História A Little Secret II - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Zayn Malik
Exibições 649
Palavras 2.780
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 33 - Surprise.


Fanfic / Fanfiction A Little Secret II - Capítulo 33 - Surprise.

15 de julho de 2014 •• Londres

A cabana era linda por dentro e por fora. Cada mínimo detalhe me fazia sorrir satisfeita com que tinha ali. Zayn tinha pensado exatamente em tudo. Ali dentro, havia um sofá enorme na cor marrom para combinar com a madeira em volta. Dois quadros de uma paisagem ficavam na parede entre uma lareira. Havia também uma mesa de canto ao lado do sofá e em cima dela tinha um abajur que estava acesso.

Pouco antes de chegarmos, o tempo havia fechado e não demorou para a chuva cair. Eu e Zayn estávamos ensopados tanto da cachoeira quanto do temporal que caia lá fora. Agradeci mentalmente por aquele abajur acesso, caso contrário, com certeza estaríamos esbarrando nos móveis visto que já estava escuro.  

— Que chuva gelada! — falei ao me encolher, observando ao redor. 

Zayn sacudiu os cabelos com as pontas dos dedos e sorriu para mim. Começou a tirar a camiseta. Eu resolvi somente contemplar a cena enquanto o sorriso permanecia em meus lábios. Meu corpo inteiro se arrepiou com o que se passava em minha frente.  

— Gostou do lugar? Você não é do tipo que curte surpresas. 

Sorri satisfeita com suas palavras e comecei a me aproximar lentamente. Era prazeroso saber que Zayn sabia certas coisas sobre mim, como por exemplo, o fato de não gostar de situações inesperadas. Mas, aquela eu estava recebendo de bom grado. 

Ele olhou para mim assim que fiquei frente a frente com ele. Mordi o lábio, circulando os braços ao redor do pescoço dele e depositei um beijo calmo em seus lábios. 

— Eu gosto desse tipo de surpresa. — ele sorriu contra minha boca, puxando meu lábio com os dentes. — E da anterior também.  

Referi-me tanto ao lugar que ele havia me levado quanto ao pedido de namoro.

— É?  

— Uhum. — murmurei, sentindo o carinho que ele fazia com a ponta dos dedos em minha cintura. — Podemos tomar um banho?

— Vai você primeiro.  

— Estava pensando em tomarmos banho juntos. O que acha? — beijei o canto de sua boca. — Hoje é meu aniversário.  

Ele riu contra meu ouvido assim que comecei a distribuir beijos por sua mandíbula e pescoço. 

— Eu preciso fazer uma coisa na rua antes disso.  — afastou-me minimamente pela cintura. 

Franzi o cenho, retomando a minha posição inicial e o encarei. 

— Você vai sair nessa chuva? O que vai fazer pra lá? — perguntei confusa. 

— Eu já estou molhado. 

E ele não me deu chance de fazer novas perguntas. Observei-o caminhando em direção a uma porta aberta. De longe, consegui ver uma cama de casal arrumada com uma colcha antiga bordada. Não demorou muito para ele sair do cômodo com uma camiseta branca seca em mãos. 

— Tome seu banho, eu não vou demorar.  — avisou, depositando um selinho rápido em meus lábios.

E então foi questão de segundos para ele desaparecer da minha visão. Soltei um suspiro frustrado e olhei ao redor. Estava tudo tão escuro.

— Mas eu não quero ficar sozinha aqui. — falei já desacompanhada.  

 

Depois de bons minutos, eu resolvi entrar no quarto. Havia uma cama de casal - a mesma que tinha visto de longe-, duas cômodas em cada lado do box. Uma penteadeira e em frente a ela estava minha mochila preta fechada. Zayn tinha dito que Emily e Erick haviam se encarregado de arruma-lá para mim. 

Caminhei em direção ao banheiro, observando-o pela porta. No exato momento em que acendi a luz, um barulho alto de uma tormenta se fez presente. Coloquei a mão no coração, sentindo ele palpitar rápido. Minha respiração já estava acelerada naquele momento. 

Eu definitivamente estava com receio de ficar ali dentro sozinha. 

A escuridão permanecia mesmo com as luzes acessas. 

Depois de tanto enrolar, eu finalmente resolvi tirar as roupas molhadas e ficar embaixo do chuveiro sentindo a água quente percorrer cada parte do meu corpo. Porém, não demorei muito. Logo que sai do banho, Zayn já tinha voltado da rua. Ele estava deitado na cama enquanto mexia no celular. Examinei-o calmamente, percebendo que ele já estava de banho tomado. Olhei ao redor tentando encontrar outro banheiro ali, mas não obtive resultados.  

