História A magia por trás das penas - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Fantasia, Magia, Saga
Exibições 6
Palavras 501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 28 - O traidor de Alland


O bando entrou na sala principal, aonde estava o maior traidor que Alland já viu, o falso rei olhou de forma mesquinha para o bando, Cucco rebateu o olhar dele com outro de ódio.

-Swertchvenik Whifea, saia do meu trono, - Disse Cucco, com a voz calma. – Por que eu tenho certeza que você não quer que eu te tire daí.

-Ah, Cucco, nós dois sabemos que você não é tão forte assim.

-Você, não me conhece mais Whifea, já se passaram nove anos da última vez que falei com você.

-Cucco, ouça bem, não importa aonde você esteja, eu sempre vou ter mais dinheiro e eu sempre vou ser melhor.

-Não importa se você é melhor ou mais rico do que eu, eu sempre vou estar um passo à frente de você.

-Prove.

-Eu tenho amigos.

O bando tirou suas armas, Cucco fez um sinal, com a mão e todos apontaram para o rei.

-Só vou falar mais uma vez, saia da minha cadeira.

-Ah é? Que pena, guardas!

Dois guardas entraram na sala, o peso de suas armaduras e armas deixava os passos mais pesados, eles eram gigantes como muralhas e a única coisa que podíamos ver eram os olhos dentro do capacete. Eles foram para cima do bando, um deles tirou uma espada e tentou acertar Tina, ela sorrateiramente desviou, a espada ficou presa no chão por um momento, ela aproveitou e subiu pelo braço do guarda, que tentou segurar ela, o guarda errou o ataque, o peso de sua mão fez ele cair no chão, Tina deu quatro tiros na abertura do capacete, matando ele. O outro guarda tirou uma lança e foi para cima de Oliver que simplesmente abriu um portal no chão, o guarda caiu e sumiu.

- Swertchvenik, saia da minha cadeira, é a última vez.

-Não adianta Cucco, eu sou o rei destas terras.

-Não, você é o substituto do rei.

Cucco suspendeu seu braço, e a pulseira lançou um portal, o corpo de Swertchvenik caiu no chão, sem sua cabeça, Cucco abriu outro portal, mandando o corpo embora.

Lá embaixo na cidade os guardas e assassinos pararam quando Cucco apareceu no topo da grande escada e lançou um portal grande que escureceu a cidade, no portal, dava para ver a cara dele.

-Isso é uma mensagem para todos os habitantes de Alland, Swertchvenik está morto, eu voltei ao reinado, todos os guardas e assassinos voltem para o reino, os habitantes da cidade não merecem isso, se eu souber que algum de vocês matou um cidadão de Alland, vamos ter que conversar.

Todos os 117 guardas e assassinos liberados voltaram em fila para o castelo, indo para o quartel general.

Cucco voltou sozinho até a cidade e chamou o resto do bando, ele veio com o trailer até o início da escada, ele saiu do trailer e todos foram subindo, Cucco resolveu mostrar como era o castelo para o bando e depois mobilizar os  “ajudantes” que limpam o reino quando algo assim acontece.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...