História A Luz Dos Olhos Teus - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Remo Lupin
Tags Amor, Morte, Nymphadora Tonks, Paraiso, Remo Lupin, Remus Lupin, Romance, Tristeza
Exibições 21
Palavras 500
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Magia, Poesias, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo Único


 

A LUZ DOS OLHOS TEUS

 

Ela sorria com olhos, com os lábios. Lábios rosados, delicados. Olhos escuros, profundos. Ele também sorria. Sorria com os gestos, com a melodia. Era como um tecido, que os envolvia, que os aproximava. Tecido esse, feito de palavras. Um enredo de palavras.

Seus gestos eram fortes, vibrantes. As mãos nas mãos, olhos nos olhos, pés que seguiam pés, que por sua vez, seguiam um ritmo. Dois corações que batiam na mesma velocidade. Devagar, tranquilamente. Uma batida forte, duas mais fracas. Tum, tumtum. Duas almas na mesma sincronia. Tum, tumtum. Os passos ligeiros formavam pequenos círculos no tapete prateado. A música percorria as paredes macias como algodão, brancas, desenhadas com pequeninos rococós claros.

Seus cabelos estavam num tom perolado, brilhante, da cor do vestido longo, que esvoaçava em seus tornozelos. Ele vestia um par de calças brancas e uma camisa, que delineava o peito forte, que subia e descia conforme as longas inspirações. Era uma paz envolvente, cada memória de guerra esquecida, trancafiada em um baú, jogado no fundo de suas mentes.

Havia sol. E vento. Uma briza, exatamente, que jogava as mexas dos cabelos dela no rosto machucado do homem. Um ar brincalhão, que girava e dançava com os dois. E junto dos raios brilhantes, concedia um tom dourado ao perolado. O som da melodia parecia combinar com cada movimento, era incrível. Emergiam as lembranças antigas, lembranças de crianças, quando deitavam na grama e rolavam até levantar e se jogar novamente na poça de lama recém-criada. Ou a recordação do arco-íris depois daquela tempestade, quando as gotinhas de água das nuvens tocavam os rostos deles.

Conseguiam ouvir a risada gostosa, imersa no mudar de cores, num degradê agradável aos olhos. Um sorriso afável, carinhoso e inocente que surgia nos lábios do pequeno Lupin. E os dois riam e riam, até lágrimas banharem as faces. E voltavam a dançar em baixo do céu azul.

E os olhos se encontravam novamente. Azul, dourado. Verde, dourado. Até o castanho ilegível encontrar o par dourado. Que se derretia em ouro líquido para se misturar naquela profundeza e jamais querer sair novamente. Os corações que aceleravam a cada segundo e o "Tum, tumtum" que aumentava no peito. Os jovens estavam corados, presos nos próprios pensamentos, que inconscientemente retornavam para o outro amado.

As madeixas mudavam de cor, como os olhos, como o vento, como a aura ao seu redor. E ela segurava a mão dele como se sua vida dependesse daquilo. E ele contribuía o aperto. Jamais a deixaria cair. E a abraçou. Enlaçou sua cintura e deixou a melodia guiar os gestos. E de novo aquela luz invadiu seu ser.

Luz que a garota emanava. Que iluminava cada esquina escura que se aproximasse. Que ele um dia se arrependeu de tentar abandonar. Um brilho que só ela tinha, que transformava um simples olhar em uma fantasia adolescente. Uma forma de penetrar Lupin com os olhos que o fazia delirar e querer olhar Tonks cada segundo de sua vida.

 

FIM 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...