Ao notar minha presença, ele sorriu e deixou o celular de canto. Em seguida, esticou as mãos em minha direção, eu não hesitei em pega-las.  

— Onde tomou banho ?  

Soltei um grito baixo de surpresa quando ele me puxou com força para cama. Não demorou para ser corpo cobrir o meu.  

— Quem disse que eu já tomei? 

— Você está cheiroso.  

— Isso pode ser perfume.  

— Ou banho. 

Ele riu, aproximando a boca da minha. Encostou seus lábios aos meus e me beijou com calma. Suas mãos percorreram minhas pernas por baixo do roupão que eu usava. Os arrepios retornaram em cada parte do meu corpo. Puxei os cabelos de sua nuca devagar enquanto compartilhávamos aquele momento bom.  

Entretanto, mais uma vez, Zayn acabou com o clima. Ele mordeu meu lábio, cessando o beijo. Sem desistir, movi minha boca para sua mandíbula e logo para seu pescoço.  

Eu o queria, mas parecia que ele não estava entendendo o recado.

— Nós precisamos ir a um lugar antes de fazer isso. — falou baixinho.

— Eu não quero ir. — resmunguei, mordendo sua pele. — Eu quero ficar aqui... Com você. — fui subindo meus beijos. — Nessa cama... Com essa chuva caindo lá fora.

Quando minha boca aproximou da dele, ele colocou sua mão em meu queixo, apertando minhas bochechas ao rir.

— Para de ser safada, garota.

Fiz bico ao sentir suas mãos pegando as minhas, tirando-as do seu corpo.

 — Vá se vestir.  

Murmurei frustrada quando ele saiu de cima de mim. Deixando-me com o coração acelerado e a respiração descompensada.  Pela segunda vez no dia, ele me deixou sozinha no cômodo. 

Eu não queria sair daquele conforto. Do aconchego do lugar.

Queria ficar com Zayn ali dentro. Olhando um filme ou série. Comendo besteira. Sei lá. Só queria ficar ali com ele.  

 

— Para onde está me levando? 

Eu tinha o conhecimento de que não parava de fazer aquela pergunta, entretanto, iria continuar até ele me responder.  Zayn apertou minha mão em repreensão e me olhou de canto. 

Revirei os olhos, observando meus tênis molhados por conta da grama. Fiz cara feia lembrando que teria que limpa-los mais tarde.

— Por que não usamos seu carro? Está tudo molhado. 

— Não tem como andar de carro no mato, Every.  — ele riu de mim. — São só alguns passos. 

— Eu já dei uns cem e estou exausta. — resmunguei, caminhando mais depressa para ficar em frente a ele. — Vamos voltar?

Zayn me abraçou, circulando os braços em meu pescoço enquanto os meus iam de encontro a cintura dele. Aconcheguei meu rosto entre seu o pescoço. Nós dois continuamos a caminhar daquela forma.

— Vamos voltar, mas não agora. — senti um beijo no topo da minha cabeça. — Aguenta mais um pouquinho. 

 

Quando chegamos ao local indicado, uma outra cabana, tudo estava escuro. Novidade! Aquele lugar não conhecia energia.  Todavia, ao dar passos para frente, uma claridade forte se fez presente junto com gritos e confetes coloridos em cima de mim. Fechei os olhos, sentindo meu coração disparar de susto.

Eu somente senti Zayn me abraçar por trás, beijando meu pescoço ao rir.  Ouvi gritos e senti mais abraços. 

Ótimo! Aquilo era uma festa surpresa... Eu odiava festas surpresas! 

Forcei um sorriso, observando todos ao meu redor. 

Erick. Emily. Sasha. Dylan. Ricky. 

Meu sorriso começou a se desfazer conforme eu notava o restante dos convidados. Jason e Kylie. Senti um nó se formar em minha garganta e um suspiro trêmulo saiu da minha boca. 

— Achou mesmo que não ia ter festinha? — Erick gritou ao meu lado, puxando-me para ele. 

Céus! Eu queria sumir daquele lugar. 

Quando menor, minha mãe adorava fazer festas surpresas para eu e Emily. Enquanto minha irmã ficava admirada com tudo ao redor, eu permanecia emburrada. Eu definitivamente não gostava daquilo.

— Hum.. Achei. — falei sem jeito. 

