História A Imperatriz de Montenegro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Visualizações 13
Palavras 1.527
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Sci-Fi, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Novo capítulo!
dei uma ajeitada na fic haha
Espero que gostem!

Capítulo 2 - A proposta


Fanfic / Fanfiction A Imperatriz de Montenegro - Capítulo 2 - A proposta


      Mirela sentiu sua garganta fechar e suas mãos tremerem, ela agora estava sozinha e sem a proteção e segurança de seus assessores, ela se sentiu fraca naquele momento, mas sem deixar que Alexandre percebesse. - Sim, agora me diga majestade, o que pretende aqui com sua visita? - ela perguntou.
      Alexandre se aproximou de Mirela fazendo a garota recuar e se escorar na mesa que estava atrás dela. Alexandre estendeu sua mão direita sobre a mesa passando bem próximo do corpo de Mirela, deixando-a acuada. Ele pegou uma garrafa de vidro com um líquido marrom que estava próximo de Mirela e serviu o líquido em um copo quadrado.
     - Vejo que fez como eu pedi, e não convidou os membros do seu parlamento para essa reunião. - disse Alexandre provando do líquido em seu copo.
     - sim, só não entendi o por que desse pedido, o parlamento hoje possui mais poder que eu, e que qualquer outro nesse país. - falou Mirela.
     - E você acha isso certo?
     - Bom, eles são a base da democracia de Montenegro, eles foram eleitos e...
     - Aahh a democracia. - interrompeu Alexandre com uma risada contida. - pois veja bem o que te digo vossa alteza, seu parlamento está a arquitetar um golpe contra a senhorita, eles não acreditam que uma garota de 16 anos possa comandar o país. - disse Alexandre.
     Mirela arqueou as sobrancelhas. - Sinto muito senhor, mas...
      Alexandre interrompeu novamente a princesa. - por favor, me chame de Alexandre.
      A garota torceu os lábios confusa. - como preferir, Alexandre. - disse ela, tentando não parecer desconfortável com a informalidade. - Como eu ia dizendo, eu sinto muito, mas eu não acredito em suas palavras, o parlamento é fiel a minha família e ao meu povo.
     Alexandre riu. - O parlamento só não colocou seu plano em pratica hoje por que eu estou aqui, mas a partir do momento que eu for embora, eles não tardarão em aplicar o golpe de estado em você e em seu país. - Alexandre falou sério e firme apertando o copo em sua mão a cada palavra proferida. - Mas não temas senhorita, eu posso ajudar te  a salvar o reinado de sua família e tirar seu reino das garras dos abutres que o rodeiam. 
     A princesa olhou desnorteada para a janela atrás de Alexandre. Ela no fundou sabia que o imperador falava a verdade, o parlamento não deixaria ela governar por mais tempo, logo seu pai morreria e ela ficaria sozinha com seus irmãos mais novos que eram apenas crianças. Mas também sabia o real propósito da ajuda de Alexandre. - E o que você irá querer em troca? - perguntou Mirela, ela andou pela sala até chegar perto de uma pequena estante do lado da mesa. Alexandre colocou seu copo encima da mesa e pôs suas mãos para trás. - Não precisa falar, sei o que você quer. - disse Mirela.
     - Sabe?
     - Sim, você quer direitos a extração de Quizênio em Montenegro. - Mirela encarou Alexandre esperando ter o surpreendido. - Sei que meu país possui uma grande reserva de Quizênio. - Mas Alexandre não pareceu nenhum pouco surpreendido.
     - E quem lhe deu esta informação? - perguntou Alexandre com um pequeno sorriso no rosto. - foram os americanos ou os russos? Não importa, não pretendo discutir sobre quem você se alia nesse momento, mas tenho certeza que nenhum deles pode ajuda- la como eu posso. - ele disse. 
      - Como você poderá me ajudar? -  perguntou a garota.
      - Olhe ao seu redor princesa, todos os países anexados pela Macedônia são ricos e prósperos, e o povo que vive dentro dos domínios do império estão felizes e protegidos. Logo será a vez de Montenegro, não espere que eu fique de braços cruzados vendo os americanos se apropriarem da reserva de Quizênio que você possui. Você não tem escolha, ou você não aceita minha ajuda e neste caso terá sua família destronada por um golpe parlamentar , ou aceita minha ajuda e mantém a coroa em sua cabeça enquanto eu cuido de seus inimigos internos e a protejo das ameaça externas. - Alexandre se aproximou de Mirela fazendo a garota prender a respiração por alguns segundos. O homem deslizou sua mão esquerda pelo braço da garota, a princesa puxou seu braço para longe do toque de Alexandre. Ele pareceu não se importar. - Tenho uma proposta a fazer te. - disse Alexandre. O jovem imperador se ajoelhou diante de Mirela e apalpou a mão da garota. A princesa não foi capaz de reagir naquele momento, seu sangue gelou. - Mirela de Montenegro, eu peço te em casamento neste momento, eu quero que... - Mirela não esperou Alexandre terminar sua fala e se livrou das mãos do imperador. Ela se afastou do homem andando alguns passos para trás.
