História A mae do meu Melhor Amigo - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Chanyeol, D.O, Kai, Personagens Originais, Xiumin
Tags Amigos, Amor Platonico, Star Porn, Traição
Exibições 59
Palavras 2.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Surto Mental


Fanfic / Fanfiction A mae do meu Melhor Amigo - Capítulo 7 - Surto Mental

-So mais uma vez – disse Jimin me puxando.

-Não estou em forma – tagarelei ainda correndo atrás da mulher que tinha muita disposição.

-E claro que não, você so fica em casa vendo documentários, tem que sair mais – Jimin também tagarelava;

-Eu saiu – a mesma ergueu a sobrancelha – Às vezes... ok? Mas fazer exercícios não e a mesma coisa – disse enquanto parava para tomar um pouco de agua.

-Me de um pouco – falou Jimin puxando a garrafa das minhas mãos – Oh... – a mesma ficava abrindo e fechando a boca enquanto encarava o outro lado da rua.

-Que foi... – encarei o outro lado da rua, e quase tive um surto, não pode ser...

O homem de moletom cinza ao lado de...

-Aquele ali e o pai do Kai? – Jimin mordeu os lábios, eu sabia o que ela estava pensando safada...

-Aham – disfarcei já que os dois estavam vindo em nossa direção.

-Jimin e Angelina – sorriu o homem, aquele sorriso que você precisa ser forte, todas nos sabemos que ele sempre foi bonito, mas parece que quanto mais velho melhor fica, como vinho.

-Suho –Jimin sorriu fraco – A gente nem te reconheceu – disse a mesma me dando um tapinha no ombro.

-Aham – concordei forçadamente.

-Voces estão bem Nunas? – Jong In perguntava mais para mim do que pra Jimin.

-Eu estou ótima – Disse Jimin dando uma viradinha, e ate que a mesma estava bem enforma.

-E... Eu também, a gente ta correndo, vocês vao... correr? – perguntei.

-Ahn na verdade a gente ia tomar um café – Suho sorriu – Voces querem? – perguntou.

-Hmm E claro – Jimin sorriu saliente, o que estava acontecendo com a minha amiga LEAL ao seu marido – E mas cade sua mae? – Jimin disfarçou já que Kai a encarava meio serio.

-Ela não quis vir, preferiu cuidar das coisas em casa – Respondeu Suho – Mas cade Xiumin e Park? – perguntou enquanto caminhávamos ate uma cafeteria do outro lado.

-Seok está trabalhando – respondi.

-Park como sempre viajando – Jimin dizia enquanto sentávamo-nos à mesa e pedíamos nosso café.

-Estou curioso para ver meus amigos – Suho dizia, ele era um charme – Estava com tanta saudade do meu filho, ele esta tao grande, certo? – Suho sorria orgulhoso do critino do filho.

-Jong In e um garoto muito bonito – Jimin sorria – E bem educado.

Concordei enquanto tomava o café.

-Mae? – Kyungsoo erguia a sobrancelha, o mesmo segurava a mao de uma garota, bonitinha – Essa e a Yoona – apresentou a menina que se curvou gentilmente.

-Ah... prazer – a cumprimentei tentando ser mais amigável possível.

-Kyungsoo – Suho se levantando para cumprimentar o garoto – Voce está tao bonito e grande – sorriu.

-E... Eu to? – Kyungsoo coçava a nuca sem graça – A gente vai sentar em outra mesa, ta tudo bem? – me encarou.

-E claro que ta – falei como uma manhezona.

P.O.V KYUNGSOO

-Voce acha que ela gostou de mim? – Yoona perguntava enquanto nos sentávamos um pouco longe.

- Isso importa? Você devia se importar se eu gosto de você – sorri.

-Mas ela e sua mae, se ela não gostar de mim, não terei chance – sorriu fraco segurando minha mão.

Eu me sentia um pouco culpado por estar usando Yoona dessa forma, mas era a única maneira para eu superar.

-Certo, perguntarei o que ela achou de você, ta bom assim? – ergui a sobrancelha.

-Voce gosta... de mim? – perguntou

-E claro – fui o mais convincente possível – Você e uma garota legal.

-Aigoo, aquele e o pai do Kai? – perguntou

-Por quê? – encarei o homem que sorria enquanto tomava chá.

-Ele parece um pouco bonito – Yoona corou.

-Voce o achou bonito? Devo chamar ele aqui pra tomar café com você? – fingi me levantar.

-D.O! não... ele e bonito, mas prefiro você – sorriu envergonhada.

O seu jeito era fofo.

