História A magia antes, durante e depois - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alice Longbottom, Alvo Potter, Andromeda Tonks, Angelina Johnson, Argo Filch, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Augusta Longbottom, Barão Sangrento, Blásio Zabini, Carlinhos Weasley, Cho Chang, Daphne Greengrass, Draco Malfoy, Duda Dursley, Emmeline Vance, Ernesto Macmillan, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Gregory Goyle, Gui Weasley, Harry Potter, Helena Ravenclaw, Hermione Granger, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Jorge Weasley, Katie Bell, Kingsley Shacklebolt, Lilá Brown, Lílian L. Potter, Lino Jordan, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucius Malfoy, Lucy Weasley, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Newton Scamander, Olívio Wood, Padma Patil, Pansy Parkinson, Penélope Clearwater, Percy Weasley, Petunia Dursley, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rita Skeeter, Ronald Weasley, Roxanne Weasley, Rúbeo Hagrid, Sibila Trelawney, Simas Finnigan, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley, Viktor Krum
Exibições 14
Palavras 2.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Fantasia, Ficção, Magia, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


me desculpem a demora, eu sei que prometi não demorar tanto mas eu tive um pequeno bloqueio pra essa fic , mais já estou providenciando o próximo cap só não prometo postá-lo tão logo. a foto em questão se refere ao lugar em que o Draco menciona ok?

sejam bem vindos novos leitores e boa leitura!

Capítulo 14 - Se preparando para a volta


Fanfic / Fanfiction A magia antes, durante e depois - Capítulo 14 - Se preparando para a volta

Pov Draco Malfoy:


     Vários planos do que fazer e que providência tomar passavam pela minha cabeça e eu não conseguia decidir em qual era a melhor a se tomar. Eu estava na sala de estar da mansão, em uma das poltronas ao meu lado no criado mudo estava um wisk de fogo já fazia horas que eu estava na mesma posição e nada me vinha a mente. Chamei um dos elfos:


_ Lelet!


Um poc foi ouvido e logo se pode ver uma elfa pequena comparada aos outros, suas roupas são mais imundas e surradas até mesmo se podia ver alguns rasgos e percebi o quão repulsivo era ver aquela criatura naquele estado deplorável e resolvi que já era hora de aderir a uma das ideias daquela sangue-ruim maldita, que por anos povoa meus pensamentos me deixando maluco, balancei minha cabeça para espantar tais pensamentos já que minha cabeça estava cheia de mais e não precisava de mais nada para enchê-la.


_ Sim meu senhor- falou curvando-se


_ Primeiro farei uma pergunta e quero que me responda a verdade está me entendendo?


_ Sim meu senhor


_ Você se sentiria ofendida se eu lhe desse a liberdade?


Seu olhos enormes e cor de violeta me fitaram, para logo em seguida se encherem de lágrimas grossas na qual eu não pude entender o por que delas.


_ Na verdade meu senhor Lelet adoraria ser livre mas a vida de um elfo livre e muito difícil.


Franzi o cenho, esperando uma explicação então ela continuou:


_ ... Um elfo livre para muitos é uma vergonha meu senhor, por gerações nós elfos servimos as famílias bruxas e agora que à possibilidade termos mais direitos no mundo bruxo muitos tem medo de serem libertos e não encontrar trabalho.


_ Bem eu vou te dar a liberdade, mais antes de te explicar mais coisas quero saber como pode ter tanta certeza de que vocês podem vir a ter mais leis a seu favor?


Eu estava realmente intrigado e curioso para saber como.


_ A amiga do menino que matou o lord das trevas senhor, a grande Hermione Granger é uma das maiores benfeitoras e defensoras de nós elfos domésticos assim como de todas outras criaturas inferiores.


Dei um sorriso de canto; então ela realmente aos poucos está conseguindo o que sempre quis, mudar o mundo bruxo para melhor e lutar pela igualdade. Quem diria que aquela na qual tinha cabelos espessos e armados como uma vassoura, metida a sabe - tudo conseguiria algo que à anos vem estando sob panos quentes.


_ Já que é assim eu lhe darei a liberdade, farei um contrato com você, você será paga e terá dias de folga apenas terá de ficar escondida com a minha mãe em uma das muitas propriedades dos Rosier. O que acha?


_ Acho ótimo meu senhor, minha senhora ficará bem com Lelet. Lelet promete cuidar muito bem dela e mantê-lo informado de como sua senhora estará.


