História A love lost in time •Stony• - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~I_love_stony

Postado
Categorias Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Loki, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pepper Potts, Personagens Originais, Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Steve Rogers, Thor, Visão
Tags Brasha, Bruce Banner, Clince, Howard Stark, Hydra, Shield, Steve Rogers, Stony, Thorki, Tony Stark
Visualizações 172
Palavras 2.150
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


~X
gente
+18
eu avisei ˏ₍•ɞ•₎ˎ
a fanfic ja diz
nao julguem ><
serio
que vergonha postar este capitulo
socorro
ps:. fizemos diferente eu escrevi o cap com a ajuda da outra autora e ela escreveu o hot do final
boa leituraa ꜀( ˊ̠˂˃ˋ̠ )꜆
e desculpem qualquer erro!
(nossa estas "figurinhas" sao muito fofineas ಥ⌣ಥ que lindo ⁝⁞⁝⁞ʕु•̫͡•ʔु☂⁝⁞⁝⁝ 😂🙆💝)

Capítulo 7 - Apareceram?


Pov. Bruce

Acordei encostado a uma parede, tive um sonho meio estranho. O bucky beijou me nesse sonho, definitivamente não! Ele matou os pais de Tony, nós nunca iriamos dar, mas ele aqui parece um homem melhor? Não, não, não, Bruce não te distraías.

Levanto me e procuro por ele com o seu casaco às costas.

Avisto o mesmo na saida/entrada da gruta em pé a olhar para o céu.

Vou ate ele e pergunto:

- Tudo bem?

- Sim e contigo? Dormis te bem?

- Sim.. toma o casaco ja agora! - digo retirando o das minhas costas até que sou parado.

- Não é preciso podes ficar com ele, ficas fofo.. - ele baixa a cabeça envergonhado, oi?

- Okay então, obrigado... vamos voltar?

- Sim.

QUEBRA DE TEMPO

Pov. Narrador

Chegam a casa onde o Steve do passado vive com Bucky e reparam que os dois (Steve do passado e Tony) estão mais próximos que antes.

Bucky percebe o que se passou ali e manda uma indireta ao amigo:

- Então Steve a noite foi boa?

Tony e Steve olham se o moreno cora olhando para baixo.

- Bucky poupa me as piadas por favor - disse steve olhando para o amigo com uma cara um pouco seria, nao queria fazer tony ficar envergonhado.

Bucky acente e Tony comeca a falar após uns minutos de silêncio nao muito constrangedor.

- Bucky tu matas te os meus pais... - faz uma breve pausa - não vou esquecer isso - outra pausa, Tony olha nos olhos de Bucky e continua - mas tu pareces diferente... se quiseres que te perdoe eu perdoou mas com uma condição que vou ter que dizer quando estivermos a sós.

- Tony eu peço muitas desculpas não era minha intenção, se quiseres vamos ali ao meu quarto e falamos..

O moreno acentiu e foram os dois para o quarto.

- Diz a condição. - fala Bucky quando a porta é fechada.

- Bem eu e o Bruce somos amigos á muito tempo, como dois inventores e cientistas somos muito próximos, eu conheço o pouco menos do que conheco uma velha amiga minha, e ela é como uma irmã mais nova para mim. Resumindo eu sei dizer o que se passa com ele só olhando o seu comportamento. E ele esta apaixonado por ti, nem que seja um pouco de amor, que irá crescer, ele sente na mesma, mas ele nega e recusa se.. por favor trata o bem, tambem reparei em ti, algo aconteceu enquanto estiveram fora?

- Enquanto ele dormia... eu dei lhe um selinho rápido.. comecei a sentir uma atração pelo bruce e deixei me levar.

- Vou te confiar o meu melhor amigo! - Tony fala sério.

- E eu o meu! - Bucky responde no mesmo tom.

Os dois entendem se e voltam à sala de estar onde steve e bruce se encontravam.

- Bucky vamos a uma loja perciso de comprar leite. - Steve fala primeiro

- Ue o Tony nao te deu o suficiente? - Bucky perguntou num tom debochado e a rir

O loiro olha com raiva pro amigo e dá lhe um tapa no braço.

- Vamos logo, não me tires a paciência que me resta..

- Desde quando tens paciência? - Tony fala rindo

- só observo, falo nada - bruce faz se presente

Steve e Bucky saiem.

Pov.

Onde é que eu estou? Que dor de cabeça, fui logo parar numa árvore, parecia mais um macaco.. Melhor sair daqui.

Vou andando em frente e chego ao central park? Central Park de 1942?! Viemos para 1942... E onde está o Steve??

Okay sao muitas perguntas, vou andar por aqui e ver se encontro alguém.

Paro uma senhora idosa e pergunto so para confirmar.

- Senhora, desculpe mas pode por favor dizer me onde eu estou?

- Que pergunta estranha, minha querida, estamos no central park.

- Só mais um pergunta.. em que ano estamos?

- 1942

- Obrigada!

