História A História Nunca Contada! - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, Fullmetal Alchemist, Naruto
Personagens Acnologia, Akamaru, Alex Lois Armstrong, Alphonse Elric, Alzack, Angel, Anko Mitarashi, Aquarius, Aries, Asuma Sarutobi, Azuma, Bickslow, Bisca Connell, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Carla (Charle), Chelia Blendy, Chiyo, Chouji Akimichi, Choumei, Coco, Crux (Kurukkusu), Deidara, Dr. Tim Marcoh, Droy, Edward Elric, Elfman Strauss, Envy, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Evergreen, Flare Corona, Frosch, Fu, , Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Gajeel Redfox, Gildartz, Gluttony, Grandeeney, Gray Fullbuster, Greed, Guren, Gyuuki, Haku, Han, Hanabi Hyuuga, Happy, Hashirama Senju, Heymans Breda, Hibiki Lates, Hidan, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Horologium, Ichiya Vandalay Kotobuki, Igneel, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Isobu, Itachi Uchiha, Izumi Curtis, Jean Havoc, Jellal Fernandes, Jet, Jiraiya, Jiroubou, Jude Heartfilia, Jura Neekis, Juugo, Juvia Lockser, Kabuto, Kagura Mikazuchi, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Karui, Kiba Inuzuka, Kidoumaru, Killer Bee, Kimimaru, Kinana, King Bradley, Kisame Hoshigaki, Kokuou, Konan, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Kyouka, Laki Olietta, Lan Fan, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Lector, Levy McGarden, Libra, Ling Yao, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lust, Lyon Vastia, Macao Conbolt, Madara Uchiha, Maes Hughes, Maito Gai, Makarov Dreyar, Manda, Maria Ross, Matatabi, Mavis Vermilion, May Chang, Meredy, Mest, Metalicana, Midnight, Mikoto Uchiha, Millianna, Minato "Yondaime" Namikaze, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Mito Uzumaki, Mystogan, Nab Lasaro, Nagato, Natsu Dragneel, Neji Hyuuga, Nikora "Plue", Ophiuchus, Orochimaru, Pain, Pantherlily, Personagens Originais, Pinako Rockbell, Pisces, Pride, Ren Akatsuki, Rin Nohara, Rock Lee, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Roshi, Roy Mustang, Sai, Saiken, Sakon & Ukon, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Scar, Scorpio, Sherry Blendy, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shisui Uchiha, Shizune, Shukaku, Son Gokuu, Sting Eucliffe, Suigetsu Hozuki, Taurus, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Trisha Elric, Tsunade Senju, Ultear Milkovich, Ur, Utakata, Virgo, Von Hohenheim, Wanaba, Warren Rocko, Wendy Marvell, Winry Rockbell, Wrath, Yagura, Yahiko, Yamato, Yugito Nii, Yukino Aguria, Zabuza Momochi, Zeref, Zetsu
Tags Ação, Aventura, Drama, End, Fairy Tail, Ficção, Gale, Gruvia, Jerza, Nali, Nalu, Naruto, Romance, Spriggan 12, Suspense, Tartaros, Terror, Zerlu, Zervis
Exibições 13
Palavras 2.725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Harem, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo 6 - Zeref Dragneel.


Kevin e o Zeref eles tinha se acordado e foi se encontrar com seus mestres, mas todos estavam na espera deles e o Kevin e o Zeref não entendia o porque todos estavam olhando para eles até que um sensei estava em pé e pediu para que eles se sentasse e que todos ficaram meio chateado com eles. E o mestre deles pediu para que eles possam ir na biblioteca que ele irá falar com eles a sós.

Kevin: Ei, você sabe o porque o nosso sensei queria falar com a gente?

Zeref: Também não sei.

Kevin: Será que eles viram a gente saindo do quarto ontem a noite?-e o sensei tinha chegado.-S-Sensei, o senhor estava escultando a gente?

Fábio: Infelizmente...Mas eu não vou castigar vocês dois por isso. 

Kevin: Ufa.

Zeref: Então o que o senhor quer falar com a gente?-e o sensei deles pegou uns dos livros antigos e entregou para eles lerem.-Mas isso é...

Fábio: Isso mesmo. Está na hora de vocês aprenderam um pouco de magia, não acham? 