    Sim era isso que eu faria, exatamente isso eu mandaria mamãe para umas das propriedades da vó Druella, eu sei que papai não tem conhecimento delas, porque quando fizeram o acordo estava apenas incluido as propriedades Black que estavam no nome dela, mas não as de parte Rosier, levantei-me rapiamente em direção à uma das estantes analisei bem os títulos de alguns até que eu achei o certo, no qual abriria a passagem da sala de documentos secretos, nos quais somente eu e minha mãe como dona pode autorizar a entrada e quando ela me mostrou esta passagem eu tinha apenas oito anos e em uma das muitas saídas de meu ... De Lúcio ela me trouxe aqui e me disse que era um segredo dela e dos vovôs Black e eu e não poderia contar ou comentar nada com ninguém. 
     E foi exatamente isso que eu fiz nem mesmo os elfos que trabalham aqui sabem da existência desta passagem, mesmo que eles ou alguém pegue o livro certo, ainda se tem o preço de sangue, o feitiço de reconhecimento e o feitiço de voz da minha mãe dando autorização para que eu possa entrar a hora que eu bem quiser, vasculhei alguns papeis em busca da lista de propriedades Rosier até que os achei numa pasta azul e quando abri pude ver que era uma verdadeira fortuna o que havia ali, se meu pai conseguisse por suas mãos imundas naquela pasta.. Nem quero imaginar, li atentamente a lista e achei uma das propriedades mais adequadas era uma fazenda ao sul do Brasil na divisa da Argentina, na cidade de San Javier lá é uma cidade pequena e pelo o que posso ver a casa de lá é muito bem escondida só quem é descendente ou parente direto dos donos podem ver a casa e à sua volta há muitos animais e vegetais, não se sabe dizer onde termina o bosque e começa a floresta, o clima varia entre seco e temperado. Tenho certeza de que ela ficará muito bem lá. 
   Saí da sala de documentos, chamei por Lelet novamente e mandei que preparasse tudo o que era de minha mãe, absolutamente tudo, preparasse suas coisas também e que estivesse de sobreaviso que logo eu a mandaria levar as coisas até o local onde eu a mandaria com a minha mãe. Voltei ao hospital pretendia conversar com a minha mãe, mas assim que cheguei lá fui chamado na sala do medibruxo que era responsável pela minha mãe. Bati na porta e depois de escutar um entre eu abri, fui direto a uma das cadeiras que tinham de frente a mesa sentei-me e o cumprimentei.

_ Boa tarde doutor fui informado de que queria conversar comigo, o que houve? Algo errado com a minha mãe ou com a minha irmã?


_ Fizemos novo exames e pelo o que pude ver não será somente um bebê serão dois, sua mãe já tem certa idade mesmo que ainda seja bem nova em aparência, se um já devíamos tomar cuidado aconselho a termos extremo cuidado ela deve ficar de repouso absoluto por três meses após este perído faremos novos exames e ela deverá repousar com a maior frequência possível. Diferente das outras pacientes ela deve ser consultada até três vezes no mesmo mês. Aqui estão as vitaminas e poções fortalecedoras nas quais ela deve tomar em toda a gestação sem falta. Ela já está liberada para ir pra casa.


_ Doutor farei tudo o que dizer quero apenas que elas saiam vivas e bem, agora minha mãe não permanecerá aqui em Londres ela ficará toda a gestação longe em um local de extremo sigilo. Somente eu, e um elfo saberemos seu paradeiro e já que tem demonstrado um enorme trabalho e bastante confiança será o médico de sua confiança ela só se consultará com você e mais ninguém, jogarei um feitiço no senhor que somente eu poderei retirar. Não se assuste é apenas uma precaução. A cada consulta o elfo em questão virá busca-lo e o trará novamente. estamos entendidos?


Ele estava visivelmente nervoso, eu usava meu tom frio e meu rosto deveria estar impassível, meus olhos deveriam estar mais frios do que todo o inverno.


_ S-sim senhor Malfoy f- faremos como desejar, aconselho a não fazerem viajens longas e nem mesmo muitas aparatações. 
Agradeci e fui em direção ao quarto onde minha mãe estava, bati na porta e ela me mandou entrar, ela estava se trocando com a ajuda de uma enfermeira.


_ Pronta para ir pra casa mamãe?


_ Sim querido, eu estou. Já me sinto bem melhor.


_ Partiremos assim que estiver pronta.


_ Então vamos.


Saímos do hospital e entramos num carro preto com janelas bem escuras as quais quem passasse do lado de fora não nos veria. Fomos primeiro para a mansão assim que entramos a fiz ir se sentar no sofá e chamei um dos elfos.


_ Alek


_ Sim senhor


_ Traga um suco para minha mãe


_ Sim senhor Alek já irá trazer.


Com um poc ele desapareceu, sentei ao lado de minha mãe no sofá e tomando sua mão na minha eu lhe disse:


_ Mãe nós precisamos conversar.

