História A lost case - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Emma Swan, Henry Mills, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Emmaswan, Henry Mills, Onceuponatime, Regina Mills, Reginamills
Visualizações 249
Palavras 3.030
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Não demorei muito dessa vez e me desculpem os erros não deu para revisar. Estou aproveitando minha mini ferias da faculdade.

Capítulo 12 - 12


Hoje era um dos dias que Emma não precisava ir para o departamento exceto se ligasse para ela. David tinha ficado o dia todo no serviço e Emma já tinha ido à academia e corrido no bairro, agora não tinha absolutamente nada para fazer. 

Estar em uma nova cidade podia ser até um pouco tedioso, ela não costumava pegar o carro e ainda por aí até arrumar o que fazer, agora tinha que fazer isso para sobreviver em dias normais sem nenhum pingo de tédio.

Após o banho Emma constatou uma ligação de Graham, ele ligou do número que era usado somente para o departamento, sem demorar ela retornou para o mesmo que a mandou ir imediatamente para o departamento que ela teria que ser uma agente disfarçada. Como Emma odiava isso, tinha que fingir gostar de algum cara babaca e ainda sorrir como se nada tivesse acontecido a cada piada sem graça dos velhos e essa era a pior parte do seu trabalho.

Ao chegar ao departamento Gold mandou Emma ir para uma sala de operações especiais onde estava Graham e alguns policiais que ela só conhecia de vista e Regina andando de um lado para o outro brava.

- Porque eu? - Regina falou sem percebe que Emma tinha entrado na sala.

- Eu não vou, será a melhor maneira se você for. Regina precisamos de você - Graham falou segurando a risada enquanto Regina estava quase rosnando - Emma que bom que não tenha demorado.

- Qual é a missão? - Emma perguntou cruzando o braço.

Pela cara da Regina a missão era péssima e ela não estava nada feliz em participar da tal.

- Bom, iremos fazer um encontro falso e a pessoa que irá ao encontro terá as mesmas características da vítima, enquanto outra fica servindo para testar o DNA, recolhendo o copo e tals - Graham falou como se fosse simples.

- Por mim tudo bem - Emma sorriu animada.

- Sério? - Regina falou brava- Você nem ouviu onde ou quem ou qual de nós duas vai fazer o que.

- Okay então me fale - Emma falou olhando agora Graham que segurou a risada.

- O único problema é que será um bar gay e a pessoa que estamos procurando é uma mulher que gosta de mulheres - Graham falou dando de ombro.

- Ah okay, graças a Deus eu vou só servi os copos - Emma falou sorrindo, mas logo o sorriso morreu quando Regina começou a rir e Graham ficou quieto- Não, eu não topo.

- Isso é preconceito - Regina falou irônico.

- Você estava brava porque vai ter que servi? - Emma perguntou brava.

- Sim, Graham poderia muito bem fazer isso - Regina deu de ombros.

- Eu acho isso uma péssima ideia não vou a um encontro com uma mulher - Emma falou cruzando os braços mostrando que tinha bastante opinião sobre esse assunto.

- Por quê? Não seria diferente dos seus encontros - Regina falou fazendo Graham gargalhar.

- Você esta me chamando de lésbica? - Emma perguntou brava- Eu não sou, gosto de homens Regina e não é nada legal você fica me zoando.

- Nossa foi uma brincadeira senhorita Swan - Regina falou ficando visivelmente irritada com a fala de Emma.

- Tudo bem - Emma falou dando de ombro visivelmente irritada.

- Calma moças - Graham falou sorrindo- Será simples, você passará pelo encontro até o primeiro copo e depois arruma uma desculpa para sair dali, diz que é hétero ou sei lá, dará seu jeito Emma. Precisamos de uma pequena amostra de DNA.

Graham falava como se fosse à coisa mais fácil do mundo. O lado positivo era que Emma iria conhecer um barzinho novo na cidade, mesmo sendo um bar gay o local deveria ser legal.

- E onde Regina entra na história? - Emma perguntou emburrada.

- Ela será a garçonete, ela só irá serviços vocês duas e depois recolher o copo - Graham falou sorrindo como se nada tivesse acontecendo.

- Porque não podemos apenas colocar Regina no meu lugar, sou ótima servindo pessoas - Emma falou dando de ombro como se aquilo fosse simples.