- Os jovens de hoje em dia...

Sai depois de agradecer. Sai pela rua mais movimentada á conta da quantidade de lojas, como é que eu vou encontrar o Bruce o Tony e o Steve e onde!

Continuo a caminhada ate que avisto o steve deste tempo e o Bucky, tenho que conferir isto eles podem ajudar me.

Corri ate os mesmos depois de os chamar, os dois olham em minha direção.

Pov. Narrador


Já na gruta em que bruce e Bucky estiveram agora está o steve do presente.

Ele anda para fora da gruta e reconhece a floresta, sai da mesma e decide ir para casa procurar ajuda.

Na tal rua conhecida pela movimentação e pelas lojas ele vê bucky a conversar com duas pessoas de costas, um homem loiro e uma mulher ruiva, ele podia estar louco, mas jurava parecer ele no passado e natasha.

Resolve aproximar se e confirmar se eram eles, olha de novo para bucky que agora tambem o olhava com uma cara de espanto, como se tivesse ali algum monstro.

Pov. Steve

Fui ter com eles e quando cheguei ficamos todos em silêncio, eu estava a olhar para o meu eu do passado sem piscar, era mesmo eu?

Natasha tira me dos meus pensamentos abraçando me, surpreendi me mas logo cedi e abracei a.

- Eu estava tao preocupada! - diz se desfazendo do abraço.

- Tu és eu? Eu sou tu? nos somos a mesma pessoa? - o "Steve do passado" faz uma pausa - eu vou ser tao bonito, mais do que eu ja sou claro..

- Eu era muito sincero - falo seguido de um suspiro e riu

- Então steve... - nós dois olhamos para natasha que falou - ok antes de tudo vamos percisar de diferenciar estas duas cópias, steve do meu passado vais ser o steve júnior (jr.) e o steve do meu presente vais ser somente steve ok? - acentimos (gente nao liguem aos nomes eu nao tive imaginação pra nomes de jeito - N/A)

- Steve o que voces vieram fazer aqui? e como vieram? isso é possivel? - perguntou me bucky

- o tony e o bruce sao a resposta para essas perguntas. eles construíram uma maquima de viajar no tempo. Eles vieram parar aqui sem querer e nós viemos busca los de volta.

Steve jr - Eles estao em nossa casa... Steve preciso falar contigo a sós.

Nat e Bucky olham-se e natasha diz:

- Nós vamos andando. Apetece me passear enquanto estamos aqui.

- Passear? Eu nao quero passear! - Diz bucky fazendo uma cara de cachorrinho abandonado para nat

- Queres sim! És muito fofo mas nao adianta, vamos. - fala enquanto o empurra com uma mao e acena com a outra um "txau!"

-Steve.. na última noite... eu e o tony estivemos sozinhos e... - steve jr é cortado por mim

- ja compreendi... queria ter sido eu no teu lugar, mas como somos a mesma pessoa.. nao me importo assim tanto, então... foi bom? - depois de dizer a última parte vejo o outro steve a olhar me com cara de "é sério?" e fala

- sim foi... - desvia o olhar para o ceu - foi muito bom.

Pov. Bucky

a Natasha tinha me puchado pela rua

estavamos a andar já á algum tempo, um bom tempo, e de mãos dadas

acho que ela nao reparou

estava atento ao caminho ate que sinto ser travado pela mao que segurava firme

viro me para trás e nat esta de cabeça virada em direção á sua esquerda

vejo que é uma loja de comidas rapidas como bolachas refrigerantes bolos pequenos e coxinhaa

percebi que ela estava com fome

ja estava a escurecer ainda nao tinha comido nada

a ruiva volta o olhar para mim e eu ando em direção da tal loja

compramos toddynho e coxinhas

ela acabou por come las todas, bom quase todas comi somente 2

estavamos a voltar para casa

sinto o meu casaco ser puxado

volto a virar me para quem me puxava

nat - bucky... como está o bruce? nao quero chegar a casa e ver ele mal, odeio surpresas principalmente quando sao relacionadas ao bruce ele é muito frágil , mas sem mais rodeios, como ele esta?

ela olha me nos olhos

buck - ele esta... muito mal ficou doente e nao parece melhorar acho que é uma doença sem cura..

começam a descer lagrimas nos olhos dela, eu nao pensava que ela ia se preocupar tanto

buck - calmaa! ele esta bem sério desculpa nao pensava que irias reagir assim..

ela olha me furiosa e eu dou um passo para trás

nat - ah sei, nao pensavas, EU TAMBEM NAO PENSAVA QUE IRIA SER CAPAZ DE TE MATAR

antes de me deixar reagir ela salta para cima de mim me derrubando no chão, vou levar isto na brincadeira nao a quero magoar depois de se acalmar ela vai perdoar eu conheco a

buck - e não vais! - digo rindo

tiro a de cima de mim trocando de posições e prenso as maos dela acima da cabeça

comeco a olhar la, nunca pensei que ela se fosse tornar numa mulher tao bonita.. que isso Bucky nao era o Bruce? agora a Natasha? impossível ter algo com um dos dois!

