História A mãe do meu melhor amigo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Tags Drama, Romantico
Visualizações 11
Palavras 1.089
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capitulo 2


            Beatriz Butler Pov

Eu estava assistindo TV,na sala e me lembrei de hoje cedo,eu confesso que aquele selinho que dei no Justin está ainda na minha cabeça,é muito estranho isso por que ele é amigo do meu filho e isso seria muito estranho,mas como já sou de maior sei tomar minhas próprias decisões,eu estava tão entretida nos meus pensamentos que nem percebi Ryan sentar ao meu lado.O olhei e ele deitou em meu colo,eu comecei a fazer carinho nos cabelos dele,quando eu era adolescente eu gostava de um garoto,ele também gostava de mim eu acho,agente se ralociono até que quando eu estava com meus 16 anos eu descobri estar grávida,eu chorei de tristeza e de felicidade,saber que estar grávida aos 16 anos não é fácil,perdi metade de minha adolescência,mais o pior de tudo é saber que ele me abandonou,aí eu quase tive um treco,mais tinha que me manter forte pelo meu bebê,minha família me apoiou,sou eternamente grata a minha mãe que sempre esteve comigo,olho para baixo e vejo Ryan dormindo,apesar dele crescer muito rápido,ele continua sendo meu bebe,eu o amo e sempre vou amar,ele é o único que me entende,ele sabe da minha história nunca o escondi nada,sempre que choro ou estou pra baixo,ele vem até mim e me anima por isso o amo,dei um beijo em sua testa,e continuei fazendo carinho nele,nesses pensamentos eu comecei a  chorar baixinho pra não acorda-lo,eu passei por muitas coisas na minha gravidez foi difícil e saber que Ryan não cresceu ao lado de um figura masculina me parte o coração,eu só queria dar para ele tudo que ele merece.

-Mãe?por que tá chorando?-Ryan se levanta e se ajoelha na minha frente,limpando minhas lágrima.

-Me desculpe filho.-Ele não entendeu mas mesmo assim ele me abraçou.-Me desculpe,por voce não ter um pai,por sempre ser cuidado por mulheres.Mas saiba que te amo.

-Haaaa mãe,não precisa chorar por isso,eu te amo,pode ter certeza disso,nuca mais fale isso tá bom,eu não preciso de um pai pra saber que sou amado,se você está ao meu lado,então está tudo bem,agora pare de chorar,limpe essas lágrimas,eu vou ficar com você o resto do dia.-Limpo minhas lágrimas e dou um sorriso pra ele.

-Eu te amo.

-Eu também te amo mãe.-Ele me abraça forte.

Do nada a campainha toca,o olho estranho e ele da de ombros indo atender à porta.Vejo que é Justin,FUDEU,com que cara vou olhar pra ele agora?,eu não posso fingir que nada aconteceu,mas não vou entrar nesse assunto.Vejo ele se sentando no sofá,e Ryan subiu as escadas,Justin olha pra mim e da um sorriso e eu retribuo.Logo ele desmancha o sorriso perfeito dele.

-Voce estava chorando?-Justin pergunta preucupado,ele vem em minha direção e senta ao meu lado me encarando,cadê o Ryan nessas horas?

-Haaa... não,eu não estava chorando... É que acordei agora.

-Entao tá,mas qualquer coisa estou aqui pode conta comigo.-Ele fala colocando suas duas mãos ao redor de minha cabeça eu só confirmo.

-Justin vem vamos pro meu quarto.-Ryan fala já No topo da escada.Justin me olha e DO NADA ele me dá um selinho só que dessa vez mais demorado,coloco minhas mãos ao redor de seu pescoço,e o que era pra ser um selinho se tornou um beijo,ele pediu passagem com a língua e eu cedi,nossas línguas pareciam que estavam travando uma guerra,o sabor dos lábios dele eram deliciosos,mais tudo que é bom dura pouco,logo tivemos que nos afastar,ele da um sorriso,me rouba um selinho e sai correndo pro quarto do Ryan,MEU DEUS,que beijo foi esse?uau.

              Justin Bieber Pov

Eu conseguiiiii,pela primeira vez eu a beijei de verdade,e eu amei,falando a verdade eu vim na casa do Ryan só pra ver ela,mas quando a vi com cara de choro logo fiquei preocupado,Ryan sempre me contou quando Bea chora,ela meio que se culpa por Ryan não ter um pai,mas não é culpa dela,é culpa do cretino,quem largaria uma pessoa como ela tão linda,meiga,divertida,e ao mesmo tempo mandona,ela é perfeita,e depois desse beijo comprovou tudo... eu a amo,mas não tenho coragem de dizer,e por mim repetiria esse beijo milhares de vezes.

Estavamos no quarto do Ryan,ele está me contando que Bea chorou de novo,por mim eu a guardava dentro de um potinho e protegeria de todo o mau que tem.

-Sabe cara,eu amo minha mãe,e se eu não tenho um pai,não é culpa dela,é minha culpa.

-Oque,claro que não,não é culpa de ninguém.-,ele tá ficando doido?

-Claro que é,se eu não tivesse nascido talvez minha mãe agora,estaria com o futuro formado,e não com um filho.

-Ryan,cala boca tá bom,não é culpa da Bea e muito menos sua,é tudo culpa do cretino do seu "pai" ele não merece ela como namorada e muito menos você como filho,sua mãe é a mulher que todo cara deseja ter,e você é um amigo que todos queriam ter,então para de ficar se lamentando tá bom,apesar disso soar meio gay,eu não suporto ver você pra baixo.

-Que filosófico,mas mudando de assunto, você acha que eu não vi você beijando minha mãe?-Agora fudeu geral.

-Haaaa,não foi nada.

-Cara não sei como não te espulsei de casa ainda,já te falei não quero que meu melhor amigo vire namorado da minha mãe.

-Cara,me desculpe prometo não fazer mais isso.-Falei mais eu estava com os dedos cruzados.

-Ta bom.

Nós,começamos a jogar um jogo de corrida,no quarto dele,logo vejo a porta sendo aberta,e por ela Bea entra.

-A comida está na mesa.-Ela fala e sai.Descemos e começamos a comer,estava uma delicia,terminado de comer Ryan foi para o quarto,nem pra ajudar Bea.

-Deixa que eu te ajudo.

-Nao precisa Justin,pode ir deixa que eu limpo.

-Eu insisto.

-Ta bem.-Lavamos a louça,guardamos,Bea terminou e foi pra sala,e eu a segui me sentei ao seu lado.

-Bom eu  já vou.

-Nao vai avisar o Ryan?

-Nao,do jeito que ele é já deve ter dormido.

-Hahaha,tão tá,eu te levo até a porta.

Fomos até a porta eu estava quase saindo,quando me virei bruscamente,e a beijei,nossos lábios se tocaram e percorreu um choque em meu corpo,nossa línguas se enrroscavam,nosso encaixe era perfeito,desci minhas mãos para sua cintura a pertando e prensando seu corpo no meu,ela colocou seus braços em volta do meu pescoço,o ar nos faltou e terminamos o beijo com selinhos.

-Boa noite.-Eu falo a dando um selinho novamente.

-Boa noite.-Ela falou me dando um outro selinho.Me afastei indo em direção à casa da frente,acenei pra ela,que jogou um beijo no ar e sorriu.Entrei dentro de casa,fui pro meu quarto tomei um banho,me deitei pensei nesses beijos que estou dando nela desde ontem e está sendo perfeito,e com esses pensamentos acabei dormindo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...