- Fizemos dois perfis no site para atrair a mesma pessoa que curtiu a nossa vítima e digamos que a pessoa que marcou o encontro gosta de meninas loiras - Regina falou dando de ombro brava- Ela escolheu você senhorita Swan, tentamos oferecer um café e ela disse que não queria, eu até segui ela na área dos fumantes esperando uma bituca de cigarro ou até mesmo um chiclete e nada aconteceu, essa é nossa única oportunidade.

- Ótimo, eu vou - Emma falou brava- Mas vou vestida assim.

- Por mim tudo bem - Graham falou batendo palmas animado.

- Céus, você tem que fingir que está interessada nela ao menos Swan, deveria colocar uma roupa melhor - Regina falou visivelmente se aproveitando dá situação.

No fundo todos sabiam que Regina estava certa, por mais que suas intenções não eram das melhores.

- Certo, vou para casa me arrumar - Emma falou se dando por vencida.

-Olha Emma durante todo o encontro você deverá está com a escuta, é importante ouvimos o que ela está falando caso fale algo que de para um júri considerar entende? - Graham falou como se aquela fosse à má notícia e não o fato de Emma ter que ir a um encontro com uma mulher.

- Certo, irei me controlar para não falar besteira - Emma deu um sorriso falto e saiu da sala batendo a porta com força.

- Eu falei que era uma péssima ideia - Regina falou dando de ombro- Podemos fazer com que Emma não apareça e deixe a mulher ao menos esperando, ela provavelmente irá tomar algo enquanto espera, seria menos perigoso para todos.

- Regina isso está fora de cogitação, é importante que ela e Emma estabeleçam ao menos uma conversa descente sobre o caso, qualquer dica nos ajudaria muito mais - Graham falou suspirando- Eu não gosto do fato de arriscar vocês duas na rua em um bar de paisana, mas é isso que temos fazer e Emma irá se acostumar com a ideia logo.

- Ela apenas não sabe disso -Disse um policial se metendo na conversa.

- Depois que consegui pegar o copo irei para casa e terei o dia de amanhã de folga para meu filho -Regina falou ignorando o outro policial, Graham concordou com a cabeça deixando Regina mais feliz com a ideia de tentar ajudar no caso.

 

 

- Bem melhor - Graham disse assim que viu Emma encostar ao lado da van que estavam todos preparando para começar a missão.

- Corta essa - Emma falou cruzando os braços como se tivesse fazendo birra odiava o fato de estar de vestido e salto.

Ela sabia que isso não combinava nenhum pouco com seu estilo e ela preferia mil vezes está de bota e calça. Era um bar gay, com toda certeza ninguém se importaria com o que ela realmente estava vestindo.

O vestido rosa cai bem em seu corpo e valorizava bastante, ela tinha usado o mesmo em algumas festas que teve que ir com roupa desse estilo. Digamos que o guarda-roupa de Emma não era o seu forte nada melhor que sua regata branca e a jaqueta vermelha. Não precisava de mais nada para esta bem.

Ao ver Regina de longe Emma teve que segurar a risada, o uniforme era um pouco decotado demais para Regina e a fazia parecer uma adolescente que tinha acabado de sair da faculdade e não se encaixava em emprego nenhum.

- Pode tirar esse sorriso - Regina falou bufando e cruzando os braços para tentar tampar o que o decote insistia em mostrar.

- Ótimo - Graham falou segurando a risada também- Precisamos colocar a escuta em vocês duas. Vocês poderão ouvir tudo que nos falamos, tente se comunicar o mínimo o possível. Emma se precisar disfarçar algo vá para o banheiro e nos chame okay? Estaremos aqui para vocês duas.

- Certo - Emma falou deixando o policial colocar a escuta de forma correta nela- Vamos logo antes que eu desista.

- Seria uma pena - Regina falou sorrindo- Esse vestido ficou uma graça.

- Muito engraçado Regina - Emma falou franzindo a cara, não estava com um humor muito bom hoje.

- Vejo que acordou com o pé esquerdo - Regina falou dando as costas e andando em direção ao bar onde iria ter que ficar trabalhando por alguns minutos até Emma consegui fazer a mulher do encontro beber.

- Bom o que é importante sabe é que no seu perfil colocamos basicamente tudo que sabíamos de você, não terá uma nova identidade. Só precisamos do DNA e depois que ela beber o primeiro copo te ligamos e você fingi que é algo importante - Graham falou dando um aperto de mão em Emma- Tenha uma boa sorte Emma e tome muito cuidado.

- Pode deixar - Emma falou sorrindo e se afastando caminhando devagar para dentro do bar. 

