História A lost case - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Cora (Mills), Daniel, David Nolan (Príncipe Encantado), Dr. Whale (Dr. Victor Frankenstein), Emma Swan, Henry Mills, Ingrid / Rainha da Neve / Sarah Fisher, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Xerife Graham Humbert (Caçador), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Emmaswan, Henry Mills, Onceuponatime, Regina Mills, Reginamills
Visualizações 403
Palavras 2.397
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


espero que gostem e eu sei que vão gostar e não me matem por favor.
Claro que eu fiz uma loucura porque sempre faço algo do tipo e comecei algo novo que estava tentando me controlar para não fazer, mas não adianta Swan Queen vive em minha mente. Apresento-lhe minha mais nova fic https://spiritfanfics.com/historia/ronis-9928418

Capítulo 20 - 20


Ao entrar no departamento os olhos de Emma passou por quase todos os lugares em busca de Regina, sentia tanta falta dela que precisava agarra-la em qualquer canto desse prédio. Sabia que se Gold descobrisse iriam receber uma advertência, mas sentia a vontade de abraça-la e não iria perder isso.

- Emma que bom que você voltou, dois dias de folga fez bem para você - Graham falou sorrindo para Emma que revirou os olhos, ele estava sendo exagerado e não precisava disso. Não poderiam ter dado um parceiro menos irritante e protetor que Graham.

Depois de sair do consultório da Zelena ela ligou para o Gold avisando que precisava de dois dias de folga e que pagaria no final de semana sem problema nenhum e Gold concordou. Mandou uma mensagem apenas para Regina dizendo que iria para a casa da mãe ficar esses dois dias lá porque ela estava precisando o que era mentira.

Emma voltou para a cidade e ficou os dois dias com a mãe, Ingrid ficou feliz de ter a filha de volta por alguns dias ali. Emma só voltou para lá, para embalar o quarto da Mia, alguma coisas ela deu para adoção ali no orfanato da cidade e outras ficou de lembrança para si. Precisava fazer isso, não tinha como seguir uma vida com a antiga casa pronta para ser morada novamente. Emma se conhecia o suficiente para saber que se a casa estivesse ali à espera seria um grande convite a fugir de Regina e toda felicidade que ela trazia.

- Muito engraçado - Emma falou se sentando na cadeira em frente a sua mesa- O que eu perdi?

- Alguns bêbados e um policial novo, Jones venha conhecer a detetive Swan - Graham falou animado. 

O policial Jones se aproximou todo charmoso, Emma conhecia bem esse tipo de pessoa, sabia que ele seria um cara um tanto quanto inconveniente.

- Oi, prazer em te conhecer Emma - Killian Jones falou sorrindo com um pouco de malícia, Emma sabia que o nome era esse por conta do que estava escrito em sua roupa.

- O prazer é todo meu - Emma falou sorrindo e apertando a mão dele de forma amigável. 

Regina entrou na sala bem na hora, primeira coisa que ela fez foi andar em direção da Emma e interromper os dois com um abraço amigo.

- Senti saudade - Regina falou fechando os olhos e sentindo o cheiro da Emma.

- Céus, senti muita saudade- Emma falou sorrindo e se soltando - Olha eu tenho algo para você ver. 

Emma pegou o celular animadamente, Regina ficou esperando ansiosamente enquanto Killian se afastou, percebeu que não era tão bem vindo ali como achou que seria. Graham ficou encostado em sua mesa encarando Emma com um sorriso no rosto meio malicioso, sabia que Regina tinha a abraçado só para espanta-lo.

-Aqui - Emma falou quando achou o que procurava - Você me mostrou as fotos de Henry e quando cheguei à minha casa pela primeira vez tive coragem de mexer no computador e passei todas as fotos que tirei dela.

Regina sorriu ao saber que ela se referia a Mia, isso a fez sentir Emma muito mais solta com ela do que qualquer pessoa.

- Ela é tão linda - Regina falou sorrindo.

As primeiras fotos Regina pode perceber que se tratava dela ainda no hospital, estava muito vermelhinha e inchada, Emma tinha um sorriso enorme em todas as fotos. Regina achou todas as fotos bonitas, até às que Neal estava com Mia no colo sorrindo. Em uma delas Emma estava vestida com a camisa do exército e Neal também, Mia tinha uma cópia da camiseta para combinar. Aquilo era realmente uma graça.

Mia tinha o sorriso e os olhos da Emma e o nariz de Neal.

- Sim - Emma falou sorrindo e pegando o celular de volta- Hoje você tem compromisso? 

- Irei fazer uma janta para a senhora fujona, Henry irá passar a noite na minha irmã - Regina falou sorrindo e piscando para Emma- Te vejo 7 horas em casa, tente não atolar no serviço.

- Engraçadinha - Emma falou mandando um beijo de longe e suspirando.

- Hoje a noite promete - Graham falou sorrindo- Enquanto esteve fora, Regina arrumou mil maneiras de dar fora no Killian.

- Ela é esperta - Emma falou sorrindo- Digamos que ela tem bom gosto.

- Você se acha muito - Graham falou rindo- De quem era as fotos? 

