História A little peace us:2 Temporada Long imagine Jung Hoseok and u - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Família, Hoseok, Mine 2º Temporada, Você
Exibições 154
Palavras 1.805
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI, VOLTEI, DESCULPA A DEMORA, SIM? POIS É, POIS É.
ESSE É O PENULTIMO CAPITULO DESSA MINI SEGUNDA TEMPORADA, ESTA MINI FIC ESTÁ CHEGANDO AO FIM :C EU VOU ENVIAR O ULTIMO CAP AINDA HOJE >< (VOU TENTAR, NÃO PROMETO NADA)

Capítulo 4 - Um pequeno pedaço de nós


~Dois meses depois~

-SAIA, SAIA, SAIA- gritava irritada pra minha barriga.

-Calma S/n, está estressada demais.- disse Yang tentando me manter calma, era umas quatro da tarde e a Yang estava me ajudando a limpar a casa, na verdade ela que estava limpando por que eu não  aguentava mais fazer absolutamente nada com aquela barriga imensa e a Yang tinha sido de grande ajuda todo esse tempo.

-Não me manda ficar calma, esse bebê tem que sair logo de dentro de mim, eu já estou com exatos nove meses Yang, NOVE MESES, eu não aguento mais, eu não consigo fazer nada, eu estou sem sexo, a ultima vez que eu e o Hoseok transamos foi no chá de bebê e nem foi lá essas coisas por que a mãe dele estava enchendo o saco, as minhas pernas e minha vagina estão mais peludas que o Chewbacca- disse nervosa ouvindo a mesma rir.

-Calma amiga, o pequeno HanSoon vai sair dai loguinho, eu te garanto que em menos de uma semana ele vai estar fora de você e eu PROMEEETO que assim que você estiver totalmente recuperada, eu vou de levar num spar de beleza e você vai voltar toda lisinha pro seu marido.- disse rindo e acompanhei a mesma.

-Falando nele, já já chega do trabalho.

-Pois é, você já arrumou as bolsas?-perguntou.

-Sim, a do bebê já esta arrumada dentro do guarda roupa.

-Sim, mas e a sua?- perguntou e franzi o cenho.

-A minha? Eu vou precisar também?

-Nossa s/n, como você é lerda, é claro que vai precisar, vai, vamos pro seu quarto e arrumar suas coisas, vai que sua bolsa estoura agora e você tem que ir ao hospital, vai precisar de suas coisas lá né, pelo menos uma roupa limpa.- disse e eu assenti, caminhamos até o quarto e começamos a arrumar.

-AH, esqueci de falar, já conversei com minha mãe e com a mãe do Hoseok, nesses dois primeiros meses elas vão reversar e ficar aqui pra me ajudar a cuidar do Han- disse sorrindo.

-Que bom, é bom ter ajuda extra quando se é mãe de primeira viagem, o Namjoon já está falando sobre casamento, ter filhos e etc, ele disse que se sente inferior pelo fato do Hoseok ser mais novo que ele e já ser casado e agora pai- disse rindo e eu acompanhei a mesma.

-E o que você diz sobre?

-Ah, eu amo o Namjoon mais que tudo, eu não planejo ter filhos nem nada do tipo, porém eu faço esse sacrifício por ele, de todos os caras que já me relacionei, ele é o único que penso em ter um futuro.- disse sorrindo carinhosamente, esses dois se amam muito.

-Vocês merecem tudo de bom.- disse por fim e continuamos a conversar e arrumar minhas coisas, logo minha bolsa já estava pronta e a casa arrumada.

.      .       .

-Nossa, esse juk tá uma delicia- disse o Hoseok praticamente lambendo a tigela.

-Aish, não foi eu que fiz, foi a Yang.- disse irritadiça.

-Sua comida sempre vai ser mais gostosa amor.- sorriu segurando minha mão, acha que me engana, essa anta.

-Aham sei, ultimamente estou muito inútil pra sociedade e isso tudo é culpa de quem, isso mesmo, sua, que me engravidou.- fiz bico e o mesmo riu.

-Não fala isso do Hanzinho.

-Hanzinho? Credo, ficou feio, chama meu filho assim não.- disse cruzando os braços, fazendo birra.

