História A Love That Was Not Planned - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Neagle
Personagens Gabriel "Neox" Soares, Personagens Originais, Victor "Eagle" Trindade
Visualizações 41
Palavras 1.870
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drabble, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Saga, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Frases que terminaram com ~
Fala dita com alívio, acompanhada de um suspiro baixinho e prazerosos de ouvir de pertinho

Capítulo 1 - Único


Vitor acaba de chegar em casa depois da aula

Em sua casa estavam seu primo Gabriel e sua irmã Carol (Não sei se é esse o nome dela ok!?) 

Na aula de hoje, Vitor tinha aprendido que meninas são diferentes de meninos não somente pelo tamanho do cabelo, mas por que de baixo das saias elas tinham uma coisa diferente do que os meninos tinham de baixo das calças 


Vitor estava curioso para saber o que as garotas tinham embaixo das saias 

E iria perguntar para Carol o que ela tinha embaixo da saia depois do almoço 

~Depois do Almoço~Na Sala~

Vitor- Caroooolll!

Carol- Oi Vitor?

Vitor- Preciso falar com você, vem *pego na mão dela* 

Carol- Já volto pra gente brincar maninho- Diz Carol para  seu irmão Gabriel enquanto era puxada por Vitor-.

~No Quarto~

Carol- O que você queria falar Vitor?- Ela pergunta de frente pra ele, sentados na cama de Vitor-.

Vitor- Eu queria te perguntar o que você tem de baixo da saia

Carol- A mesma coisa que você- Ela diz um pouco confusa-.

Vitor- Mas minha professora diz que o que as garotas tem de baixo da saia é diferente do que os garotos tem de baixo das calças...

Carol- Ah~...

Vitor- Então... Porque você não me mostra o seu, e eu mostro o meu!?

Carol- Pode ser, você primeiro...

Vitro- Tá bom...- Vitor se levanta e abaixa sua bermuda e sua cueca, mostrando seu membro para Carol-.

Carol- O meu não é assim...- Carol diz olhando sem expressão para o membro de Vitor- O meu é assim...- Ela diz e abaixa sua calcinha e levanta sua saia-.

Vitor fica olhando como se a intimida de Carol fosse a coisa mais linda que ele já viu:

Carol- Para de ficar olhando Vitor...Eu tenho vergonha...

Diante disso tudo que acontecia, Gabriel observava tudo isso com o coração ferido, pois, desde menorzinho, sempre gostou e teve ciúmes de Vitor 

E para ele...Nesse momento...Vitor estava gostando de Carol...E não dele...

Gabriel sai correndo dali e se tranca em seu quarto, deixando lágrimas caírem

Ele sentia como se Vitor deixasse de gostar dele e começasse a gostar mais de sua irmã 

~11 Anos Depois~

~Na Casa Que Vitor e Gabriel Dividiam~

Gabriel acabava de chegar de seu curso, e hoje estava disposto a contar para Vitor seus verdadeiros sentimentos por ele

Mas...Assim que chegou, e ia tentar no quarto de Vitor, viu ele se beijando com uma garota loira

Ele correu para seu quarto se trancando e chorando como antes 

Pov. Gabriel  

Gabriel- Eu sabia...*soluço*...Ele nunca ia me olhar como olha pra elas...*soluço*...Eu sempre soube...Porque eu criei expectativas!?... PORQUE!?!?!...Eu só queria...*soluço*...Eu só queria que você me amasse...Só isso...- Gabriel dizia olhando para a todas as fotos que ele tinha dele e de Vitor na parede de seu quarto-.

Pov. Narradora 

Vitor estava na sala, ele tinha mandado a garota embora, pois ele não estava a beijando, e sim ela forçando o beijo

Pois ele, não sabia o que realmente sentia por Gabriel, mais sabia que queria o ver feliz e estar junto dele a todo momento 

Ele viu a bolsa de Gabriel na sala e o seu celular na mesa, pegou o celular de Gabriel e viu que seu plano de bloqueia era uma foto dele, ele sabia os números da senha de Gabriel -que por sinal era o dia de seu aniversário e o dele-, assim que desbloqueou, viu uma pasta na galeria chamada "Amor da Minha Vida"

Assim que entrou na pasta, viu que era somente fotos suas e colagens dele com Gabriel 

Vitor deixou o celular do meor no sofá e se levantando, indo até a porta do quarto do mesmo, bateu na porta:

Vitor- Gabriel...Tá tudo bem aí dentro!?...

