História A Máfia Uchiha - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Kankuro, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara
Tags Irukaka, Leegaa, Naruto, Sasunaru, Yaoi
Exibições 273
Palavras 4.141
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Nove


A Máfia Uchiha

Nove

*Sasuke*

Meus joelhos foram de encontro ao chão quase que imediatamente quando Itachi falou. Mentira, eu só fiquei paralisado mesmo. É, eu estou na ótima companhia do meu irmão, ou seja, estou no hospital. Nunca gostei de hospitais, quer dizer, odeio, mas daí meu caro amigo, você pergunta o que diabos eu estou fazendo aqui então.

Meu amigo, eu te respondo. Itachi me ligara milhares de vezes hoje de manhã e ontem de noite, mandara milhões de mensagens e isso significava que ele estaria muito puto comigo agora. Eu tinha a desculpa perfeita, estava até ansioso para ver se Itachi caía nessa, mas nem tive a oportunidade de contar a minha mentira genial. Oras, eu tenho motivos, quem vai mentir para seu irmão mais velho quando ele está parecendo um esqueleto, encarando o vazio com uma foto em que estava junto de Deidara, Sasori e Shishui em mãos?

Além do mais, se for pouco, ainda tinha a bomba.

Um certo loiro oxigenado morreu. Deidara morreu.

É incrível pensar que um teimoso de carteirinha e impulsivo teria deixado a morte lhe levar sem nenhuma resistência. Bom, ele deve ter resistido, o Deidara que eu conheço não morreria antes que sua explosão fosse reconhecida como arte -uma grande baboseira na minha opinião.

E é estranho imaginar a Barbie Oxigenada e Retardada que fazia mini-bombas de açúcar e qualquer doidera por aí, que matava o professor de química com cada experiência, que eu acho -acho não, tenho certeza- que ama o Sasori -outro retardado, por sinal- está morta. Bom, tudo é possível, não é? Ninguém imaginava que eu gostasse do Naruto e ele de mim a não ser Itachi e outros por aí.

-Sério Itachi, você parece um defunto! - exclamo tentando botar comida naquele ser teimoso - É o Deidara? Cara, a Barbie está muito feliz lá em cima, ela morreu numa explosão e sua arte vai ser reconhecida. E a Barbie não quer você triste assim, se não vai pensar que é recalque, então come logo essa porcaria!

Itachi então, ficou me encarando, refletindo as minhas palavras.

-Que foi? Minha beleza é tanta que não pode ficar sem olhar pra mim? - debocho - Agora come logo se não o morto vai ser você.

Ele assentiu, do nada agarrou o sanduíche das minhas mãos e começou a comer vorazmente, devorando como se não tivesse um amanhã. Me assustei, óbvio, pra quem relutava em comer agora é como um leão comendo uma presa. Foi questão de segundos para terminar de comer e comprar mais um, para meu espanto. Itachi não come faz quanto tempo? Nossa senhora, e olha que eu nem vi o Shishui ainda, que deve estar bem abalado. Ou não.

O próprio em pessoa acabou de cruzar a porta da lanchonete e ele estava aparentemente muito bem. Claro, as olheiras eram profundas pela falta de sono, mas ele não parecia um esqueleto que não comia faz um milhão de anos.

-Ah, você está aí 'Tachi - disse se aproximando - Oi Sasuke. Já sabe do Deidara?

-Aham - quando me dei conta, meu irmão estava no quarto sanduíche - Meu Deus, Itachi! Você estava com tanta fome assim e ainda teimava em não comer?!

Como resposta ganhei um "Hn" e revirei os olhos ao ver minha marca registrada ser plagiada. Mas devo admitir, pro Itachi me responder com um "Hn" é que ele tá com muita fome, e quando digo isso quer dizer muita, MUITA fome.

-'Tachi, eu já não tinha te mandado ir comer? - Shishui perguntou

Não me leve a mal, mas é engraçado quando o Shishui age assim, tipo, tecnicamente o Itachi manda em mim -e eu to pouco me danando, óbvio- e é engraçado ver outra pessoa mandando nele.

-Se você não sabe, eu estava com Deidara.

E isso deu uma alteradinha em Shishui. Ah, quem eu quero enganar? Deu uma alteradona nele.

-Meu Deus Itachi, cai na real, o Deidara não iria querer ver você com essa cara de defunto, na realidade ele nem dá, quer dizer, dava bola para você, então por que é que você foi atrás dele sabendo que a Barbie o enxotaria se estivesse em sã consciência? Por que vai lá perder tempo?

