História A Mad Family - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida
Personagens Bruce Wayne (Batman), Coringa (Jack Napier), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Pamela Lillian Isley
Tags Batman, Esqudrão Suicida, Harley Quinn, Lucy Quinzel, The Joker
Exibições 178
Palavras 2.481
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Luta, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Joaninhas azuis e rosa,
Desculpa por demorar tanto para postar esse capítulo,
Mas eu provavelmente em uma semana ou duas vou voltar de viajem,
ou seja, em uma semana ou duas eu vou voltar a postar vários capítulos para vocês,
mas enfim, eu não vou mais incomodar,
podem ler a vontade
;)

Capítulo 13 - A "date"


Fanfic / Fanfiction A Mad Family - Capítulo 13 - A "date"


Lucy P.O.V:
    Acordo com um leve cutucar em minha bochecha e rapidamente acordo para poder ver quem era a pessoa  que me cutucava, era Clint.
"Ei, por que você tá me cutucando?" Pergunto me sentando no sofá, onde eu estava deitada até então
"Para te acordar, vem vamos logo, Chuck está conversando com o Morcego" Diz ele estendendo a mão para me ajudar a me levantar, eu aceito sua ajuda e me levanto.
"Vocês conseguiram convencer ele?" Pergunto olhando para Clint.
"É claro que sim, o Chuck faz tudo pelos mil dólares que você prometeu para ele" Responde ele rindo.
"Tá bom, mas e você consegui enganar ele?" Pergunto curiosa.
"Claro, foi só fazer meu papel de irmão mais velho preocupado e feliz por ter encontrado a irmãzinha" Diz ele rindo.
"E a minha mãe veio buscar a gente?" 
"Sua mãe e o seu pai" Diz ele com um ar de desgosto na voz "Seu pai insistiu em vir junto, e ele me assusta um pouco"
"Ele assusta todo mundo" Digo rindo e indo em direção a porta de entrada.
"Você também" Diz ele rindo e me seguindo até a porta.
"O que será que meu pai veio fazer aqui?" Pergunto para mim mesma em voz alta.
"Não sei, parece que ele quer apresentar alguem para o Batman" Comenta Clint saindo da casa e indo em direção a Chuck e Batman e dizendo "Sr. Batman, muito obrigado por ter encontrado e tomado conta de nossa irmãzinha"
"Só fiz meu trabalho" Responde o Morcego sério.
"Muito obrigada por tudo, mas nós precisamos ir embora..." Começo, mas sou interrompida ao ver uma espressão assustada então me viro para ver o que estava o preocupando, o meu pai e minha mãe.
"Palhacinha, porque tanta pressa?" Pergunta o Coringa.
"Oi papai, eu só estava enrolando o Morcegão e esperando você aparecer" Digo rindo psicóticamente o que fez Clint e Chuck se afastarem um pouco.
"Boa garota, agora pegue seus amiguinhos e vá para a van" Ordena ele secamente.
"Posso ir na Lamborghini?" Pergunto manhosa.
"Não" Responde ele já se irritando.
"Tá bom, venham meninos" Digo para Clint e Chuck que não pensam duas vezes e me seguem até a van.
    Eu entro na van e vejo que Jonny está no banco do motorista, ele não parece se importar com a minha presença, Mike está no banco do passageiro e também não parece ligar para a minha presença, então eu, Clint e Chuck sentamos nos bancos laterais da parete de trás da van. 
"Eu quero os mil dólares que você prometeu" Diz Chuck para mim.
"Eu sei" Digo para ele e seguida prgunto para Jonny "Você trouce o pagamento do loiro e do ruivo?"
"Sim" Diz ele me entregando dois maços de dinheiro que entrego para Clint e para Chuck.
"Veleu" Diz Chuck contando o dinheiro recebido.
"Eu não quero dinheiro" Diz Clint me devolvendo o maço de dinheiro que eu avia o dado.
"Por que?" Pergunto curiosa.
"Porque eu não quero" Diz ele olhando para mim com um ar de simplicidade na voz.
"Tá, mas você não tem opção de devolução, então o dinheiro é seu" Digo para ele séria.
"Então ele é do Chuck" Ele responde entregando o dinheiro para o irmão que simplesmente aceita.
"Teimoso" Digo rindo.
"Sou mesmo" Diz ele rindo.
"Vocês dois são muito estranhos" Diz Chuck entrando na conversa.