Emma pensou se falava se fosse antes de Regina ela iria mentir, mas agora não se importava mais com isso. Queria que todos conhecesse Mia, mesmo ela não estando mais aqui.

- Minha filha, Mia - Emma falou pegando o celular e mostrando a última foto que Regina viu. 

Mia estava tão grande nela que seu coração encheu de alegria.

- Ela é linda, ela está com o pai? - Graham perguntou sorrindo ao ver a foto ainda encantado.

- Tecnicamente sim, bom eu espero que sim - Emma sorriu e pegou o celular de volta- Os dois faleceram.

- Sinto muito Emma, de verdade - Graham falou a abraçando e depois soltando- Ela tinha os seus olhos.

-Todo mundo diz, mas eu sempre fui muito mais ali - Emma falou sorrindo e encarando a foto que estava aberta de Mia- Graham?

- Oi - Ele respondeu rapidamente.

- Você entraria em uma investigação privada comigo? - Emma perguntou encarando a foto de Mia- Minha cidade não tem os mesmo recursos que Boston, acho que poderíamos pegar o assassino da Mia.

- Eu topo Emma - Graham falou sorrindo docilmente- Só me avisa o dia e a hora.

- Okay - Emma falou sorrindo vitoriosa.

Sem falar mais nada Emma resolveu achar algum caso simples para trabalhar.

 

 

Tinha se passado apenas uma hora de que Emma tinha chegado ao departamento e ela parecia tão inquieta que sentia que se não fizesse algo agora iria explodir. Graham estava a encarando com um sorrisinho no rosto, na verdade ele estava pensando quando tempo ela demoraria em pegar Regina na sala. Se ele fosse no lugar de Emma já estaria lá com toda certeza, Gold deveria esta indo embora agora e ele não iria pegar Emma em qualquer ato obsceno.

- Eu vou ver se Regina tem algum parecer sobre isso – Emma se levantou sorrindo animada.

- Certo, tranquem a porta, Gold não voltar antes das oito da noite- Graham falou encarando Emma que ficou corada de imediato, como ele sabia? Era a única coisa que se passava na mente dela agora- Só vá, ela sentiu sua falta, parecia outra mulher sem você aqui. Tentarei não atrapalhar e deixar que ninguém faça o mesmo e você fica me devendo uma.

- Obrigado – Emma falou virando os tornozelos e praticamente correu até a sala de Regina que parecia esta lendo algumas coisas e não fazendo nenhuma autopsia.

Emma bateu na porta e entrou trancando, Regina estava usando o óculo que a deixava mais sexy do que nunca. Quando percebeu que Emma estava ali ela tentou tirar mais Emma se aproximou e segurou antes.

- Você fica tão linda com eles que eu nem sei o porquê da vergonha – Emma falou beijando o rosto de Regina se aproveitou para se levantar para ficar em sua frente.

- Emma você sabe que não podemos fazer nada dessa natureza aqui – Regina sussurrou como se alguém pudesse escutar.

Sem pensar duas vezes Emma jogou as coisas que estavam em cima da mesa de Regina no chão e em um golpe a colocou sentada ali a fazendo ficar surpresa por tal ato.

- Emma – Regina falou fazendo que não com a cabeça, não podia arriscar que Gold a pegasse ali.

- Primeiro e principal eu estou morrendo de saudade, segundo Gold não esta aqui e terceiro eu tranquei a porta – Emma falou tirando a jaqueta ficando apenas com a regata cinza que usava hoje.

- Tudo bem, quer jogar sujo? – Regina falou sorrindo e levando a mão aos botões da camisa abrindo dois dele deixando o sutiã preto a vista.

Aquilo fez Emma fechar os olhos e se aproximar beijando seus lábios calmamente dos de Regina, sentia o cheiro de maça e rosas o que fez sua pele ouriçar, sentiu tanta saudade de Regina esses dias que passou na cidade, ela acabou se tocando uma noite pensando em Regina enquanto trocavam mensagens inadequadas uma para outra.

Emma levou a mão no queixo de Regina acariciando e a puxando para um beijo maior e ainda calmo, claro que Emma aos poucos foi conseguindo abrir as pernas de Regina e se colocando no meio sentindo a saia lápis subir o suficiente para fazer o que quisesse com a parte exposta. Não havia uma batalha de línguas ou de controle, as duas pareciam se entender Emma estava ditando o ritmo do beijo e Regina estava deixando se levar, sentiu tanta falto dos lábios de sua loira que ao menos não queria falar. Ela se sentiu feliz com a iniciativa de Emma de vim em sua sala e fazer algo extremamente perigoso ao ver das duas.

As mãos de Emma desceram uma para a cintura fina de Regina e outra para a coxa fazendo leve carinho ali, com aqueles toques de Emma em seu corpo que estava esquentando Regina levou uma mão para dentro da camiseta de Emma e outra para o braço musculoso passando a unha neles, aquilo era delicioso, queria beijar e arranhar o corpo todo de Emma, cada local e centímetro. Emma sentiu a calcinha molhar com aquele ato de Regina, isso significava que ela estava gostando realmente disso.

