História A Irmã do seu Melhor Amigo - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Lysandre
Tags Amor Doce, Castiel, Lysandre, Nataniel
Exibições 154
Palavras 1.346
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hello galerinha, consegui postar hoje.... Enfim estamos entrando na parte final da fic que até decidi mudar o modo como alguns personagens agem. Enfim não chorem porque vai ter segunda temporada. Amém.

Capítulo 27 - After All These Days


Fanfic / Fanfiction A Irmã do seu Melhor Amigo - Capítulo 27 - After All These Days

Já era o dia seguinte quanto nos acordamos e não conseguimos nos levantar nem para trocar de roupa ficamos lá só olhando um para o outro sorrindo que nem bobos.

 

- Gente Dona Josiane está chamando vocês para tomar café – disse Rosa entrando dentro do quarto – Opa acho que interrompi alguma coisa – disse ela olhando para eu e Lysandre enrolados apenas por um lençol e minha cabeça em seu peito, então ela simplesmente saiu.

 

- Acho que vou sofrer um pequeno interrogatório – disse enterrando a cabeça no peito e ele começou a rir

 

Pouco depois do banho eu e Lysandre descemos para o café que continha uma mesa repleta. Durante todo o tempo Rosa nos dava olhares indiscretos. Quando deu mais ou menos dez horas os meninos saíram para fazer alguma coisa com o pai deles e ficamos ajudando Dona Josiane com o almoço. Terminamos antes do esperado e Dona Josiane resolveu nos mostrar fotos dos meninos quando eram pequenos e dos inúmeros pontos que Lysandre recebeu nos joelhos e mãos quando jogava no time infantil de baseball. Chegamos na fase que  Leight tinha o cabelo branco e Lysandre era loirinho e usava óculos

- O que vocês estão rindo tanto? – perguntou Lys envolvendo os braços em volta da minha cintura e olhando para cima do balcão, ele ficou vermelho instantaneamente

- O que foi? Não queria que ninguém soubesse que seus olhos são lentes? – perguntei divertida

- Claro, isso mesmo.

 

- Você sabe cavalgar? – perguntou ele enquanto andávamos pelo estabulo depois do almoço

- Se você contar a vez que andei 10 metros em cima de um cavalo então sim.

- Então vem, vou montar com você – disse quando terminava de selar e subi no cavalo.

 

Depois de algum momento de cavalgada chegamos a um pequeno riacho  e Lysandre parou.

- Já que você mostrou o seu refugio secreto, eu vou te mostrar o meu. Mas preciso amarrar Beija-flor primeiro. – após amarrar bem o cavalo em um troco, ele segurou minha mão e seguimos um pouco para fora da trilha. Chegamos a um incrível cachoeira. – Acho que ninguém conhece esse lugar – ele apontou para um recanto intocado pelo homem

- Obrigada por compartilhar isso comigo. – beijei sua bochecha

 

Ficamos tomando um pouco de sol, até que ele queria nadar, ele tirou a roupa e ficou só de short e entrou.

- A água está ótima você deveria vim – ele deu um sorriso ameaçador antes de sair um pouco – Não me faça ir até ai.

- Nem vem. Vamos embora ainda hoje então não quero pegar um resfriado.

- Eu te avisei – ele me pegou e me jogou nas costas e pulou na agua.

- Idiota – eu o xingava quando ele me interrompeu com um beijo.

- Eu te amo.

 

 

Prezada Nobody Home,

 

Aqui quem vos fala é Ahren Miller da Comissão Organizadora de Concursos Intercolegiais (COCI) e como ganhadores da etapa Europeia gostaria de solicitar a vossa participação para que possamos descobrir a melhor banda colegial do mundo.  A ultima etapa ocorrerá na Suíça, sua coordenadora, Luisa Staton, já foi avisada e fará o necessário em relação a acomodações e viagem. O publico suíço e de todo mundo esperam o melhor de vocês e que próximo ano sejam os mais novos contratados da Universal Music Group. Nos vemos no ultimo final de semana de março.

Todas as informações estão no formulário em anexo.

 

Att.

Ahren Miller.

Diretor Executivo.

 

Terminei de ler o e-mail e os gritos reinariam no porão além de mim, Castiel, Nathaniel e Lysandre, Rosa, Luna e Alexy também estavam lá.