Oh meu Deus, cara, isso foi ciúmes? Caramba, pega a pipoca que Shishui com ciúmes do meu irmão é raríssimo.

Eita, só agora percebi que além de gay, isso é incesto...

... que se dane vai, vou aproveitar o espetáculo.

Itachi estava pasmo com o que Shishui dissera, com direito a boca meio entreaberta e olhos levemente arregalados. Ué, não é todo dia que seu primo fica com ciúmes. Shishui então, percebendo que acabara de ter um ataque de ciúmes, virou as costas e com todo o auto-controle Uchiha que existe, saiu andando, não correndo. E eu comecei a rir. Simplesmente rir, e o meu riso despertou Itachi da incredulidade.

-Meu Deus, Sasuke está rindo, estou vivo? - debochou

-Hn - respondi controlando as risadas.

-Parece que o Naruto é milagroso, hein?

-Cale a boca e vai lá com o Shishui -retruquei pegando meu celular e engasgando com as milhares de ligações perdidas e mensagens enviadas a mim, todas de Naruto.

Disco o número dele e imediatamente sou atendido com um grito de raiva.

-ONDE É QUE VOCÊ ESTAVA, TEME?!

-No...

-NÃO IMPORTA! VOCÊ ME DEIXOU PLANTADO E BOIANDO NA MINHA PRÓPRIA CASA, SEU BASTARDO! MINHA MÃE ESTÁ ME INFERNIZANDO E A CULPA É DE QUEM? EXCLUSIVAMENTE SUA, DIABO!

-Calma Narut..

-E ELA PERCEBEU QUE ACONTECEU ALGUMA COISA ONTEM, SABE O QUE É LIDAR COM KUSHINA UZUMAKI?! VEM PRA MINHA CASA AGORA, SEU UCHIHA IDIOTA!

-Me deixa terminar!

-DEIXA EU TERMINAR, BAKA! VOCÊ...

-Eu estou na frente de um hospital, cale a boca, estrupício! - retruco - Além do mais, Itachi tava enchendo meu celular de ligação e eu tive que vir correndo se quisesse minha vida salva, entendeu? - ouvi um grito e o barulho de porta se fechando - O que você tá fazendo?

-Indo aí no hospital!

-Um retardado escandaloso e hospital não são uma boa combinação - digo

-E um Uchiha morto com cemitério, é uma boa combinação?! SAI DA FRENTE,MOÇA! - balanço a cabeça negativamente imaginando a cena que o idiota deve estar fazendo - Que hospital você tá?

-Francamente Naruto, só existe um hospital nessa cidade! - exclamo surpreso com tamanha burrice

-Ah é verdade. Perae que eu tô chegando - como ele não respondeu por um tempo, desliguei, mesmo que Naruto ficasse bravo comigo depois.

Quando olhei para o lado, Itachi me encarava fixamente sorrindo de lado. Ignorei, fixando meu olhar para a porta da lanchonete. Incrivelmente, segundos depois Naruto apareceu. Desde quando ele é tão rápido?

-Teme! Você desligou na minha cara, seu idiota! - Típico do loiro chegar já brigando

-Não quero gastar crédito - respondo simplesmente

-Como assim, idiota?! Depois de tudo, você diz essa merda?! Vai pro inferno, seu Uchiha idiota! Sabe que eu tô me ferrando por sua causa e tu tá aí de boas numa lanchonete com o... Ah, oi Itachi! - o meu irmão levantou uma sobrancelha curioso, e percebendo isso, Naruto tratou de arrumar o erro - Quer dizer... Não fizemos nada não.

- Sei - disse e voltou a bebericar seu refrigerante. Senti meu celular vibrar e o peguei, estranhando ser uma mensagem de Naruto.

Naruto: Baka! Já falei que te odeio?

Eu: Caramba, quer continuar brigando?

Naruto: Sim! Sasuke! O que caralhadas de rámen aconteceu que você saiu de casa?

Eu: Bom, uma pessoa morreu e ela era um loiro oxigenado igual a você.

Naruto: Como assim?! Teme! Para de ser um idiota!

Eu: Eu, idiota? O idiota que começou essa conversa foi você, não eu.

Naruto: Não importa! Devia ter me acordado e avisado, bastardo!

Eu: Que foi que tá tão bravo? É ciúmes?

Naruto: Cala a boca!

Eu: Não estou falando nada.

Naruto: Você é um idiota!

