História A lenda do Senhor do universo - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 5
Palavras 1.487
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Fantasia, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Canibalismo, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 20 - O presságio do ódio


    O dia era belo apesar de todos os conflitos ocorridos naquelas últimas horas, a face da Terra estava sombria mas não era noite , Elizabeth observava os céus e temia o que estava por vim , entretanto não sabia de onde ia vim o mal nem que medidas tomar , a única coisa que fez foi esperar para que pudesse reagir na hora certa.
   Os animais estavam agitados , as árvores tremiam e escondiam seu brilho, o vento soprava contra o castelo de Elizabeth, anjos mantinham sua vigilância muito maior do que antes , receberam ordens de manter cautela , até mesmo os humanos que haviam sido corrompidos agora estavam aflitos e receando por algo maior , compartilhavam dos pensamentos de sua mãe mesmo sem ela saber.
   O salão principal do castelo tinha pouca gente , a maioria Shinkō ,alguns Bárbaros cerca de vinte o resto da raça estava em seus treinos diário , no centro da sala estava Astaroth com sua espada plantada no chão e apoiando-se nela ,descansava ali por ordens de seu mestre que tinha se retirado para uma conversa séria, Slaug estava em um canto escuro ainda pensando sobre o homem que bateu nele , Liulu não contou para ele que era Akumu, por falar nisso Liulu estava em um grande diálogo com Elizabeth um debate de ações futuras:
- então está dizendo que eu devo trancafiar todos dentro dessa sala? Não são animais para eu fazer isso!
- você diz isso mas deixa todos neste castelo , ouça o que estou dizendo e mortes será evitada
- não, eles iriam a loucura se eu fizer isso , agora saia daqui Liulu - Hank entra na sala e para em seu centro
- temo que dessa vez eu deva concordar com Liulu , tranque todos aqui com você
- até você Hank! Essa sala é a mais perigosa de todas , aqui é um lugar onde a minha presença em batalha poderia matar seus irmãos
- mas minha deusa
- silêncio! - ela fala em um tom mais autoritário - infelizmente aqui e todos os lugares são perigosos , contudo posso defender esse lugar desde que eu mantenha o mal aqui, vocês não me contam tudo diga logo quem andou conversando com vocês - Hank permanece quieto pois ele não tinha resposta , Liulu disse em um tom de voz bem frio
- Akumu me disse
- mentira , ele está morto , não tem como um humano voltar a vida depois de encontrar seu fim
- se não quer acreditar é problema seu , estou indo - ele se vira quando um pequeno esquilo entra na sala , se agachando ele coloca a mão na cabeça do animal e bem baixinho ele diz - espere lá fora vou precisar de você
- Liulu...
- deixe-o minha deusa , apesar de eu sempre concordar com você dessa vez devo dizer que está errada ,ele vive mais forte do que antes e temo que rumo ele vai tomar
- Hank até mesmo você... não consigo compreender vocês - a conversa é interrompida quando os portões da sala são fechados por uma força sobrenatural , eles ficam um pouco assustados e não tiram os olhos da porta , alguns segundos depois Craw aparece a alguns metros diante deles
- você não precisa compreender eles minha irmã, a vida é algo que somente deuses que dão ela podem entender e isso não cabe a você
- Craw , como entrou aqui? - apesar do estado de alerta que ela estava Craw se demonstrava um simples deus não estava na sua forma hostil que sempre demonstrou a todos a sua volta
- não existe lugar que eu não possa chegar Elizabeth, onde existir trevas eu estarei
- Craw eu vou matar você aqui e agora! - disse Hank o desafiando , Craw olha para ele com um olhar duvidoso
- não tenho tempo a perder - com balançar das mãos ele faz o mago cair sentindo uma grande dor na barriga como se tivesse sido atingido por um martelo - vim aqui tratar assuntos com minha querida irmã e não quero intervenção de ninguém, vocês ficarão aqui e vão presenciar a decisão de Elizabeth - coloca uma das mãos na porta e uma grande luz negra se forma nela impossibilitando que qualquer criatura entre ou saia pela porta que era a única entrada ali existente
- se deseja conversa com ela a sós então assim será caro deus , eu estou me retirando daqui - disse Liulu o único sem medo naquela sala
- você não pode sair garoto , se tentar eu farei a mesma coisa que fiz a seu amigo - ele estende a mão na direção dele
- isso não é problema ele também irá se retirar daqui - segurou seu cajado com a mão direita e com a esquerda colocou no ombro de Hank que sentiu sua dor indo embora e se levantou ao lado dele
- espere Liulu essa oportunidade é única
- nada de esperar - levantou um pouco o cajado e bateu nele com força no chão,e em um segundo com uma grande luz ambos desapareceram
- mas como? - disse Craw, no lugar dos dois estava o mesmo esquilo que Liulu tinha pego antes - teletransporte através da luz? Existem humanos promissores nesse castelo Elizabeth, do lado de fora Hank se Revolta
- como pode me tirar de lá seu maldito? Agora ele pode matar ela
- ela é uma deusa não vai morrer tão fácil embora ninguém esteja no nível de Craw - risada sínica - não perca seu tempo preciso de você
- para que ?
