História A Jogada - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Danielle Campbell, Justin Bieber
Personagens Danielle Campbell, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Esporte, Futebol!, Justinbieber, Romance
Visualizações 612
Palavras 2.905
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente, mas um capítulo pra vocês, me desculpem qualquer erro, mas espero que gostem mesmo assim.

Obrigada por todos os favoritos comentários, eu amo todos. Comentar me ajudar muito a continuar a estoria pra vocês, me incentiva muito.

Capítulo 8 - Pegação


Fanfic / Fanfiction A Jogada - Capítulo 8 - Pegação

Point of View - Kayla Lawson

Acordei um pouco assustada por não reconhecer onde eu estava. Olhei para o lado percebendo que não estava em casa, e sim no quarto do Justin. Ele estava ao meu lado deitado pro outro lado de costas, me levanto vendo que estava vestida. Passo a mão no meu cabelo tentando pensar em como vim parar aqui, não é possível que a pizza me deixou bêbada a ponto de não voltar pra casa.


- Justin, ai meu Deus ...

 

 O chamo mais ele não acorda. Vou até o banheiro dele, lavo meu rosto e prendo meu cabelo, procuro minha bolsa e acho perto da cama, pego colocando no meu ombro e saindo do quarto.


Droga, eu lembro de ficar vendo filme, comer pizza e depois Justin me oferecer vinho eu tomei e ficamos vendo outro filme, merda, eu realmente peguei no sono e Bieber deve ter me levado pro seu quarto, pelo menos não dei pra ele, mesmo querendo, eu sei que não dei, isso minha consciência está tranquila, mas o resto, porra.

vou até meu carro, jogando minha bolsa lá dentro, ligando ele e saindo de frente a mansão o mais rápido que eu pude.

         Eu dormir do lado do Justin Bieber, o quartebarback mais ... céus.

Quando eu finalmente cheguei no meu apartamento, me jogo no sofá deixando minha bolsa de lado.

- Como foi passar a noite com o quarterback gostoso? – Jade perguntou saindo da cozinha


- Eu não dormir com ele, dormi na casa dele.


nem que me pagassem eu iria contar pra ela que dormir na mesma cama com ele.


- Não aconteceu nada entre vocês? Kayla, porra. – disse ela se cruzando os braços


- Desculpa, a noite foi divertida e muito legal, mas não aconteceu nada, eu apenas peguei no sono e o desgraçado não me acordou. – falo


- Aposto que está brava assim porque não se lembra dele pegando você com aqueles braços maravilhosos. – ela riu

- Quer saber? Por quê não prepara um café? – me levanto


- Estou fazendo isso! – ela riu

- Então continue fazendo e não me pergunte mais sobre o Justin, porque não rolou sexo nem um, apenas um bom filme e pizza. – falo pegando minha bolsa e saindo da sala


vou pro meu quarto jogando a bolsa em cima da cama e indo dinheiro pro banheiro, tirando toda a roupa e entrando no box. Quando terminei o banho, coloquei minha roupa de sempre, arrumei o cabelo e passei maquiagem pra tirar essa cara de sono, pego minha bolsa indo novamente pra sala, fazendo a Jade me encarar confusa

- Vai trabalhar no sábado? – perguntou


- Eu trabalho todos os dias, só que final de semana apenas termino mais cedo. Justin precisa se recuperar logo. – falo me sentando ao seu lado no sofá

- Toma – me entregou o café


- Valeu! – bebo

- O que está acontecendo entre você e o Justin? Seja sincera comigo, sou sua melhor amiga, se abre. – disse Jade

- Ele quer ter alguma coisa comigo! – falo

- E você não quer? – perguntei


- Não acho que vai dar certo! – falo


- Como pode saber se não tentar? Se não der uma chance? – ela me encara

suspire lembrando que essas também foram as palavras de Justin ontem a noite

- Eu não preciso de um príncipe encantado – falo


- Ele não, é um jogador que já pegou várias, mas antes que você diga que você pode ser mais uma, eu discordo totalmente, porque ele parece mesmo está tentando te mostrar que é um cara legal. – falou


- É, ele está! – falo


- Então? Melhor tentar e se arrepender do que ficar imaginando como poderia ter sido, Kayla. Se joga, tira esse vidro da sua frente e deixe ele entrar

- Se o vidro quebrar? Você vai catar os pedacinhos por ai? – pergunto


- Cada um deles! – ela sorriu

bebi todo meu café, a abraçando logo em seguida.

- Eu te amo! – falo


- Eu te amo mais Kayla!