Levantei os olhos da tela do celular rapidamente e notei as bochechas de Naruto meio avermelhadas. Sorri internamente achando aquilo fofo e logo me repreendi. Caramba, desde quando penso em coisas assim?

-Bom, vou deixar vocês dois aí que eu vou falar com o Shishui - quando meu irmão disse isso, abro um sorriso um tanto sugestivo - E não vai rolar nada.

-Aham, sei.

-Qual é Sasuke, para de importunar.

-Oras, só estou fazendo o mesmo que você faz - dei de ombros voltando a ver a tela do celular - Além do mais... Não passe muito tempo com o Sasori que se não o Shishui tem mais uma crise de ciúmes.

-Aquilo não foi ciúmes - Itachi retrucou rapidamente, de saco cheio

-Se não foi ciúmes eu não sei o que é - retruquei também e ouvi Naruto fazer um barulho com a garganta, chamando nossa atenção.

-Hã... Como assim, Shishui e crise de ciúmes? Na verdade... Quem é Shishui?

Fecho os olhos levemente e ouço a cadeira do meu lado se mexer, indicando que Itachi tinha se levantado e provavelmente saído dali, deixando o peso de explicar tudo ao idiota comigo. Que ótimo irmão mais velho eu tenho.

-Sasuke? Quem é Shishui?

-Shishui é meu primo e antes de você chegar ele teve uma crise de ciúmes por causa do cara que morreu, Deidara - explico rapidamente sem entrar em detalhes ainda de olhos fechados.

Naruto de repente então, fica em silêncio absoluto e eu preocupado abro uma fresta dos olhos. Uzumaki Naruto quieto por mais de um minuto? Impossível. Ele estava olhando fixamente para mim, com uma expressão desconhecida. Bom, eu ao menos nunca vi essa cara.

-Por que tá me secando?

-Nada. É só que.. parece que você nem se importa que o tal Deidara morreu - ele diz baixinho e eu abro um sorriso para o espanto dele.

-Ah, é que eu, digamos, não era tão próximo dele. Apenas isso. - o loiro baixou o olhar, encarando o chão - Bom, o que eu vou falar provavelmente é um motivo ruim, mas sabe, o mundo um dia acordou de bom humor e disse "Que segunda-feira maravilhosa..!", já percebeu que a nóia começou nessa frase "... ótimo dia para começar a foder com a vida de Uchiha Sasuke!". E eu estou de saco cheio do mundo foder com minha vida, e só de raiva eu não vou ficar triste, vou tentar ser feliz e mandar o mundo ir se foder ao invés de se meter na minha vida.

-E só por isso você não está triste?

-...- fecho os olhos novamente e abro um sorrisinho - É apenas um jeito de ver. Chorando por quem morreu e querendo que fique vivo nesse mundo, não pode ser visto como um ato egoísta? Ficando feliz por tal pessoa ter morrido, não pode ser visto como um ato de amor? A morte é vista como uma maldição, mas ultimamente eu tenho a olhado como uma válvula de escape. Afinal, nós não sofremos aqui, vivos? Quando morrermos, não vamos sofrer mais, certo? Então, Naruto, são só opiniões diferentes, não concorda?

Abro os olhos. O loiro fixou seu olhar em mim, refletindo as minhas palavras, até que concordou com a cabeça, voltando a baixar o olhar.

-Sim, talvez. Ninguém nunca morreu e voltou pra contar.

Mas a verdade, é que de fato eu estava triste e com raiva. Triste pelo fato de que eles morreram, e raiva porque eu estava cansado do mundo foder com minha vida. Mas em ambas ocasiões, a culpa estava presente, afinal, eles morreram por minha culpa, e a vida foder tanto comigo era porque eu devo ter sido muito mau em alguma era passada ou nessa vida.

Fazer o quê.

-Além do mais... por que veio correndo até mim quando eu disse que estava no hospital? - perguntei curioso.

-Bom... eu também não sei. Foi instantâneo. Talvez eu tenha corrido por duas opções.

-E quais seriam? - pergunto me ajeitando na cadeira pronto para ouvi-lo.

-A primeira era a de você ter se machucado, a outra era a de alguém ter morrido e... bom... não seria nada legal se você sei lá, desse a louca e fosse pro fundo do poço, começasse a se cortar e essas coisas. - explicou - Então eu vim.

-Hn. Quer comer algu.. - antes que eu terminasse a frase, Naruto estava com o braço estendido chamando o garçom daquele seu jeito retardado.

-EI! EEEEI! Tem Rámen aqui? - o cara negou - Ah, então deixa.