Gabriel- Vai embora...Eu não quero te ver...- O menor disse com voz de choro-.

Vitor- Gabriel...*suspiro*- Vitor diz e se ajoelha diante da porta- Me deixa entrar...Eu...Eu só quero...Te abraçar...Deixa eu cuidar de você...Por favor...- Vitor diz e começa a lacrimejar-.

Gabriel abre a porta e se joga na cama ainda chorando,Vitor entra e se senta ao lado do menor na cama:

Vitor- Pequeno...

Gabriel- Não me chame assim...

Vitor- Porque está assim Gabriel!?...Alguém te bateu? Te xingaram? Te machucaram?...Me diz Gabriel...Eu só quero cuidar de você Pequeno...- Vitor diz deixando algumas lágrimas caírem-.

Gabriel- Não...Você não quer cuidar de mim...*soluço*...Se realmente quisesse...Não me machucaria desse jeito...Denovo

Vitor- Mas...O que eu fiz pra te machucar tanto Pequeno!?...Me diz que eu não faço mais...

Gabriel se vira para Vitor, mostrando seu rosto um pouco inchado pelo choro e diz ainda chorando:

Gabriel- Você amou a ela e não á mim...- Ele diz e se vira novamente escondendo seu rosto no travesseiro, e ficando com as bochechas vermelhas-.

Vitor- Pequeno...Eu não amo nenhuma garota...Eu nem si quer gosto do que elas tem...- Vitor disse e abraçou o menor, fazendo eles ficarem de conchinha, e que as bochechas de Gabriel ficassem mais vermelhas-.

Gabriel- Então...Porque estava beijando ela!?

Vitor- Ela que forçou o beijo, que por sinal foi horrível...

Gabriel- Mas...- Ele mau começou a falar e foi entenropido por Vitor, que tirou o travesseiro do rosto do menor e o virou, ficando por cima dele-.

Vitor- Nada de mais Gabriel...Eu só amo uma pessoa...

Gabriel- Q-que pe-pessoa?...- O menor pergunta com um certo medo da resposta-.

Vitor- Uma pessoa...Que é mais baixa que eu, tem cabelos e olhos castanhos, cintura fina, bunda grande, e que eu estou olhando nesse momento...- O maior diz e aproxima seu rosto dos lábios do menor que fica ainda mais vermelho-.

Gabriel- Eagle...Nós...Não podemos...- O menor diz já voltando a deixar algumas lágrimas caírem e virando seu rosto para o lado-.

Vitor- Pequeno...- O maior diz olhando para o rosto do menor- Você me ama, não ama!?- O menor concorda com a cabeça- E eu também te amo, não vejo problema algum em ficarmos juntos...- O menor vira se rosto encarando Vitor- Se é por sermos primos ou por causa da sociedade não aceitar, eu até entendo que você tenha medo de assumir um futuro relacionamento...Mais saiba que mesmo que ninguém aceite...Eu vou sempre estar ao seu lado, sempre vou te apoiar Pequeno...Sempre...Não importa o que acontecer...Eu sempre estarei ao seu lado...- O maior diz e abraça o menor, deixando ele com a cabeça em seu peito-.

Gabriel- Eagle~...

Vitor- Hum!?

Gabriel- Desculpa por eu ter dito que a gente não pode ficar junto tá!?

Vitor- Não foi nada Pequeno...- O maior troca as posições ficando por cima de Gabriel- Eu só não vou te desculpar se você me negar um beijo...- Ele diz e se aproxima mais dos lábios do menor, fazendo com que eles estivessem a centímetros de se beijar-.

Gabriel- Isso eu não nego nem aqui nem lá na China...- O menor diz e acaba com espaço entre os lábios deles-.

O beijo começa calmo e apaixonante, mais logo começa a esquentar e ficar veloz fazendo com que Vitor retire a blusa do menor, e o menor de a de Vitor fazendo eles ficarem somente com suas bermudas

Eles separam um pouco o beijo e se encaram, o menor percebe o lindo abdômen pouco defino -mais maravilhoso- do maior

Vitor se aproxima do ouvido de Gabriel e sussurra:

Vitor- Você vai ficar maravilhado com o tamanho de outra coisa...- Ele diz e começa a distribuir chupões pelo pescoço do Menor, que correspondeu com gemidos baixos e alguns mais altos- Seus gemidos são como música para meus ouvidos...

Gabriel- Uhum...Vi-Vitor~...Uuuh...

