História A História De Cry Baby - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Melanie Martinez
Personagens Melanie Martinez
Tags A História De Cry Baby, Alternative, Alternativo, Cry Baby, Cry Baby Storybook, Ficção, Indie, Melanie Martinez, Songfic
Exibições 51
Palavras 388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Luta, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpe pela demora! Espero que gostem! (E esse clipe de Pacify Her, hein? Amei!)

Capítulo 11 - Pacify Her


Fanfic / Fanfiction A História De Cry Baby - Capítulo 11 - Pacify Her

Depois de matar e fugir do Lobo Mau, Cry Baby nunca mais foi a mesma. Não era mais a garota chorona de sempre, brigava com todos que ousavam mexer com ela.

Um dia, no recreio, estava entediada e sentada no gira-gira. Até que, um menino vestido de azul passou por ela com uma garota loira, de olhos azuis e vestido rosa, uma "vadia básica". Depois de passarem por Cry Baby, sentaram perto do balanço, que ficava perto de onde Cry Baby estava. Óbvio que a vadia queria a provocar.

Eles começaram a brincar da chata e clássica brincadeira de ficar batendo as mãos que todas as meninas brincam e que Cry Baby odiava. A vadia às vezes olhava para Cry Baby e mostrava a língua, deixando-a mais furiosa e com mais ciúmes do que já estava. As duas meninas já tinham uma richa desde que a vadia básica deu a ideia dos outros darem o apelido de Cry Baby para Cry Baby. A vadia era a culpa do bullying que a menina sofria, que causou uma reviravolta em sua vida, que iclui a sua psicopatia.

Com seus pensamentos psicóticos, Cry Baby pegou uma chupeta do chão e colocou agressivamente na boca da vadia básica;  também  tapou o nariz da ladra de seu amado, que não conseguia respirar. Cry Baby também começou a gritar para o menino tão azulado, que chegava a doer os olhos com suas roupas: “você não a ama! ME AME! ME AME!”. Ela estava fora de controle.  O menino imediatamente chamou a professora que tentou deter Cry Baby, porém esta a arranhou no rosto. O menino de azul começou a chorar de tão assustado, Cry Baby, quando o viu, percebeu o mau que fez; tirou a chupeta da boca da vadia, e também tirou a mão de seu nariz. A professora levou Cry Baby para sua sala e iria ter uma conversa com a descontrolada garota. Quando estavam se redirecionando para dentro da escola, Cry Baby olhou para trás e viu seu amado de mãos dadas com a vadia, que fez uma careta para Cry Baby com sua língua; mas em vez de ficar com raiva, a pobre menina chorou pela perda do seu querido menino azulado.

"A ACALME!

Ela está me dando nos nervos!

VOCÊ NÃO A AMA!

Pare de mentir com estas palavras..."


Notas Finais


Espero que tenham gostado! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...