Kevin: Obrigado sensei.-e eles olharam para o Zeref que estava muito pra baixo.

Fábio: O que ouve meu caro? Você está bem?

Zeref: É que eu...-e as suas lágrimas caiam em seus olhos.

Kevin: Zeref...

Fábio: Já sei. Eu sei o que pode te animar. Hoje a tarde eu e você a gente se encontra aqui mesmo que te mostrarei algo especial somente pra você.-e o sensei tinha saído, então o Zeref chegou no quarto todo triste e o Kevin ficou no pátio sentado sozinho e o Zeref não parava de segurar um pingente que tinha uma foto de seu irmãozinho e ele juntos felizes, então a escolha de Zeref foi tomado foi direto para biblioteca para encontrar o sensei e o Kevin estava lá.

Zeref: Ei, Kevin. Que tal a gente possamos...

Kevin: É melhor não.-e pegou suas coisas e saiu perto de Zeref.

Zeref: O que deu nele?

Fábio: Que bom que veio. Então vamos começar.-e o Zeref foi procurando cada livros que ele queria saber pelo mundo da magia.-E então encontrou algo?

Zeref: Acho que sim.-mas o Zeref viu um livro bem antigo atirado no chão cheio de poeira.-Eu acho que vou ficar com isso.-e ele pegou o livro pra ele e disfarçou para o seu sensei que iria levar uns livros grossos e foi direto para o quarto e viu que o Kevin estava deitado olhando para o teto.-Kevin...

Kevin: Eu vou passear um pouco...

Zeref: Espere...Fique aqui.

Kevin: Você precisa ficar sozinho pra ler em paz esses livro, não é?-e o Zeref mostrou o livro que ele tinha pegado.-De onde você pegou esse livro?

Zeref: Estava atirado no chão no meio da biblioteca, mas tá na cara que este livro é muito antigo.

Kevin: Isso é verdade, mas eu estou achando isso muito arriscado demais. 

Zeref: Por favor...Fique aqui comigo, vamos descobrir o que diz este livro.-e eles assopravam umas das poeira do livro e viram que a capa do livro era preto, mas tinha um símbolo desconhecido.

Kevin: Sabe de uma coisa é melhor a gente devolver este livro ou antes eles iram descobrir.

Zeref: Não se preocupe com isso, é entre nos que estamos com esse livro aqui.-e o livro se abriu sozinho e o Zeref começou a ler e o Kevin ficou em pé todo em pânico e pediu para que o Zeref deve fechar este livro, mas ele se interessou numa parte da leitura ao respeito do nome do feitiço que colocaram sobre nele.-Achei!

Kevin: O que você achou?-e o sensei entrou no quarto deles.

Fábio: O que está acontecendo aqui?-mas ele tinha visto o livro nos braços de Zeref.-O que este livro faz aqui? Me dê ele aqui agora mesmo, Zeref.

Kevin: Faça o que ele pediu.

Zeref: Porque vocês tem esse tipo de livro aqui?

Fábio: Este livro é proibido e também não deveria estar aqui. Não me digam que vocês leram este livro?-e o Kevin mentiu para o seu próprio sensei para salvar a pele de Zeref.

Kevin: Não, senhor.

Fábio: Que bom, é melhor vocês não lerem este livro. Porque diz sobre umas coisas das trevas que veio do submundo. Então lhe peço para que vocês, não pegassem este livro novamente. 

Kevin: Entendi.-e o sensei tinha saído.-Você ouviu ele, não é? É melhor você não ver aquele livro nunca mais.

Zeref: Kevin, aquele livro...Pode trazer os nossos amados de volta.

Kevin: Do que está falando?

Zeref: Eu li uma parte do livro que tem como trazer os nosso amados a vida.

Kevin: Isso é impossível.

Zeref: Nada é impossível se você acreditar nisso.

Kevin: Não.

Zeref: Mas, Kevin...

Kevin: Vê se acorda cara. Minhas irmãs morreram...E o seu irmão também morreu é melhor você aceitar isso logo. E também que eu não farei esta loucura, eu sei que as minhas queridas irmãs estão descansando em paz com os meus pais. Eu aposto que o seu irmão e os seus pais estão no lugar melhor neste momento.

