História A little Hope - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Personagens Originais, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Roland, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Bebê, Capitan Swan, Família, Hope
Exibições 116
Palavras 556
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - Novas princesas


Fanfic / Fanfiction A little Hope - Capítulo 16 - Novas princesas

Sabe quando seus olhos caem sobre uma pessoa totalmente nova e desconhecida? E sem saber por que você acaba aceitando que ela fará parte da sua vida para sempre? Foi o que aconteceu na madrugada de quarta-feira...
      Dias antes fomos tocados com uma criança desconhecida nos braços dos herdeiros do trono sueco, teorias estranhas, sem sentido e bizarras pareceram jorrar durante dias que se passaram. E agora temos uma resposta.
      Para entender o que se passou precisamos volta no tempo. Dia XX/XX/XXXX , um novo amor se formava. A princesa Mary Margaret Eva da Suécia casava-se na catedral do país com o ex-advogado David Nolan Helquvist, e embora fossem a princesa e o plebeu, seu casamento não foi um alvoroço transmitido em rede nacional como o de um jovem casal britânico do qual todos já ouvimos falar.
      O casal decidia no ano XXXX que o melhor era viver uma vida tranqüila no interior do Maine (EUA). Somente alguns anos depois foi que o mundo conheceu, Marriene Emma Leonore Helquvist princesa da Suécia.
     Essa princesa foi tirada de seus pais com três anos de vida, o motivo? Teorias afirmam que está relacionado com o falecimento de seu avô Carlos Leopoldo Oscar duque de Södermanland. Como conseqüência a princesa Mary tornou-se duquesa.
      A pequena Marriene sempre fora um mistério para qualquer psicólogo. Aos quatro anos impressionava a qualquer um com seu talento na musica. Aos cinco sabia cálculos matemáticos que adultos ainda não resolvem com a mesma perfeição. Aos oito desenvolveu um fascínio especial por futebol (rato para uma princesa) e pela seleção sueca. Aos quatorze tornava-se cada vez mais freqüentes as teorias de que estava destinada a ser a primeira princesa homossexual da história.
      Em XX/XX/XXXX a princesa acabara de completar dezesseis anos e recebeu a notícia do aparente seqüestro de sua mãe (anos depois a morte fora confirmada) dando adeus para a vida na Suécia para sempre. E em XX/XX/XXXX, aos 26 anos casou-se com Killian Jones um professor de economia no estado de Detroit no Michigan (EUA), deixando muitas garotas de coração partido pela chance que perderam. A cerimônia foi no jardim de sua sogra e toda informação que temos se resume a uma única foto da casal.
     Dois anos depois e a Suécia toda é acordada com a noticia de uma pequena garotinha loira posando ao lado da primeira filha da princesa Madeleine.
      E assim, de uma hora pra outra, duas princesas são apresentadas ao mundo. A primeira chama-se Leonore Lilian Marrie, foi fotografada cinco dias após o nascimento, já tem um monograma, um batizado marcado e o titulo de duquesa de Gotland.
      A segunda tem dois anos de idade, foi registrada há algumas horas e chama-se Hope Margaret Silvia, futura duquesa de Södermanland. Foi adotada pelo casal há alguns meses e a princesa Marriene retornou ao seu país natal na esperança de preparar o povo. A princesa Hope pareceu agradar ao rei Carlos Gustavo e já é dona de um castelo no interior do país, tem também uma tiara de safiras, vestidos pertencentes a sua avó Mary, presentes vindos dos quatro cantos do mundo e o orgulho de ser a primeira princesa do mundo que não possui legitimidade sanguínea com os pais. Se é digna de ser declarada como tal? Só o tempo dirá.

Texto para revista Poit Vult
Escrito por: Regina Mills


Notas Finais


Vou viajar amanhã e não queria deixar vocês sem nada. Depois eu explico melhor.
Essa capítulo mostrou alguns detalhes do passado de Emma.
Percebam as verdades alteradas.
Quem topa pra Regina Voltar?
beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...