-Acontece que o filho também é meu.

-Vai cagar.- sai e fui direto pra cama, ouvindo o mesmo rir.

.       .       .

Já se passava da meia noite e eu acordei sentindo muita dor, parecia que tinha quebrado um osso ou coisa do tipo, o Hoseok dormia tranquilamente ao meu lado, me levantei com cuidado e caminhei até o banheiro que tinha no quarto, a dor aumentou e eu acabei por me encostar no batente da porta, eu gemia de dor, mas era um gemido baixo que não dava para o Hoseok escutar, eu não conseguia respirar direito, sentia como se tivessem me esfaqueando por dentro.

-Hoseok.- tentei gritar, porém saiu mais como um sussurro e o mesmo não ouviu, senti um liquido quente descer pelas minhas pernas. -Hoseok.- tentei novamente mas continuava sem forças pra gritar, o único jeito que achei foi derrubando um quadro qualquer que tinha em cima da cômoda que ficava próximo a porta do banheiro.

-S/n?- disse o Hoseok acordando aos poucos.

-Hoseok, me ajuda.- falei baixo mas o mesmo me ouviu e ao ver meu estado deu um pulo na cama e correu até mim.

-Vem, vamos ao hospital- disse nervoso.

-As bolsas.- disse apontando pro guarda roupa.

-Onde está? No guarda roupa?- disse e eu assenti, vi o mesmo correr até o guarda roupa e pegar as duas bolsas que estavam no mesmo, pegou uma blusa sua que estava no chão já que ele estava apenas de short e me ajudou a sair do apartamento e a andar até o carro.

Depois de me botar no carro o mesmo se sentou no banco do motorista e seguiu caminho, correndo feito louco.

-AAAAAAHHHHHHHHHHH- gritei de dor.

-AAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHH MEU DEUS.- gritou o Hoseok.

-AIIIIIIIH ISSO DÓI, VAI MAIS RAPIDO.- gritei novamente.

-AAAAAAAAAAAAAHHHHHHHH TÁ DOENDO.- Gritou o Hoseok.

-POR QUE TÁ GRITANDO?- perguntei.

-POR QUE VOCÊ TÁ GRITANDO- parecia que o Hoseok estava mais desesperado do que eu, seria cômico se eu não estivesse sentindo tanta dor.

Comecei a respirar fundo mas parecia que a dor só aumentava, finalmente chegamos  ao hospital  e logo os enfermeiros me colocaram em uma cadeira de rodas.

-EU TO PARINDO, ANDA LOGO.- gritei enquanto os enfermeiros me levavam as pressas para sala de parto.

Assim que chegamos ao local me colocaram sentada em uma maca, Hoseok tinha ficado pra assinar uns papeis e tudo mais.

-A senhora é a S/n S/S, certo?- disse e eu assenti as pressas.

-Okay, eu sou a enfermeira que vai ficar responsável por você.- disse sorrindo, ESSA PUTA NÃO TA VENDO QUE EU TO MORRENDO DE DOR?

-Tá tá, adianta essa fala ai moça que eu estou sentindo MUITA DOR AHHHHHH.- gritei  as ultimas palavras a mesma assentiu.

-A senhora vai querer fazer o parto normal ou o cesário?

-EU NÃO SEI, QUAL VAI ME BENEFICIAR?- Disse gritando de nervoso.

-O cesario a senhora vai ter de ficar em repouso por umas semanas e não poderá ter relação sexual dentre esses dias, porém o normal, não vai precisar de repouso e uns 5 dias depois do parto a senhora já pode ter relação sexual.- gostei desse parto normal, mas eu sabia que vinha dor pela frente.

-Se eu fizer parto normal eu vou ficar muito larga?-perguntei constrangida e a mesma negou sorrindo.

-A sua vagina vai elastecer,  mas logo depois volta ao tamanho normal.(N/A PS:: eu não sei se isso é verdade gente, foi minha tia parida de 3 que disse isso auahuahuahua MAS COMO ISSO É SÓ UM FIC, SE NÃO FOR VERDADE, FINGI QUE É :v )

-Okay, anda logo com isso PELAMOR DE DEUS JESUS-  a enfermeira assentiu e se retirou da sala me deixando sozinha mas logo o Hoseok apareceu e se pôs ao meu lado.- AHHHHHHHHHHHHHHH- gritei e logo vi o mesmo homem que me atendeu da ultima vez, Dawon.

