História A madrasta do Gray - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Alzack, Angel, Anna Heartfilia, Aquarius, Aries, Bacchus Groh, Bickslow, Bisca Connell, Brandish μ, Briar, Cana Alberona, Câncer, Capricórnio, Chelia Blendy, Elfman Strauss, Erik (Cobra), Erza Scarlet, Eve Tearm, Evergreen, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gildartz, Gray Fullbuster, Hibiki Lates, Ichiya Vandalay Kotobuki, Igneel, Irene Belserion, Jackal, Jellal Fernandes, Jenny Realight, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Kagura Mikazuchi, Karen Lilica, Kyouka, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Leon, Levy McGarden, Libra, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Lyon Vastia, Lyra, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Meredy, Metalicana, Metallicana, Millianna, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Ophiuchus, Orga Nanagear, Personagens Originais, Ren Akatsuki, Rogue Cheney, Rufus Lore, Sayla, Scorpio, Sherry Blendy, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Ur, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Bixanna, Chendy, Elfgreen, Fairy Tail, Gajevy, Gale, Gruvia, Jerza, Lyredy, Miraxus, Nalu, Silvia, Stingyu, Zervis
Visualizações 74
Palavras 1.440
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boaaaa noite pessoas ;-)

Demorei? Gomen... Tenho muita coisa para fazer... Dever de casa, estudar para prova, e etc... Odeio isso.

Enfim, tomara que vocês gostem do capítulo 😍 Esse capitulo promete ❤️ Então...

Boa leitura

Capítulo 43 - Eu amo você


Fanfic / Fanfiction A madrasta do Gray - Capítulo 43 - Eu amo você

Autora On

Enquanto isso em Tóquio.

Levy- Obrigada, Gaje. Por me trazer aqui na minha casa.

Gajeel- De nada, baixinha. Nossa, que apartamento bonitinho.

Levy- Você quis dizer, que apartamento minúsculo, não é?

Gajeel- Bem, o seu apartamento é do tamanho da minha sala de estar. Mas, também é fofinho e aconchegante.

Levy- Pode ser. Enfim, quer entrar?

Gajeel- Eu acho, que os seus pais não vão gostar.

Levy- Bem, minha mãe não mora aqui. E o meu pai está sempre trabalhando. Ou seja, só temos nós dois neste apartamento minúsculo.

Gajeel- Então, só temos nós dois aqui?- à olhou com cara maliciosa.

Levy- Se fizer essa cara de novo, eu vou te expulsar da minha casa.

Gajeel- Ge-he. Só estou brincando, baixinha.

Levy - Acho bom.

Gajeel- Baixinha, aqui tem algo para comer? Estou morrendo de fome.

Levy- Só por que não sou rica como você, não quer dizer que eu não tenho comida.

Gajeel- Não foi isso, que eu quis dizer.

Levy- Eu sei, eu sei. Só estou brincando. Vem, vou fazer pipoca para vermos um filme.

Gajeel- Coloca manteiga na pipoca.

Levy- Gaje, assim vai ficar muito gordurento.

Gajeel- E daí? Fica mais gostoso.

Levy- Tudo bem, vou colocar manteiga.

Gajeel- Yes!

Levy- Mas...

Gajeel- Não gostei deste "mas"

Levy- Mas, só se eu for escolher o filme.

Gajeel- Só se não for de princesinha.

Levy- Eu não ia escolher filme de princesa...

Gajeel- Levy, isso está escrito na sua testa.

Levy- É melhor eu fazer logo a pipoca.

Vinte minutos depois.

Gajeel- Caralho, demorou muito para fazer essa pipoca.

Levy- Se é assim, que você fala comigo. Você vai ficar sem comida.

Gajeel- Ei! Eu tô com fome!

Levy- Problema é seu.

Gajeel- O que posso fazer para você me dá a pipoca?

Levy- Que tal... Você pedir desculpas de joelhos?

Gajeel- Eu não vou fazer isso.

Levy- hmmmm... Isso está muito delicioso. A manteiga deu um sabor muito gostoso na pipoca. Você tinha razão, a manteiga deixa mais gostoso. Gaje, isso foi a sua barriga roncando?

Gajeel- Eu te odeio.

Levy- O que disse?

Gajeel- Eu não acredito, que vou fazer isso... Me desculpe, Levy.- se ajoelhou, e pediu desculpas.

Levy- Agora sim, Gaje. Toma essa pipoca gordurenta.

Gajeel- Hmmmm.... Está deliciosa. Valeu a pena esperar esse tempo todo.

Levy- Gaje, come devagar. Pois, vai acabar a comida antes de começar o filme.

