História A lenda da Fênix - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 10
Palavras 930
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Yoooo galerinha, eu estava com esta ideia de fanfic faz tempo e finalmente conseguir fazer ela se tornar realidade.

Até as Notas Finais!

Capítulo 1 - O dia que eu vi uma Fenix


Era uma noite sombria de Natal, estava ventando muito e tinha uma forte tempestade de neve.

Em meio toda a neve, Leonard caminhava com um casaco de frio, com o cachecol tampando a boca, uma calça de algodão e sapatos de couro, ele observava o chão e lembrava de como estragou o Natal de sua família.

~Flashback on~

Era uma noite feliz, a lareira estava esquentado a casa, Leonard estava esperando o peru ficar pronto, ele observava os seus primos mais novos correrem pela casa brincando de pega-pega.

Não demorou muito e ele tirou o peru do forno, ele estava cheroso e tinha uma ótima aparência, o cheiro o deixava com fome, mas Leonard sabia que não podia comer o peru antes de todos, era uma tradição de sua família os avós comerem o primeiro pedaço.

Colocou o peru na mesa e jogou o caldo de caramelo encima, ele arrumou a mesa colocando os pratos e garfos, mas esquecera um pequeno detalhe: alimentar o gato.

O felino cujo o nome é Jou-jou sente o cheiro delicioso do peru, faminto o felino correu até o pé da mesa e observou a grande ave que se mantinha assada na mesa.

Num pulo ele sobe encima da mesa e continua a observar o peru, o felino pula encima do peru e dá o bote, e para a tristeza do animal o caramelo o fez colar no peru.

Leonard se virou para ver o peru mais uma vez e ao ver Jou-jou colado no peru ele coloca as mãos na cabeça e agarra os negros cabelos com força, ele tinha estragado o Natal.

Ouviu vozes, eram seus tios, tias, avós, avôs e parentes chegando, sem saber o quê fazer ele colocou sua roupa de frio, colocou as mãos atrás de si e as entrelaçou abaixando a cabeça esperando a bronca.

Sua mãe foi a primeira a entrar na cozinha o sorriso que estava em seu rosto sumiu ao ver o filho naquela pose, e uma cara de enfurecida tomou seu rosto ao ver Jou-jou colado no peru.

-LEONARD SHAWNY THOMPSON, EXPLIQUE ISSO IMEDIATAMENTE! --gritou sua mãe enfurecida.

Leonard apenas continua de cabeça abaixada esperando a punição.

-LEONARD, VOCÊ FICARÁ ESTE NATAL FORA DE CASA, EU NÃO QUERO TE VER POR UMA SEMANA E EU QUERO ESTE MALDITO GATO FORA DE CASA! --sua mãe berrou tão alto que qualquer um na esquina ouvisse.

-Sim mãe... --disse Leonard tirando o Jou-jou do peru e saiu de casa.

~Flashback off~

Leonard suspira e olha para o céu, ele percebera que havia algo brilhante lá, algo flamejante, algo que se aproximava de si em alta velocidade.

Ele dá uns passos pra trás e uma Fenix machucada caí na sua frente, ela observa Leonard tentando ficar de pé, ela se acalma ao perceber que o jovem estava mais desesperado que ela.

Leonard se aproxima lentamente e põe a mão perto da cabeça dela, era quente, ele percebeu que a neve à sua volta derreteu, ele espera a permissão da Fenix para tocá-la, e a permissão é dada quando a temperatura dela abaixa.

Ele a toca e sente seu corpo se esquentar todo, do pé à cabeça, a Fenix logo bate as asas e levanta voo, deixando umas penas cair, Leonard pega uma, era a única que não virou cinzas antes de cair no chão.

Ele a toca com a ponta do dedo e a coloca dentro de uma caixinha, e ele coloca a caixinha no seu colar.

Leonard senta num banco e pensa sobre a pena e a Fenix que viu agora pouco, e lembra que seu amigo disse que havia visto a mesma criatura.

Ele se levanta e vai para a casa de seu amigo, ele passa por sua casa e vê sua família comendo uma pizza, mas ele não liga e continua andando, a porta de sua casa se abre e sua mãe saí.

-Leonard... Me desculpe por ter te expulsado de casa, venha, vamos comer uma pizza. --diz sua mãe.

-Obrigado pelo convite, mas não entrarei. --diz Leonard se virando de costas e indo embora.

Leonard segue caminho para a casa de seu amigo, ele olha pro céu novamente e vê a belíssima Fenix voando, ele observa até que dá de cara com um poste .

Chegando a casa de seu amigo Leonard aperta a campainha, quem atende é uma moça, mãe do amigo de Leonard.

-Eu gostaria de falar com o Black. --diz Leonard.

-Ele está no quarto dele, se quiser pode jantar conosco. --diz a mãe de Black com um sorriso no rosto.

-Obrigado Srª Wilson. --diz Leonard entrando na casa e subindo as escadas.

Ao chegar no quarto de Black, ele vê um garoto de cabelos negros, olhos azuis e com sardas no rosto, ele estava jogando League Of Legends.

-Hey cara, lembra da Fenix que você viu outro dia? --diz Leonard.

-Sim, por que? --pergunta Black.

-Porque eu vi ela uns minutos atrás. --diz Leonard.

A expressão de Black fica séria, ele se vira para o amigo e começa a falar.

-Sério? Você tá me zoando né? --pergunta Black.

-Não, é sério, ela até deixou cair isto. --Leonard abre a caixinha revelando a pena.

-Wow cara, que demais! --diz Black se aproximando para pegar a pena.

-Não a toques, pode estragar ela. --diz Leonard fechando a caixinha.

-Ok então, você também consegue ver outras criaturas? --pergunta Black.

-Eu ainda não vi, mas provavelmente sim. --diz Leonard.

Então, naquela noite de Natal, Leonard descobriu que podia ver coisas que quase ninguém vê, mal sabera ele que o futuro do planeta estava em tuas mãos... Pois neste momento, em outro lugar do mundo, no Cairo para ser mais exato, um ser adormecido ressurge, abrindo seus olhos vermelhos...

Continua...


Notas Finais


Desculpe pelos erros ortográficos(se tiver) é que eu escrevi em offline.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...