 

4 meses depois

 

Luisa tinha sido um amor a aguentar todo nosso nervosismo nesses ultimo mês, mas também estava impossível quando se tratava de nossa imagem, ela havia me feito pintar de loiro a vontade dela que meu cabelo ficasse platinado, mas eu bati o pé e fiquei só no loiro. 

- Promete que vai curti bastante Zurique por mim -  Alexy me abraçava e chorava no saguão do aeroporto de Paris.

- Armin dá pra você me ajudar aqui – disse mostrando que seu irmão estava quase me matando enforcada.

- Tudo bem diva – disse ele arrumando minhas roupas – Só promete que não vai se esquecer da gente quando ficar famosa

- Claro que não seu bobo – disse dando um abraço nele.

- Eu te amo - ouvi Luna e Castiel um pouco afastados do grupo principal, enquanto Nathaniel e Iris mal se olhavam

 

A sessão de choro e abraço foi mais longa que o imaginado, parecia que a gente ia ficar fora para sempre e não só até segunda-feira. Passamos para o embarque e seguimos para imigração, não demorou muito para que nosso voo fosse chamado. Eu sentei ao lado de Lysandre quase no final da aeronave e ele segurou minha mão toda a viagem. Uma menina que deveria ter seus 14 anos chegou pedindo um autografo e fiquei muito feliz já que nos últimos meses já havia me acostumado com esse tipo de tratamento.

 

- Ao começo de nossas vidas – disse ele beijando minha mão já que estávamos nas esteiras pegando nossas malas no meio de várias pessoas.

 

O guia da COCI nos deixou falando que voltava em uma hora nos dando tempo para nos trocar para conhecer a cidade. Tomei banho vesti um macaquinho branco com detalhes em preto e fui para o quarto de Lysandre. Ele estava sem camisa quando entrei no quarto, jogando tudo para cima pra cima em busca de alguma coisa dentro da mala.

- Você viu minha blusa que Castiel me deu de aniversário

- Aqui – disse dando a blusa que estava no chão – apressa que o guia já vai chegar

- Com você me olhando assim não dá - ele disse me beijando

Ele estava lindo com calça jeans, camisa cinza e tênis azul, Luisa havia feito os meninos,principalmente, o Lys mudar de estilo, mas confesso que estava amando.

- Eu preferia ficar e curtir você – disse ele se lembrando de como o ultimo mês foi extremamente cansativo, estávamos de férias de primavera, mas os ensaios e campanhas estavam nos matado aos poucos. – E quem sabe tirar essa sua roupa indecente

- Quem sabe quando chegarmos.

 

O guia fez um pequeno tour por Zurique com o pequeno tempo que tínhamos. Fomos para Altstadt uma espécie de Down Town com aparência medieval e Lys parecia se encaixar naquele lugar, Lindenhof que mostrava um panorama da cidade, o jardim chinês e visitamos algumas lojas de chocolate além de ver como funcionava a fabricação. Durante a volta passamos pelo internato e fiz eles pararem e entrei, pedi para falar com a Maggot, a inspetora.

 

- Pode entrar senhorita.- informou a secretária e eu entrei com Lysandre

- Bom dia senhora e senhor Collins – Maggot nos cumprimentou sem me reconhecer

- Por favor, Maggot você não está falando com minha mãe.

- Isabella? Oh meu Deus querida, como você está diferente. – disse me dando um beijo no rosto- O que faz aqui?

- Na verdade eu vim pelo concurso da COCI.

- Oh sim, Lucas, Rafaela, Bianca e Noah ganharam as nacionais vocês vão competi juntos por causa da Suíça ser a sede, estou torcendo por eles, já que seria um bom reconhecimento para a escola, mas ficarei igualmente feliz se você ganhar.

- Nós vimos que Madre Teresa ganhou, nossa agente nos fez estudar nossos concorrentes. Mas não foi por isso que eu vim aqui, na verdade eu vim te agradecer.

- Agradecer? Na ultima vez que nos vimos você queria me matar.

- Se você não tivesse me expulsado eu não estaria aqui vivendo essa aventura, porque você sabe que Bianca nunca me deixou participar do coral. E encontrado a pessoa que eu amo – Lys que até então estava calado ao meu lado me puxou para perto pela cintura.

- Eu não tenho nada a ver com isso, mas estou feliz por está com alguém quer está com você e não porque é um troféu. – ela sorriu para nós claramente se referindo a minha popularidade e a mania de Lucas de namorar só as melhores.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...