Olhei para seu rosto com uma sobrancelha erguida, e o loiro percebendo isso perguntou o que era

-Todo esse estardaiaço só pra isso?

-Sim, só pra isso - retrucou se ajeitando na cadeira, aparentemente sem saber o que falar dali em diante. Não estou em posição para julgar, também não sei o que falar.

Talvez seja isso as consequências de amar. Eita, tenho que parar de pensar nessas coisas vergonhosas.

Pra falar a verdade, tenho que parar de pensar no Naruto, já que ele é a fonte desses pensamentos estranhos. Mas eu já não devia estar acostumado? Afinal, nós não estamos juntos? Ou não estamos? De fato, eu fiz merda em deixar o Naruto sozinho na casa dele, agora eu não tenho uma posição em relação ao dobe. Por que, universo, por que é que eu larguei o loiro lá na casa da dona Kushina sem ao menos dizer nada? Agora eu estou pagando o pato sem saber minha posição.

Eu sei que já devo ter dito antes que amava o Naruto, realmente amo, mas..

De onde é que esse amor surgiu?

###

Nos dias seguintes, minha rotina era: colégio, almoço, casa do Naruto, hospital, casa, jantar e de novo e de novo. Minhas visitas ao hospital já eram frequentes, tanto que a enfermeira que cuidava de Sasori me tratava como se eu fosse um sobrinho para ela. A aparência voltara ao normal, ele superara a morte de Deidara -seja lá o que ele conversou com Shishui, foi milagroso- e voltou a trabalhar na loja, parando de afundar ainda mais no poço.

-Esses dias eu pensei... Madara não está nem aí pro que aconteceu? - perguntei a Shishui

-Bom, você sabe como ele é. Mora lá no fim do mundo, eu até duvido que ele saiba que estamos vivos - disse ele sorrindo mudando o canal da TV - Além do mais, ele é o único Uchiha que trabalha na empresa comigo. É bem ocupado.

-Falar na empresa... Por que Itachi não larga aquela lojinha pra trabalhar com você lá?

-Bom... digamos que ele já trabalhou lá, mas foi em uma época que a empresa passou por dificuldades e..

-E daí? Itachi continuaria lá - digo confuso e Shishui dá uma risada leve.

-Calma, apressadinho. Foi uma época em que a empresa contratou várias pessoas, entre elas a ex do Itachi - senti um tom de nojinho na última parte e conti o sorriso sugestivo - E.. bom, a história de como ela ferrou com a vida dele você já sabe. Por causa dela ele largou o emprego, mas a vaca continua lá, se não fosse por isso 'Tachi estaria trabalhando com certeza.

Primeira vez que ouço o Shishui xingar alguém de vaca. Cara, dá vontade de jogar na cara dele como dá vontade de rir cada vez que isso acontece. Será que é a mesma coisa que acontece com Itachi quando ele vê eu e o Naruto? Bom, se for, agora eu entendo, mas pelo menos eu também posso jogar na cara dele, igual faz comigo.

-Por mim tudo bem - digo sorrindo de canto

-Tudo bem o quê? - Shishui pergunta confuso me olhando

-Tudo bem o casamento de vocês dois - digo sorrindo de satisfação ao ver ele corando. Cara, isso é o máximo! Agora entendo porque Itachi faz questão de zoar comigo!

-Idiota - murmurou mudando de canal, até que a campainha soou. Me levanto do sofá com preguiça e caminho até a porta, a abrindo e logo em seguida ficando paralisado no mesmo lugar.

Esfreguei os olhos pensando que era algum delírio da minha mente, mas não era. Pisco uma, duas, três vezes e a pessoa continuou ali. Minha mão deu uma leve tremida na maçaneta e as palavras morreram na minha garganta, me deixando congelado no mesmo lugar por alguns segundos, até que a visita, percebendo que eu não iria falar nada, resolveu tomar a dianteira e disse:

-Olá, Sasuke. Itachi está?

-É... Bom.. É... - me embolo nas palavras ainda parado no mesmo lugar, vendo o homem rir, me deixando ainda mais paralisado e surpreso.

-Oras, não lembra de mim? Sou eu, Madara.

###

*Naruto*

Caraca! Daqui da cozinha estou ouvindo meu celular vibrar no meu quarto! Provavelmente é minha mãe que está ligando, então se eu prezo pela minha vida, tenho que ir correndo atender.