Gajeel- Aí você faz outra.

Levy- Eu não sou sua escrava!

Gajeel- Você não tem senso de humor. Não tem bebida?

Levy- Ai droga! Esqueci de pegar os refrigerantes. Vou lá na cozinha e...

Gajeel- Deixa, que eu pego. Aí você escolhe mais rápido o filme.

Levy- Ok, então. Os refrigerantes estão na geladeira.

Gajeel- Isso já era óbvio.

Levy- Vai logo pegar!

Alguns minutos depois.

Levy- Agora quem demorou para chegar?

Gajeel- Baixinha, eu só estava procurando gelo.

Levy- E eu só estava fazendo pipoca.

Gajeel- Ok, ok, Levy. Você ganhou.

Levy- Eu sempre ganho.

Gajeel- Já escolheu um filme?

Levy- Já escolhi sim. Vai ser esse, Gaje.

Gajeel- Eu não falei, que não ia ser filme de princesa.

Levy- Não é de princesa.

Gajeel- É um filme da Disney. Então, vai ser um filme de princesinha.

Levy- O Hércules não é princesa.

Gajeel- Ele é um príncipe. Vai ser a mesma histórinha chata de sempre.

Levy- Príncipe? Ele é um semi-deus, Gajeel!

Gajeel- Tudo a mesma coisa.

Levy- Vamos fazer um acordo? Nós vemos este filme, e você pode escolher outro. Que tal?

Gajeel- Tudo bem. Acordo feito!

Levy- Menos filme de terror.

Gajeel- Ué? Você não falou para eu escolher outro filme? Então, eu vou escolher outro filme.

Levy- Mas, menos esse tipo de gênero.

Gajeel- Agora sim, eu vou escolher de terror.

Levy- Gajeel!

Gajeel- Ge-he. Vamos logo ver esse tal Harcules.

Levy- É Hércules.

Gajeel- Tanto faz.

Quando acabou o primeiro filme, o Gajeel escolheu mais dois filmes para os dois assistirem. E acabaram de terminar o terceiro filme, que eles assistiram hoje.

Levy- Esse filme é incrível, Gaje.

Gajeel- Eu sabia, que iria gostar. Bem, está na hora de ir.

Levy- Mas, já? Não quer ficar um pouco mais aqui?

Gajeel- Até gostaria de ficar com você. Só que está ficando tarde, e preciso ir embora.

Levy-...

Gajeel- Por que você não vem para a república comigo?

Levy- Eu prometi para o meu pai, que eu cuidaria da nossa casa hoje.

Gajeel- Entendo. Bem, eu tenho que ir, baixinha. Até amanh...

Levy- Por favor, Gaje... Não me deixe sozinha...- começou a chorar.

Gajeel- Levy?!

Levy- Quando meu pai me pede para tomar conta da casa, eu sempre chamo a Lucy para passar a noite comigo. Mas... Ela não está aqui... Ela sumiu sem deixar rastros. Estou sozinha... Eu odeio ficar sozinha.

Gajeel- Ei, não chore por isso. À Lucy vai voltar, eu já não te disse?

Levy- Eu sei... Só que...

Gajeel- Só que nada! À Lucy vai voltar e pronto.

Levy- Gaje...

Gajeel- E você não está sozinha. Está comigo.

Levy- Obrigada por estar sempre comigo.

Gajeel- Isso é um prazer enorme. 

Levy- Gaje... Eu posso fazer uma coisa?

Gajeel- Depende do que você vai faz...hmmmmm.- Levy o beijou.

Levy- Gostou?

Gajeel- Eu adorei! - começaram um novo beijo. Mas desta vez, um beijo feroz.

Levy jogou os seus braços em seu pescoço lhe beijando com vontade, e o Gajeel estava na mesma intensidade. Ele colocou as suas pernas entrelaçadas no seu quadril, indo em direção para algum quarto.

Gajeel- Levy... Onde fica o seu quarto?- disse, e ao mesmo tempo à beijava.

Levy- Fica ali...- Nem sabia o que estava dizendo, só estava aproveitando momento.

Gajeel- Hmmmm... Você está com gosto de pipoca com manteiga.

Levy- E você está com gosto de Coca-Cola...Hummmmm...

Os dois estavam se beijando, e ao mesmo tempo, eles ficavam tirando suas peças de roupas. O Gajeel à segura no colo, quando os dois tropeçaram e caíram no chão quase nus, Levy gargalhando do ocorrido enquanto ele se sentia horrível por ter tropeçado na própria calça. Quando eles entraram no quarto da Levy, os dois só estavam com roupas íntimas, só que...

Gajeel- O que foi, baixinha?