- Eu preciso ir trabalhar pra voltar cedo e descansar um pouco – falo me levantando

- Certo, eu vou ficar aqui pensando o que vamos fazer hoje a noite – falou


- Okay! – pisquei pra ela


coloquei a xícara na cozinha, fui até o meu quarto rapidamente pra escovar meus dentes, dei um ajeitada no meu cabelo, passei um rímel, porque fico muito melhor com eles. Voltei pra sala pegando minha bolsa e dando tchau pra Jade. Abri a porta olhando pros lados pra ter certeza que o Luke não estava nos corredores, fechei e caminhei até o elevador, assim que abriu, entrei dando bom dia a vizinha de cima que nunca fiz questão de perguntar o nome.


Quando finalmente o elevador abriu, dei tchau pra minha vizinha caminhando pra saída, diretamente pro meu carro.

[....]


- Desculpa a demora, eu não sei o que deu em Los Angeles hoje que todo mundo resolveu sair na mesma hora – falo entrando na sala de musculação

- Eu te procurei de manhã. Por quê não me acordou quando foi embora?

- Eu não quis te acordar, e também eu queria ir pra casa pra adiantar as coisas, o nosso dia hoje é mais curto como é sábado. Terminamos na hora do almoço – falo

- É, eu sei. Mas poderia ter me acordado, eu parecia uma maluco falando sozinho, quando me virei pro lado vi que não estava lá – reclamou 


- Me desculpe então – ri

- Só porque tem esse sorrisinho lindo! – disse ele

dou outra risada colocando meu cabelo atrás da orelha

- Vamos começar logo Bieber – falo

ele concorda sem dizer nada, então vou até seu joelho, tiro a facha e começo a mexer. Mando ele deitar, estico sua perna pra cima e a puxo dobrando pra baixo, faço isso umas cinco vezes. Passo o creme de sempre voltando a enfaixar logo em seguida.

- Agora levanta Justin

Ele faz o que eu pedi, o chamo com a mão pedindo pra chegar perto de mim.

- Sobe nesse banquinho aqui, coloca a perna uma de cada vez, sobe e desce normalmente, faça isso de três a cinco vezes. – falo observando


- Certo- ele diz começando a fazer


ele começou a fazer e mordia os lábios concentrado em seus pés, essa é a única hora que eu tenho certeza que ele não está dando em cima de mim, a hora de se recuperar, ele quer muito isso. E eu torço demais que ele consiga o que tanto deseja.


- Muito bem Justin, agora faça a mesma coisa subindo de lado, pra depois você andar em volta da piscina e subir a sua escada da sala. – falo

- Só vou subir as escadas da sala porque sei que vai está me esperando lá em baixo – disse ele piscando pra mim


- Você não toma jeito não é? – sorri cruzando os braços


- Você disse que pra eu continue tentando, e estou – ele sorriu de volta

balancei a cabeça rindo sabendo que ele não tem jeito e que no fundo, mesmo querendo negar pra mim mesma, eu gosto.

- Para com isso e começa logo – falo, fazendo ele ri

reviro os olhos pra aquele sorriso de galanteador convencido e volto a prestar atenção no que realmente importa.


Assim que terminamos o exercícios na sala de musculação, fomos pro quintal, ele ficou dando voltas na piscina por um tempo, depois entramos pra ele subir as escadas. Ele ficou assustado quando pedi pra fazer isso 50 vezes, mas sim, era preciso. E não sei porque ele está reclamando, pegam muito pesado com ele nos treino, frescura.

- Pronto – disse ele descendo as escadas


eu podia vê o suor descendo pelo seu rosto, ir pro pescoço a caminho do seu peitoral completamente de fora bem na minha frente. Engulo o seco tentando disfarçar meu olhar de tarada pra cima desse jogador gostoso.


- Muito bem, Bieber – o encaro

- por hoje é só? – perguntou


- Claro que não, vamos voltar pra sala de musculação. Vem – falo

- Com você me olhando assim igual uma tarada querendo sexo selvagem na maca da sala de musculação, eu vou com certeza – ele diz rindo


- Olha, você me respeita Justin, eu em. – falo

ele solta um riso levanto as mãos em sinal de paz. É melhor ele parar mesmo, porque se não isso pode se tornar realidade. O que não seria nada bom, talvez meu humor até melhorasse.

deixei ele e seu riso malicioso pra trás indo novamente pra sala de musculação, assim que entrou sinto suas mãos na minha cintura, me fazendo virar de frente pra ele.