    Nós rimos e conversamos um pouco, só paramos porque Jonny liga van bruscamente e começa a dirigir rápidamente até Gotham.
"Tudo bem aí atrás?" Pergunta Mike para mim.
"Sim, mas poderia ter avisado antes de ligar a van e quase me matar de susuto!" Digo para ele.
    A viagem de volta a Gotham foi silenciosa.
    O silêncio só quebrado quando Jonny para a van em frente a um enorme galpão parecido com o que eu e Harley ficamos escondidas um tempo atrás.
"Tchau Cara de Giz" Dizem Chuck e Clint a mesmo tempo.
"Tchau, vejo vocês na escola amanhã?" Pergunto pra eles.
"Sim" Respondem eles em uníssono.
    Então fecho a porta da van e pego meu celular, vejo que Duda havia me mandado uma mensagem:
#ConversaOn
Duda – Online
 "Oiiiiii, então, eu e as meninas vamos fazer uma super festa do pijama hoje a noite, quer ir com a gente?"
"Claro Menina-Loba, eu levo a comida"
"Fechado, esteja aqui em casa as 18:00"
"O.K. Vejo você depois"
"Bjs"
"Bjs :D"
#ConversaOff
    Ao perceber que Jonny havia estacionado a van em frente a minha casa eu desenbarco da mesma e corro até a porta de entrada.
    Eu não demoro e vou para o meu quarto começar a arrumar uma bolsa com tudo o que vou precisar, coloco roupas, meus objetos de higiene pessoal, uma arma porque nunca se sabe o que pode acontecer (e conhecendo minhas amigas nós provavelmente vamos fazer alguma coisa louca), e muuuuuitos docês e salgadinhos.
    Como eu estava imunda eu tomo um demorado banho e visto um pijama roxo com detalhes em renda pretos.
    Depois vou até a sala e encontro o Coringa assistindo TV.
"Sr. C?" Chamo.
"O que foi?" Pede ele. se virando para mim.
"Posso ir na casa das minhas amigas?" Pergunto, quer dizer imploro.
"Faça o que você quizer" Diz ele com indiferença.
"Posso pegar um carro emprestado?" 
"Pode, mas não a minha Lamborghini Roxa" Diz ele olhando para a tela da televisão.
"Obrigada" Digo para ele.
    Então com minha bolsa em mãos vou até a garagem, onde vejo 4 carros uma BMW preta, uma Lamborghini Veneno preta, uma Lamborghini vermelha e a Lamborghini roxa que eu não tinha permissão de pegar, decido ir com a Lamborghini Veneno preta.
    Não demoro a chegar na casa de Duda, que era enorme por sinal, era toda branca e preta e bem moderna por sinal.
    Quando entro na mesma vejo que assim como a minha é moderna e grande.
"Oi Cara de Giz!" Diz Duda vindo me abraçar.
"Oi Menina-Loba!" Digo retribuindo o abraço.
"Vem, as meninas estão lá no meu quarto te esperando" Diz ela me puxando pela mão.
    Ela literalmente me arrasta para o quarto dela e ao chegar lá vejo Nox, Judy e Alexa sentadas no chão do quarto em círculo.
"Olha quem chegou!" Anuncia Duda.
"Oi Cabelo Verde" Dizem elas em uníssono.
"Vem jogar verdade ou desafio" Pede Nox.
"Então tá" Digo me juntando ao círculo.
"Gire a garrafa" Diz Judy.
    A obedeço e giro a garrafa, Eu para Alexa.
"Verdade ou desafio?" Pergunto para ela que pensa por um tempo.
"Desfio" Responde ela decidida.
"Eu desafio você a ir lá do outro lado da rua e queimar o cabelo de quem passar por você" Digo provocando-a.
"Aceito" Diz ela se levantando.
    Alexa sai da casa e assim como desafiada atravessa a rua seguida por mim, Judy, Duda e Nox.
    Não demora muito para alguém passar por ela, então ela estala os dedos e o cabelo da pessoa começa a queimar, ela começa a rir e em seguida joga três litros de água na cabeça dele.
    Todas nós rimos e corremos de volta para a casa de Duda onde rimos muito.
"Vamos voltar a jogar" Diz Nox rindo.
"Vamos" Concordamos todas e nós vamos até o quarto de Duda e continuamos a jogar era vez de Judy girar a garrafa.
    Judy para mim.