Levy- É que é a minha primeira vez. Então...

Gajeel- Nossa, Levy. Me desculpa, eu estou apressando muito as coisas. Sei que não está preparada e...

Levy- Na verdade, eu estou preparada. Mas, queria que a minha primeira vez fosse especial.

Gajeel- Levy, saia do quarto. 

Levy- Hã? Por que?

Gajeel- Só saia.

Levy- Está bem... Ei! O que está colocando nos meus olhos?

Gajeel- Estou colocando uma venda.

Levy- Por que?

Gajeel- Depois você irá entender.

Levy- Mas, aonde você vai?

Gajeel- Eu já voltou, baixinha. E não saia daí e também não tire a venda.

Uns dez minutos depois.

Gajeel- Já pode tirar a venda.

Levy- Gaje, para que tudo isso? E por que demorou tanto?

Gajeel- Vai no seu quarto, e veja com seus próprios olhos.

Levy- Gaje, o que está... Uau!

O seu quarto estava todo escuro, mas com varias velas acesas. Com lindos lençois e pétalas de rosas na sua cama box. E até tinha champanhe.

Gajeel- Você gostou?

Levy- Eu... Eu nem sei o que disser... Mas, como você arrumou tudo isso? Onde vocês arrumou todas essas velas? E esses lençois com pétalas de rosas? E o champanhe?

Gajeel- Isso não importa, baixinha. O que importa é se você gostou. Então, gostou?

Levy- Eu amei!

Gajeel- Tem certeza, que quer fazer isso?

Levy- Gaje, com você, eu faço tudo. Eu confio em você, eu quero você dentro de mim, eu te desejo muito. Pois, eu amo você.

Gajeel- Eu penso a mesma coisa, que você. E eu tambem te amo, baixinha.- começaram um beijo apaixonado e carinhoso.

Os dois ficaram horas naquele quarto fazendo amor, e também tomando champanhe. Até que já era muito tarde e o Gajeel tinha que ir embora. Eles se despediram com um beijão, e foi assim, que o Redfox saiu do apartamento da McGarden. Porém, uns minutos depois a companhia toca.

Levy- Ué? Será que o Gajeel esqueceu algo? Gajeel o que...

Levy- Lucy? 

Lucy- Oi... Levy-Chan.

Levy- Lucy! Ai, meu Deus, Lucy-Chan! Você voltou!- deu um abraço enorme na sua amiga.

Lucy- Levy-Chan...

Levy- Lucy-Chan, que saudades de você! Senti tanto a sua falta, você não faz ideia! Lucy-Chan! 

Lucy- Levy-Chan...

Levy- Espera... Onde você estava? Com quem estava? Estava com Loki? Também estava com Karen? por que começou a morar na casa do Loki por um tempo? Por que sumiu assim? Por que está tão estranha? Por que desapareceu praticamente um mês? Por que, Lucy?

Lucy-...

Levy- Lucy, fale algo!

Lucy- Levy-Chan, pare com essas perguntas... Por favor.- agora, que a baixinha percebeu, que sua amiga estava chorando.

Levy- Ai, meu Deus. O que aconteceu? Qual é o problema? Por que está chorando?Fala para mim.

Lucy- Eu não posso.

Levy- Claro que pode.

Lucy- Não. Não, Levy-Chan. Essa é a única coisa, que eu não posso contar para ninguém.

Levy- Eu não sou qualquer pessoa. Sou eu. Você pode me contar tudo.

Lucy- Não, eu não posso. Senão você vai se envolver. E você não pode se envolver.

Levy- Do que você está falando. Você está me assustando. 

Lucy-...Snif.

Levy- Ei, nós somos irmãs. Somos uma família, a sua dor é a minha dor. Nada que você me diga vai me afastar de você.

Lucy-...

Levy- Eu amo você. 

Lucy- ....

Levy- Você é a minha melhor amiga, e minha irmã.

Lucy- Snif...

Levy- O que foi?

Lucy-... Eu matei o Loki...

Levy- ...


Notas Finais


A Lucy voltou com uma bomba bem grande, não é gente? A LUCY MATOU O LOKI? COMO ASSIM, AUTORA? EU NÃO ESTOU ACREDITANDO NISSO! Á LUCY? 😱😱😱😱

Bem, o que acharam do capítulo? Gostaram? O que acharam da surpresa que guardei para vocês? Quais são as suas opiniões sobre a Lucy ter matado o Loki? Comentem nos comentários.

OBS: Só uma pequena observação, o título "eu amo você" foi para a Lucy, e não para o Gajeel. Só queria confundir vocês.

Até logo 🤗


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...