História A Luxury Girl - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cheryl Cole, One Direction
Personagens Cheryl Cole, Liam Payne, Personagens Originais
Tags Charlotte, Cheryl, Liam
Exibições 10
Palavras 1.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente!
Desculpem a demora, aconteceu umas coisinhas que não deu pra atualizar, mas tá aí pra vocês.
Não tá grandes coisas, mas espero que gostem!

Boa leitura!!

Capítulo 7 - Capítulo 7


Charlotte caminhava pelas ruas de Miami ao lado de Jake. Estava quase na hora do almoço e seu estômago já dava sinal de vida.

- Tô com fome.

- Quer parar em algum lugar? - ele a abraçou pelos ombros.

Ela assentiu e eles foram até um restaurante ali perto. Entraram no local, avistando uma mesa próximo à janela, onde se sentaram.

- E os garotos? - perguntou ela depois de fazer os pedidos ao garçom.

- Devem estar andando por aí. A gente vai sair mais tarde. Se quiser ir...

- Tá.

* * *

- Cara, onde você se meteu? A gente ficou te ligando ontem.

Tom já falava havia mais de meia hora enquanto Liam almoçava em silêncio.

- Já disse. Fui resolver umas coisas.

Tom falou mais algumas coisas que Liam não fez questão de prestar atenção. Pensava apenas em uma pessoa: Charlotte. Queria vê-la de novo. Iria vê-la de novo, tinha certeza disso. E faria o necessário para tê-la outra vez.

* * *

Charlotte acordou com a forte claridade que passava pela janela sobre seus olhos. Levantou-se lentamente, pegando o celular sobre o criado mudo e viu que havia uma mensagem de um número que ela não sabia de quem era.

"Vai trabalhar mais tarde?"

"Sim", respondeu, sem se importar para quem estava respondendo.

Foi tomar um banho e, depois de colocar uma roupa esportiva, saiu de casa. Corria pela calçada na beira da praia tranquilamente, uma música agitada tocava em seu fone de ouvido. Aconteceu rápido, e quando notou, já estava caída na areia e uma bicicleta caída ao seu lado.

- Desculpa - ouviu uma voz feminina enquanto tirava os fones e tentava se recompor - A bicicleta passou em cima daquela pedra, eu perdi o controle e... me desculpa.

- Tudo bem...

- Charlotte!

Ela olhou para a direção da voz masculina e avistou a mão a sua frente. Pegou-a e foi ajudada a se levantar.

- Ryan, o que faz aqui?

- Estava ali no quiosque até você desmoronar com a menina da bicicleta - respondeu com a voz divertida - Se machucou?

- Não. Foi só o susto mesmo.

A moça pigarreou.

- Bom, eu vou indo. Me desculpa mais uma vez.

Ela levantou a bicicleta do chão e montou, dando partida.

- Vem.

Ryan a puxou pela mão, levando-a até a barraca onde ele estava. Pediu uma água de coco e deu-a para Charlotte, que bebeu um gole, satisfeita.

- Como você tá?

- Ótima - sorriu - E você?

- Bem. Senti sua falta ontem. Jake disse que você ia sair com a gente, mas nem apareceu.

Ela sentiu vontade de rir com a cara infantil de tristeza que seu amigo fez ao comentar.

- Digamos que eu dormi demais ontem - sorriu novamente, ele retribuiu.

Avistou Ashton ao longe com Vany ao seu encalço e decidiu sair logo dali. Eles pareciam discutir.

- Iih, parece que não tá nada bem pra aqueles dois ali. Vou indo antes que seja obrigada a opinar na briga deles.

Charlotte deu uma risada e recebeu no rosto um beijo de Ryan. Colocou os fones e voltou a correr, sabendo que não precisaria presenciar a discussão porque Vany com certeza chegaria em casa falando sobre isso. A morena apenas tornou a aproveitar a brisa fresca e a música agradável enquanto fazia a sua corrida.

[...]

Charlotte foi pontual ao chegar na boate. Encontrou Fred e se aproximou da mesa onde encontrou Vany e Odeth bebendo com alguns caras. Juntou-se a eles, pegando a garrafa de wisky das mãos do tatuado quase sentado em cima da mesa. Ele lhe lançou um olhar meio furioso, transformando-o em pervertido ao analisá-la de cima a baixo. Ela deu uma piscadela e, antes de dar o segundo gole na garrafa, o homem a puxou pela cintura, lançando-se sobre sua boca. O beijo foi se tornando mais do que quente e ela o levou pela mão até o andar de cima.

[...]

A garota retocava sua maquiagem quando bateram à porta. Ela bufou, colocando o rímel dentro de sua bolsa e andou em direção a entrada, dando de cara com Liam de braços cruzados do outro lado do corredor. Assim que o viu, deu um sorriso, observando-o se aproximar cautelosamente e juntar seus lábios no dela. Arrepiou-se e riu ao ouvi-lo sussurrar em sem seu ouvido.