-Ele e casado, e melhor preferir a mim mesmo – brinquei.

P.O.V KAI

Era impressão minha ou Jimin estava se oferecendo livremente para meu pai.

-Onde Chanyeol está? – perguntei para a mulher.

-Estudando com uma amiga – Jimin respondeu.

-Estudando? – Suho ergueu a sobrancelha e sorriu malicioso – Eu estudei bastante assim, Kyungsoo também estudo com aquela garota? – perguntou para Angelina que quase se engasgou, a mulher arregalou os olhos e encarou o casal que sorriam um para outro,

-E claro que NÃO – disse super protetora – Ele não estuda com ninguém.

-Temos uma mae super protetora aqui? – Suho brincou.

-Claro que não, eu sou liberal – deu de ombros.

-Não minta pra mim Watson – Suho segurou a mao da mulher, me causando ciúmes, meu pai estava flertando com minha Nuna na minha frente?

-Não estou mentindo – deu um tapinha na mao do homem.

-Temos que ir, certo? – Jimin levantou.

-Temos! Tchau garotos – Angelina e Jimin se despediam deixando nos dois sozinhos.

-Entao o que você quer comer? – Perguntou Suho.

Sinceramente? Angelina, você pode Pedir esse prato pra mim, seu velho tarado?

-Não estou com fome – respondi.

-Pensei que estivesse – sorriu.

-E eu perdi – fui seco.

-Aconteceu alguma coisa? – Suho perguntou.

-Não pai – forcei um sorriso.

-Entao todos tem uma garota menos você? – Suho dizia enquanto voltamos para casa de a pé.

-Eu tenho uma garota – falei coçando a cabeça – Na verdade todo dia eu tenho uma diferente.

-Meu filho e um homem incansável? – brincou.

-Talvez – sorri.

P.O.V WATSON.

-Como estou? – Xiumin se encarava no espelho, para ele era quase uma obrigação ser o mais elegante quando Suho estava.

-Desde quando você liga pra aparência? – ergui a sobrancelha o abraçando por trás.

-So quero parecer um marido bonito pra você – brincou.

-E você é, o mais bonito dos maridos – sussurrei em seu ouvido.

-Voce não acha que Sohyun e a mais sortuda por se casar com Suho? – me encarou.

-Que? – Ergui a sobrancelha – A mais sortuda sou eu, por ter um marido como você – mordi os lábios desabotoando sua camiseta.

Estava com muita sede de meu marido.

-Não podemos nos atrasar – tirou minhas mãos e abotoou sua camiseta.

-Não se pressione tanto, ele e apenas o Suho – disse.

-Um bom empresário – Seok completou.

-E você não é? Desde quando não tem confiança assim Xiumin – achei engraçado ver o desespero de meu marido.

-Tudo bem, eu não sou o marido mais bonito, mas tenho a esposa mais bonita, e isso que importa? – brincou.

-Contanto que se sinta bem, e isso que importa – me levantei.

Segui para o quarto de Kyungsoo o vendo encima da garota quase tirando suas roupas, os dois reprimiam os gemidos, como adolescentes fazem.

Forcei uma tosse.

-Ma...Mae – o garoto ajeitava sua camiseta, e a garota se escondia.

-Estamos prontos, você não vai? – perguntei

-Não! Eu vou ficar – Kyungsoo coçava a cabeça.

Eles vao transar bastante, OK você tem que se preocupar VOCE não conhece ela, mas você também não e uma mae chata, certo? Seja o mais natural possível.

-Tá bom! – sorri – Oi Yoona – dei um tchauzinho – Olha, usem camisinha e não sujem muitos lençóis, prometo... prometo voltar tarde – fechei a porta.

P.O.V KYUNGSOO

Eu e Yoona nos encaramos enquanto segurávamos o riso.

-Ela esta mandando a gente transar? – sussurrou Yoona.

-Eu acho que sim – sorri voltando beijar a garota.

P.O.V XIUMIN

Encarei a mulher que estava tremendo enquanto descia as escadas.

-O que foi Kyungsoo não vem? – perguntei

-Na verdade...Ele ta ocupado – respondeu.

-Ocupado? – perguntei

-Tem uma garota no quarto dele – sussurrou a mulher.

-Ah Angel – coloquei as mãos na cabeça – Pensei... Tudo bem, vamos – falei puxando a mulher.

Enquanto eu dirigia a mesma não parava de rir.

- Eu disse “usem camisinha e não sujem muitos lençóis” – gargalhou me fazendo rir também.

-Voce disse isso? Voce não disse isso – gargalhei.

