História A Little Cat - Vkook - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook, Tae Híbrido, Taekook, Vkook
Exibições 258
Palavras 794
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oooláaa pessoas! Como vão?
Aí está o capítulo fresquinho q está grandinho ao meu ver, comparado aos outros, né? kkk

Podem ler <3

~por favor, entendam a referência no nome do cap com o capítulo~

Capítulo 12 - Taehyung, o chocado


Fanfic / Fanfiction A Little Cat - Vkook - Capítulo 12 - Taehyung, o chocado

Ouço a campainha tocar e corro para abri-la já confirmando as minhas suspeitas.

Depois daquele meu momento confuso e impulsivo, eu desci para sala a fim de assistir algo na tevê para tentar tirar essa tamanha vergonha que eu estou sentindo.

Como eu disse, eu sou impulsivo.

- Hyung! - exclamo animado e dou um abraço no mais velho. - Entra. - lhe dou espaço e ele se senta no sofá onde antes eu estava.

- Cadê ele? - pergunta meio nervoso. 

- Está lá em cima, deitado. 

- Ele melhorou? 

- Nem um pouco, parece que os remédios não fizeram efeito. Por isso te chamei aqui.

- Você vai demorar? - questiona ele com certo medo da resposta.

- Não mais que meia hora, é o limite.

JIMIN 

Tudo bem, o que seria passar meia hora com um cara que te odeia (sim, eu sei que ele não gosta de mim)? 

Bom, poderia ser pior.

- Okay, e o que eu tenho que fazer? - pergunto me levantando.

- Ficar fazendo companhia para ele. - diz despreocupado.

Mas ele só pode estar de brincadeira comigo!

- O quê?! - digo quase gritando - Jungkook, você sabe que ele me odeia, por que insiste?

- Eu sei Jimin, mas você foi a única pessoa que eu pensei, fora que eu não ia deixar o meu bebê nas mãos de outra pessoa que eu não confio.

- Não sei se me sinto honrado ou com raiva. - suspiro tentando me acalmar. - Vou ver o que posso fazer para ele não me atacar com aquelas garrinhas... - comento descontraído vendo o mais novo me olhar indignado.

- Aish Jimin, ele não é assim! Quando conversar com ele vai ver que ele é um amor de pessoa.

- Só se for com você, por que comigo eu duvido. - rio. - Vai logo antes que aquela porcaria feche! - ordeno o empurrando para fora do apartamento.

- Você é o melhor Jiminie! - ele fala já fora do cômodo.

- Eu sei, agora anda! - e fecho a porta rapidamente. - Segura na mão de Deus e vai, Jimin. - falo comigo mesmo e subo as escadas indo até o meu destino: o quarto da besta raivosa.

...

Estávamos a cinco minutos nos encarando sem nenhuma quebra de olhar.

Ele me dá medo.

- Então, está sentindo alguma dor? - resolvo puxar assunto mesmo sabendo que iria ser em vão.

- Não. - responde secamente, focando o olhar na parede branca a sua frente.

Okay, isso vai ser mais difícil do que eu pensava que seria.

Mentira, eu achei que seria muito pior; como ele tentando me matar ou rasgando a minha pele com aqueles caninos grandinhos para comer as minhas tripas.

Mente fértil.

- Quer comer algo? - tento de novo o vendo negar ainda sem me olhar. - Escuta, por que é assim comigo? 

- Assim como? - ele responde se fazendo de desentendido.

- Na boa, parece que você me odeia. - comento fitando os meus pés.

- Eu não te odeio, só não gosto de ficar sem o Jungkook. - essa foi a primeira vez que o vi falar mais de uma palavra.

- Não é só agora, mas todas às vezes que a gente se encontra. 

- Acho que é só impressão sua. – diz frangindo a testa.

- Eu não gosto do Jungkook. - falo como se estivesse lendo seus pensamentos.

- O quê? 

- Não do jeito que você pensa. 

- Por que está me falando isso? - ele me fita curioso.

- Porque parece que você me vê como ameaça ou que eu vou roubar ele de você. - ele parece pensar enquanto fita o chão. - Se serve de consolo, eu namoro. Na verdade, eu estou noivo - ele parece ficar surpreso.

- Sério? - ele pergunta incrédulo.

Sabia que esse era o problema.

- Aham, e eu não trocaria ele por nenhum Jungkook.

- Me desculpa ter te tratado mal, é que você parecia gostar dele. - ele comenta cabisbaixo e eu faço uma carícia em seu cabelo, o vendo sorrir.

- Jungkook pra mim é como um irmão mais novo, nada mais. - respondo e ele sorri. - Você gosta muito dele, né? - questiono e ele cora.

- Acho que sim. - ele responde ainda meio sem graça. 

Começo a caminhar até onde eu estava sentado, mas sou interrompido.

- Ei Jimin senta aqui. - me viro e ele esta dando tapinhas no lugar ao seu lado, indicando para eu me sentar ali. - Quero saber mais sobre você. - ele diz baixo. Sorrio e dou um beijo na sua bochecha, o vendo corar. 

Não foi tão ruim, afinal eu só precisava das palavras certas. 


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim^^
Queria contar uma coisa a vocês: esse capítulo foi finalizado às 19hrs, BAS (sim, com ''b'') chegou aqueles parentes daora (sqn) e só agora pude postar.
Mais uma vez, espero que tenham gostado e adeux!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...