Largo o delicioso bolo de chocolate da minha mãe em cima da mesa e corro até meu quarto, pegando o celular. Mas para minha surpresa não era Kushina, e sim Sasuke. Para ele me ligar assim, alguma coisa aconteceu. Mas antes de atender, vou ver as mensagens e até me assusto.

"Meu Deus Naruto, atende esse celular!"

"NARUTO, É SÉRIO, EU TO PRECISANDO DA SUA AJUDA"

"CARA, ATENDE ESSA DROGA LOGO, É SÉRIO!"

"PUTA MERDA, NARUTO! ATENDE!"

"SE VOCÊ NÃO ATENDER EU JURO QUE EU FERRO COM SUA VIDA DEPOIS"

"E NÃO É PROMESSA VAZIA!"

"CARALHO, ATENDE, DOBE!"

"UZUMAKI NARUTO, ATENDE ESSA MERDA!"

Assustado, disco o número de Sasuke imediatamente e prontamente sou atendido por uma respiração ofegante.

-Meu Deus Sasuke, o que aconteceu?

-Graças a Deus você atendeu! Naruto, Madara tá la em casa!

-E...?

-E ele vai na justiça tentar virar meu responsável legal! Puta merda, por que caralhos eu não tenho dezoito anos?!

-C-Como assim Sasuke?! - pergunto assustado

-Seu burro! Ele vai no serviço social virar meu responsável, porque de algum modo eu me safei e até agora não tinha problemas, mas se ele conseguir eu vou ter que morar com aquele velho maníaco lá no fim do mundo! - Sasuke continuava ofegante, provavelmente estava correndo, mas do quê?

-Por que tá ofegante? - pergunto

-Eu tava indo pra sua casa ir ferrar com sua vida, como prometi, e já to na esquina, por sinal! - ele respondeu correndo e um pensamento meio inadequado de Sasuke ofegando e correndo brotou na minha mente. Que merda eu estou pensando? - Naruto, já que o retardado aqui é você, qual sugestão de fugir disso você me dá?

Ouço a campainha soar e o celular desligar, então corro até a porta a abrindo e dando com um Sasuke com o rosto vermelho e ofegante. Cara, ele tá tão bonito assim suado com a camisa colada no corpo e.. Que merda! Tenho que parar de pensar assim! Abro espaço e o mesmo entra tentando controlar a respiração. Ele se joga no sofá e eu tranco a porta, correndo para pegar um copo de água. Assim que pego, volto para onde Sasuke estava e entrego, vendo ele beber tudo em um só gole.

-Sasuke, o que você vai fazer? - pergunto preocupado vendo ele tentar controlar a respiração.

-Sinceramente? Não sei. Mas eu tenho certeza que não vou praquele fim de mundo com ele - disse me encarando - Alguma sugestão?

-Mas.. Por que você não quer ir?

-Bom eu não quero ficar longe do Itachi nem de você. - sinto minhas bochechas esquentarem.

Ora, não é todo dia que eu recebo uma declaração de amor de Sasuke! Mas é claro, pra pessoas normais não era uma declaração, mas pra mim sim. Óbvio, foi uma declaração á là Uchiha Sasuke, mas ainda sim me deixou feliz. Sorrio, e quando ele percebe, indaga o que aconteceu.

-Ah, nada.

-Não, o que foi? - ele insistiu, e nesse momento uma gota de suor escorreu de sua testa e atravessou seu rosto. Quando percebi, eu estava hipnotizado pela gota que agora corria livremente pelo pescoço de Sasuke, mas que em seguida sumiu dentro de sua camisa cinza e eu acordei pra realidade - Naruto? Naruto!

-Ah, o-oi? - por que eu gaguejei?!

-Você foi dar um oi pro alien que vive em Marte? - ele perguntou sarcástico

-Idiota. Você pediu uma sugestão, não é? Por que você não...

-...foge? - ele completou me olhando com uma cara cética - Francamente Naruto, sua criatividade vai até aí?

-Ain, desculpa.

-Mas de qualquer modo, se eu fugir, não tenho onde ir - Sasuke disse virando o rosto para encarar a janela.

-Tem sim - rebato e ele me encara curioso - Bom.. eu não vou lá faz tempo, mas tem um lugar sim.

-De qualquer jeito, isso vai dar merda. Madara quando perceber, vai me dar como sequestrado e quando me acharem, irão suspeitar de você e eu não quero isso. - o que houve com Sasuke Uchiha? Ele do nada está soltando essas declarações indiretas, raríssimo.

