História A luz nas trevas! MadaSaku - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Chouji Akimichi, Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hashirama Senju, Hidan, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Izumi Uchiha, Jiraiya, Kagami Uchiha, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kisame Hoshigaki, Kizashi Haruno, Konan, Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Mebuki Haruno, Mei, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Mito Uzumaki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Rin Nohara, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shisui Uchiha, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Tsunade Senju, Utakata, Yahiko, Yamashiro Aoba, Yamato, Yugao Uzuki
Tags Madasaku, Naruto, Romance
Visualizações 77
Palavras 780
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Ecchi, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal*-*
Desculpem a demora para postar, eu estava meio ocupada ultimamente kjkk mas agora estou de volta💪
Capítulo fresquinho huehuehue❤

Capítulo 4 - A garçonete


Fanfic / Fanfiction A luz nas trevas! MadaSaku - Capítulo 4 - A garçonete

  *MADARA ON*


Acordei e me levantei de minha cama. Fui diretamente ao banheiro, tomei um banho o fui escovar os dentes. 

Sai do banheiro que felizmente ficava ao lado do meu quarto, entrei em meu quarto e fui em direção meu guarda-roupa, lá peguei uma cueca box vermelha, uma calça preta simples e uma blusa azul escura com o simbolo atrás dos Uchiha. 

Fui até a cozinha e fiz um café, decidi ir comer algo na padaria lá na vila. Tranquei a porta e sai em rumo a vila, no caminho vi meu sobrinho que se pós ao meu lado o começou a me acompanhar.

-Está indo para a vida de Konoha tio?

-Sim.

Respondi secamente, não estava afim de papo, ainda mais com Obito. Admito, eu ainda estava com raiva do ocorrido de ontem, aquela garota... Arg, que maldita. Obito voltou a falar.

-O que aconteceu tio? Parece mais mal-humorado que o normal.

-Você deveria cuidar da sua vida, Obito.

-Não precisa ser ignorante tio, fiz apenas uma pergunta. Arg.

-Então não faça se já sabe a resposta.

-Que seja então.

Não respondi, Obito não era das melhores pessoas para se conversar, ele tinha uns papos meio idiotas as vezes. 

Finalmente chegamos a vila de Konoha, estava bem movimentada, fiquei contente por a vila estar crescendo tão rapidamente. Eu mal havia percebido que Obito já tinha sumido, bom, mas não vai fazer falta.

Comecei a andar rumo a lanchonete , chegando lá entrei e fui na recepção fazer meu pedido. A recepcionista era uma gostosa de cabelos roxos e seios fartos, eu nunca a tinha visto por ali, então conclui que ela seria uma novata por lá. Me aproximei e logo ela perguntou qual seria o meu pedido.

-O que deseja comer senhor?

Ela falou com uma voz sexy, achei interessante e resolvi entrar no joguinho sujo e delicioso dela. Sorri maliciosamente e falei.

-Que tal uma certa garçonete?

Ela deu um sorriso safado e falou ainda mais sexy.

-Na hora que você quiser senhor, afinal é direito do consumidor escolher o local e a hora que ira consumir o produto.

Com essas palavras toda paciência que eu tinha acabou, saltei sobte o balcão e agarrei o braço da mulher e assim usei o meu kamui, aparecemos na minha cama, ela não parecia nenhum pouco surpresa, logo comecei a lhe beijar, ela tinha lábios macios e carnudos, o gosto era ótimo. 

Eu estava por cima dela, o que facilitou as coisas para ela, que ja estava tirando a minha blusa, ela era mais rápida do que eu imaginava. Eu estava sem blusa, inverti nossa posição, agora ela estava por cima de mim.

Tirei a sua blusa, felizmente ela não usava sutiã, o que me fez ter uma visão maravilhosa de seus seios enormes, sem rodeios agarrei cada um deles com ambas mãos e os apertei, ela deu uma logo e satisfatório gemido, o que me deixou ainda mais louco de tesão por ela.

Novamente me coloquei por cima dela, comecei a tirar sua mini saia, ela estava com um pequeno short debaixo, rapidamente tirei seu short, agora a única peça de roupa que estava em seu corpo era aquele fino pedaço de renda rosa. 

"Rosa"

Me lembrei daquela desgraçada, o que fez meu sangue ferver de odio. Arramquei brutalmente a calcinha daquela mulher, sua buceta era rosinha, parecia muito apetitosa. Rapidamente tirei minha calça e minha cueca, meu pal estava completamente duro. Sem delongas enfiei ele dentro daquela buceta pequena e saborosa, ela gritou com um puta tesão, o que me deixou louco. Comecei a penetrala rapidamente e com força, quanto mais forte eu ia mais ela gostava.

Virei ela de costas e agarrei seus cabelos e a comi de quatro, essa garçonetezinha e uma gostosa viu. Trocamos diversas vezes de posição, até que eu finalmente gozei em sua cara de safada. Ficamos deitados por um temoo em silêncio, até que quebrei o silêncio.

-Você fode bem garçonete, mas ainda não esta no meu nível.

Falei ironicamente e me levantei da cama pelado. Ela falou sem emoção nenhuma.

-Seu nível? Hahaha, já fodi com caras que duraram mais tempo que você.

Olhei para sua cara gozada e respodi ironicamente.

-Eu já imaginava que você era uma vagabunda que dá para qualquer um.

Ela me olhou incrédula, não era para estar tão surpresa era? Afinal ela já deveria saber disso. Que não valia nada. Dei um xeque mate a ela.

-Agora arrume-se e vá embora, garçonete, sua cara já esta me dando nojo literalmente.

Sai do meu quarto e fui tomar um banho, demorei bastante nele, sai e voltei ao meu quarto, felizmente ela já não estava mais lá.

Me vesti e fui ate a cozinha fazer meu almoço. Fiz a comida e a comi,  voltei  ao meu quarto, troquei os lençóis e me deitei e cochilei em minha cama.


Continua....



 


Notas Finais


Sim, a garçonete é o meu amor (Anko)*-*
Espero que tenham gostado*-*
Obs: eu peguei e ideia do kamui da minha inspiração para fanfics (Andy❤)
Até o próximo cap*-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...