Hermione Granger:


    Eu não sabia o que pensar , eu me sentia desnortiada e ao mesmo tempo anestiesida a minha ficha ainda não tinha caído, eu não entendia como eu poderia ser nascida-trouxa, sangue-ruim e ser sangue puro de uma das famílias do sagrado vinte e oito uma família tão antiga que acredita-se que ela tenha surgido junto com a família Peverell, e ainda descender do primeiro irmão assim como Harry descende do terceiro irmão. Folheei mais um pouco entre as famílias Granger e Peverell e achei as árvores genealógicas e pelo o que pude ver, por meus filhos terem no sangue a mistura dos sangues: Balcks, Peverell, Rosenvelt, Rosier e Granger eles são os próximos magos mais poderosos, eu tenho que protegê-los apenas uma gota do sangue de cada um em mãos erradas pode fazer um estrago tão grande quanto o de uma bomba nuclear; chamei por Wink assim que saí da biblioteca e pedi que fosse atrás de Harry, Rony e de Minerva somente eles e também que fosse atrás de uma coruja e um falcão para mim no Beco, eu precisava ter um meio de me comunicar no mundo bruxo além dos patronos. Assim que ela saiu, fui à procura dos meus pais eu tinha que ter uma conversa com eles.

Eu os achei na sala de estar vendo tv, e quando os vi sentados e abraços no sofá lembrei-me de um pouco antes da guerra ter início, quando tive que apagar suas memórias e hoje pago o preço de minha proteção, eles não se lembram de muitas coisas principalmente pequenos detalhes apesar de já estar trabalhando num modo de reestabelecer suas memórias pouco à pouco e se desse certo eu o faria com os pais de Neville ele merecia ter seus pais de volta ainda que não fosse como antes de eles serem torturados. Suspirei e entrei na sala, esperei que eles se dessem conta da minha presença e logo iniciei parte da conversa.


_ Mamãe, papai eu tenho umas coisas para contar para vocês e alguns avisos. Logo estarei em Hogwarts para terminar o ano e não estarei sempre por perto como gostaria.


_ Pode falar filha, parece preocupada- disse meu pai


_ Bem eu descobri umas coisas sobre nossa família que prefiro não revelar. Por favor se forem sair com os gêmeos enquanto eu estiver na escola não saiam desacompanhados seja pela Wink, por um amigo meu ou algum auror. Eu os deixarem protegidos por feitiços claro mais se tem uma coisa que a guerra me ensinou é todo cuidado e pouco, desconfiem de qualquer um que eu ou as pessoas que citei não tenham sido apresentadas à vocês. Ah também colocarei um casal de cães aqui para ajudar a proteger e vigiar a casa.


_ Mais filha acha mesmo necessário tudo isso? Não está exagerando? - perguntou minha mãe


_ Abbigail acho que tem algo a ver com o que nossa filha prefere não nos contar sobre nossa família, e se for isso mesmo ela está certa em se certificar de toda proteção possível tanto à nós como aos nossos netos. Não se esqueça que apesar de sabermos defesa pessoal à outros que podem nos fazer mal por ser bruxo e então estaremos de mãos atadas.- meu pai disse à minha mãe.


Agora sei de quem eu puxei o raciocínio rápido e a sensatez. Sorri para eles e logo ouvimos o som de um poc, peguei minha varinha e pedi que meus pais fizessem silêncio. Fui andando com cautela até porta da sala e logo que vi Minerva, Harry e Rony, respirei um pouco aliviada mas não de todo. Continuei segurando a varinha firmemente e fiz a vereficação.


_ Como destruímos o medalhão de Salazar Sonserina durante a guerra? E como os marotos chamavam Minerva?


Eles pareciam não entender o porque, de estar fazendo a verificação mais com o que eu descobri todo cuidado era pouco, não podia me descuidar. Foi Hary quem respondeu primeiro.


_ Eu entrei no lago congelado na floresta onde estávamos acampados para tentar retirar a espada e o medalhão tentou me matar...


_ E eu entrei no lago e puxei o Harry e a espada, e assim que ele se vestiu nós... Eu acertei o medalhão com a espada. - terminou Rony


_ E quanto aos marotos eles me chamavam de Minie- falou Minerva - Agora será que pode nos explicar o porque de fazer a verificação Hermione? Pelo jeito é algo extremamente sério.


_ Me desculpem, sente-se por favor o que tenho a dizer é um segredo que se cair em ouvidos e mão erradas fará com que entremos em guerra novamente.


Vendo a minha seriedade, eles se sentaram, fui à cozinha e peguei chá, pães e suco pois a conversa seria longa. Suspirei novamente e voltei para a sala, agora não tinha mais volta eu protegeria meus filhos nem que pra isso eu fizessem o mesmo que Lilian Potter.


Notas Finais


obga a todos que acompanham, acessam, favoritam e comentam espero que contt seguindo a fic até o final. bjus e até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...