História A historia de Penny Roberty - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Colegial, Romance, Suspense
Exibições 8
Palavras 949
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Luta, Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Olá abiguitos !!

Sou nova aqui e me chamem de Mily, trago a vocês uma história que pretende surpreender a todos.
Espero que gostem, tenham uma boa leitura !!

Seu comentário será sempre muito bem-vindo !!

Capítulo 1 - Piloto


Em uma noite de chuva, na cidade de Atlanta, faltando uns 15 minutos para uma da madrugada, no meio da rua avistava uma adolescente chamada Penny Roberty, ela tinha apenas 15 anos de idade, ela voltava da casa da sua melhor amiga Joanne, que era um ano mais nova que Penny. ela usava seu casaco preferido, ele era preto com um bordado branco nas mangas, o casaco estava abotoado, cobrindo sua blusa branca .ela estava com frio pelo motivo de seu casaco não esquentar muito, mas Penny não contava com ele pois estava todo molhado e com o vento só a deixava com mais frio.

chegando em casa Penny estava exausta depois de andar 5 quarteirões a pé, ela pegou suas chaves debaixo do carpete, abriu a porta lentamente, pisou no chão da sala cautelosamente, e foi até a cozinha beber algo, e depois se secar...Penny morra com seus pais, Marck e Stephany, Marck é um homem muito serio, inteligente e não tem senso de humor; a mãe de Penny (Stephany) é uma mulher muito paciente e generosa e dificilmente se irrita.

Penny estava bebendo agua, quando o seu coração disparou ao ouvir seu pai dizer :

- acordada essa hora Penny?

- eu vim beber agua papai...

- molhada desse jeito? parece ate que tomou um banho de roupa?

- eu fui lá fora pegar a nossa cachorra para por para dentro...

- serio? seu ex-namorado matou a sua cachorra já faz uns três meses...

- verdade, valeu por lembrar! te adoro.

- Penny?

- esta bem eu falo...

- então...

- eu tomei um banho de roupas... não colou né?

- oque você acha? vai fala logo a verdade...

- eu estava na casa da Joanne pai

- aaa... olha vai já pro seu quarto!

- já estou indo ! já estou indo!!

- boa noite querida.

- boa !! boa !!

Penny estava cansada então foi dormir.no dia seguinte as 6:00 em ponto da manha o relógio disparou loucamente, ela em soco o desligou com toda a sua raiva, deitou novamente, quando ouviu sua mãe dizer :

- filha vem tomar o seu café!

(Penny narrando)

Eu me levantei, fui tomar um banho pois estava toda molhada por causa da noite de ontem, coloquei meu uniforme que era ridículo, uma saia xadrez com uma blusa branca  e uma gravata ridiculamente vermelha...

eu desci as escadas, e fui tomar o meu café da manhã, me sentei na mesa ao lado de minha mãe ainda em silêncio, até que a mesma decide quebra-lo:

- Bom dia Filha, Tenho uma noticia pra ti contar. - Ela diz indo direto ao assunto

- Qual? - Pergunto sem entusiasmo.

- Sua irmã Emilly está voltando.

Minha irmã Emilly é uma peste de 06 anos, que foi para o interior morar com a minha voz há 02 anos. Mas infelizmente ela está a caminho pra tornar mais uma vez, minha vida num inferno.

- O Que?? - Cuspo imediatamente o suco a que eu estava tomando. - Pensei que tivesse se livrado daquela coisa. -digo indignada.

- Eu não vou tolerar isso ! Sua irmã chega hoje  as 13 horas e até lá creio que já tenha chegado do colégio e você vai recebe-la da melhor maneira possível, Entendeu? - Ela crava seus olhos em mim, como se estivesse me fuzilando com o olhar.

- TA BOM, TA BOM - Disse me retirando para ir ao colégio.

   Chegando no colégio me deparei com a minha nova professora, ela era alta, tinha lindos cabelos pretos longos até a cintura e olhos castanhos profundamente escuros.  Ela estava usando um terno branco feminino executivo ,com saltos tamanho médio, e usava um óculos de grau com suas lateais em tom preto, Ela vinha em minha direção e no instante em que me viu, me perguntou:

 - Senhorita Penny Roberty ? - Ela me escarneia com o olhar de cima a baixo.

- Sim, eu mesma. - Afirmo um pouco sem jeito.

- Me acompanhe, por favor. - Assenti com a cabeça, a seguindo pelos corredores.

ela me levou até uma sala de aula e me colocou enfrente a lousa para me apresentar aos alunos...

- silencio por favor! - ela grita -  gostaria de apresentar uma nova colega de sala a vocês - prosseguiu olhando para a turma.

quando a sala toda gritou :

- seja bem vinda !!! - todos gritaram loucamente.

- ok, já é o bastante, o nome dela é Penny Roberty, e quero que  ela seja tratada muito bem; Penny pode se sentar bem ali, esta bem? - ela disse  apontando para uma carteira.

- sim, está.

eu me sentei na fileira do meio, na segunda carteira. a professora passou alguns exercícios no livro de matemática, na pag. 12 ate 15, eu estava fazendo, quando uma garota se virou para trás e me disse :

- olá Penny. - disse ela com uma cara de nojo.

- oi.- falei um pouco baixo.

- seja bem vinda...

- obri... -eu ia terminar minha frase, quando ela me interrompeu .

- mas fique sabendo que eu mando nessa escola, e minhas amiga também, então ... então fique ciente disso.

- ok...mas quem são suas amigas? - eu disse duvidando que uma pessoa daquelas tenha se quer uma amiga.

- não te devo satisfações.- ela me respondeu se virando para frente e jogando seus cabelos ridículos para trás.

Depois de umas 3 horas a aula finalmente acabou, eu coloquei meu material em minha bolsa de gatinho que ganhei de aniversario de minha tia Carla; e sai para o corredor pensando na chegada de minha irmã mais nova, muito distraída acabei me esbarando em um garoto.

 

 


Notas Finais


Bom e esse foi o primeiro o capítulo e espero poder contar com a ajuda de vocês pra levar essa história adiante...
Espero que gostem e até o próximo capítulo... ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...