        - Não faça isso, qual o motivo dessa proposta tão repentina? - perguntou a garota.
        - Vossa alteza perdeu a mãe muito jovem e vosso pai pode morrer a qualquer momento, a princesa tem dois irmãos mais novos para cuidar e um reino inteiro para administrar. Estais completamente sozinha nesse momento, deixe me ficar do seu lado e protegê-la daqueles que querem teu mal. - falou Alexandre. Ele já estava de pé na frente de Mirela.
        Mirela tinha certeza que Alexandre se beneficiaria com o casamento. Mas ela não tinha certeza se isto seria o certo a se fazer, ela temia pelo seu reino. Mirela teria que entrar em acordo com Alexandre, era melhor assim, já que um "não" poderia frustar os planos do imperador, e isso seria extremamente perigoso. Montenegro não teria defesas contra o poderoso exército de Alexandre, por outro lado, Alexandre não poderia atacar uma nação neutra sem que o ocidente, liderado pelos Estados Unidos, se opusesse. Iniciando assim uma guerra. Algo que Mirela não poderia deixar acontecer.
       - Se eu aceitar o seu pedido, o que aconteceria com o parlamento de Montenegro? - ela perguntou.
       - Seria deposto, claro. Mas qual dos pedidos você diz? O de ajuda para salvar o seu reino, ou o de casamento? 
       - E faz diferença? - perguntou a garota. - Você pretende se casar comigo para obter poder sobre Montenegro e suas reservas minerais, não sou tão ingênua quanto pensa, Alexandre.
        O homem sorriu. - Não penso que seja, senhorita. - disse Alexandre. - Por isso sei que você tomará a melhor decisão... 
      A porta da sala fora violentamente aberta assustando os dois. Um homem de terno preto e cabelos grisalhos adentrou rapidamente a sala. - O que está acontecendo aqui! - perguntou o homem.
        - Primeiro-Ministro Nevenka como ousa adentrar assim sem ser convidado! - disse Mirela. - por favor saia!
        - Eu sei o que você quer aqui Imperador! - esbravejou o primeiro-ministro.
        - Sabe? - perguntou Alexandre.
        - Você não vai conseguir expandir sua influência sobre Montenegro nem sobre a princesa regente! - falou o homem grisalho. 
         - primeiro ministro, eu não sou nenhuma idiota, eu sei o que estou fazendo aqui! Saia agora! - Mirela falou duramente, mas o primeiro-ministro não demonstrou nenhuma reação à palavras da princesa.
         - Você irá embora daqui agora e não ousará voltar, nossos aliados americanos já sabem que você está aqui ultrajando as fronteiras de uma nação soberana!
         Mirela reparou na inquietação de Alexandre quando ouviu tais palavras do ministro. Ela viu que o imperador mudou a feição de seu rosto e pareceu irritado. Ela precisava fazer algo.
         - Está me ameaçando, senhor ministro? - Alexandre se aproximou rapidamente do ministro agarrando o homem pela gola do terno e pressionando o ministro contra uma estante cheia de livros, fazendo alguns livros caírem com o impacto das costas do ministro na prateleira.
         O ministro olhou assustado para Alexandre. Mirela correu e segurou o braço de Alexandre tentando fazê-lo largar o ministro, mas Alexandre parecia furioso e não queria soltar suas mãos do homem.
         - Os americanos não irão chegar a tempo de salvar te de minhas mãos, e nem salvar o seu país dos canhões de minhas naves que sobrevoam neste instante os céus de Montenegro. - Alexandre falou entre os dentes. A sua expressão fez com que Mirela ficasse ainda mais assustada com as palavras ditas pelo imperador.
        - Alexandre, eu aceito seu pedido. - falou Mirela.
        O imperador virou lentamente seu rosto para encarar Mirela, havia um ar de satisfação na face de Alexandre. Ele soltou rapidamente o ministro e se pôs de frente para a princesa. - Você fez a escolha certa, minha noiva. - disse Alexandre, ele beijou as mãos de Mirela e sorriu. Um sorriso que fez Mirela estremecer. Era muita coisa para sua cabeça naquele momento. Noiva aos 16 anos com um homem que ela mal conhecia. Mirela sempre imaginou viver uma vida normal em Montenegro, com seu irmão mais velho reinando e assumindo o papel de protetor da família enquanto ela poderia viver uma vida simples. Mas agora ao lado de Alexandre, nada será simples ou normal.
       Mirela fechou os olhos por um instante e os abriu lentamente. - Espero que sim. - disse Mirela enquanto encarava o olhar frio e penetrante de Alexandre.
         
        
       
        
        
        
     
     
       
 


Notas Finais


Obrigado por ler até o final!
Comentem :))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...