O local não parecia ser um bar gay e sim um bar comum, não era algo diferente dos outros locais da cidade ou de outros bares que tinha ido, não tinha homens seminus em cima do balcão dançando alguma música pop que estava na moda nessa época do ano.

Ao olhar diretamente para o balcão pode ver Regina um pouco entediada como grande esforço que estava fazendo. Ela poderia muito bem ter tido uma missão maior que de Emma e com toda certeza ficaria reclamando o dia todo sobre isso.

Emma se sentou na única mesa vazia do local que estava escrito reservada, Regina fez questão de escolhe o melhor lugar para ficar de olho nela, todos que trabalhavam no bar sabia que aquela mesa seria para Regina limpar e levar as bebidas por conta do trabalho policial que estava tendo.

- Certo, não estou vendo a mulher que deveria esta aqui - Emma falou disfarçadamente olhando para o celular, era para Graham e Regina apenas ouvir.

- Não se preocupe Emma, logo ela estará aí - Graham falou baixo com cuidado e segurando a risada para Emma não perder a cabeça.

Do balcão Regina segurava a risada, Emma estava realmente nervosa com esse encontro. Antes que Regina pudesse fazer algum comentário ácido ela avistou a mulher que deveria encontrar Emma se aproximar dá mesa.

- Olá, você deve ser a Emma - A moça sorriu, ela não era uma pessoa feia, muito pelo contrário era uma mulher bastante bonita até- Sou Mulan.

- Prazer - Emma deu a mão para a mesma que ignorou e beijou o rosto dela- Sente-se.

Emma falou de forma nervosa, nunca tinha tido um encontro com uma mulher, como deveria falar ou até mesmo agir.

- Você parece nervosa - Mulan falou sorrindo se sentando ao lado de Emma.

- Sim, desculpe por isso - Emma falou brincando com os dedos mostrando que estava nervosa- Faz muito tempo que não tenho encontros.

- Ser policial não é uma coisa fácil - Mulan respondeu calmamente fazendo Emma se sentir segura com aquela conversa.

- Você não imagina as coisas que tenho que fazer para manter a ordem em Boston - Emma falou nervosa- Desculpe, falei igual ao Batman.

- Ah tudo bem - Mulan sorriu animada- Você só está nervosa, diria que é hétero em busca de uma nova aventura.

- Bom você está certa - Emma falou mexendo em sua mão- É meu primeiro encontro com uma mulher.

- E tem sido horrível até agora? - Mulan perguntou fazendo Emma corar.

- Não, tem sido... - Emma suspirou tentando achar a resposta correta, ao olhar para o balcão pode ver Regina com uma cara nada feliz- maravilhoso e tem me surpreendido, o que acha de pedimos algo para beber? Está muito quente aqui.

- Sim certo - Mulan levantou a mão chamando Regina ao vê-la no balcão sendo a única que não estava atendendo todos.

Regina andou calmamente até as duas, estava tentando não rir de Emma, ela parecia está desesperada por conta do encontro, mas tudo parecia ir bem demais para Regina, ver Emma conversando animadamente com outra mulher não era muito legal.

- Olá posso ajudar? - Regina tentou o máximo parecer simpática, mas Emma estava olhando diretamente o seu decote, tudo que Emma parecia ver era o decote.

Emma só poderia estar querendo provocar Regina e ela não iria sair por baixo, deixou os decotes cada vez mais aos olhos de Emma e se aproximou fazendo Emma ficar nervosa.

- Uma... Uma cerveja - Emma falou desviando o olhar para Mulan que a encarava com a sobrancelha erguida.

- Eu queria apenas uma agua tônica com limão - Mulan falou segurando a risada por Emma está tão nervosa.

- Certo, anotado, só um minuto - Regina saiu de próximo à mesa das duas andando calmamente e rebolando fazendo Emma ficar cada vez mais em si do que na própria Mulan.

- Bom, agora não tenho dúvidas que você é gay - Mulan deu de ombro fazendo Emma corar.

- Desculpe? - Indagou Emma surpresa pela fala dela.

- Você parecia querer devorar o decote da garçonete, não posso negar, ela é bem gostosa - Mulan falou fazendo Graham e Regina que estava escutando a conversa das duas sorrir com a fala. Era obvio que Emma deveria esta incomodada com o comentário dá Mulan, mas ela tinha que ao menos fingir que estava gostando do encontro por conta do DNA.

- Bom, é difícil ver alguém usando uma roupa tão decotada - Emma falou dando de ombro.

Sabia que Regina a mataria depois pelo comentário apelativo, mas não se importava agora, Regina estava brincando com fogo e agora ela iria fazer o mesmo.

