História A história de Ellen - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~LeeMyungsoon

Postado
Categorias Originais
Tags Adolescência, Amizade, Amor Á Primeira Vista, Homossexualidade, Romance
Exibições 4
Palavras 990
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu não aguentei ficar mais um dia sem postar esse capítulo, espero que gostem. Vamos ao capítulo

Capítulo 4 - Verdade ou desafio?


Aquela conversa na biblioteca não saiu da minha cabeça, eu ia pra casa dela depois da aula, faltava uns 5 minutos pro sinal da última aula tocar, o dia passou tão rápido, acho que foi a ansiedade.
Depois do sinal eu esperei na frente da escola 5, 10, 15 minutos, na chuva, quando eu estava pensando em ir embora "ela me esqueceu, aposto que ela nem se quer me queria na casa dela" ela saiu correndo da escola, estávamos paradas na frente da escola, estava chovendo demais.
-Me desculpe Ellen, eu fiquei presa na história, eu estava lendo e eu esqueci de você na chuva, mil desculpas
-Não foi nada, mas podia me avisar que ia demorar eu ficava te esperando dentro da escola, tô toda encharcada.- eu levantei os braços para mostra o meu estado e lhe ofereci um sorriso humilde.
-Sim, desculpa mesmo, vamos pegar um ônibus, você vai ter que tomar um banho lá em casa, não vou te deixar ficar molhada assim de jeito nenhum, vamos corre, o ônibus vai passar em 5 minutos.
Ela saiu correndo na frente eu a observei por um minuto antes de correr porque ela estava linda, e quando eu digo linda eu não quero dizer algo como sua aparência estava boa naquele dia, eu quero dizer que tudo nela junto era perfeito, seu cabelo, seus olhos, sua boca, suas mãos, tudo.
Quando chegamos no ônibus estávamos tão molhadas que o motorista não nos deixou entrar.
-Já estão tão molhadas, podem ir embora a pé, né bonecas?
Eu xinguei ele no meu pensamento, mas o que a gente podia fazer? Descemos do ônibus desamparadas.
-Você não mora muito longe, né?
-Não muito, mas dá pra cansar e a chuva não vai ajudar. Eu vou na frente.
Quando chegamos na casa dela a mãe dela nos olhou como se tivessemos matado alguém.
-O QUE ACONTECEU COM VOCÊS? VIERAM NADANDO? EU ACABEI DE SECAR ESSE PISO, ANDA LOGO ENTREM, TOMEM UM BANHO E TROQUEM DE ROUPA! VOU PREPARAR ALGO PRA VOCÊS COMEREM.
Ela me guiou até o quarto dela, era bem espaçoso, tinha uma cama de casal e muitos brinquedos de colecionadores, alguns prêmios em prateleiras alguns ursinhos de pelúcia em outras, tinha um cachorrinho em cima da cama dormindo, preferi não mexer, vai que ele me morde. 
Ela me mostrou o banheiro, deixou uma toalha e uma muda de roupas que achou que serviam em mim, ela achou errado, as roupas ficaram incrivelmente curtas.
Quando cheguei de volta no quarto o cachorrinho estava acordado deitado no colo dela e mordendo a toalha na qual ela secava o cabelo.
-Você está muito linda, minhas roupas ficaram bem curtas em você, mas você está muito linda.
-Ah! Obrigada!- eu estava corada, tenho certeza que ela percebeu pois mudou o assunto.
-Temos que fazer o trabalho.-ela disse depois de uma balançada de cabeça de quem quer voltar a realidade.- Vamos nos apressar, enquanto eu procuro o tema você liga pra sua mãe e diz que vai dormir aqui, a chuva só está piorando e não vou deixar você sair daqui nesse temporal.
-Tem certeza que posso? Já viu com a sua mãe antes? Vai que ela não deixa.
-Ela deixa sim, agora vai ligar.
Eu olhei pra ela durante alguns segundos, ela parecia impaciente então liguei pra minha mãe que logo deixou eu dormir lá.
-Bom já terminamos o trabalho e... aqui está o livro!- ela faz uma pequena pausa na frase para pegar o livro da prateleira.- esse é um dos meus livros favoritos, acho que você vai gostar.
A mãe dela grita para que nós fôssemos comer, ela fez bolo de chocolate, eu amo bolo, com suco então, parecia até um sonho. 
Depois que terminamos de comer voltamos para o quarto dela e brincamos de verdade ou desafio, brincadeira sugerida por mim, já que eu queria saber algo sobre ela, mas eu acabei me ferrando.
-Verdade ou desafio?- ela me perguntou com uma carinha de criança elétrica.
-Aish, verdade vai
-Você gosta de alguém na escola?- eu não disse nada, só corei- Você gosta, tá toda corada, que fofa
-Não, eu não gosto, só tô corada por ser tímida, só isso!- ela parecia meu desapontada já que sua boca saiu de sorriso pra biquinho.- minha vez de perguntar!
-Eu sei, eu sei. Mas eu escolho desafio.
-Eu desafio você a...-eu não fazia ideia de um desafio, então tive que pensar bem nisso.- eu sei lá , desafio você a beijar seu cachorro? Isso conta? Seria nojento.
-Não, nem vem, aposto que vai tirar foto e eu não vou conseguir beijar ninguém depois dessa.
-Então por mim tudo bem, não queria que você beijasse ninguém mesmo.- eu disse em sussurro torcendo para que ela não tivesse ouvido e me arrependendo de ter dito.
-Tá já que esse não valeu, é minha vez agora. Verdade ou desafio?
-Desafio!- ela pareceu pensar muito pra esse desafio.
-Eu te desafio a me beija!-eu fiquei imóvel, meu cérebro não capitou mais nada, esqueceu até de corar.
-Desafio... aceito.
Eu me aproximei dela devagar, as duas estavam meio em pânico, e quando eu estava perto o suficiente pra sentir sua respiração perto da minha boca, a mãe dela bate na porta e entra no quarto, nos afastamos em um pulo.
-Ellen, amanhã a gente vai pra praia, não quer ir junto? Já que vocês não vão ter aula segunda, podia ir com a gente, fala com a sua mãe e depois vão dormir.
-Eu ia adorar, vou ligar pra ela agora e ver se ela pode me trazer algumas roupas.
Depois de ligar pra minha mãe e a convencer de que estava bem e que a praia ia animar a minha vida que não tinha emoções a tempos, eu voltei para o quarto, eu e Adriele estávamos sem graça de olhar uma pra outra então fomos dormir, deitamos na cama de casal e cada uma virou para um lado.

 


Notas Finais


Chegamos ao final do capítulo, meio sem graça não acha? Desculpa, espero melhorar no próximo, comentem okay? Me motiva a continuar escrevendo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...