História A Lost Love - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~Parrilla_Gomez

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Captainwicked, Colin O'donoghue, Lana Parrilla, Outlawqueen, Rebecca Mader, Sean Maguire
Exibições 142
Palavras 2.304
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


O capitulo vai ser narrado pelo Robin <3

Capítulo 8 - Party


Fanfic / Fanfiction A Lost Love - Capítulo 8 - Party

ROBIN

 

Me assusto um pouco. Aquilo era uma festa surpresa pra mim? Minha morena organizou tudo e fez uma festa do... Capitão América. Sorrio com a decoração e vejo praticamente toda a escola ali e minha família. Minha mãe se aproxima e me abraça

- Parabéns, filho! Aproveita sua festa

- Você sabia de tudo, dona Roberta?

- Claro que sim, ou você acha que te enrolei no shopping só para comprar roupas?! - ela ri e se afasta, indo para perto do meu pai. Logo sinto duas mãos pequenas tapando meus olhos e um corpo que conheço muito bem colado ao meu - Adivinha quem é - ela ri e sem esperar mais tempo, me viro e a seguro pela cintura

- Oi, morena - sorrio percebendo o quão linda ela estava, ela usava um short preto com umas tachinhas, uma botinha e a melhor parte, um cropped preto com o símbolo do Capitão América e é claro que não podia faltar o colar de coração azul.

- Feliz aniversário, meu amor - ela me abraça pelo pescoço ficando na ponta dos pés

- Obrigado, meu amor - beijo todo o rosto da minha namorada - Foi sua ideia, morena?

- Queria ganhar todo crédito - ri - Mas, não. Zelena me ajudou bastante

Eu sorrio e a levanto do chão - Eu nem sei o que dizer

Ela gargalha quando giro em meu colo - Você gostou? - me pergunta apreensiva

- Claro que gostei! - a coloco no chão - Amo sua risada

Zelena vem correndo e pula nas minhas costas - Parabéns, best - ela fala rindo

Viro a cabeça para olhar ela, que estava nas minhas costas e com a cabeça apoiada no meu ombro - Obrigado, "best" - imito ela

Killian se aproxima logo em seguida, com passos pesados ao ver a cena.

- Parabéns, Robin - sorri e depois força uma tosse encarando Zelena

A ruiva sai das minhas costas e abraça o namorado de lado - Bom, aproveite a festa, Robin - sorri e se retira com Killian

Depois que falei com eles, dei uma volta pela festa com a Regina e cumprimentei todos ali presentes. Fiquei surpreso em ver Marian, não imaginei que Regina a convidaria e nem que ela viria depois de tudo.

- Oi Robin - ela se aproxima e me abraça

- Oi Marian - falo meio sem jeito e retribuo o abraço

Regina volta e me vê abraçado com ela.

Já começo a imaginar o pior e me desvencilho do abraço

- Que bom que está aqui - digo sem emoção

Marian sorri fraco - Fico feliz de estar aqui.... E parabéns - ela segura meu braço e sinto o olhar de Regina sobre nós

Regina vem em nossa direção de braços cruzados - O que faz aqui? - pergunta a Marian

Estranho pois achei que Regina havia convidado ela. Marian entrou de penetra na minha festa? Isso não é do feitio dela - Você não a convidou? - pergunto pra Regina

- Claro que não. - ela revira os olhos irritada

Me viro pra Marian, confuso - Por que você está aqui então?

- Vim te dar os Parabéns, ué - ela fala cínica

Eu suspiro. O que menos queria agora era confusão - Marian, você poderia ter me ligado. Não precisava ter vindo sem ser chamada... você sabe que não é bem vinda

Antes que ela respondesse vejo minha mãe se aproximando - Algum problema aqui? - ela pergunta

Sorrio forçado pra minha mãe - Nenhum. Marian já estava de saída, não é?!

- Então eu a acompanho - Dona Roberta se oferece - Regina, por que não mostra a decoração da piscina pro Robin? - sugere

- Ok - minha namorada fala visivelmente irritada e sai andando na frente

Vou atrás dela e seguro seu braço quando já estamos lá fora - Regina, amor..

- Que foi? - ela se vira me olhando e nos seus olhos haviam lágrimas

- Não chora, por favor - limpo suas lágrimas com cuidado - Ela já foi embora

- Vai ser sempre assim? - ela me abraça

- Espero que não, pequena - acaricio seus cabelos - Me desculpe..