Dylan ficou em frente a Erick, empurrando-o e logo seus braços circularam meu pescoço. Ele me puxou para perto dele, abraçando-me exageradamente. Acreditava que o afeto era mais para provocar Zayn do que pelo meu aniversário. 

— Feliz aniversário, minha gatinha. — gritou, beijando minha bochecha. — Acreditou realmente que eu ia te dar livros caretas? 

— Ela não é sua. — ouvi Malik dizer atrás de mim.

Dylan se afastou e apontou para a mesa que estava recheada de sacolas com presentes. 

— O meu está lá no meio. Você vai ter que adivinhar qual é. 

Sorri forçado e confirmei com a cabeça. 

— Tudo bem, pode se afastar agora. — Zayn anunciou, empurrando Dylan pelos ombros. — E aí, onde tem comida? Estamos com fome. 

Sorri mais uma vez, sem descolar os lábios e olhei em direção a Kylie e Jason. Ambos me analisavam com certo receio. No fundo, eu pedia mentalmente para nenhum deles se aproximar de mim.

Porém, minhas preces não foram atendidas. 

O pessoal todo foi em direção a mesa, inclusive Zayn, me deixando para trás. Quando eu fui caminhar, senti alguém segurar em meu braço. Eu não precisei olhar para reconhecer aquele aperto firme. Era Jason. Eu sabia. 

Sorri, estufando o peito e olhei nos olhos dele. 

— Sim? 

— Nós... — ele molhou os lábios, engolindo em seco. — Podemos conversar? 

— Hum.. Deixa eu pensar. — estreitei os olhos, forçando o sorriso, mas logo o desfiz. — NÃO! 

 

Os presentes foram abertos aos poucos. Sasha havia me presenteado com uma pulseira de melhores amigas para sempre. Eu havia ficado com a metade de um coração e ela com a outra. Ricky me deu uma caixa de donuts recheados de maconha. Ele alegou que Violet havia contado a ele sobre o dia em que fiquei drogada em uma festa. Disse que só queria me ver animada por um curto período. Nem preciso dizer que as rosquinhas foram devoradas por ele, Sasha, Dylan e Erick. Certo? Quase por Emily. 

Em um primeiro momento, Dylan me entregou uma caixinha contendo uma chave. Era apenas uma brincadeira onde ele deixava claro que eu começaria a trabalhar na boate dele na segunda-feira. Logo depois, alcançou outro pacote, não hesitei em abri-lo e encontrar um boneco do batman. 

— Olhe os pés dele. — ele pediu. 

Franzi o cenho, estranhando o presente. Virei o boneco de ponta cabeça e observei "Dylan" no pé esquerdo e "Every" no direito. 

— Vocês sabiam que nós dois fazíamos maratona dos filmes e desenhos do Batman enquanto a Sasha dormia? — ele olhou ao redor,  brincando. — Em memória aos velhos tempos. E também, pelo momento em que você ficou choramingando que queria um Woody. Não o encontrei, mas encontrei o homem morcego. 

Ao meu ver e de todos, Dylan já estava bêbado há tempos. Talvez, já estivesse antes mesmo de chegar a festa surpresa.

— 'Tá legal. Estou chapado ou ele está misturando Batman com Toy Story? — Erick questionou com um copo de cerveja próximo a boca. 

— Nós assistíamos os dois. Fala ai, Holdings. 

Revirei os olhos, começando a rir daquela cena. 

— Certo! Nós assistíamos muitos desenhos. — olhei ao redor, procurando por mais presentes. — Hum, me alcança aquela sacola rosa com bolinhas brancas, Emily. 

Enquanto a maioria zoava Dylan, eu me ocupava em abrir o papel. Dentro, havia um urso de pelúcia segurando um coração que dizia "Me perdoa?". Olhei em direção a Jason e Kylie. Segundos antes, eu tinha certeza que aquele presente havia sido de Jason, porém, por um momento pensei que ele pudesse ser de Turner. 

Eu lembrava com exatidão daquele urso no quarto dela. 

— Ok. Chega de abrir presentes. Amanhã eu vejo. — anunciei constrangida. Olhei ao redor. — Onde o Zayn foi? 

Devido as risadas de Dylan e Ricky, ninguém prestou atenção em mim. Na aniversariante. 

Levantei-me do chão, passando as mãos na parte traseira da calça jeans e comecei a andar em direção a porta de saída. Se Malik não estava ali dentro, com certeza estaria no lado de fora. 