abano a cabeca para tirae de mim estes pensamentos

e comeco a fazer cócegas na menor

nat - AAAH BUCKY PARA BUCKY MEU DEUS STOP TRÉGUAS POR FAVOR AAH

Bucky - agora é tréguas?

faço lhe cócegas na barriga e ela começa a mexer se muito

consegue se soltar e empurra me para o lado

como aquele chão era duro... ela sobe em mim e poe nos na mesma posição de à pouco, começa a fazer me cócegas e eu nao reajo, pois tenho um unico ponto fraco e é somente num lugar, o pescoço, o local mais sensivel do meu corpo (visível né)

era impossível ela saber só o steve sabia e foi por causa de uma aposta que ele descobriu

ela repara que nao esta a fazer efeito e pára

bucky - nao me derrotas com cócegas! beijo ahahah

nat - aí é? veremos

a mao dela vai subindo ate os meus ombros aproximando se do pescoço.

bucky - natasha?! - pergunto meio assustado, como é que ela sabia?

nat aproxima se do meu ouvido e fala

- sabes o teu ponto fraco? eu sei qual é, o steve contou - ela ri soprado

arrepiei me com tal ação

ela começa a passar as unhas no meu pescoço e eu estremeço pelo toque

ela afasta se e olha me maliciosamente

eu sorriu e pouso a cabeca pro lado esquerdo sussurando um "eu nao acredito nisto"

pov. natasha

eu nao sei o que me esta a acontecer

o Bucky parece ser um íman esta a atrair me para ele

não sei onde isto vai parar

nao era o bruce? agora é o bucky? o que se esta a passar comigo?

eu continuo a amar o Bruce mas o Bucky está tão "apetitoso"

vamos esquecer um pouco os problemas

agora sou so eu e ele

Pov Bucky

De repente, Natasha puxa me,o que me surpreendeu pois foi do nada, para um beco escuro. Parece que quase ninguém passava por ali ou melhor, ninguém. Então só estavamos eu e ela.

-Natash-

-Xiu!- sussurrou sensualmente enquanto com a mão fazia a forma de se fazer pouco barulho e piscou me o olho.- Isto vai ser rápido e depois iremos à procura deles.

Ela pôs os braços à volta do meu pescoço e beijou me... Um beijo cheio de paixão.

Fico um bocado em choque. Parecia que a minha mente agora estava em guerra consigo mesmo a tentar ver quem eu amava verdadeiramente. Natasha ou Bruce?

Não sei. Não era uma escolha fácil como as que temos diariamente, como o que vestir ou ir a onde... Era algo difícil que não podiamos usar a mente para ver qual era o melhor, mas sim o coração.

Mas neste momento parece que gosto de ambos. Natasha está a beijar me e mesmo assim tou a pensar no Bruce...

Se calhar é melhor esquecer tudo e aproveitar o momento.

Encosto minha língua na boca para lhe pedir permissão para inseri la. E assim ela fez. Nossas línguas combatiam uma com a outra para ver quem seria o vencedor deste beijo cheio de paixão e enquanto isso, com as minhas mãos apalpei lhe o rabo o que lhe provocou um gemido e a fez corar durante o beijo.

Alguns segundos depois tivemos que nos separar, já que precisavamos de arofegante.- Eu preciso de ti.

Ela não respondeu e abaixou se e puxou o zíper das minhas calças e as puxou para baixo.

Colocou a sua mão no meu membro, que estava tapado pelo meu boxer , que ficou duro só com o beijo.

Começou a massajar por cima do pano e eu fiquei cada vez mais ofegante.

-Natasha, por favor, não me tortures mais.- eu implorei lhe.

E ela novamente não dise nada e puxou os para baixo e rapidamente o abocanhou.

Sou boca ia de cima e para baixo e com as suas mãos, enquanto ela parava para respirar, massajava o meu membro.

-Natash-a-a, eu-u  - disse ofegante.

Agarrei lhe os cabelos e puxei a sua cabeça ainda mais para baixo e desfiz me na boca dela.

Natasha levantou a cara e sem eu dizer nada engoliu tudo.

Sorriu com malícia e perguntou:

-Então Bucky, foi bom?

-Não deve haver melhor!-respondi lhe maliciosamente

- Então se já está tudo, é melhor voltarmos.

Eu concordei com ela e puxei os meus boxers e calças para cima. 

E voltamos ao nosso caminho original.





Continua...






Notas Finais


Nossa gente que vergonha ~X
comentem o que acharam
desculpem a demora
é sério
vou ser sincera
os capitulos vao demorar a ser postados
mas sejam pacientes pff
vamos entrar em aulas e vai haver muitos problemas agora no final das férias
desculpem!!!
kissus( ˘ ³˘)
(nao vou deixar a outra autora escrever🙆😂😈 mas ela manda beijinhos... de certo)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...