História A Liberdade Está Na Queda - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Anjos, Deuses, Ficção, Guerra, Originas, Romance
Exibições 2
Palavras 1.158
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Luta, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Nudez, Sexo, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 3 - Cap 3...Castiel...


*Castiel On*
- Com certeza esse foi o melhor evento que eu providenciei - comentei com o arcanjo Gabriel que estava apreensivo ao meu lado. O que será que deu nele? - Arcanjo há algo de errado? - pergunto educado
- Sim , Sophia eu não a encontro - ele me responde nervoso,não acredito no que eu acabei de ouvir! Desde que a vadia dessa serafim o levou para cama ele parece um cachorrinho atrás dela. Devo admitir, não existi anja mais bonita, porém não me sinto atraído pelo seu tipo.
- Bom ela é líder da casta dos serafins! Tem que desempenhar seu papel - digo o óbvio, talvez assim ele finalmente se toque do papel ridículo que está prestando.
- É eu sei - Ele comenta em tom de lamento e começa a roer as unhas,que porra de arcanjo é esse que não mantêm a compostura?Depois dos homens, Gabriel foi o segundo maior erro de Deus. Aquela cena já estava embrulhando o meu estômago.
- Gabriel sossegue e vá cumprimentar os convidados, vou localizar Sophia para você -dou um sorriso forçado, qualquer coisa é melhor do que aturar Gabriel
-Você tem razão e obrigado Castiel - ele deu um tapinha afetuoso em meu ombro e saiu em rumo aos convidados que já se encontravam no salão.Cerro os punhos e vou atrás da vagabunda, não demora muito e eu localizo as madexas loiras e lisas da anja. Me aproximo com cautela e percebo que está conversando com um casal ou pelo menos com o rapaz,logo de cara reconheço Marcos, o meu braço direito. Um dos poucos que confio, Marcos não é que nem os outros, ele não precisa de um "porque", ele apenas cumpri ordens.Ao focar meus olhos na criatura celeste ao seu lado minha boca se forma em um O de tão surpreso por contemplar tanta beleza. Ela estava de braços cruzados olhando para o outro lado do salão. Acho que estava diante da própria inocência. Ela usava um vestido vermelho que realçava sua pele branca, os cabelos longos, pretos e lisos caiam de forma elegante sobre o decote.Devo admitir que foi difícil desviar o olhar, mas quando meus olhos encontraram seu rosto, me faltou oxigênio nos pulmões. Seu rosto era de contornos delicados e perfeitos, sua boca era pequena e bem delineada, uma verdadeira obra de arte que eu desejava possuir, a maquiagem que carregava só destacava o vermelho intenso que seus olhos brilhavam
Vermelho? Droga ela é um cupido!
Cupidos são outro dos inúmeros erros de Deus, criaturas que nascem com o dom de manipular todos a sua volta. Mas vendo aquela criatura tão linda a minha frente, desejei voltar ao passado e retirar tudo de ruim que já falei sobre sua raça.  
- Como quiser Soph... - A voz de Marcos me tirou dos meus devaneios 
-Sophia, finalmente achei você! O arcanjo Gabriel está a sua espera... - tento soar educado e amigável, mas Sophia sabe que tudo não passa de um belo teatro.A serafim se virou para mim com um sorriso falso e congelado, eu podia ver nos seus olhos a verdadeira natureza dos seus sentimentos, o que ela sentia por mim era um ódio mortal. 
- Que gentil da sua parte me comunicar Castiel! - Ela responde com uma falsa animação e começa a se afastar. - Vejo que está muito bem acompanhado Marcos - Comento analisando cada centímetro do corpo de sua acompanhante e quando seu olhar encontrou o meu, quase tenho um orgasmo. Que porra está acontecendo comigo?
- Prazer, me chamo Castiel - digo da maneira mais gentil que consigo.Ela arregalou os olhos e a sua expressão se tornou total fascínio, sua reação engraçada fez com que eu lutasse com a vontade de rir.
- Luna, cumprimente Castiel - Marcos diz autoritário, como se não aprovasse o comportamento tímido da sua irmã. Eu estava achando aquilo tudo muito adorável.Luna? Huum. É um belo nome
-Onde está Darck? -
Sua voz parecia música para os meus ouvidos. Será que Darck era o seu namorado? Não! Lógico que não, ela era a irmã de Marco então consequentemente Darck é seu primo.Castiel concentre - se .
- Teve uma emergência na casta dos protetores e ele teve que ir resolver - Marcos diz com tédio.A notícia não a agradou pois, logo sua expressão mudou para desagrado.Percebi que sua timidez era de tamanho surreal, mexia os dedos nervosamente na barra do vestido sem perceber.
- Então Luna quer dançar? - perguntei entusiasmado e peguei sua mão, como sua pele era macia... Beijei de modo casto e seu cheiro doce e inebriante penetrou em minhas narinas, essa garota era uma droga viciante.
-Não aceito não como resposta - Sussurrei no tom sedutor que eu uso quando eu quero levar alguma mulher para minha cama e percebi que lhe afetou, sorri vitorioso. Marcos me entregou Luna e antes que ela formulasse alguma palavra a conduzi para o meio do salão. Aquele silêncio estava me matando! Por que não falava? Eu não era digno do doce som da sua voz?
-Você é muda? - Deixei transparecer impaciência.
- N- não - Ela gaguejou! Ela está nervosa, isso é bom eu a afeto.
- Calma não vou te morder  -Mil ideias pervetidas se passaram em minha mente e desejei despi- lá com meu olhar , ela se moveu desconfortável diante de tal atenção. Coloquei minhas mãos em sua cintura com delicadeza, não queria machucar essa relíquia que estava nas minhas mãos, ela deslizou suas mãos em volta do meu pescoço de maneira tímida e comecei a nos conduzir ao som da música.
- Você é um querubim? -Provoquei uma reação negativa, ela não gostava de abordar esse assunto.Certamente ela sofria consequências por sua raça ter se juntando a Lucifer na queda. Vi que ela não me responderia então prossegui. - Eu vi a forma que seus olhos mudam de cor , só um querubim tem esse poder  -Ela me olhou de forma profunda e seus olhos estavam num amarelo intenso , se perder neles era inevitável. Eu tinha que descobrir mais tarde oque o amarelo significava para os cupidos.
- Sim, eu sou - Sua voz saiu trêmula, ela estava nervosa de um modo negativo, resolvi encerrar esse assunto.
- E você? -Meu sorriso se ampliou e respondi com orgulho.
- Sou o Líder dos anjos guerreiros. - Ela percorreu os olhos pelos meus bíceps rapidamente, oque ela estaria pensando?  - Eu nunca a vi antes - Concerteza não, se estivesse visto tamanha beleza nunca me esqueceria 
-Não costumo sair muito -
- Se eu fosse Marcos e Darck também esconderia uma joia como você - Ela ficou ruborizada. Ela fica ainda mais linda assim - Gosto quando te deixo encabulada...-Sussurrei no seu ouvido e em reação ela me olhou nos olhos de forma tão intensa e profunda que parecia que ela enxergava aquilo que nem eu mesmo sabia e percebi naquele instante. Eu a desejava....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...