- Regina – Emma sussurrou quando sentiu a mão dela se aproximar do seu seio, aquilo era sexy demais para Emma aguentar.

-O que foi? – Regina falou com uma voz travessa sentindo os dedos de Emma aperta-la com força, a fazendo soltar um gemido leve e delicioso ao mesmo tempo- Você veio aqui para brincar com fogo não foi? Agora aguente.

Os lábios de Emma ao ouvir a voz de Regina falar essas palavras foram de encontro com o pescoço, beijando calmamente com apenas selinhos e depois utilizando a língua a fazendo ficar cada vez mais molha com aquilo.  Os dedos de Emma na coxa subiram mais enquanto seus lábios desceram um pouco fazendo Regina arfa com aquilo, desejava tanto Emma dentro de si que não conseguia raciocinar.

Regina gemeu e levou as mãos de encontro com os cabelos loiros de Emma apertando com força enquanto os encaixavam em seus dedos ali. Os lábios de Emma estavam nos seios que ainda estavam cobertos pelo sutiã, Emma chupou calmamente fazendo Regina fechar os olhos e imaginar o que poderia vir a seguir. Esperando por algo que não via, Regina desceu a mão para onde Emma estava com a mão em sua coxa, fazendo subir com rapidez ao cos da calcinha que estava totalmente molhada.

- Droga – Emma falou fechando os olhos ao sentir aquilo.

- Veja, estou molhada por você Emma – Regina falou rebolando sore os dedos dela, aquilo era algo tão delicioso que Emma não sabia como reagir, queria realmente passar aquela barreira.

- Regina se não paramos agora irei foder você aqui mesmo – Emma sussurrou com os olhos fechados segurando para não fazer aquilo sem o consentimento dela.

- Faça – Regina falou rebolando mais um pouco sentindo os dedos de Emma relar ali levemente, Regina mordeu os lábios com força sentindo Emma finalmente passar pela calcinha sentindo todo aquele mel de Regina.

Emma posicionou os dedos ali passando calmamente pelo nervo enxado de Regina, aquilo a fez tremer sentindo seu corpo necessitar pelos toques de Emma.

- Por favor – Regina sussurrou soltando os seus lábios, estava tão excitada que mal conseguia pensar em qualquer coisa que não fosse os dedos dela a invadindo.

Regina começou aperta com força os braços de Emma, arranhando mostrando o quão excitada estava por aquele gesto, Emma sentindo o desejo dela desceu dois dedos para a entrada de Regina a fazendo rebolar sentindo apenas a pontinha entrar. Regina gemeu quando sentiu que logo estaria tendo o que desejava, mas não esperava que fosse de uma vez, os dedos de Emma a penetraram com força e de uma vez.

- Deus – Regina falou gemendo com vontade sentindo Emma a preencher dessa forma, sentia tão excitada que mal sabia como continuar ali mais alguns minutos sem gozar com aqueles toques.

Emma fazia um vai e vem delicioso que Regina não estava conseguindo pensar da forma correta, sentia o seu corpo se mover enquanto recebia as estocadas de Emma duras e com força. Mas foi interrompida com Emma tirando os dedos fazendo Regina choramingar por aquilo.

- Serio? – Regina falou ofegante e abriu os olhos para encarar o rosto corado e suado de Emma, a menina apenas fez que sim com a cabeça e desenroscou os dedos da calcinha de Regina levando até a boca chupando sensualmente.

- Porra – Emma falou quando sentiu o gosto dela em sua boca, Regina fechou os olhos e mordeu os lábios com aquele gesto, Emma conseguia ser extremamente sexy com aqui- Você é deliciosa, prove.

Regina abriu os olhos e sentiu Emma levar a mão para dentro de si novamente a fazendo gemer com aquele contato, o dedo dela entrou mais fácil que da primeira vez, estava tão molhada e excitada que gemeu quando sentiu Emma a preenchendo novamente, mas como tudo que é bom dura pouco a loira tirou os dedos de dentro de Regina e levou até a boca dela.

- Chupe-os – Emma falou e Regina sem pensar duas vezes fez o que ela pediu.

Abriu a boca e envolveu os dedos de Emma em sua boca e sua língua o chupando com vontade, realmente ela tinha um gosto maravilho. Emma gemeu com aquele gesto Regina era a pessoa mais sexy que tinha conhecido.

Ao conseguir separar os dedos dos lábios Emma pegou a jaqueta e vestiu deixando uma Regina ofegante a assistindo fazer tudo calmamente.

- Agora eu vou ir – Emma falou se afastando e indo em direção à porta e destrancando a mesma- Mas a noite irei na sua casa e continuaremos isso.

- Eu vou te matar Emma – Regina falou arrumando a camisa social- Eu vou torturar você.

- Assim espero – Emma falou a encarando e levando os dedos até a boca novamente chupando-os e encarando Regina ali. 


Notas Finais


https://spiritfanfics.com/historia/ronis-9928418
Galera deem uma olhada nele e espero que gostem de verdade, não esqueça de comentar ajuda muito a fic


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...