Ela seca as lágrimas e fica de costas pra mim se encostando e eu a abraço pela cintura - Eu amo esse canto da sua casa

Eu sorrio - E eu amo você

- Eu também amo você - ela acaricia minha mão

- Já te disse que você é a melhor namorada do mundo e que eu amei você vestida de Capitão América? – eu a aperto mais em meus braços

Ela ri – O que eu não faço por você, né? Você sabe que eu prefiro o Iron Man

Faço uma careta - Eu sei, mas você ficou muito gostosa nessa roupa – rio

- Obrigada – ela sorri

Ficamos um tempo abraçado só desfrutando da companhia um do outro

Beijo seus cabelos - Por que minha mãe queria que você me mostrasse aqui?

- Pra tirar a gente de lá, Robin - ela ri

- Isso eu sei - ri - Achei que tinha algo importante aqui - faço um bico

- Tem umas bolas na piscina - ri e me olha, me dando um selinho

Sorrio e seguro a cintura dela - Depois, quando não tiver ninguém aqui, a gente pode ir nadar

- Eu nem tenho um biquíni - é a vez dela de fazer bico

Arqueio a sobrancelha - Quem disse que vai precisar?! - sussurro no ouvido dela

Ela vira pra mim me abraçando pelo pescoço - Safado - me beija

- Você gosta - rio e entrelaço os dedos nos cabelos dela - Vai aceitar minha proposta?

- Como posso dizer não com você me olhando desse jeito? - ela me presenteia com aquele sorriso lindo que só ela tem

Sorrio de volta e a beijo - Vai ter que ficar comigo a noite toda, então

- Isso nunca foi problema

Cheiro seu pescoço - Queria muito ficar aqui, mas acho que precisamos voltar

- Não quero - ela inclina a cabeça me dando mais acesso ao seu pescoço, que por sinal estava com cheiro do maravilhoso perfume dela

- Você é muito cheirosa, sabia?! - beijo seu pescoço

Sinto ela se arrepiando e sorrio - Tá com frio? – pergunto

- Nem um pouco

Nós nos beijamos novamente, era como se só existisse a gente. Nossas bocas se encaixavam de forma perfeita

Escuto um pigarreio e sou obrigado a parar de beija-la.

Me viro para trás, na direção do barulho e vejo minha mãe - Mãe... - olho pra Regina e vejo ela corada

- Desculpa interromper, crianças - ela ri - Mas vamos cantar Parabéns

- Já vamos lá, mãe. Obrigado - vejo ela sair e volto minha atenção para minha namorada vendo ela esconder o rosto entre as mãos

- Aí que vergonha - ela fala

Rio - É só minha mãe, Regina - Tiro as mãos dela do rosto

- Por isso mesmo

- Vergonha da minha mãe, morena?

- Um pouquinho - ri tímida

- Você fica linda com vergonha – sorrio

 

Logo voltamos para a festa por que se não minha mãe apareceria lá de novo. Vou para a mesa do bolo e aquilo era um próprio aniversário de criança, até o bolo tinha a o Capitão América.

Cantamos o parabéns, claro que não poderia faltar o famoso "Com quem será?" com o nome da Regina que ficou corada de vergonha. Ela foi pra mesa ficar com os pais dela e eu fico conversando com uns amigos do futebol. Mas sempre trocamos olhares e sorrisos.

 

- Você vai dormir aqui, não vai?

- Não sei, Robin. Meu pai gosta de você mas dormir aqui...

- E se eu falar com a minha mãe? Ela com certeza convence seu pai - Faço uma cara de cachorro que caiu da mudança

- Tem certeza que sua mãe não vai achar ruim? - pergunta apreensiva

- Não, Regina. Minha mãe te ama - rio

- Tá bom! Vai logo antes que eu desista - ela ri e me empurra

Falo com a minha mãe e ela concorda e vai falar com os pais da Regina. Volto pra minha morena e ficamos olhando nossos pais conversarem. O pai da Regina não concorda e faz cara feia em nossa direção, mas depois Cora fala alguma coisa para ele e ele parece deixar.

Minha mãe volta para falar com a gente - Eles deixaram, mas a Zelena vai ter que ficar com você - minha mãe sorri e sai 

Ela me olha sorridente e me abraça - Acho que você poderia chamar o Killian para fazer companhia pra minha irmã – sugere

Eu rio e a abraço - Eu vou!

Vejo o casal sentado no sofá e vou até eles - Oi casal mais lindo

- Oi! - Killian ri fraco - Só perdemos para você e a Regina

- Puxa saco - Rio - Só vim avisar que vocês vão dormir aqui em casa por que essa é a condição pra Regina ficar

- E se eu não quiser? - Zelena brinca rindo

- Não tem essa não - rio

- A gente fica, né amor?