O maior não se aguentando mais, retira sua bermuda e a de Gabriel, vendo que o menor não usava um Boxer(tipo de cueca) e sim, um calcinha de renda rosa um pouco transparente, o que deixou Vitor ainda mais excitado por ver que o membro do menor está ficando espremido pela calcinha, igual a seu membro que estava pulsando de tanto tesão

Enquanto o maior apreciava a vista maravilhosa de Gabriel somente de calcinha, com marcas de chupãopelo pescoço e os lábios inchados por morde-los para controlar sua tensão, o menor troca de posições rapidamente, ficando por cima de Vitor, e o beijando ferozmente, enquanto o distraía com o beijo, ele acorrentou os braços do maior na cabeceira da cama:

Vitor- Gabriel~, você não fez isso...

Gabriel- Claro que fiz...E ainda vou fazer pior- O menor disse segurando a chave das algemas na mão-.

Vitor- O que eu fiz pra merecer isso Pequeno...?

Gabriel- Você me fez esperar muito por esse momento, o momento que você ia me foder com toda suas forças...Por isso terá que sofrer...Assim como eu sofri esperando por esse momento- O menor pega a chave e a joga para trás, fazendo ela cair no chão- Ops! Deixa ela cair! Ele se levanta e vai até onde parou a chave, se abaixa para pegar ela, dando um bela visão de sua entrada coberta pela simples calcinha de renda rosa-.

Vitor- Uhum...Gabriel...- Ele diz e o menor vou para a cama, deixando a chave em sua escrivaninha, ele se senta bem encima do volume de Vitor- Uuuuuuhhh- Eles gemeram juntos, a o contato tão próximo de suas intimidades, para piorar as coisas, Gabriel começa a movimentar seu quadril em círculos encima do membro do maior- Eu não estou mais aguentando Gabriel~...

Gabriel- Eu também não...- Eles disseram gemendo, logo em seguida o menor solta Vitor e assim que o maior se solta das algemas troca as posições ficando por cima de Gabriel, e atacando os lábios do mesmo, é descendo suas mais até o membro do menor, e começando a masturbar o mesmo, que corresponde com gemidos- Uhum...Hum...- Gabriel gemia entre o beijo- Vitor~...Aham~~...

Vitor- Gema Pequeno...Isso é como música para meus ouvidos...- O maior dizia e voltava da deixar chupões no pescoço e na clavícula de Gabriel-.

Os dois sentiam sensações maravilhosas, que nunca haviam sentido com nenhuma outra pessoa, os dois estavam se entregando um ao outro, pois, os dois se amavam, e estavam dispostos a terminar o que começaram 

Quando o menor estava prestes a gozar, Vitor aperta -fraco- a glande do mesmo, fazendo ele soltar um gemido um pouco sofrido:

Gabriel- Aaah~~...Vi-Vitor...- Ele diz e goza, sujando as mais do maior e seus abdômens-.

Vitor- Vamos pro que interessa!?- Ele diz lambendo o gozo que ficou em suas mãos-. 

Gabriel- É o que eu mais quero...- O menor diz e faz uma cara maliciosa-.

Vitor- Fica de quatro pra mim Pequeno!?

O menor obedesse, dando a visão de sua bela entrada rosinha e necessitando de Vitor: 

Vitor- Mais que bela visão...- O maior diz e aproxima seu rosto da entrada de Gabriel, que arfa ao sentir a respiração do mesmo tão perto de sua intimidade- Tão rosinha...- O maior diz e solta uma risada pelo nariz, fazendo Gabriel tremer-.

Gabriel- Vi-Vitor~...- O maior não perdeu mais tempo e logo começou um beijo grego em seu pequeno, que só gemia por puro prazer- Aham...Vo-você é-é... Bo-bom nisso~...Uuuhh...- Vitor para com o beijo, fazendo o menor solta um gemido de desaprovação- Ah~ por que parou?

Vitor- Quero que cavalge em mim- Ele diz se sentando na ponta da cama, o menor não perde tempo e vai até o colo de Vitor, coloca o membro do mesmo em sua entrada, o que dói um pouco-.

Gabriel- Aah~...- Ele geme sôfrego, mais logo desce e começa a cavalgar em Vitor-.

Vitor- Não sabia que você era tão bom nisso Pequeno...

Ao ouvir isso Gabriel á aumenta a velocidade, soltando um gemido de puro prazer, junto de Vitor

Minutos depois, os dois gozam se sujando, e se deitando de conchinha:

Vitor- Você é muito bom nisso Pequeno...Podemso repetir depois...

O menor fica vermelho mais logo adormece...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...