Zeref: Você não sabe de nada sobre mim.

Kevin: Na verdade, sei sim. Porque foi você mesmo que me disse sobre tudo sobre você.

Zeref: Me deixe em paz.

Kevin: Eu não vou deixar você em paz sabe, porque? Por quê você ainda não esqueceu de seu irmão mais novo, é melhor você deixar ele descansar em paz.

Zeref: É melhor calar a boca.

Kevin: EU NÃO QUERO! Porque eu sou seu amigo eu quero o seu bem, e é melhor você deixar ele descansar em paz. Deixe-o ir, por favor. Não incomode o descanso de seu irmão, se você reviver o seu irmão vai pior pra você.

Zeref: Cala a boca.

Kevin: E ainda me pergunto, se você reviver o seu irmão será que ele vai ser o mesmo?-e o Zeref se surtou de vez e a fumaça negras estavam em volta dele e acabou matando o Kevin. E o Zeref parou se surtar e viu que o corpo de Kevin estava no chão coberto de sangue e ele foi ver se ainda ele respirava, infelizmente ele não achou nenhum pulso no corpo de Kevin.

Zeref: Kevin...-e ele fechou os olhos de Kevin.-Eu sinto muito por isso, mas a minha decisão já está tomado. Eu irei ressuscitar o meu irmãozinho, nada e ninguém vai me impedir.-e colocou o corpo de Kevin na cama.

Fábio: O que está acontecendo aqui?-e viu o Zeref em pé e também tinha visto que o corpo de Kevin.-O Kevin está dormindo?

Zeref: Não...Ele morreu.

Fábio: O quê disse?-e ele se aproximou do corpo de Kevin e foi ver se ele tinha pulso e nada. E ele olhou nos olhos de Zeref.-O que aconteceu aqui, me diga a verdade.

Zeref: Ele se matou.

Pov's Fábio on.

É impressão minha ou a energia de Zeref mudou? O que será que aconteceu realmente com o Kevin? Mas algo está errado aqui, mas eu tenho que ter muito cuidado com o Zeref agora em diante, porque isso não é normal. Ultimamente ele está muito mudado, ficarei com os olhos abertos.

Pov's Fábio off.

Fábio: Zeref...Venha comigo, sim.-e ele chamou uns dos seus amigos para levaram o corpo de Kevin e alguns ficaram de olho no Zeref.-Aqui está bom. Agora me diga meu rapaz.

Zeref: Ele se matou, meu senhor. Quando eu cheguei no quarto ele já estava...

Fábio: Zeref...Quero a verdade.

Zeref: Mas esta é a verdade.-e ele desviou o olhar.

Fábio: Se é assim...Porque eu ouvi um pouco do papo entre suas e do Kevin ao respeito de seu irmão mais novo, não é?-e o Zeref baixou a cabeça.-Entendo...Eu sinto muito por ele.

Zeref: Sensei....

Fábio: Agora vá para biblioteca, eu e o conselho iremos resolver com o corpo de Kevin.-e o Zeref foi indo para biblioteca, e os guardas pegaram o corpo de Kevin e levaram para direto para o padre que ele possa ver o que houve realmente com o Kevin. Enquanto isso, o Zeref foi lendo cada livros e escreveu como resumos como uma magia.-E então padre você pode nos dizer o que houve com este rapaz?

Padre: Bom, este garoto sofreu muito dano e um golpe horrível de trás da cabeça, mas o que estou sentindo nas mãos dele é uma energia muito ruim e que não é dos bons.

Fábio: Está nos dizendo que tem alguém na Academia de Magia de Mildian?

Padre: Sim...É alguém que possui uma magia que é das trevas que se chama "Ankhseram"

Fábio: Mas essa magia foi a séculos.

Padre: Nada disso. Ele ainda existe, e eu presumo que essa magia é muito forte e que também pode ser qualquer um...-e apareceu o Zeref estava segurando alguns dos papéis de resumo dos livros que ele conhecia.-Não pode ser...-o grande padre sentiu algo maligno vindo do Zeref.

Fábio: O que houve padre?

Padre: Este garoto...É ele...

Fábio: Está dizendo que a magia que você está sentindo neste estante é o Zeref? Não pode ser...

