História A história de Maíra Jade - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Futebol Feminino, Jornalismo, Lesbicas, Paris
Exibições 76
Palavras 1.353
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Esporte, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Meninasss kd vcss, vamos conversar

Capítulo 26 - Não te amo mais


Chegamos em casa cedo, eu estava muito estressada com tudo que aconteceu. Mas pelo menos fiz meu trabalho. Entrei em meu quarto e me cai na cama, joguei a mochila no chão e tirei meu celular. Como de costume, estava cheio de mensagens no whatssapp. Fiquei olhando, nada de muito importante, a maioria era de grupos, mas encontrei uma da Cristiane. Fazia muito tempo que não via o nome dela em meu celular. Abri a mensagem e fiquei lendo.

Cristiane: Ei, desculpa por hoje, a Fernanda estava muito descontrolada, mas já dei um jeito nela. Ela vai voltar pro Brasil com meus pais amanhã.

Jade: Não quero saber de nada sobre ela. Aquela mulher é louca, se livra dela cara, tu merece coisa melhor! 👍

Cristiane: Eu sei. A gente terminou, dessa vez ela concordou em terminar... Vamos jantar hoje? Ou você tem  compromisso mais tarde? 🙈🙊

Jade: Que bom! Tenho compromisso mais tarde. Até mais, tchau!

Cristiane: Para de me tratar com essa indiferença, isso dói muito. 😔

Jade: Antes doía em mim também. Sabe o que mais doía também? Estar em um país que eu mal conhecia, sozinha e grávida, com 22 anos. Sem conhecer nada da vida! Sabe mais o que doía? Quando eu me sentia mal de madrugada com a barriga maior do que eu, e não tinha ninguém pra me ajudar. Ahhh e tem outra coisa de doía muito também! Quando eu te ligava e tu não atendia, quando ignorava minhas mensagens, quando me ignorava quando me via.  👍 seja feliz!

Cristiane: Nunca vai me perdoar né? Eu te amo tanto, tu nem tem noção do quanto eu te amo. Naquela época eu fiquei muito chateada, com ódio de ti. E eu tinha razão, tu engravidou do meu irmão cara! Meu irmão! Tem noção? Imagina eu pegando tua irmã...

Jade: Eu sei que eu errei, eu no seu lugar, também ficaria com muita raiva... Mas mesmo assim eu não consigo me esquecer do que eu passei quando tu me colocou pra fora de casa 😕

Cristiane: Só me responde uma coisa, que eu nunca mais perturbo. Tu não me ama mais? Seja verdadeira.

Jade: Não.

Cristiane: Beleza. Mas posso me aproximar da minha sobrinha?

Jade: Claro. Quando quiser ficar com ela, só me avisa antes..

Cristiane: Beleza. Amanhã eu vou ter folga, porque no próximo jogo não vou poder jogar por causa da briga de hoje.

Jade: Tu vacilou né, por que fez aquilo com a Fabi? E com a garota do outro time?

Cristiane: Tô chateada com a Fabi, ela sabe. E como eu já estava com raiva, descontei na menina lá.

Jade: Por minha causa? 

Cristiane: É. Mas agora vou chamar outras mulheres pra sair, sei lá, ou só curtir mesmo... Não gosto de ficar sozinha. 😈

Jade: Vai se aquietar mulher! 😛 

Cristiane: Só se fosse contigo, mas tu não me quer mais 😓🙈

Jade: Já te peguei muito 😛😛😛 brincadeira. Vou tomar banho! Beijos

Cristiane: Também vou. Beijo ❤👀

O começo da nossa conversa foi tenso, mas na medida que ficamos falando o que estávamos sentindo, a tensão passou. Eu ainda a amo, mas não posso dar o braço a torcer. Tirei minha roupa e deixei no canto da cama e corri para tomar banho, o dia está muito frio hoje. Coloquei a água no mais quente possível, me dava uma sensação muito boa. Terminei de tomar banho e voltei para o quarto, peguei uma calça grossa e vesti, um blusão de frio, coloquei uma touca na cabeça, e calcei um tênis. Mesmo dentro de casa sinto frio.

– Mamãe! A vovó fez o almoço e tá mandando a gente ir comer. – dizia Marjorie entrando no meu quarto e se jogou na cama. Peguei minha roupa suja e coloquei no cesto e saímos do quarto. O cheiro de vatapá dava pra sentir de longe, fazia muito tempo que eu não comia.