- O que está fazendo? Tá maluco, Bieber? – pergunto

- Sim, Kayla, estou louco, louco por você. Me desculpa, mas eu não me aguento e sei que você também – ele me puxa mais forte pela cintura juntando nosso lábios


céus, que pegada


uma das suas mãos seguravam filme minha cintura e a outra estava entre meus cabelos enquanto eu parecia uma boneca em seus braços apenas movimentando minha boca, que correspondia esse beijo de uma forma que eu não sei explicar. Agora sim ele tem certeza que eu estava sedenta por ele do mesmo modo que estar por mim. Ele se afastar finalizando o beijo e beijando meu pescoço logo em seguida, fecho os olhos sentindo essa maravilha

- Bieber


- Não pensa demais baby, só relaxa.. você, você está tão tensa – falou no meu ouvido

e a única coisa que correspondi foi “ Oh, sim” que vadia, mas uma vadia feliz nesse momento. E ele está certo, eu penso demais, não posso pensar demais nesse momento. Vou curtir e deixar pra me arrepender depois.

Ele vai me levando pra trás, sinto minhas costas bater na maca, ele com seus braços deliciosamente forte me puxa pra cima me colocando sentada lá, voltando a me beijar logo em seguida. Sinto suas mãos em todo o meu corpo, as minhas é claro, estavam em seu ombro largo, descendo os seus braços, caralho que homem.  Justin vai descendo as mão para a minha calça branca, me segura pela cintura me puxando pra cima descendo minha calça com calcinha e tudo, poderia está envergonhada, mas não estou, estou pegando é fogo.

ele se afasta de mim chupando seu dedos e o melecando com saliva e indo em direção a minha buceta.

- Ah – solto um suspiro o encarando

- É Kayla, isso .. está sentindo? Estava precisando disso, relaxa, deixa comigo, vou te fazer gozar gostoso nos meus dedos. Me deixe cuidar de você, me sinta.. apenas isso


- Hm... ah Justin – jogo minha cabeça pra trás revirando os olhos com seus movimentos dos dedos


- Eu sei, baby, eu sei

comecei a rebolar seus dedos, ele sorriu malicioso quando me viu fazendo isso e mordendo os lábios, correspondi o sorriso quando ele mudou os movimentes

- Isso, assim .. oooh – mordo os lábios

- Agora eu vou ..

ele parou de falar quando escutamos a voz da Marlene o chamando parada em frente a porta. Meus olhos se arregalaram, Justin tirou os dedos de mim me fazendo fechar as pernas rapidamente.


- Me.. me desculpem – Marlene disse do outro lado da porta de vidro

eu fiquei sem ar, sem piscar e muito menos sem falar por alguns segundos enquanto o Justin me encarava, até voltar meu estado normal.


- Ai meu Deus. CARALHO!!!!! – falo subindo minha roupa

- Calma! – disse ele


- Calma? CALMA? Você está mesmo me pedindo CALMA? ISSO É SERIO? VOCÊ ESTÁ MESMO ME PEDINDO PRA FICAR CALMA DEPOIS DA MARLENE ME VÊ DE PERNAS ABERTAS COM VOCÊ COLOCANDO SEUS DENDOS DENTRO DELAS?


ele soltou um riso me deixando ainda mais irritada

- É sexo, Marlene sabe o que é isso, calma. – disse ele

- Não, não vou ficar calma. Ai meu Deus do céu, o que fui fazer? Por quê eu me deixei levar? Agora ela..

- Kayla, calma baby, calma. Vem cá – ele me puxa contra seu peito


- Justin – fecho os olhos


- Fica calma, okay? Você não cometeu um crime por conta disso. Somos adultos e você fez o que estavam com vontade. E o melhor de tudo, é a Marlene, entende. Não se preocupada e para de se culpar por algo que é normal e bom. – falou

Suspiro concordando, me afastando dele rapidamente

- Mas isso não deveria ter acontecido, não quero me envolver com você. Eu mesmo me sabotei, que burra. – falo fazendo um coque no meu cabelo


- Não Kayla, você fez porque estava com vontade, fez porque quer ficar comigo do mesmo modo que quero ficar com você. Por quê não aceita isso de uma vez? – perguntou


- Porque eu não quero isso, que droga. – falo

- Na verdade, eu acho que quer sim – falou

- Convencido, babaca! – falo pegando minha bolsa


- Onde vai? – pergunto

- Eu vou pra minha casa, por hoje deu. – falo o encarando

- Só porque sente desejo por mim e um carinho? Kayla, eu vou continue provando que me importo e quero ter sim alguma coisa com você, assim com sei que quer comigo. Não se preocupe com isso que aconteceu aqui okay? Vamos seguir normalmente, mas não se esqueça do que aconteceu, foi bom e você QUIS. Pode aceitar e conviver com isso? – perguntou

- Posso! – falo


- Ótimo! – ele beija minha testa – só que se a Marlene demorasse mais, teria gozado na minha boca e eu estaria dentro de você agora mesmo

solto um riso sem dizer nada, porque eu sabia que era verdade.