Padre: Sem dúvida é ele.-e o Zeref foi entregando para o seu mestre os papéis.

Zeref: Aqui está.-e todos ficaram surpresos por terem visto tudo isso de resumo.

Padre: Estão me dizendo que foi este garoto quem escreveu, isto?

Zeref: Sim.

Padre: ...

Gabriel: O conteúdo é surpreendente, mas o tema é meio pesado demais, não acham?

Fábio: Afinal este não é um assunto que um jovem como você deveria estar estudando, meu jovem.

Marcos: Da forma como está, a questão da vida e morte humana na magia é um tabu desde tempos antigos.

Gabriel: Até mesmo adultos precisam tomar cuidado quando tratam deste assunto.

Marcos: Concordo...Para que não despertem a fúria de ancselam o Deus da vida e da morte.

Fábio: Assim sendo, assegure-se de não continuar estudando mais este assunto. Você entendeu, Zeref?

Zeref: Sim...Eu vou...-e ele pegou seus papéis de volta e o Padre ficou olhando para o Zeref e sentiu aquela energia novamente fluindo nele.

Fábio: Padre...O senhor está bem?

Padre: S-Sim...É só que a energia que eu senti nele está cada vez mais aumentando.

Fábio: Entendo...Então o que o senhor quer que a gente faça?

Padre: Se aproxime do garoto e descubra o que ele quer realmente.

Fábio: Na verdade eu sei...Ele me explicou tudo o que houve com a sua terra natal e ele queria muito ver o seu querido irmãozinho.

Padre: Pobrezinho deste garoto é uma pena que ele deve carregar esse peso todo. Mas vai lá fique observando ele cada passos que ele der, se ele realmente quer reviver o irmãozinho...Você tem que apoiá-lo.

Fábio: Tudo bem.-e ele foi procurando o Zeref e encontrou ele no grande salão que tinha uma multidão que estava assistindo ele.-Aí está você.

Zeref: Sensei...

Fábio: Precisamos conversar num lugar que somente eu e você possamos conversar.-e eles ficaram perto de fora do grande salão.

Zeref: O que você achou, sensei? Você achou legal, né?

Fábio: Zeref...Quantas vezes preciso dizer pra que você entenda de uma vez? Como o conselho disse a ressureição dos mortos é um tabu. Além do mais, o seu relatório diz que para a ressureição ser possível, sacrifícios são necessários.-e ele ia se aproximar de Zeref, mas ele se lembrou que ele possui uma magia das trevas.-Olha meu caro, a vida e morte humana é uma dádiva dos céus, e não é trabalho para o homem, sabe disso.

Zeref: Mas sensei...Você concorda que existe um elemento humano como por exemplo na criação da vida humana? 

Fábio: Olha, eu...

Zeref: E se isso for realmente verdade mesmo na "morte" e na "vida após ela" tem que ter algo...

Fábio: Esperai meu jovem, vai com calma aí mesmo. 

Zeref: O senhor concorda, não?-e o seu mestre balançou a cabeça.

Fábio: Não sei te dizer isso, e que a proteção de ancselam esteja sobre este jovem!-e viu que o padre e o conselho estão indo para se reunir na sala de estar.-Se me der licença.

Zeref: Mas, sensei...-e o mestre dele foi com os conselheiro para sala de estar e o Zeref foi direto para biblioteca.

Fábio: Já estou aqui.

Marcos: Fábio...Aquele garoto, tem que ir embora.

Fábio: Mas porque?

Gabriel: E ainda pergunta, está falando sério?

Fábio: Nós sabemos que ele possui um poder do mal dentro dele, mas no coração dele eu vi diante dos olhos dele e eram sinceros. Ele quer realmente reviver o irmão mais novo.

Padre: Isso é impossível.

Fábio: Padre...

Padre: Não tem como ele ver o irmão mais novo.

Fábio: Porque não?

Padre: Isso arriscaria o poder que ele possui. Você tem que dizer a verdade pra ele.

Fábio: Mas, ele...

Marcos: Nos conselho concordamos com o padre, é melhor ele ir embora sem ver o irmão mais novo.

Fábio: Muito bem, eu farei.-e ele foi se direto para biblioteca para encontrar o Zeref e viu que ele estava lendo alguns livros.-Zeref.

