História A história mais chata do mundo - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Biografia, Bullying, Não-ficção, Vida Escolar
Visualizações 3
Palavras 753
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 13 - 13


                                                                                                            #13 
 
 Com certeza vocês acham que eu deveria parar porque já não tenho mais nada de interessante para falar,e podem ter razão,afinal nada de interessante foi dito desde o começo desse livro,mas preciso falar sobre meu último ano da escola,afinal ele foi o único que eu não dei muitos detalhes nem quando estava falando das minhas escolas. 
 
 Logo no primeiro dia,joguei no lixo aquela vontade de que esse ano seria diferente de todos os outros,afinal já estava fazendo isso por cinco anos e nada,assim que eu descobri a minha sala de aula eu observei cada centímetro quadrado daquela estrutura suja e quase mofada até a raiz,apenas três professores lá não eram um completo saco,meio que a escola já estava bastante avisada de que tipo de aluno eu era,e que eu estava quase a beira de explodir,só que eu tive que esperar um pouquinho para que definitivamente eu pudesse me sentir um pouco menos perturbado indo para a escola,passei só quatro meses na sala de aula,mas isso já foi o suficiente para ser um completo inferno,ainda bem que foram sete e não nove anos de bullying,senão eu teria uma clara referência aos nove círculos infernais do inferno de dante. 
 
 Eu não preciso fazer nada para que os idiotas e ignorantes da sala de aula comecem a me infernizar,tudo que eu preciso é ir a escola,e mais nada,algums me comprimentavam,mas com a intenção maliciosas de fazer com que a minha invisibilidade fosse quebrada e começasse as demais sessões de tortura psicológica,e era pior se eu não apertasse,uma coisa que pessoas ignorantes fazem muito bem é em insistir em fazer m#rda,vai dizer que não é verdade,agora para coisas mais úteis eles são um bando de lesmas que nem com sal pode se livrar delas. 
 
 Eu simplesmente sentava e então ele começavam a chegar um a um como um bando de corvos em volta de um cadáver,eu tentava apenas focar na aula mas era impossível,eles insistiam tanto que eu ficava cada vez mais irritado e sem ânimo nenhum em continuar,mas como eu disse,só durou quatro meses,falei com alguns professores e eles me ajudaram a ter aulas particular com a psicopedagoga da escola,por sorte eu consegui,mas o único problema era que os alunos que tinham aulas com ela,eram conhecidos por serem alunos problemáticos,todo mundo tirava onda com eles quando eles chegavam,eles não tinham o mesmo horário que os alunos comuns,eles entravam na escola por volta das duas horas da tarde,e ficavam na biblioteca por uma hora e meia,comigo não era diferente,mas diferente dos outros alunos eu não era tão problemático,eu só via pelo menos um dos alunos dela,que era depois de mim,já que eu era o primeiro a ter aulas com ela. 
 
 Tudo que eu posso falar sobre isso foi que o inferno deu pelo menos uma acalmada,a parte chata disso era que não era apenas eu e ela o tempo todo,outros alunos de outras classes também tinham aulas com os professores da sua classe na biblioteca,e era um porre,já que eram crianças ou pré-adolescentes,eles ficavam ou me encarando ou falando coisas sobre mim e achando que eu não os ouvia,embora nesse período eu já estava começando a parar de ouvir(mesmo que por acidente)tudo que as pessoas dizem,seja ou não sobre mim. 
 
 
 Só que a boa notícia de ter saído da sala de aula era que o meu desempenho mudou para melhor,tanto que na prova,eu acabei tirando a melhor nota de todos da minha classe,mesmo que eu não fosse parte dela,quando se tratava de provas,eu fazia sozinho,ela não me ajudava,eu passei de ano sem fazer feira do conhecimento,e isso já era grande coisa,devido ao fato de que os ignorantes que passaram de ano só assaram por causa disso e porque fizeram trabalhos especiais para melhorar as suas notas,embora eu tenha ficado muito feliz em ter deixado tudo aquilo para trás,eu fico meio pra baixo por ter cometido tantos erros e não ter corrigido nenhum deles,em especial com uma pessoa,mas não direi quem é,só que eu era bastante chato com ela,eu só falo isso porque se um dia encontrar alguém que seja tão legal quanto ela,não fazer as mesmas m#rdas que eu fiz,porque infelizmente não consigo prever o futuro,mas é exatamente essa pessoa que foi um dos motivos para não ter tirado a minha vida ou ter fugido de casa e tentar ir para o mais longe possível. 
 
 Bom,antes de avançar para a próxima página,deixe me dizer uma coisa,esse vai ser o último,então apenas relaxe e prepare o balde ou a cesta de lixo para se livrar desse livro. 


Notas Finais


coloquei livro porque pretendia publicar ele


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...