– Ai que delícia mãe! Fez tão rápido esse vatapá hein. – comentei entrando na cozinha e dei um beijo na cabeça dela.

– Rápido? Eu já tinha deixado tudo encaminhado antes da gente sair, e faz mais de 2 horas que tu estava trancada naquele quarto. – dizia ela colocando os pratos na mesa.

– Bom dia família. – falou Andressa com a cara inchada de tanto dormir.

– Boa tarde né! – respondemos juntas e caímos na gargalhada.

– Pois mãe, eu perdi o horário mexendo no celular. – comentei colocando a comida no meu prato.

– Percebi. –

– Vovó, que comida é essa? – perguntou Marjorie curiosa mexendo o vatapá em seu prato. Ela nunca havia comido.

– Coma meu amor, é muito gostoso e no seu eu não coloquei pimenta. – dizia minha mãe incentivando-a.

– Vocês saíram? – perguntou Andressa grogue fazendo seu prato.

– Sim. Já assistimos ao jogo de futebol feminino! E teve muitas confusões, credo. – dizia minha mãe.

– E ninguém me chamou né! Me contem como foi. –

– Você tava dormindo titia. E a minha tia Cris, brigou com a menina do time dela, amiga da mamãe, ela empurrou a amiga da mamãe e depois a menina do outro time fez ela cair, ai ela foi expulsa e ficou chorando, titia. Eu fiquei com vontade de chorar também! – dizia Marjorie, ela parecia uma adulta falando, era muito esperta e sabia se expressar melhor que um adulto. Nós ficamos rindo do jeito dela contando a história a Andressa.

– Mas ela não foi expulsa filha, o treinador só substituiu ela. E foi assim mesmo mana, ela tava com louca hoje. – comentei rindo

– E essa menina sabia disso tudo? Ô menina inteligente, puxou a mim né! – dizia minha irmã indo até Marjorie e ficou enchendo ela de beijos.

– Tia e a amiga da minha tia Cris, ficou brigando com a mamãe quando a gente tava vindo pra casa e eu chorei – dizia Marjorie comendo. – Vó é muito bom essa comida! –

– Como assim? A Fernanda? – perguntou Andressa.

– Sim, filha, ela ficou xingando a Jade, queria bater nela e tudo mais. Igual uma louca! Elas se merecem – falava minha mãe indignada

– Se eu tivesse sozinha, tinha dado um pau nela lá, merecia levar uns tapas na cara. Pra aprender a me respeitar! – falei terminando de tomar meu suco. Coloquei a louça na pia e fui logo lavando. Elas continuaram na mesa conversando e eu fui pro meu quarto tentar dormir um pouco, mas antes peguei meu celular e liguei pra Juliana.

–E aí sapatão que fica até com homem casado, transona! – dizia ela rindo alto do outro lado da linha.

– Até tu brutos? – respondi rindo.

– Gosto da zoeira. Aquela mulher é loucassa Jade! –

– É sim. Amiga, me da o número da Fabi, manda no meu whats agora se puder. – pedi

– Mando sim. Agora mesmo madame! Tchau, te amo! –

– Te amo mais! –

Desliguei a ligação e logo chegou a mensagem dela com o número da Fabi, passei para a agenda do meu celular e falei com ela no whatssapp.

Jade: Oi linda, é a Jade, salva meu número aí.

Fabi: Oi minha linda, já salvei. E aí, tudo bem?

Jade: Tirando os estresse de hoje mais cedo, tranquilo e você? 😊

Fabi: Também. E eu tô com muita dor nas costas da queda com a Cristiane. Pensei que ela fosse me bater! Haha 😞

Jade: Eu também pensei. Mas ela se desculpou já? 👀

Fabi: Sim. Não vai ser isso que vai abalar nossa amizade que tem mais de 10 anos! Eu entendo ela... 😕

Jade: Ainda bem então! Vai poder sair hoje?

Fabi: Vou sim. Quer sair?

Jade: Quero 🙈 mas pra onde?

Fabi: Vem aqui pra minha casa, a gente pede alguma coisa pra comer e depois ver um filme... pode ser? Ou prefere ir pra outro lugar?

Jade: Por mim está ótimo! 😆

Fabi: Vou te buscar às 20:00 horas, pode ser? 👍

Jade: Pode sim! Vou dormir um pouco,  até mais tarde 😙😙

Fabi: Ok 😙



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...