Zeref: Sensei. Ainda estou lendo alguns livros que ainda não acabei.

Fábio: Entendo...Achei que havíamos lhe dito para parar com a construção de eclipse.

Zeref: Tudo bem, sensei .Só mais um pouco, mais um pouco e estará pronto.

Fábio: Pronto pra quê?

Zeref: Não se preocupe com isso, e que isso também não atinge a sua preciosa ética. Que a grande porta que volta o tempo, eclipse.

Fábio: Não me diga que...

Zeref: Sim.

Fábio: E eu te pergunto: O que pretende fazer é depois que voltar ao tempo?

Zeref: Sobre isso...

Fábio: Olha, o Sistema R e eclipse são nada mais e nada mais que apenas umas ferramentas pra trazer o seu queridinho irmãozinho mais novo de volta à vida, não é? Bom, você realmente tem um fraco por pensamentos perigosos como a ressureição humana, Zeref.

Zeref: O que o senhor quer dizer com isso?

Fábio: Eu lamento por eu dizer isso, mas o conselho de diretores finalizou a sua expulsão, Zeref.

Zeref: O quê? Mas porque?-ficou com uma cara de surpreso. 

Fábio: Eu lamento muito mesmo, mas todos nós...tinha umas grandes esperanças em você, mas isso e realmente uma pena, Zeref-kun.

Zeref: Isso não pode ser verdade...Só pode ser brincadeira sensei.

Fábio: Não é uma brincadeira, você está expulso.

Zeref: Mas peraí...Eu...

Fábio: E mais uma coisa, seu irmão mais novo...Não voltará à vida.

Zeref: O-O quê foi que disse?

Fábio: Seu irmão mais novo, ele jamais voltará à vida! Agora você entendeu?

Zeref: N-Não...-e o chão começou a balançar.

Padre: Parece que o garoto vai liberar o seus grandes poderes.

Gabriel: Vamos ver como está o Fábio.

Marcos: Você vai vir com a gente, Padre?

Padre: Não, eu irei ver a minha família.-e ele pegou o seu cavalo para que ele possa ir embora.

Fábio: Zeref?-e o seu mestre viu que as estatuas e os quadros retratos estavam começando a sangrar e as plantas começaram a morrer.

Zeref: Sensei...Me aju...-e o corpo de Zeref ficou novamente com uma fumaça negras cobrindo ele.

Fábio: Então está é a magia que o Padre tanto fala.-e os conselheiros foram todos para biblioteca para ver o que houve e o Zeref liberou seu poder e ao mesmo tempo matou todos os seus mestres diante dos seus olhos e ele estava atirado no chão e quando ele se levantou viu que todos estavam mortos.

Zeref: Sensei! Por favor, acorde.-e as suas mãos começaram a se tremer de medo.-Eu fiz isso? Não pode ser...-e apareceu aquela menina misteriosa.

Andressa: Pode acreditar que sim, foi tudo você que fez isso.

Zeref: Você!-e ela caminhou em cima dos corpos de todos os mestres.

Andressa: Uau, eu não sabia que você iria liberar todo este poder...Meu parabéns.

Zeref: O que você quer aqui? O que você quer afinal?

Andressa: Estou aqui em paz, e também que ele pediu para mim te observar cada passos que você ia fazer.

Zeref: Sabe de uma coisa.

Andressa: O quê?-e ele deu uma vacada nas costas dela.-GAHA! Quando foi que...-e viu que era uma imagem dele formada por umas fumaças negras.

Zeref: Eu vim aqui para acabar com você, porque você tirou aqueles que eu mais amava. E agora eu vou tirar a suas.

Andressa: Não me faça...AAAAAAAH! Ora, seu...

Zeref: Quer dizer pelas últimas palavras?

Andressa: Via pro inferno.-e ele tirou a daga no peito dela até que ele cortou a cabeça dela fora.

Zeref: Eu já estou lá.

"Finalmente consegui me vingar daquela garota eu preciso ver o meu irmão novamente, com todo este poder que tenho ninguém irá me vencer neste mundo."


Notas Finais


O que vocês acharam deste capítulo então? Vamos descobrir mais capítulo que está por vir.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...