumprir minha missão antes que seja tarde (Disse o Homem se levantando com dificuldade se aproximando de Mia)

-Estou ouvindo (Disse ela se afastando)

 -Não precisa ter medo, não quero que se assuste só quero te ajudar a organizar seus pensamentos, sentasse a vontade (Disse o homem erguendo sua mão para a cadeira ao lado de Mia )

-Aquele homem também disse que queria me ajudar(Disse Mia receosa, sentando na cadeira ao seu lado)

-Homem? Ou claro, o senhor das trevas Rumplestiltskin,  acho que ele quer fazer ao contrário não pode confiar nele Mia ele é perigoso e pode machucar seus pais e você! (Disse o velho Homem erguendo  as mãos fechada para Mia)

-Meus pais? Não entendo não me lembro de nada tudo está apagado minhas memórias, lembranças eu não sei nada de mim, nem.. (Disse a Garota confusa e perdida seus olhos transmita tristeza por não saber nada)

-Veja vou te conta algo sobre sua magia (Disse o velho Homem abrindo as mãos aonde tinha uma pedra rocha, a colocando em cima da mesa)

-O que é isso? (Perguntou Mia receosa)

-Toque nela, precisa de sua memória antes de te contar qualquer coisa (Disse o velho homem empurrando a pedra na direção da garota)

-Está tudo bem? (Perguntou o aprendiz preocupada com o estado de Mia)


Mia assentiu com a cabeça olhou para ele como quem diz querer resposta

-Veja Mia agora que sabe quem você é preciso que saiba do porque você (Disse o homem transparecendo serenidade)


Mia não disse nada apenas o olhou fixamente prestando atenção no que ele estava prestes a disser

-Quando duas pessoas mudam a história unido o ruim com o bom trás consequências, não que você seja uma, mas em um certo dia seus pais mudaram isso desafiando os princípios da Magia, mas para que você mim entenda irei te explicar melhor(Disse o velho Homem se aproximando de Mia)

-Como? Meu pais mudaram? (Perguntou a garota confusa)

-Escute, a algum tempo seu pai foi comprometido a alguém se tornando o amor verdadeiro, alma gêmea coisa do tipo, mas as coisas mudaram em vez dele ter ódio de sua mãe outro sentimento surgiu o do amor fazendo criar algo que não poderia acontecer, ele era o herói e sua mãe a vilã como você mesma sabe ele era o Príncipe de Branca de Neve e pela história sua mãe a Rainha Má deveria odia-los e tornar suas vidas um inferno sempre se tornando rivais mas só que o problema foram longe de mais pois sua mãe engravidou trazendo depois de tanto tempo o Guardião, que nunca mais esperávamos existir outra vez, Mia você possuir duas magias muito poderosas capaz de qualquer coisa e tem que fazer uma escolha entre Magia de luz ou a das trevas e estou aqui para te ajudar a fazer a escolha certa, como a muito tempo atrás não consegui já que o outro guardião escolheu a magia das trevas não porque quis mas por que não conseguiu controlar duas emoções avia perdido seus pais que foram mortos pelo senhor das trevas isso vez com que se revoltasse e escolhesse o caminho errado, acabou morrendo em uma guerra com o senhor das trevas que também não sobreviveu e morreu, mas como não existe um senhor das trevas poderão vim outros e agora que você apareceu não pode deixa-lo ganhar a muito tempo atrás ele conseguiu que fosse as trevas mas não porque permaneceria com seus poderes já que quando se escolhe uma das duas magias consegue ser a mais forte de todas indestrutível mas não quando se é preparado e preciso que esteja Mia pela pessoas que você ama precisa leva-los de volta a seus destino eles tem que ficar com aqueles que a magia escolheu para eles por isso os ajudem para que não aconteça o que aconteceu a muito anos atrás (Disse o Aprendiz já bem fraco quase sem fôlego)

-E se eles se amarem, não podem ficar juntos? (Disse Mia preocupada indo em direção ao aprendiz que estava passando mau)

-A escolha é sua, você vai precisar da ajudar dele.. Eu não tenho mais tempo (Disse o Aprendiz perdendo os sentidos dava para ver que estava morrendo)

-Ele quem? (Disse Mia perdida tentando mantê-lo acordado)

-O..esc..ritor..encontreo...encontre o escritor, o autor que escreveu a historia de seus pais(Disse ele já bem fraco, foi sua ultima frase e fechou os olhos)

Uma luz branca e forte tira bruscamente Mia de seus devaneios  fazendo a mesma se assustar e se afastar da porta ao qual sem perceber se encontrava aberta, a luz cessa dando lugar a uma silhueta.

- Finalmente(Disse o homem a sua frente)

-Mia!(Grita Henry correndo em sua direção havia enxergado a luz repentina)

-Quem é você?(Indaga Cora mais a trás)

-Eu? Eu sou um escrito, na verdade era(Diz em um sussurro aparentemente chateado)

-Como?(Manifesta-se  Mia)

-Não tenho mais poderes, arrancaram de mim!(Disse com desgosto).

-O que quer dizer que você não serve para nada!(Disse Cora impaciente).

