História A história de Taehyung - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Exibições 19
Palavras 646
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Mistério, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá pessoas pegaveis,
Mais um cap e mas revelações importantes que podem afetar o rumo das decisões de Tae...

Capítulo 12 - Entrada no Hospital


Fanfic / Fanfiction A história de Taehyung - Capítulo 12 - Entrada no Hospital

 

Fui para o hospital ver o estado do velho, não que me importava, mas precisava transparecer que me importava com tudo que estava acontecendo principalmente que iria finalmente descobrir onde minha mãe estava por que se ele estava no hospital tinha a total liberdade para colher informações. Chegando no quarto que meu pai estava hospedado percebi que a vagabunda já estava ao seu lado, possivelmente esperando com ansiedade a sua morte pra poder finalmente ficar com o dinheiro que ele proporcionaria a sua conta bancaria se isso ocorrer, bati na porta e entrei mesmo não tendo resposta olhei para o estado dele ele estava consciente e olhava para a vagabunda enquanto chorava ao lado de sua cama.

- Como você esta? – perguntei diretamente ao velho.

- Tive uma pequena recaída, nada que precise de sua atenção principalmente que você deveria estar trabalhando. –falou sem esboçar nenhuma reação.

- Namjoon passou por aqui?

- Por que ele deveria? Não aconteceu nada, além do mais seu irmão esta fechando contrato com uma filial muito importante. – ele continuava a negar a presença de seus filhos mas queria que continua se seu legado, que ridículo.

- Bem então irei embora. – disse saindo do cômodo.

Voltei ao meu serviço e quando todos foram embora pude me apossar da sala do presidente, fui diretamente ao cofre e tentei a data de casamento com a vagabunda e o aniversario dela e nada sem resposta do cofre... Então percebera que ainda não havia tentado o aniversario de minha mãe, coloquei os números nos projetos digital 150775 e o cofre abriu, não posso acreditar que o velho ainda pensa em minha mãe estava cada vez não conseguindo acreditar no que se passava na cabeça dele. Ao abrir o cofre vi uma mini biblioteca, uma coleção repleta de papeis e percebi que iria demorar muito para encontrar a informação que queria mais tinha que começar por algum lugar peguei a pilha de portfólios e comecei a pesquisar, percebi que a empresa tinha diversos colaboradores a escondida e vários furos de fundos para empresas desconhecidas. Já acabara duas pilhas de portfólios e começaria a ir para os papeis quando percebi uma pasta vermelha no fundo do cofre, a peguei com dificuldade e a abri assim que me apossei dela tinha um fundo direcionado exclusivamente para produção de armas nucleares e uma parceria com o exercito da Rússia mais que diabos aquele velho tinha na cabaça aquilo poderia nos tornar traidores e nossa família seria destruída. Comecei aguardar as pilhas que foram lidas quando perceberá que já passava das 3 da manhã voltaria no dia seguinte para retomar minha busca de mais informações estava saindo da empresa quando percebi que alguém estava se aproximando, Namjoon, meu amado irmão estava chegando.

- O que esta fazendo aqui tão tarde da noite? – me perguntando intimamente intrigado.

- Eu que deveria fazer lhe esta pergunta. – disse serio o olhando, houve um breve momento de silencio. – Estou saindo do trabalho agora, aparentemente alguns dos seus empregados incompetentes deixou uma montanha de documentos a serem protologados e obviamente eles não se responsabilizariam se não foram feitas.

- Parece que finalmente você esta se empenhando em algo útil na sua vida, bem vim buscar alguns papeis para a reunião de amanha, então tchau... – disse adentrando a empresa.

Voltei para meu dormitório e estranhamente a luz de nosso quarto estava acesa, Yoongi esperava por mim, ao adentrar nosso quarto ele já estava dormindo sentado sobre a cama.  Claro que não conseguiria me esperar por tanto tempo principalmente depois de um dia tão puxado, o deitei sobre a cama e o cobri troquei de roupa e finalmente dormi. No dia seguinte acordei com dificuldade ao ouvir meu despertador, ao levantar percebi que Yoongi já se encontrava acordado estava me encarando.

-bom dia pra você... – disse olhando para Yoongi.

- Você é filho do presidente não é?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...