A porta bateu atrás de mim assim que sai, eu olhei por um segundo para trás devido o susto. Observei um ponto laranja acesso próximo a um banco embaixo de uma árvore grande. Comecei a caminhar em direção a ele. Eu não gostava de ver Zayn fumando, mas naquele momento a cena que se passava em frente aos meus olhos era tão sedutora. Meu moreno com trajes escuros, fumando encostado em uma árvore. 

Aproximei-me dele ao sorrir. Ele apenas me olhou com os olhos estreitos. Circulei meus braços ao redor do pescoço dele e finalmente um sorriso se fez presente em seus lábios. Ele soltou a fumaça próxima a minha boca e eu tentei manter aquele momento. Entretanto, não me contive, comecei a rir, sentindo o ar se esvair dos meus pulmões.  

— Deus! Isso é horrível. — comentei, me referindo a fumaça do cigarro. 

Zayn gargalhou, beijando minha bochecha. Ele jogou o cigarro no chão e logo pisou em cima para apaga-lo. 

— Sério, eu fico sem ar ao sentir o cheiro dessa fumaça. — franzi o cenho, abanando o ar. — O que faz aqui fora? 

Ele deu de ombros, me puxando para perto. Encostei minha cabeça no peitoral dele, abraçando-o pela cintura.

— Só não queria ouvir você e Dylan relembrando o tempo em que ficavam juntos. 

Revirei os olhos e olhei para cima para encontrar seu olhar. 

— Pode parando com isso. Não quero brigar no dia do meu aniversário. — retornei a posição antiga, aspirando seu perfume na camiseta. — Eu não gosto de festas surpresas. 

— Eu sei. Erick me obrigou a te trazer aqui. — falou baixinho, me apertando. — E não queria Jason e Kylie aqui, certo? 

— Eu não sei como os dois tiveram a cara de pau de vir no meu aniversário. 

Zayn começou a rir enquanto me apertava contra ele. Alguns pingos fortes começaram a cair ao redor e eu me encolhi mais ainda no corpo dele. Nós ficamos em silêncio por um bom tempo apenas apreciando o barulho da chuva que retornava a cair.

— Eu também tenho outro presente para você. 

Arqueei a sobrancelha ao levantar a cabeça e olhar para ele. 

— Mais um? 

— Sim. Mais um. — ele revirou os olhos, sorrindo. — Eu disse o significado de todos os pingentes e dei o último. Certo? Comentei sobre o significado do coração, mas.. — ele pausou por um tempo para poder pegar algo no bolso da calça jeans. — Se eu te dei um coração, ele precisa de uma chave. 

Ele abriu a mão e mostrou um colar com um pingente de chave nele. Ela era pequena e com strass em boa parte. Sorri maravilhada, tocando nela ao vira-la percebendo algo atrás. Mordi o lábio vendo o nome de Zayn escrito nela.

— Parece que Dylan pensou na mesma coisa que eu. — falou, olhando para o lado parecendo frustrado. 

Eu sabia que ele estava se referindo a escrita. 

— E quem se importa? — fiquei na ponta dos pés para poder dar um selinho nele. —  Foi o melhor presente que ganhei hoje. 

Ele deu de ombros, parecendo sem jeito.

— Pode colocar em mim? 

Eu virei de costas antes mesmo dele responder. Não demorou para eu sentir a corrente gelada bater em minha pele. Segurei o pingente ao sorrir, analisando bem de perto cada detalhe. 

— Muito obrigada. Eu adorei! — avisei ainda contente. Zayn depositou um beijo no meu pescoço antes de me virar em encontro a ele. — Desfaça esse bico. Por que está emburrado? 

Ele fez careta, brincando comigo. Ficou por mais alguns segundos quietinho, mas logo resolveu voltar a falar.

— Eu deixei uma caixinha dentro da sua mochila. É uma chave, mas... Com seu nome. — ele engoliu em seco. — Caso você queira dar ela para mim algum dia.

Mordi o lábio, cessando um riso ao ver a forma envergonhada que ele falava. Eu queria muito rir naquele momento.

— Eu só preciso me acostumar com isso tudo. — ele ficou olhando em meus olhos. — Com esse novo você. Quero dizer, eu estou acostumada com o Zayn que reclamava sempre, sabe? Com aquele cara arrogante, chato e..

— Já entendi. 

Eu comecei a rir.

— Você infernizava minha vida, Zayn Malik. Eu odiava quando você levava aquelas garotas para nossa sala. Meu Deus! Eu tinha vontade de te esganar.