-Eu disse isso – sorriu

-Ta tudo bem, eu queria que o seu pai fosse assim também, mas ele não era – brinquei.

-Eu sou uma garota você queria o que, to com vergonha de ver aquela menina de novo – colocou as mãos na cabeça.

-Acho que você vai ver ela bastante – sorri enquanto estacionava no Karaokê.

-Eu também acho – descíamos do carro, a mesma ajeitou minha gravata antes de entrarmos.

-Voces chegaram – Sohyun nos cumprimentavam, não como uma virgem maria mas como uma Vadia que transou a noite inteira.

-WOW você tá... Ta diferente – Angelina elogiava a mulher.

-E vocês estão lindos – nos elogiou também – Cade o D.O?

-Ahn – angelina suspirou – Esta em casa.

-Fazendo o que? – Sohyun estranhou já que o mesmo nunca faltava essas festas.

-Molhando lençóis – gargalhei enquanto Angelina me dava um tapa.

-Ele ta brincando, o D.O ta estudando, SOZINHO! – sorriu.

P.O.V KAI

-Sinto falta dele – Chanyeol choramingava.

-Cara e melhor você superar – disse enquanto nos serviam suco.

-Estou sofrendo e nem posso ficar bêbado – Chanyeol bebia o suco.

-Voce sem beber já e um saco, imagina bêbado – sorri.

-O que eu faço pra conquistar ele de novo? – perguntou

-Cara deixa o D.O em paz, supera ele já superou você quem deu um pé na bunda dele, basta sofrer e encontrar alguém – encarei o garoto.

-Ta brincando né? Você era quem mais apoiava gente – Chanyeol dizia

-Eu nunca apoiei vocês não cara, o destino não quer que vocês fiquem juntos, agora supera, ele não ta pensando em você antes de dormir, e nem esperando suas mensagens – gargalhei de ver a cara de choramingo do garoto – To zuando cara, mas o destino não quer mesmo não.

-Voce e um homem mal Jong In, MUITO MAL – gritava Chanyeol enquanto eu me afastava;

Lá estava minha Nuna como sempre sexy, ela usava vestido com frequência... E eu adorava isso, bebia o vinho enquanto escutava alguma historia engraçada de Park.

-Jong In venha aqui – Suho me chamava Xiumin também estava lá.

-Sim? – perguntei enquanto me aproximei.

-Vamos ter conversas de homem, sente aqui conosco – falou enquanto eu me ajeitava em uma cadeira.

-Negocios? – Xiumin perguntava

-Claro que não – Suho sorriu – Mulheres.

-Lembra-se daquela secretaria russa? Ela realmente era muito boa – comentou Xiumin tomando Uísque.

-Voce e ela? Ta brincando – Suho sorriu como se aquilo fosse engraçado, trair minha nuna você algo legal – Ela era um mulherão.

-Realmente, um mulherão – Xiumin fechou os olhos.

Eu posso vomitar na cara dele?

-No Canadá – Suho dizia cauteloso – Voce não vai contar pra ninguém, certo? – me encarou.

-Claro que não pai – respondi.

-Conheci uma policial, ela era uma delicia Seok, você tinha que sentir ela – Suho balançava a cabeça enquanto mordia os lábios, quase gozando so de lembrar, lembrar que traiu a minha mae.

Meu coração estava acelerando constantemente, eu estava nervoso com aqueles estúpidos, estava nervoso por Angelina se culpar quando nos transamos, e por minha mae chorar de saudade desse homem que eu chamava de Pai.

-Isso não e segredo de amigos? Porque eu estou aqui escutando isso? – forcei um sorriso.

-Porque você e meu filho, e nos confiamos em você – Suho me deu um abraço – Vou dizer uma coisa Seok , você e um homem sortudo.

-E por quê? – Xiumin bebericava sua cerveja.

-Voce tem a mulher mais bonita de todos nos – todos nos elevamos o olhar para Nuna que sorria com Park.

-Voce acha que Park esta tentando seduzi-la? – Xiumin ergueu a sobrancelha.

-Eu não acho, Park não e esse tipo de homem, eles são apenas amigos – respondi.

-Se meu filho diz – Suho deu de ombros.

-Preciso me levantar – disse saindo da mesa e subindo as escadas para o banheiro, Lá estava minha mae retocando a maquiagem, esperando que Suho a elogiasse, mas ele não iria fazer isso porque esta ocupado demais falando sobre as transas que teve no exterior.

