História A lendária princesa pirata - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Piratas, Princesa, Romance
Visualizações 16
Palavras 1.403
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


E aqui está o Capítulo 3! Espero que gostem, pois estou adorando escrever para vocês ^-^

Capítulo 3 - A missão


Capítulo 3 – A missão

 Vou até o convés olhando o barco, chego lá e todos olham para mim, me senti um pouco envergonhada. Fui até Sword que olhava para o mar pensativo.

- Com licença, qual seria a missão? – pergunto

Ele me olha nos olhos e depois olha pras minhas roupas.

- Até que não ficou feio

- Qual é a missão?

- Bem, um de nossos tripulantes foi pego e está preso em uma masmorra naquela ilha – ele aponta para a ilha ao longe.

- Entendi, então devemos entrar sem chamar a atenção

- Gosto da sua inteligência. Você vai vir comigo pra essa missão, espero que saiba não ser chamativa

- Sei ser discreta Capitão

- Ótimo, sabe usar uma espada?

- Não digo não, mas nunca lutei de verdade, duelei com meu pai algumas vezes, mas não sou muito boa

- Então vamos testar o quanto que precisa de treino

Ele me entrega uma espada e pega a que está na sua cintura. Ele me ataca e eu me defendo, continuamos assim até eu chegar na beirada do barco.

- O que irá fazer agora pequena Pérola?

Não estava assustada, mas eu não sabia nadar, se eu cair com certeza morrerei. Ele defenderia qual quer ataque meu.

- Não seja tão cruel

Fui mais para a ponta.

- Posso escorregaaarrrr!

Quase realmente caio do barco, Sword me segura pela cintura e me puxa para o meio do barco.

- Fez de propósito não é?

- Sim, mas não esperava escorregar de verdade...

- Você tem certa habilidade com a espada, o que sabe é o suficiente para essa missão. Mais ainda precisa de algum treino, quando voltarmos para nossa base treinaremos.

- Entendi Capitão

- Ótimo

Sword vai para sua cabine. As meninas veem até mim.

- Nunca vi o Sword ter uma reação dessa com nenhuma garota – Esmeralda fala.

- Só o vi assim com a Tempestade – Fala Rosa.

- Quem é essa Tempestade? – Pergunto.

- É a ex-mulher do Capitão, eles tiveram uma briga porque ela queria ferir inocentes e Sword nunca quis machucar ninguém, então decidiram se separar. Mas uma coisa eu digo ela não é confiável, sua tripulação é inteira de homens, além de ser cruel e escorregadia – Fala Ruby.

- Nunca gostei dela – Diz Lírio

- Por esse motivo que ele não se aproxima muito de mulheres?

- Percebeu isso? – Fala Rosa – Você é bem observadora

- Ele sempre parece distante quando está comigo

- Não se preocupe com isso, você se acostuma – Ruby diz.

- Estão falando sobre mim?

- Oi Capitão... Eerrr...

- Preciso falar com a novata

Elas somem assim que ele diz essa frase. Ele é tão cruel assim? Levo um peteleco na minha testa.

- Ai!

- Preciso de você nesse mundo no momento

- Não precisava me machucar...

- Quer que eu a machuque de verdade?

- É claro que não!

- Estamos chegando, me ajude a pegar as coisas

- Entendi

O sigo até onde estava os utensílios que eles haviam preparado. Pego umas cordas, uma pequena faca, um canivete e um palito fino de aço dobrável.

- Já peguei o que preciso – digo

- Então vamos

Saímos do barco e seguimos até a entrada da masmorra.

- Fique aqui, qual quer coisa corra. Não quero que me atrapalhe

- Eu vim até aqui para ficar aqui prantada?

- Esperava uma grande aventura? Só fique aí

- Sério?

Ele me ignora e entra na masmorra.

- Seu idiota

Respiro fundo, me acalmando. Olho em volta. Procuro alguma outra entrada com os olhos. Escuto sons de espadas.

- Que discreto você em, depois fala que eu que iria atrapalhar

Encontro uma outra entrada e vou até ela nas pontas dos meus pés, para o salto não fazer barulho, entro por uma rachadura na parede e vejo Sword, ele estava lutando contra 4 guardas tranquilamente, mais se ele ficar lutando não vai conseguir libertar ninguém. Procuro alguma cela com algum pirata com as roupas parecidas com as das pessoas da tripulação de Sword, encontro e sigo até ele devagar sem fazer barulho. Escondo-me em um canto escuro ao lado da cela.