"Verdade ou desafio Branquela?" Pede ela para mim.
"Verdade" Digo decidida.
"Hum...Você gosta do Clint?" Pede ela com um sorrisinho malicioso.
"Oh...Bom, eu não sei...Ele é legal e tals, mas eu realmete não sei" Digo um pouco confusa.
"Huumm" Dizem todas as meninas.
"Que tal você mandar uma mensagem para ele" Sugere Duda.
"Só se você mandar um mensagem para o Nick" Diz Nox.
"Quem é Nick?" Pergunto curiosa.
"Ele é o namorado da Duda" Diz Alexa.
"Ele não é meu namorado! Ele é meu melhor amigo!" Responde Duda irritada.
"Tudo bem, eu mando uma mensagem para Clint, se a Duda mandar uma mensagem para o Nick" Digo rindo.
"Tá bom" Concorda Duda.
    Então ambas pegamos os celulares.
#ConversaOn
Clint – Online
"Oi" 
"Oi, dia agitado?"
"Nah, mesma coisa de sempre"
"Por que você me mandou uma mensagem?"
"Eu estou em uma festa do pijama das meninas e elas me fizeram mandar uma mensagem para você"
"Que bosta" 
"Psé"
"Mas por que para mim?"
"Por nada não"
"Me fala"
"Não"
"Sério que você vai bancar a difícil?" 
"Sim"
"Hehe, que fofa"
"Chato"
"Eu sei, mas você tem planos para amanhã?"
"Não, por que?"
"Porque eu e o Chuck vamos sair amanhã e eu quis te convidar"
"Estou disponivel, que horas?"
"As 15:00"
"Fechado"
"Me encontre na frente do colégio"
"Ok"
"Tchau"
"Tchau"
#ConversaOff
"Pronto, satisfeitas?" Pergunto para as meninas qu dão alguns gritinhos em aprovação.
"Agora deixa a gente ver a conversa!" Ordena Alexa.
"Não"
"Se você não deixar a gente ver eu vou ficar te incomodando a semana inteira!" Provoca Duda.
"Tá bom, foda-se!" Digo entregando o celular para ela.
    Elas se juntam ao redor do me celular e ficam lendo em silêncio até Duda gritar:
"AI MEU DEUS! COMO ASSIM 'ME ENCONTRE NA FRENTE DO COLÉGIO?!" 
"Affs, isso quer dizer que eu vou sair com ele amanhã" Digo revirando os olhos.
"Humm, sei" Diz Alexa com um olhar malicioso.
"Que seja, agora é sua vez Duda" Diz Nox.
"Tá" Diz ela.
    Ela fica um tempo olhando pra seu próprio celular e sorrindo e depois anuncia:
"Pronto"
"Deixa eu ver" Digo pegando o celular de suas mãos.
#ConversaOn
Nick <3 – Online
"Oie"
"Oi Duda, o que foi?"
"Nada eu só queria falar com você"
"Ok, sobre o que você você quer falar?"
"Sei lá, sobre o que você quer falar?"
"Nao sei, sobre você"
"Sério?"
"Sim, você é muito bonitinha"
"Ownt para, falando assim você até parece um amor de pessoa"
"Eu sou um amor de pessoa"
"Hehe, você é mesmo"
"Desculpa, mas eu tenho que ir"
"Sem problemas, tchau"
"Tchau Lobinha"
#ConversaOff
"E ainda quer falar de mim né safada!" Digo para Duda que fica vermelha de vergonha.
"Ei, você também não é santa" Diz ela rindo.
    Nós brincamos, comemos, pulamos e jogamos o resto da noite e quando faltava 2 horas para a aula começar nós fomos dormir, o que não adiantou muito e tivemos de nos arrumar para a escola lutando contra o sono.
    Decido colocar uma blusa roxa, um short branco e um tênis roxo, deixo meus cabelos soltos e faço uma máquiagem básica.
    Depois cada menina pegou seu carro e dirigiu até a escola.
    A aula estava muuuuuito chata, e nós tivemos de evitar o sono, então como o Sr. Spencer resolveu ser gente boa ele nos deu 45 minutos de recreio, mas na verdade ele só fez isso porque ele também estava exausto.
No recreio
    Comprei dois copos de café na cantina da escola porque se não eu juro que eu iria desmaiar.
"Argh, que sono!" Diz Nox que surgiu ao meu lado.