- Vou lá ver o que ela quer – disse Justin

- E eu vou me matar de vergonha do banheiro – falo, fazendo ele gargalhar

Meu Deus, minha mãe tem razão, a vida de adulta é uma loucura, mas até que tem seus lados bons


fiquei um tempo no banheiro da sala de musculação tentando não morrer de vergonha. Logo escuto passos novamente, coloco minha cabeça pra fora vendo o Justin rindo de mim, idiota.


- O Scooter está aqui pra conversar comigo! – disse ele

- Certo, eu vou embora então, amanhã eu volto – falo


- Olha,  vai ter o jogo do meu time hoje, estou pensando em ir ver. Quer ir comigo? Não é um encontro, vai ter outras pessoas lá, até mesmo o Johnny.

fico pensativa um pouco

- Tá certo, eu vou, mas vou levar a Jade comigo – falo

- Tudo bem, tenho certeza que ela vai adorar. – disse ele

- Eu também! – ri


- Adorei nosso momento, adorei que se entregou pra mim desse jeito, que confiou em mim, que realmente se deixou levar por algo que quis. – falou chegando mais perto quando eu fui saindo do banheiro

- Eu.. eu realmente quis mesmo, não posso negar – falo baixo

- isso não negue Kayla. Eu não vou machucar você, eu prometo. Confia e mim me da uma chance

- Não, mas continue tentando – falo dando de ombro e indo até minha bolsa


ele solta um riso alto, por com certeza lembrar das mesma palavras ditas por mim ontem.

- Eu passo com meu motorista, no caso Johnny – riu – as 20:00h

- Okay, tchau Bieber – coloco minha bolsa no outro


- Tchau gostosa – ele disse me dando um selinho e rindo

reviro os olhos pra essa atitude infantil enquanto tenho vontade de enfiar minha cara no primeiro buraco que achar. Que vergonha, eu fiz o que eu disse que não iria fazer e pior, Marlene viu.

saio da sala de musculação e vou até a sala vendo Marlene e Scooter, puta que pariu.

- Bom, eu já vou indo. – falo


- Tchau Kayla – disse Scooter

- Tchau! – sorrir

Vou para mais perto da Marlene que me encarava normalmente. Meu rosto fica quente de vergonha, então abaixo a cabeça.


- Marlene, me desculpa pelo que você viu – falo baixo


- Querida, não precisa me pedi desculpas, está tudo bem – ela riu


- Mesmo? – pergunto


- Sim, não se preocupe com isso! – disse ela

dou um leve sorriso pra Marlene e saio sem olhar pra trás, pois tenho certeza que estão me encarando. Entro no meu carro, ligo e saio de lá o mais rápido que posso. A caminho do meu apartamento, comprei uns doces e levei pra sala, cheguei lá Jade estava dormindo no sofá, jogo os doces em cima do balcão da cozinha chamando atenção ela que acordou assustada e confusa.


- O que está acontecendo? – pergunto se levantando do sofá


- Eu abri as pernas pro Justin colocar os dedos. Marlene pegou a gente na maior pegação na sala de musculação - falo pegando um doce

- O que? – ela gargalhou

- E vamos no jogo do time dele com ele e Johnny hoje a noite – falo

ela riu mais ainda, vindo pra perto de mim e pegando um doce pra ela.

- Jogo? Maravilha, vou amar. Mas que historia é essa de abrir as pernas? Serio? – pergunto


- É! – bufo me jogando no sofá enchendo meu cara de açúcar

- Até que enfim! – ela se jogou ao meu lado rindo

- O que eu faço Jade? – perguntei a encarando


- Dar pra ele de verdade! – ela diz rindo


fico seria, mas logo solto uma gargalhada junto com ela. Maluca!

- Acho que esse jogo vai ser beeem interessante – ela sorrir maliciosa

- Cala a boca! – reviro os olhos


É Jade, pior que eu também acho isso, e só de pensar sinto um frio na minha barriga.  


Notas Finais


Bom gente, é isso. Gostaram? Me contem tudo. Marlene pegou Kayla e Justin se pegando na sala de musculação, hahaha e ainda tem o jogo que o Justin a convidou, hmm.

Comentem sempre, eu amei os comentários do capítulo passado, continuem assim que postarei sempre rápido e me ajuda muito a continuar pra vocês.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...