- Aqui está - Regina entregou a cerveja de Emma e a agua tônica de Mulan com uma cara não muito feliz pelo comentário de Emma.

- Eu gostei da escolha do bar - Mulan falou sorrindo- Não são os bares que costumo frequentar, mas é bem gostoso.

Emma sorriu, ela não tinha escolhido o bar, com toda certeza tinha sido Graham.

- Eu gosto daqui - Emma falou sorrindo- Na verdade é o único que conheço, quase nunca saio, trabalho o dia todo e acabei de me mudar.

- Se precisar de alguém para conhecer a cidade é só me chamar- Mulan falou sorrindo- Me empresta seu celular?

Emma sem pensar duas vezes deu o celular na mão de Mulan, assim que ela desbloqueou, Mulan digitou o número para ela e salvou.

- Aqui está - Mulan falou sorrindo- É só me ligar quando precisar de uma aventura.

Emma bebericou a cerveja na esperança da Mulan beber um pouco da agua, mas não deu certo.

- Eu tenho uma pergunta - Mulan falou sorrindo.

-Fique a vontade - Emma falou simpática. 

O encontro falso não estava sendo tão ruim quanto imaginava que seria.

- Onde você está guardando a arma? - Mulan perguntou olhando o corpo todo de Emma.

Emma engasgou com a cerveja, Mulan era uma mulher até que atraente e legal e cada vez mais deixava as coisas complicadas para si.

- Bom, eu guardo aqui - Emma levantou um pouco do vestido mostrando a pistola na coxa.

Mulan mordeu os lábios e olhou para trás como se tivesse vendo se alguém estava prestando atenção na conversa das duas.

- Eu espero ter sérios problemas com a lei hoje - Mulan falou rindo e Emma fez o mesmo.

Antes que Emma imaginava Mulan bebeu um pouco da agua tônica deixando provavelmente seu DNA.

Assim que aconteceu Emma recebeu a ligação de Graham que era o sinal para sair do bar, pois já tinha conseguido o que vieram buscar, mas Emma tinha achado Mulan legal e não queria deixa-la assim do nada.

- Você precisa ir? - Mulan perguntou bebericando mais um pouco da bebida.

- Sim, eu sinto muito - Emma falou suspirando e levantando- Eu tenho uma emergência familiar e pelo menos tenho seu número para uma aventura.

Emma estava tentando ao máximo não se mostrar indiferente à mesma, torcia para que quando Graham e o povo fosse embora ela pudesse curtir um dia com Mulan caso não fosse culpada.

- Tudo bem, Emma foi um prazer em te conhecer e espero sua ligação ou até mesmo uma mensagem - Mulan falou beijando o rosto de Emma. 

A mesma não falou nada e saiu do bar. Parou um pouco na porta do bar esperando respirar calmamente, tinha sido uma noite legal até.

- Emma? - Emma ouviu a voz de Mulan atrás de si.

- Oi? - Emma perguntou ficando de frente com ela.

- Bom, eu não sou boba, sei o porquê está aqui nesse falso encontro - Mulan falou dando de ombro.

- Como? - Emma olhou tentando disfarça.

- Olha você é policial e eu fui chamada hoje mesmo para um depoimento sobre um caso e quando cheguei aqui e vi aquela garçonete eu liguei os pontos. De todas as maneiras tentaram me dar café para pegar meu DNA e quando não aceitei eles pareciam decepcionado - Mulan falou mexendo no cabelo nervosamente- Quando estava saindo da delegacia eu pensei vou fumar, mas quando virei para trás a garçonete estava lá tentando disfarça. 

- Okay, me desculpa - Emma falou vendo a cara de triste que Mulan estava.

- Olha tudo bem é seu trabalho, gostei deste encontro, quando verem que eu não sou culpada e você quiser sair estou a disposição sem ressentimento - Mulan falou beijando novamente o rosto de Emma- Tenha a boa noite policial.

- Você também Mulan - Emma sorriu a vendo se afastar.

Emma ficou uns minutos ali parada pensando em como tinha sido uma noite agradável.

- Ela estava na sua - Regina parou ao lado de Emma.

- Sim, ela parece ser uma boa pessoa, espero que esse DNA confirme isso - Emma falou sem olhar para Regina e seu enorme decote.

- Aí você finalmente pode chama-la para sair sem que ninguém interrompa vocês- Regina falou voltando a caminhar. 


Notas Finais


Galera não esquece de comentar ajuda muito de verdade


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...