— Tudo isso era ciúmes, minha gostosa? — ele brincou, me puxando para sentarmos no banco.

Esperei ele se acomodar para poder ficar em seu colo. Assim que fez isso, me sentei sentindo ele me abraçar pela cintura, apoiando o queixo em meu ombro.

— Não era ciúmes, era raiva mesmo. — admiti. — Você fazia só para me irritar, né?

— Eu gostava de ver que você se afetava com o que eu dizia e fazia.

— Você é muito convencido. — revirei os olhos.

Ele encostou a testa na minha e eu fechei os olhos. Foquei somente no barulho leve da chuva e na respiração de Zayn tão próxima a mim. Meu coração estava acelerado e eu podia jurar que o dele também estava.

— Você é tão linda, sabia?

— Você é tão chato, sabia?


Notas Finais


OLÁ, MEUS AMORES! COMO ESTÃO?
Tiveram um bom final de ano? Espero que sim <3
Bom, ALS tá de volta, minhas gostosas. Eu expliquei o motivo da pausa nos grupos, mas se vocês não participam irei deixar o recadinho ai embaixo.
Digam-me o que estão achando da história. É importante saber a opinião de vocês ^^
Lá vai o real motivo:
"Então, a maioria de vocês pensa que A LITTLE SECRET II no SPIRIT parou por conta do baixo do número de comentários. Certo?
Eu vou tentar me explicar nesse exato momento.
Quando eu comecei a postar ALS I no site eu jamais pensei que a história chegaria onde chegou. O meu bebê começou a ter diversas leituras, favoritos e comentários. Com o passar do tempo, eu recebi em média 50 comentários por capítulo postado.
A expectativa tava lá cima, né?
Ao começar ALS II os números aumentaram. No entanto, houve um tempo em que eu tive que diminuir o número de atualizações por mês. Se vocês analisarem bem, eu postava 3/4 capítulos a cada mês, mas depois postava 1 a cada um mês.
Não preciso nem falar que o número de críticas cresceu, certo?
Os comentários passaram a ser baseados somente nisso. Cobrança. Não tinham muitos elogios e comentários sobre a história. Era cobrança atras de cobrança.
Eu comecei a ficar frustrada. Comecei a ser movida através das palavras de vocês.
Vocês queriam devery juntos? Eu colocava mais cenas deles.
Queriam zevery? Bora colocar.
Sabiam disso?
Eu me deixei levar por críticas alheias. Eu não ia deixar Dylan e Every juntos. Confesso. Não iria deixar a Holdings perdoar o Zayn tão cedo. Confissão dupla. Eu iria SIM fazer uma cena de sexo entre DEVERY (quando me apeguei ao casal), porém, não fiz porque haviam pessoas chamando a Every de vagabunda. Confissão tripla.
Eu sinto muito em dizer isso, mas mudei o rumo da história por críticas.
Eu mudava porque queria ver mais comentários.
A história foi movida por comentários por muito tempo.
No final de 2016, eu comecei a reler os antigos e pensar "Por que essa pessoa não comenta mais?"
Depois:
"Que diabos em fiz com ALS?"
Foi aí que eu me vi escrevendo por ibope, não por amor.
Eu simplesmente parei de postar.
Eu queria lembrar o porque de começar a escrever a história. E, felizmente, eu encontrei o que queria. Eu estou começando a escrever por amor novamente e pelo enredo que EU CRIEI.
Expectativas de alguns serão quebradas? Sim. Porém, eu vou fazer o que eu sempre quis. Escrever a história da forma que eu sempre imaginei.
Ah, e eu não me arrependo nenhum pouco de ter criado DEVERY. Porque esse casal foi tudo de bom no meu ponto de vista ❤
É com grande animação que aviso, A LITTLE SECRET II voltará a ser postada em janeiro de 2017.
Não vou dizer datas ainda, porque não quero me comprometer com algo e acabar falhando.
Me desculpem por tudo.
Aguardem-me!"

☛ Críticas, dúvidas, elogios, sugestões... Falem comigo: http://ask.fm/fanficals (VÃO CONVERSAR COMIGO.)
☛ Grupo Facebook: https://www.facebook.com/groups/218840238459247/ (SEMPRE TEM SPOILER LÁ)
☛ Quer entrar para grupo do WhatsApp de ALS? Mande uma dm contendo seu número e seu nome.
☛ A Little Secret no Wattpad - https://www.wattpad.com/story/62426823-a-little-secret


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...