- Tenho direito a um tempinho com você?

- Sempre, querido.

Imediatamente, ela fechou a porta e voltou para os braços do castanho, até sentir-se ser colocada na cama.

[...]

Instantes depois, Charlotte desceu, seguida de Liam. Ela se dirigiu ao bar, onde viu Fred e se apoiou em seu ombro, sentindo a mão dele em sua cintura. Pediu uma bebida e olhou em direção à saída, vendo Liam passar por ela.

- De novo?

- Do que tá falando, Fred? - falou indiferente.

- Esse cara.

- Assim como a maioria.

- Desde que não seja por conta da casa.

Ela se inclinou um pouco, deixando o rosto bem perto do de Fred.

- Nada comigo é de graça, amor.

* * *

Liam estava tranquilo. Tomava seu café da manhã, e ouviu o celular tocar no balcão. Foi até ele, vendo o nome de Cheryl na tela. Não atendeu. Não estava pronto para falar com ela.

Estava decidido a esquecê-la, não era isso o que ela queria?
E sabia quem queria que o ajudasse com isso.

* * *

- Ai, o que eu faço com você? - sorriu, enquanto pegava o enorme urso de pelúcia das mãos do amigo.

- Que bom que gostou.

- Onde acha que eu devo colocar, Ryan?

Ele olhou em volta.

-Põe ali na cama.

Charlotte caminhou até a cama, deixando o urso ali.

- Quer dar uma volta?

- Vou trocar de roupa.

Colocou um vestido básico.

- Vamos? - perguntou, saindo do banheiro.

- Rápida. Vamos lá.

Saíram, caminhando sob o sol fraco.

- O que vai fazer hoje? - ele perguntou.

- A que se refere?

- Qualquer coisa.

- Trabalhar. - ela riu.

- No seu aniversário? - ele mexeu a cabeça em negação.

- Fazer o que. - ela deu de ombros.

- Ah, qual é. Tá falando sério?

- Tô. - ela riu mais um pouco. - Por que? - perguntou depois de um tempo.

- Nada não - sorriu.

Andaram mais um pouco, até uma sorveteria, onde ficaram conversando um bom tempo.

- Eu tenho que ir, Ryan.

- Vamos, então.

Eles se levantaram e, depois de pagar, foram embora, caminhando até o prédio da morena.

- Obrigada pelo dia.

- É o mínimo, já que a minha amiga tem que trabalhar no dia dela não é?

Eles riram.

- Tchau. - se abraçaram e Charlotte entrou no prédio depois que Ryan chegou ao carro.

Abriu a porta e deu um pulo susto quando Vany apareceu gritando.

- Garota! Vamos logo.

- Ai, quer me matar do coração?

- Anda logo. Sua roupa tá em cima da cama. Aliás, amei a pelúcia. - ela piscou.

Charlotte foi até sua cama, pegou a roupa e foi ao banheiro. Tomou um banho e se arrumou. Colocou os saltos e pegou a bolsa, encontrando Vany na porta falando no telefone.

- Quem é?

Ela não respondeu, apenas desligou e ficou olhando Lottie fechar a porta.

[...]

Desceu do táxi, chegando à porta da boate. Uma movimentação estranha rodeava o lugar, e Charlotte olhava para os lados, na tentativa de encontrar a fonte daquela agitação. Quando ela e Vany entraram, ela só escutou várias pessoas gritando e aplaudindo.

- Surpresa! - era o que elas diziam.

Lottie abriu a boca em um "o", chocada com aquilo. Uma faixa enorme no bar estava com seu nome escrito, acompanhado de um "happy birthday". Vários amigos da garota enchiam o lugar, se divertindo com aquilo tudo.

- Obrigada! - ela abraçou Vany, que sorria alegre ao seu lado.

- Não é pra mim que você tem que agradecer.

Ela meneou a cabeça para alguém e Charlotte olhou para trás, vendo Ryan parado sorrindo para ela.

- Você sabia disso tudo?

- Se eu contasse não seria mais surpresa. - deu de ombros, divertido.

Eles se abraçaram e, antes que pudesse dizer mais alguma coisa, Charlotte sentiu ser puxada para o meio da multidão que dançava animada.

- Surpresa, amor! - Brandon a agarrou, parecia já ter bebido um pouco além, como sempre.

- Tá. - ela riu e se soltou do abraço.

Charlotte agradeceu mentalmente por ter amigos maravilhosos, e deixou ser levada pelo momento de felicidade, aproveitando ao máximo.

Every night's my birthday
(Toda noite é meu aniversário)

When I party like that
(Quando eu festejo assim)

Feeling fine and free
(Me sentindo bem e livre)


Notas Finais


Beijocas e até mais ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...