"Pois é, puta que pariu, eu quaaase dormi na aula de matemática" Digo para ela que concorda.
"Vem, vamos lá com as meninas" Diz ela para mim por entre um bocejo.
"Lucy!" Chama Clint que vinha em minha direção.
"Oi, Nox poderia dar licença, eu encontro você depois"
"Com prazer" Diz ela se afastando de nós.
"O que foi?" Pergunto para Clint.
"Nós ainda vamos sair hoje?" Pede ele.
"Sim, por que?" Pergunto curiosa.
"Porque você está morrendo de sono" 
"Eu sei, mas o Chuck também vai?" Pergunto.
"Talvez"
"Ok, eu vou lá com as meninas" Digo sonolenta.
"Te vejo hoje as 15:00?" Pede ele esperançoso.
"Te vejo hoje as 15:00" Digo sorrindo.
    Então eu vou perto das meninas e tomo os dois copos de café, me sinto muito mais 'elétrica' e muito mais disposta, então fico conversando com as meninas até o Sr. Spencer vir chamar a gente.
    A aula passou muito rápida e quando eu escuto o sinal corro para a 'minha' Lamborghini Veneno preta e dirijo o mais rápido possível para casa, ao chegar na mesma eu corro para o meu quarto, ligo meu despertador para as 14:00 e vou dormir.
Pi, pi, pi, pi, pi, piiiii
    Maldito som deste despertador! 
    Mas fazer o que, eu tenho que me arrumar então tomo duas latas de energético e vou me arrumar.
    Eu visto um short jeans branco, uma blusa branca de uma banda de rock qualquer, um All Star branco, algumas pulseiras, um brinco e um grande anel.
    Passo uma máquiagem básica e aliso o meu cabelo deixando o mesmo solto. 
    Quando, depois de muuito tempo decido estar bonita, eu pego as minha chave do carro, mas encontro a minha mãe que pergunta:
"Onde você vai?"
"Vou sair com o Clint"
"Quem é esse Clint?" Pede ela com um sorriso malicioso nos lábios.
"Ele estuda comigo, é só um amigo" Digo para ela que parece me estudar.
"Tudo bem então" Diz ela.
"Valeu, beijos mãe" Digo dando um beijo na bochecha dela e correndo até o 'meu' carro.
    Dirigo até a escola e em frente a mesma encontro Cint, que estava olhando o seu celular despreoupado.
    Ele vestia uma blusa folgada branca, uma calça jeans, um tênis da Nike preto e uma blusa xadrez vermelha presa a sua cintura.
"Oi, cade o Chuck?" Pergunto para ele que sorri com a minha pergunta
"Ele não vem" Responde ele.
"Então o que vamos fazer hoje?" Pergunto curiosa.
"Sabe andar de skate?" Pede ele apontando para dois skates ao lado dele que até então eu não havia reparado.
"Não, me ensina?" Peço com um beicinho em meus lábios.
"Pode ser" Diz ele sorrindo e pegando um skate e colocando no chão "Sobe aí"
    Eu obedeço e quase resbalo e caio do skate.
"Me dá a mão" Diz ele para mim, não hesito em obedecer.
"Eu juro que eu vou cair dessa coisa!" Digo apertando a mão de clint.
"Não vai não" Diz ele me puxando para frente e movendo o skate junto.
    Ele fica me ensinando como andar no skate quase a tarde toda, mas e compensação no final dela eu já consigo andar muito bem no mesmo.
"Viu, você conseguiu e nem caiu do skate" Diz ele sorrindo para ele que pegou o seu próprio skate que até então estava abandonado.
"Vamos dar uma volta?" Pergunto para ele que sorri e sobe em seu skate e diz:
"Claro, mas quem chegar por último no parque é a mulher do padre!" Diz ele pegando impulso e indo em direção ao parque.
"Me espera!" Grito para ele e segindo o mesmo.
    Ao chegar no parque não encontro Clint e me assusto, e fico mais aliviada ao sentir suas maos me puxando para baixo do skate e quase me derrubando.
"Bu!" Diz ele rindo.
"Desgraça!" Digo dando um soquinho no braço dele "Que horas são?"
"17:00" 
"Merda, eu tenho que ir pra casa" Digo emburrada.
"Tá bom" Diz ele chateado "Tchau"
"Tchau" Digo dando um beijo em sua bochecha e correndo até o meu carro.
 


Notas Finais


Gostaram?
Alguma sugestão?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...