-Bom, é verdade. Tem a opção de rezar pra Deus e ir na fé - digo e ele me encara como se perguntasse "jura?" - Não me olhe assim! Foi você que veio atrás de mim!

-Pf... - ele bufou jogando sua franja de lado em um ato assustadoramente sexy. Cara, eu falo do Sasuke mas eu mesmo estou estranho. - De qualquer jeito, você tem razão. Talvez a única coisa que eu possa fazer é esperar que dê certo

-Meu Deus, Sasuke, o que você comeu hoje? Você nunca concorda comigo! - exclamo pulando em seu colo e colocando minhas duas mãos ao redor de seu rosto o encarando à procura de qualquer sinal que o denunciasse. Ele faz uma careta, mas para minha surpresa ele não me afastou. - Sasuke, você está bem? Normalmente você iria me afastar!

-Eu estou bem, dobe - ele retrucou, mas ainda não me afastou.

-Sasuke! - dou um leve tapa em seu rosto e ele me encara sem nenhuma reação - Me conte detalhadamente o que você comeu ou bebeu hoje!

-Eu. Estou. Bem. Agora me solta. - FINALMENTE! Mas... espera... ele está esperando eu sair! Como assim?! Sasuke iria me empurrar, pouco se importando se eu cairia no chão, mas ele não está fazendo isso! Olho para ele preocupado de vez e Sasuke suspira arrancando minhas mãos de seu rosto e colocando as dele sobre o meu - Eu. Estou. Bem. Ok?

-Não, você absolutamente não está bem! - retruco - O que foi, não conseguiu dormir a noite? Mas você não tem olheiras... é maquiagem? - e curioso, eu levo um dedo à boca e chupo, passando em seguida embaixo dos olhos de Sasuke, ouvindo um grito.

-Caralho Naruto, você é demente?! - diz ele finalmente me empurrando, mas... ele me empurrou delicadamente, tipo, com medo de eu cair no chão. Sasuke absolutamente não está bem!

-Eu preciso te levar à  um médico - digo sério

-Já disse que estou bem, caramba!

-Sasuke, é sério, o que hou.. - antes que eu terminasse a frase, a campainha soou - Que droga!

Me levanto do sofá, vou até a porta e a abro, dando de cara com três pessoas quase idênticas. E quando digo idênticas, é idênticas mesmo! Elas eram parecidíssimas com Sasuke. Itachi eu reconheci, os outros dois eu desconhecia, mas uma coisa era certa: todos eram um Uchiha. Malditos Uchihas e sua semelhança!

-Naruto? O Sasuke está aí? - Itachi se curvou um pouco e viu o irmão jogado no sofá - Sabia que estaria aqui.

-Sasuke, por mim tudo bem - um desconhecido diz sorrindo de lado

-O quê?

-Por mim tudo bem o casamento de vocês dois - o cara completa sorrindo vitorioso quando Sasuke começa a xingá-lo de desgraçado e eu coro. Até um desconhecido faz piada sobre nós dois? Eu mereço.

-Shishui.

-Oi, 'Tachi?

-Cale a boca.

-Ok, 'Tachi.

-Sasuke nós precisamos conversar sobre... - o cara aparentemente mais velho começa, mas Sasuke o corta.

-... Sobre a inflação? Sobre a crise de petróleo? O aquecimento global? A estréia de um filme genial? A corrupção?

-... Sobre o seu responsável legal.

-Não estou interessado - Sasuke diz direto cruzando os braços.

-Otouto.. - Itachi suspirou frustrado, e eu percebi que eles ainda estavam do lado de fora da casa. Dou passagem e os três entram. Por educação pergunto se queriam água, porque meu Deus, quem oferece água para um cara que parece um psicopata? - Só tenta escutar.

-O que tenho pra escutar? Você, Madara, não se importava comigo até algumas horas atrás, então por que é que você veio agora ferrar com minha vida? Seja lá o que for, não vou escutar coisa nenhuma a não ser que seja o motivo de vir atrás de mim agora.

-Você vai morar comigo a partir de agora. - o tal de Madara diz e meu mundo despenca, caindo na escuridão. - Mais precisamente, hoje mesmo.


Notas Finais


DESCULPA
MINHA CRIATIVIDADE FOI PEGAR UMAS FÉRIAS E SÓ VOLTOU AGORA!
Me desculpa sim ;-;
Eu pretendo fazer a fic até o cap 15, se possível, mas minha genialidade inventou um enredo para uma possível continuação!

Cara, é isso flwos

-sinto ameaças de morte para mim pq matei deidara...-


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...