-Olha só, mal cheguei e já está gritando- disse sorrindo.

-HAHAHA DOUTOR, ISSO FOI MUITO ENGRAÇADO- disse forçando uma risada.

-Eu irei ver se sua vagina já dilatou para começarmos  o parto okay?- disse e eu assenti.

Eu estava de camisola e vi o mesmo começar a levanta-la, EU ESTAVA MUITO PELUDA MEU DEUS.

-PARA- disse e o mesmo me olhou estranho.- Sai daqui Hoseok- disse e o Hoseok me olhou estranho.

-Mas por que?.- perguntou.

-Não quero que me veja fantasiada de Chewbacca.- disse.

-Aish mulher, para com isso.

-Calma senhorita, eu não irei tirar sua roupa ainda ( aquela carinha )- disse e o Hoseok o olhou estranho.

Vi o médio colocar as luvas e afastar minha calcinha, enfiando dois dedos dentro da minha vagina, NÃO eu não senti prazer algum, estava sentindo dor demais pra isso.

-Prontinho, sua vagina está dilatada o suficiente, irei avisar a enfermeira pra vir lhe trocar e senhor- disse olhando pra o Hoseok.- se quiser participar do parto terá que  se vestir adequadamente.

 Alguns minutos se passaram, porém minha dor não, a enfermeira já tinha vindo me trocar e logo o medico chegou acompanhado do Hoseok e ambos vestiam roupas adequadas, eu já suava frio e respirava fundo, já estava devidamente deitada na cadeira de parto ( pra quem não sabe como é vou deixar o link nas notas finais ).

-S/n- o medico me chamou e eu o olhei.- respire fundo e faça muita força- disse e eu assenti.

Eu sentia meu interior ser rasgado, eu chorava em meio aos gritos, o Hoseok chorava junto, por que eu não sei, porém o mesmo me dava forças dizendo ‘’ você consegue/ você é forte ‘’ e isso pra mim bastava, eu sabia que a vida do meu filho dependia de toda dor e esforço então me esforcei ao máximo, ouvi um chorinho e sorri alargamente enquanto chorava, ele já estava fora de mim, o Hoseok todo tremulo cortou o cordão umbilical, vi uma enfermeira enrolar o mesmo em um pano e sair com ele.

-EIEIEIE, onde vai meu bebê? me dá ele- disse chorando.

-Calma, vão limpar ele, vesti-lo e já já ele vai está em seus braços- disse o medico sorrindo.

Hoseok já havia separado a roupa do HanSoon e a essa hora a Yang e os meninos já haviam chegado, eu já estava devidamente vestida com a roupa de hospital e em uma sala diferente, por sorte havia um quarto único sobrando e eu fui encaminhada para ele, uma enfermeira já havia trazido meu bebê, e agora ele estava em meus braços.

Ele era tão perfeito, tinham os traços do Hoseok, ele era bem cabeludo, os cabelos lisos bem pretinhos, o nariz fininho, um rostinho perfeito, todos babavam em cima do meu bebê e eu não conseguia segurar as lagrimas.

-Licença, mas está na hora da mamãe descansar.- disse a enfermeira e os meninos se despediram e saíram fazendo bico, a mesma se aproximou e o Han começou a ficar inquieto se balançando.- acho que tem alguém com fome, a mamãe tem leite, certo?- disse e eu assenti.

Retirei meu seio de dentro da roupa que por sorte facilitava o trabalho e logo o pequeno abocanhou e começou a me sugar, vi a enfermeira sorrir terna e se retirar do quarto.

-Ele é lindo, é a sua cara- disse sorrindo e o Hoseok retribuiu com os olhos cheios d’agua.

 

-Quem diria... depois de tudo que passamos.... eu te amo muito- disse o maior depositando um beijo em meus lábios.- Um pequeno pedaço de nós- disse ele.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...