-Eu os criei e criei minhas regras, minhas palavras, agora tudo isso está nas mãos de outra pessoa.(Declarou raivoso)

-E o que é isso?(Perguntou Henry levantando a pena para que o mesmo visse).

-Como isso foi para com você?(Perguntou incrédulo).

-Sabe o que é?(Perguntou Mia esperançosa).

-Apareceu no meu livro e também brilha.(Tornou a repedir ).

-Você é o autor?!(Proferiu irritado).

-Como(Disse ambos os três em uníssono)

-Me de isso!(Ordenou em fúria)

-Não se aproxime(Alertou Mia em frente a Henry em devesa)

-Se não?(Debochou fora de si)

-Não queira descobrir(Proferiu irritada)

Antes que o mesmo pode-se retrucar Cora manifestou-se o paralisando com magia, o mesmo tentara inutilmente se soltar, se muito prolongar a mesma o arrastou até a entrada da porta o jogando de volta para a mesma que imediatamente se fechara.

-Perfeito, já temos o autor(Disse fitando Henry com um grande sorriso travesso)

 

 

 

. . .

 

 

 

 

-Quem é você?(indagou apreensivo)

-Pode me chamar de Rainha Má, ou melhor Senhora das trevas(Disse com um sorriso diabólico)

-O que você quer?(Disse coma voz tremula)-Já recebi visitas hoje(engoliu em seco)

-Isso(Disse enfiando uma de suas mão no peito onde retirou de lá um coração pulsante)

-O qu..(antes que pudesse terminar sua fala o mesmo sentiu o ar se esvair caído sobre o gélido chão da biblioteca, seu coração havia se transformado em cinzas)

-Ótimo menos um para nós atrapalhar(Proferiu fitando o homem a sua frente que a observava com orgulho e desdenho)

 

 

 

. . .

 

 

 

Mia assim como Cora e Henry andavam apressadamente por conta da escuridão ao qual estava, dessa vez não usara magia afinal a mesma parecia ter desaparecido os fazendo caminhar sobre o matagal em plena noite.

 

Cora e Henry sem perceber estavam mais a frente deixando Mia logo atrás, a mesma parara um pouco em buscar de ar mas algo lhe chamou atenção uma sombra passara entre as folhas e um flash de luz trilhava um caminho desconhecido e misteriosos, incitante a mesma observou sua a vó e irmão ainda caminhando um pouco distantes, olhou novamente a luz que parecia perder o brilho, deixou-se levar pela curiosidade e começou a andar pela trilhar que a cada passo dado pela mesma a luz parecia ganhar forças, e apagar entre a terra e galhos, assim que as luzes acabaram a deixando perdida e sem saber por onde continuar, novamente um vuto lhe chamou atenção. Prendeu a respiração, o medo lhe sondava, torcia para que sua magia voltara e lhe tirasse dessa situação. Sentiu uma mão forte lhe segurar seu braço e antes que pode-se ver quem era sentiu uma enorme tontura seguida da escuridão, havia desmaiado.

Assim que abrira seus olhos com grande esforço por conta da forte luz, avistara um rapaz parecia distraído, perfeito para a mesma fugira afinal não estava presa o que a mesma estranhara. Em passos sorrateiros a mesma se encaminhava até onde achara que fosse a saída.

-Se eu fosse você não faria isso(Alertou o mesmo em um sorriso fraco)

A mesma ignorou abrindo a porta ao qual fechara novamente em choque, voltando-se para o mesmo que lhe olhava com um sorriso sarcástico

-O que você quer? E como vim para aqui?(Indagou visivelmente assustada)

-Sente-se não precisa ficar com medo só quero lhe ajudar(Comunicou se aproximando)

-Não  preciso de ajuda(Informou afastando-se)

-Hmm. Não mesmo?(Disse arqueando uma de suas sobrancelhas)-Veja bem Mia eu..(Fora interrompido pela mesma)

-Como sabe meu nome? Quem é você e o que quer?(Tornou a repedir)

-Se me permite, e não me atrapalhar saberá quem eu sou e o que quero(Disse em um suspiro cansado)

A mesma assenti relutante

-Sou um “ajudante” por assim dizer, vim a pedido do Aprendiz, quero lhe ajudar e creio que não será fácil sua mãe realmente é uma pessoa adorável(Ironizou recebendo um revirar de olhos da mesma a sua frente)

-Está atrasado!(Informou irritada)

-Creio que sim, permita me apresentar adequadamente, sou Adam e fui designado a ajuda-la(Disse em uma pequena reverencia com ambas as mãos curvando-se em um leve movimento com a cabeça)

 

. . .


Notas Finais


Eai? Espero que tenham gostado
acabei de sair de um bloqueio então por favor me diz o que acharam!!!!
Estou voltando a colocar fotos nós capitulos como podem ver
Pessoal ia acabar a fanfic lá para o 30 capitulos mas para falar a verdade andei pensando em ter uma segunda temporada mas agora com David e Regina a familia margarina e tudo mais que não posso dizer até o termino desse ciclo aqui!
com certeza aquelas que não tinham paciência começaram a ter com a minha pessoal, desculpem mesmo, amo vocês!!!❣❤
Até o proximo(Pode me matar se eu demorar)
Obrigada por tudo, de verdade!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...