História A irregular de Baker Street - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sherlock Holmes
Personagens John Watson, Personagens Originais, Sherlock Holmes
Tags Hotson, Uma Família Nascendo, Uns Idiotas Se Declarando
Exibições 25
Palavras 836
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Slash, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente tô reescrevendo a fanfic mas vou tentar manter algumas cenas que eu gostei e espero que também tenham gostado . Mudei um poucos os personagens ( muito , na verdade ) e isso também muda o enredo .
Mas espero que fique boa essa reforma e obrigada por lerem .

Capítulo 3 - Os Irregulares de Baker Street



 O garoto que repentinamente apareceu em minha vista tinha cabelos negros como carvão e olhos dóceis e temerosos da mesma cor . Seu rosto estava pálido de medo e ele se aproximou relutantemente torcendo compucivamente  um laço  que envolvia seu pescoço . Seu corpo ficava cada vez mais tenso a medida que ele saia das sombras da casa abandonada , espelhando o estado de meu própri corpo ao observar meu novo colega de esconderijo .
-- Quem é voce ? - uma voz suave e gostosa de se ouvir como o farfalhar do vento que brinca com a mata saiu daquele lábio vermelhos . Aquele ser era a reencarnação masculina da Branca de Neve . 
-- Quem ... quem  é voce ?-  Mr.Branca de Neve insistiu  a minha falta de reação .
 Eu já estava em posição defensiva e pronta para uma briga caso ao moleque se revelasse uma ameaça real  quando respondi :
-- Robert , Robert Scott - não é preciso saber meu verdadeiro nome , não é relevante ( na verdade é a diferença entre minha liberdade e minha opressão mas deixa isso para outra hora ) . - Voce mora aqui ? Qual seu nome  ?  Agora que sabe o meu , nada mais justo que eu saber o seu .
-- Benedict . - ele me estendeu a mão a qual eu apertei olhando cada traço que pudesse me indicar algum perigo vindo dele . - Aqui é onde eu e meus amigos estalamos nosso quartel general .
-- Quartel general do que ?
-- Somos os Irregulares de Baker Street , ajudamos um detetive muito famoso , recolhemos algumas informações para ele resolver seus casos e em troca ele nos dá algumas roupas e algum dinheiro .- ele explicou - Sempre nos reunimos nessa casa para definir nossas missões . Mas oque voce faz aqui ?
 -- Acabei de chegar do Brasil , quase fui pego enquanto desembarcava e enquanto fugia começou a chover e então entrei aqui para me abrigar . Ficar dias escondido em um barco a remo enquanto a tripulação estava completamente bebada de noite e violenta durante o dia não é fácil !
-- Voce parece ter  saído de um livro ! -ele me olhou com os olhos brilhando por trás dos óculos . - Me conta como foi ? Oque voce veio fazer nesse lado do oceano ? Veio sozinho ? Como voce vai se sustentar ? Oque voce acha de trabalhar com a gente ?
-- Uma coisa de cada vez !
 Fui salva ( ou não ) dessas perguntas quando um bando de garotos mais ou menos de minha idade inrromperam no local , totalmente enxarcados e risonhos , as bochechas fogosas do esforço físico que foi fugir da chuva . Um deles , um loiro de cabelos encaracolados e olhos azuis fracos quase cinzentos , estava com as roupas cheias de lama escorrendo até o chão . Assim que me viram se puserem alertas e o sorrisos se apagaram de seus rostos .
 Um garoto de cabelos de um tom bem vivo de jaranja , me examinou de cima abaixo do mesmo modo que fazia com todos ao meu redor .
-- Wiggins , - começou Benedict - esse é Robert . Chegou hoje do Brasil e está só , não é uma ameaça a nenhum de nós .
-- Bem , se voce diz ... - deu de ombros o tal Wiggins  - Mas diga-me voce , Robert - disse ele com um sotaque irlandes - se considera uma ameaça ?
-- Depende . - disse desinteresada - Só ofereço perigo quando sou encurralado ou quando ameçam minha pessoa . 
-- Se é assim , - ele riu - não haverá problema entre nós ! Não é ?
 Afirmei com a cabeça .
-- Que tal se juntar a nós ? - perguntou uma voz de uma figura estremamente curiosa .
 Seus cabelos eram  realmente vermelhos e seus cachos compridos se rebelavam em todas as direções , acho que um barbeiro teria muitos problemas com tais madeixas . Seus olhos eram violetas  e alegres e seu sorriso era como o de um gato risonho . Uma cartola repousava  débilmente sobre sua cabeça , ameaçando a cair no menor dos gestos . Suas roupas também eram muito chamativas caso seu rosto não desse conta de chamar a atenção até de uma pessoa distraída . Ele era um perfeito Chapeleiro Maluco .
 Os outros membros sussurraram entre si enquanto eu balançava em confirmação . Se vou viver em Londres preciso conhecer o lugar e seus segredos e também ter com que me sustentar  . E enquanto ambas minhas nessecidades fossem atendidas ao me juntar a esse grupo , nada me custaria em viver um tempo entre garotos .
-- Tudo bem  , voce pode se juntar a nós . - profetizou Wiggins ( que ao que tudo indicara era o líder ) - Mas primeiro tem que provar que vale alguma coisa !



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...