História A Luta por Eel - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Eldarya
Personagens Erika, Ezarel, Miiko, Nevra, Personagens Originais, Valkyon
Tags Ação, Eldarya, Ezarel, Nevra, Romance, Valkyon
Visualizações 27
Palavras 917
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, esta é uma Fanfic inspirada no mundo de Eldarya.
Espero que gostem do primeiro capítulo :)

Capítulo 1 - A Causa


A cidade de Eel, conhecida pelas suas belas florestas e moradores receptivos agora estava em chamas. Faellianos gritavam pedindo ajuda, as casas eram consumidas rapidamente pelo fogo e nenhuma guarda parecia ter êxito ao tentar controlar o enorme caos que se espalhava pela cidade.

Miiko, a líder da Guarda Reluzente parecia desacreditar no que via. Desde que o cristal fora quebrado muitas catástrofes haviam acontecido, mas nenhuma comparada a esta. Era fato que o equilíbrio das coisas havia se corrompido assim como o grande Cristal.

- (Mas e Erika?) – pensava Miiko. A garota que havia chegado do outro mundo e se tornado uma das guardiãs mais importantes da guarda. Miiko sentia que ela poderia resolver os problemas, a garota já havia encontrado inúmeros pedaços do cristal e até o mesmo o Oráculo já havia aparecido para ela.

Mas ao se deparar com a situação, parecia impossível que alguém pudesse salvar aquela cidade e restaurar o equilíbrio. Miiko sempre manteve-se firme diante dos problemas, mas desta vez lágrimas escorreram pelo seu rosto. Ela já não tinha mais esperanças. Estava TUDO acabado.

(....)

-É terrível, há muitas pessoas feridas – comentou Ezarel, Comandante da Guarda Absinto.

A noite de horror já havia acabado, no lugar do fogo só restavam as cinzas do que um dia foi o grande refúgio. Faellianos ainda assustados tentavam entender o que realmente havia acontecido, estavam feridos e seus mascotes muito enfraquecidos pelo esforço.

-Temos que agradecer que nenhum dos nossos morreram, mas não sei o que faremos agora. – disse Valkyon, Chefe da Guarda Obsidiana.

-Temos que acabar logo com todos eles, temos que proteger Eel! – gritou Nevra, Chefe da Guarda da Sombra.

Mas como iriam derrotar algo que mal sabiam o que era? Miiko sentada na escadaria da Sala do Cristal escutava a conversa. Sem esperanças tentava controlar seu desespero.

- ( Se tudo voltasse a ser como antes, antes do cristal ser quebrado, antes da chegada de Erika, antes da ida de Lynn...) pensou Miiko enquanto olhava para suas mãos cheias de fuligem. Uma onda de emoções passou por ela, mas antes que a mesma caísse no choro uma ideia surgiu em sua mente.

-Lynn! – berrou Miiko em direção aos meninos. – Temos que chamar Lynn e sua guarda de volta, eles podem nos ajudar!

Os garotos olharam assustados para a Líder. Todos lembravam de Lynn e principalmente da sua ida para o Outro Continente, ao que parecia, ninguém havia superado sua partida...cada um deles tinha um laço muito importante com a garota.

-Miiko...não acho que seja uma boa ideia – disse Ezarel passando a mão pelos seus cabelos azuis, suas sobrancelhas franzidas mostravam sua preocupação com o assunto.

Nevra e Valkyon não se pronunciaram sobre isso, mas suas feições eram negativas. Todavia Miiko não iria desistir da ideia tão fácil, Lynn era a melhor guardiã, líder e comandante de toda Eel...ou era...antes de ser escolhida para liderar a Guarda dos Dragões.

-Temos que tentar, Eel está sendo consumida pelo caos! – exclamou Miiko – O único lugar que nos resta agora é o Quartel General, temos que chamar reforços para resolver essas catástrofes.

-Mas por qual motivo chamaríamos Lynn? – perguntou Nevra com um tom raivoso – Poderíamos chamar qualquer outra Guarda de qualquer outro lugar!

Valkyon e Ezarel se entreolharam, pareciam mais preocupados com Nevra do que com a ideia de Miiko.

-Talvez seja a melhor coisa a se fazer – disse um homem de cabelos loiros e roupa branca ao entrar na Sala – A guarda de Lynn é a mais forte atualmente...tenho certeza que ela viria nos ajudar sem pensar duas vezes!

-Leiftan! – exclamou Miiko ao ver seu parceiro entrar na sala – Como sabe da minha proposta? Acabou de chegar!

-Você fala muito alto, e as vozes dessa sala parecem correr entre as paredes – disse Leiftan dando uma risada.

- (Quem daria risada uma hora dessas?) – pensou Miiko. Leiftan era extremamente calmo e analisava as suas decisões com cautela, talvez isso tenha feito Miiko relevar sua risada...ela estava muito estressada ultimamente.

-Temos que avaliar a situação, alguém terá que ficar responsável pela garota – disse Valkyon olhando firme para Miiko – E é provável que nenhum de nós ficará com ela.

-Não é um problema para mim – comentou Leiftan – Lynn é uma velha amiga, não seria esforço me responsabilizar por ela.

-Nem seria preciso...- disse Miiko – Ela é uma das principais Líderes do nosso mundo, sabe se virar sozinha.

Houve um momento de silêncio, apenas o som pesado da respiração era audível.

-Façam como quiser – disse Nevra andando com passos rápidos em direção á porta – Só espero que Eel seja salva.

Miiko e Leiftan cruzaram olhares duvidosos ao mesmo tempo que Ezarel e Valkyon seguiam os passos de Nevra e acabaram por concordar na mesma medida que o Líder da Sombra.

-Iremos enviar um mascote para o Outro Continente imediatamente – sussurrou Miiko para Leiftan – Temos que enviar um chamado para ela...

-Vou cuidar disso, tenho certeza que ela virá – respondeu Leiftan virando as costas e saindo da sala lentamente. – E Miiko, - virou-se e olhou para ela – descanse um pouco, seus olhos mostram seu cansaço.

Miiko envergonhada concordou com a cabeça. Em que momento ela pensaria ser vista como alguém cansada, abatida. Mas talvez ela devesse concordar que tudo havia sido de mais para ela e dormir seria a melhor opção. Então seguiu para seu quarto atravessando o corredor dos guardas e com um pouco de esperança novamente viva dentro dela.

- ( Talvez com Lynn nós conseguiremos achar a resposta para todos esses problemas, como fazíamos antigamente) – pensou Miiko.

 


Notas Finais


Bom, espero que tenham gostado
Perdão se encontrarem erros de digitação, eu sempre reviso mas as vezes não vejo alguns erros.
Postarei o próximo EM BREVE.
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...