- seremos atacado e sem você tudo será perdido Hank
- como sabe disso?
- acha que Akumu veio aqui para nada , vamos Hank por favor - ele olha sério para o mago branco - você nasceu para lutar ao nosso lado e não para viver esse amor proibido - os dois ficam calados por um tempo
- tudo bem , somente dessa vez eu lutarei ao lado de vocês - ambos se dirigem para o salão principal ; voltando para Elizabeth e Craw
- o que você quer aqui seu monstro? - ela fala com a mesma tonalidade de Craw
- já falei para você não falar assim comigo minha irmã - com um gesto fez ela se sentar na cadeira contra a vontade dela - estou aqui para dá a oferta final - ela se levanta empurrando ele para trás da mesma maneira que fez com Hank
- oferta? Não quero nada vindo de você
- Elizabeth, você quer dá motivos para os humanos lutarem,odiar e matar, quer usar eu como esse motivo, acha mesmo que isso está certo?
- essa é a minha missão, acabar com você o mal deste mundo
- você que ensina a matança e o ódio, ainda tem coragem de dizer que eu sou o mal? Penso que vocês anjos que corromperam os humanos , meus cães apenas impulsionaram isso
- quase matando Astaroth e Liulu?
- isso foi um mal entendido causado por Tânatos e sabe muito bem disso
- você oferece isso para depois matar todos nós pelas costas , é isso que você é
- estou tentando ser quem realmente sou , vou dizer apenas mais uma vez , se você aceitar haverá paz entre os demônios e os humanos , pois minhas criações não vêm do mal seus filhos que o fizeram
- e ainda diz que eles poderão viver em harmonia? Você certamente não sabe o que diz Craw
- se eu os ensinar eles vão conseguir pois seguem as regras impostas por mim cegamente, eles me amam e farão isso por mim
- demônios amam? Criaturas vindas diretamente da escuridão são impossíveis de amar - Craw estremece, estava se controlando para não perder o controle, não aceitava aquilo que ela dizia a respeito de seus demônios, mas ainda tentaria cumprir sua missão
- vou dizer apenas mais uma vez, aceita meu pedido de paz entre demônios e humanos ou não?
- nunca! - ela grita, ele respira e caminha até a porta e dá um soco na porta que faz o castelo todo tremer
- Tudo bem então Elizabeth, se você deseja que os humanos tenham ódio por mim e pelos meus filhos , então a partir de hoje minha irmã, eu vou fazer com que eles tenham motivo para me odiar , assim como você! - a aura negra dele retorna , seus olhos emitem agora a energia da própria escuridão a sala é tomada pelas sombras da morte. Porém Elizabeth dessa vez não fica para trás, suas asas brancas e puxa sua foice divina , agora a sala estava um verdadeiro caos , tanto a luz quanto a escuridão jaz nelas em um conflito de irmãos e deuses que poderia decidir o futuro da humanidade.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...