- Com toda certeza - Killian concorda com a cabeça

 

A festa acabou e todos foram embora. Os meus pais subiram para dormir e eu e Regina ficamos sozinhos na área da piscina

- Finalmente. Não aguentava mais não te beijar - rio e a puxo pela cintura

Ela gargalha - Nem eu, Robin

- Acho que você me deve uma coisa...

- O que? - ela me pergunta arqueando a sobrancelha

- Piscina? Eu e você?

- Ah sim - ela ri - Seus pais não vão reclamar?

Rio - Nem um pouco

Me afasto e tiro a camisa, sem parar de encara-la

Depois tiro a calça, pisco para ela e entro na piscina - Vai ficar aí?

- Já vou - ela olha pros lados como se procurasse alguma coisa

- Amor, onde tem toalha? - me pergunta

- No armário do banheiro. Ali - aponto o banheiro pra ela

Ela vai pro banheiro e demora um pouco, quando volta está enrolada na toalha. Ela para perto da espreguiçadeira não muito longe da piscina e a toalha desliza pelo lindo corpo da minha namorada que usava uma lingerie azul

Ela entra na piscina e eu não tiro os olhos dela. Vou até ela - Já te falei que você é linda?

Ela sorri tímida e seu rosto todo cora de vergonha

Seguro seu rosto com as duas mãos e sussurro em seu ouvido - Você fica mais linda de azul

- É a minha cor favorita - ela me abraça pelo pescoço - Afinal, é a cor dos seus olhos - me olha nos olhos e sorri

Sorrio e seguro na cintura dela - É mesmo?! Eu amo olhar nos seus olhos, são os mais lindos

Ela me beija, a língua dela pede passagem e eu prontamente concedo. Toda vez que nos beijamos é uma sensação diferente, parece que me apaixono mais e mais por ela a cada beijo, a cada toque, a cada sorriso dela.

Minha mão que estava na cintura dela desço mais e paro na bunda da minha namorada e a outra entrelaçada nos cabelos dela.

Quando o ar é necessário afastamos nossas bocas mas mantemos as testas coladas, a respiração descompassada.

Voltamos a nos beijar e as pernas de Regina já estão enroscadas na minha cintura, sinto meu membro latejando na cueca eu pressiono mais ainda meu corpo no dela, eu não quero parar de beija-lá nunca.

Ela geme na minha boca e eu sorrio depositando selinhos na boca dela

- Melhor a gente parar - ela diz ofegante

- Melhor mesmo - somos surpreendidos pela voz da irmã dela

- Puta que pariu, Zelena! Que susto - minha morena dá um pulo e eu acabo rindo

- Isso não se faz, ruiva - falo Ainda rindo

- Eu só vim avisar que eu e o Killian dormiremos no quarto de hóspedes, vocês durmam juntos. Usem camisinha - ela fala e sai rindo

- Pode deixar - Falo um pouco alto para ela ouvir e rio

 

Regina sai da piscina se enrolando na toalha, mas ela tremia

Saio logo atrás e a abraço - Vamos entrar. Você está tremendo

- Você vai molhar o chão e sua mãe vai te matar - ela ri

- Vai entrando que vou pegar uma toalha e vou logo depois - beijo a bochecha dela e vou para o banheiro da piscina

 

Vou pro meu quarto e a encontro de costas pra porta usando uma blusa minha e penteando os cabelos

Entro sem fazer barulho e a seguro pela cintura - Gostou da minha blusa?

Ela dá um pulinho no susto - Aí, amor - faz bico e eu beijo a bochecha dela - Amei, tem seu cheiro - ela vira pra mim e me dá um selinho

A abraço e percebo que está sem sutiã. Engulo a seco - Pode ficar com ela, eu deixo - brinco

- Vou ficar mesmo - ela ri e boceja

Sorrio - Vamos dormir, pequena

- Não estou com sono

- Não está? Tá bocejando por que? - rio

- Não estou bocejando - ela deita

- Tudo bem, teimosa - sento na beirada da cama - Quer fazer o que, então?

- Hm - ela murmura de olhos fechados

Eu me deito atrás dela e ela se aconchega no meu corpo, o corpo perfeito aninhado ao meu, o cheiro da minha morena. Não quero sair daqui nunca.

 

Ela adormece em meus braços e eu fico a observando dormindo. Ela ficava linda até assim, sorrio com o pensamento. Acaricio os cabelos dela e logo adormeço.


Notas Finais


Twitter: @BREEHEARTEYES


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...