- Você é da tripulação do Sword – sussurro.

- Sou – ele sussurra de volta.

Olho o cadeado, pego o palito de aço e o entorto para que entre corretamente na fechadura, abro o cadeado, pego a faca e corto as cordas.

- Quem é você? – ele me pergunta.

- Fui entregue a Sword como pagamento

- Te sequestraram pro Sword?

- Aparentemente sim, agora temos que sair daqui

Olho em volta procurando alguma saída que seja segura.

- Sei onde tem uma saída segura senhorita

Ele pega minha mão e segue pela escuridão até uma brecha. Saímos da masmorra.

- Sword é um gênio, distraiu os soldados enquanto mandava você me salvar

- Que? Ele me mandou ficar na entrada

- Não precisa mentir pra mim

- Mentir?

Ele me segura pelo braço.

- Como uma mulher tão linda como você pode mentir sobre algo assim?

Ele se aproxima de mim, para obviamente me beijar. Sword coloca a espada no meu rosto.

- Não é hora de brincadeiras – Ele olha para o pirata – Espero que não me arrependa de ter vindo aqui soltar você Kheit

Sword retira bruscamente a mão do Kheit do meu braço.

- Não mecha nas minhas coisas denovo

- Virei uma coisa agora? Pra mim já chega!

Saio com muita raiva e sigo em direção do barco. Chego e entro.

- Cadê o Capitão e o Kheit?

- Não sei, espero que tenham se perdido no caminho – respondo.

Entro no quarto que acordei e me sento na cama. Primeiro ele me pede pra ficar parada sem fazer nada, depois sou acusada de mentirosa e não o suficiente chamada de objeto! Estou muito irritada com isso, muito mesmo!

- Porque está tão irritada?

Olho pra Sword com os olhos em chamas.

- Porque será? Talvez porque eu fiz tudo e ainda sou considerada um objeto?!

- Pensei que ficaria feliz de eu ter te considerado minha, mais pelo jeito não gostou

- Primeiro eu não sou sua

- É sim, esqueceu que você foi sequestrada pra mim?

- Isso não significa nada

- Então não devia ter lhe dado roupas e não vou lhe dar comida também e nem uma cama para dormir

- Vou me jogar no mar então

Sigo em direção a porta, ele me segura pelo pulso.

- Nem pense nisso, você não é um objeto, mais ainda sim pertence a mim, e a missão foi muito bem sucedida graças a você

Olho para ele.

- Tá bom, vou deixar que pense que sou sua

Ele simplesmente sorri e me puxa até o convés, onde todos estavam.

- Nossa missão foi muito bem sucedida graças a coragem dessa donzela a qual pedi que não movesse um dedo, e ela moveu todos os músculos do corpo. Se ela não tivesse me desobedecido não teríamos conseguido. Então é com honra que digo a todos vocês que a partir de agora a Princesa Cristal de Estrelária será Pérola Negra, minha ajudante e também futura esposa.

- Quem decidiu isso? – pergunto.

- Eu – ele responde.

Todos gritam e nos dão as felicitações. Então era isso que ele estava querendo dizer com você é minha? Como ele pode decidir sobre minha vida assim, sem nem me consultar, e o que meus pais vão achar disso?

- O que foi Pérola?

- Como pode decidir minha vida assim?

- Não fui eu que decidi isso princesinha

- Como assim?

- Não decidi sua vida e com quem deveria se casar, só decidir que me casaria com você

Essa resposta me deixou confusa e também com perguntas a fazer. Afinal quem Sword é? O vento começa a soprar muito forte. O barco começa a balançar e eu me desequilibro, Sword me segura.

- Vai se acostumar com isso com o tempo. Mas esse vento é muito estranho...

- Estranho?

- Sim... Todos entrem para entro e não saiam de seus aposentos até o vento acalmar!

Todos seguem pros seus quartos rapidamente, e Sword me leva até o quarto.

- Esqueci-me de dizer mais esse é o nosso quarto, é melhor você descansar, não está acostumada a andar tanto.

- Irei descansa então, mais não tinha um quarto sobrando?

- Infelizmente não

Suspiro e me deito na cama pensativa, acabo adormecendo.


Notas Finais


Até o próximo capítulo docinhos! ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...