-Jong In como estou? – perguntou

-Você ta linda mãe – falei. Segurei as lagrimas e a dignidade ali, eu queria chorar e dizer “ELE E UM SAFADO como uma menininha, mas ela estava feliz.

-Obrigado querido – sorriu descendo as escadas.

P.O.V Sra. Watson;

-Querida venha aqui – gritou Seok. Levantei-me indo ate meu marido que sorria atoa.

-Voce quer alguma coisa? – perguntei fazendo um coque no cabelo.

-Quero você – me roubou um beijo.

-Querido –o empurrei ele estava bêbado.

-A, por favor, não se preocupe comigo – Suho sorriu.

-Vamos pra casa molhar os lençóis? – Seok gargalhou.

-Isso e desnecessário – o ignorei saindo de lá.

-Aconteceu alguma coisa? – Park perguntou.

-Xiumin esta bêbado, sendo idiota – disse subindo as escadas – Vou lavar o meu rosto.

Era algum destino sempre encontrar com Jong In no banheiro? Dessa vez o garoto estava chorando, podia ate ser alguma de suas armadilhas do “Tira daqui se você quiser sair”, mas eu mesmo assim cai propositalmente.

-Jong In? Por você ta chorando? – me sentei do seu lado.

-Não estou chorando Nuna – limpou as lagrimas evitando me olhar.

-Entao porque ta aqui sozinho? Porque não ta com seu pai? – perguntei

-Eu gosto de ficar sozinhos às vezes – comentou.

-Ta mentindo, você não gosta de ficar sozinho, Jong In você e um garoto exibido gosta de atenção – falei.

-Desde quando você me conhece tao bem Nuna? – sorriu fraco.

-Desde muito tempo, porque esta assim? – insisti

-Voce ama o Xiumin, certo? – perguntou me encarando serio.

-Ah serio, isso? – quase me levantei.

-So estou perguntando, não custa você responder – deu de ombros.

-Já disse que sim, já disse também pra esquecer aquilo – falei.

-Quem parece não conseguir esquecer aqui e você – Kai ergueu a sobrancelha enquanto se levantava.

-Mas eu já me esqueci – me levantei

-Do que você se esqueceu? – segurou meu pulso.

-Do que eu não lembro mais – tentei faze-lo soltar.

-Estou bravo – sussurrou.

-E eu quem fui à culpada?

-Você tem uma certa porcentagem nisso – mordeu os lábios.

-Voce também me deixa estressada.

-Ah deixo? – sorriu – Pensei que tinha esquecido.

-Isso e algum jogo pra você?

-E pra você? – perguntou

-Não, definitivamente não – respondi – Não gosto de ser seduzida.

-Ooh entao eu estou te seduzindo? – brincou

Mas que merda, hein, esse filha da puta bonito, pivete bastardo.

Virei as costas para o garoto.

-Nuna? – chamou-me, virei-me encarando o garoto – Se amasse mesmo seu marido, não teria me buscado no colégio, se isso e um jogo, quem mesmo esta ganhando? – perguntou

P.O.V KAI

O que eu posso fazer? Ser mais filha da Puta que os dois juntos, eu definitivamente devo ser.

Angelina me deixou ali parado, e claro que pensando sobre isso, eu sabia que Nuna pensava sobre mim.

Voltei a me sentar no chão, tentando reprimir minha raiva. – VOU PRA CASA; Levantei me descendo as escadas, sem despedir de ninguém.

-Jong in? – Jimin segurou meu braço – Voce viu sua mae?

-Hum, não – respondi voltando ao meu caminho, o estacionamento, iria com meu próprio carro, pelo menos aquele velho serve pra alguma coisa.

O estacionamento estava vazio, mas algo me incomodava, um barulho reprimido, como uma respiração afobada. Abaixei-me e um pouco na frente havia dois pares de pés, resolvi ficar em silencio e me aproximar para ver quem são os Safadenhos...

Sabe aquele surto mental? Que você so consegue ficar parado olhando uma situação que te incomoda? Essa era minha posição enquanto eu via Xiumin e Minha mae aos beijos, na maior falta de vergonha, Sohyun merecia mesmo ser traída, já que a mesma não respeitava nem o casamento da própria amiga. Escondi-me quando os dois já estavam saindo de la, SURTO MENTAL, SURTO MENTAL, SURTO MENTAL.

Abri o carro e liguei a radio, eu não tinha condições para voltar pra casa, não agora, o mais frustrante e que eu não poderia ligar para Kyungsoo e dizer “ D.O minha mae e seu pai estavam quase transando no estacionamento, e eu estou comendo a sua mae” Eu também sou um filho da puta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...